pauloaguia

Euribor em baixa

7 publicações neste tópico

A Euribor resulta da média das taxas praticadas quando os principais bancos emprestam dinheiro, até aqui eu sei.

Reparei hoje que as taxas de mais curto prazo andam em valores historicamente baixos. Por exemplo a taxa a 1 semana anda há um mês abaixo da taxa de referência do BCE. Na semana passada caiu mesmo de forma bastante acentuada, tendo a de 6ª feira descido abaixo de 1,5%.

O que significa isto?

1. Que os principais bancos estão a tentar atrair capital de outros bancos que tipicamente se tentariam financiar junto do BCE?

2. Que se está a antecipar uma descida muito brusca da taxa directora?

3. Que a Euribor ganhou vida própria e os bancos já não ligam muito à taxa de referência?

4. Outra coisa?

Quem opina sobre isto?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Viva pauloaguia!

Sendo um leigo em Ciências Económicas, não tendo formação académica nessa área, o que "sei" é por autodidactismo. É uma área que me interessa bastante, porque gosto!

Posto este preâmbulo, aqui vão as minhas dicas sobre os teus pontos:

Neste momento conturbado de crise financeira e económica, havendo descidas constantes da taxa directora do BCE, é normal que a Euribor reflicta esse condicionalismo. Aliás quando a Euribor foi criada, foi,  tendo como referência a taxa do BCE. Neste contexto, são as taxas Euribor de mais curto prazo, aquelas que mais "beneficiam", uma vez que o risco temporal é curto. Quanto ao teu 1º ponto, não me parece. Há é um aumento de pedidos de empréstimos directamente ao BCE. Em circunstâncias normais, sim, funcionaria mais o empréstimo entre Bancos, (existiria confiança entre eles, por ex.). O B.C.E. aparece aqui como o "refúgio", e fundamentalmente porque os Bancos por todo o mundo, estão numa situação de liquidez alarmante. Daí as sucessivas injecções de capital, que os vários países promovem junto desta ou daquela instituição (vidé casos Dexia, Barclays, Royal Scottish Bank, Lloyds e tantos outros).O teu 3º ponto, é um cenário provável. Pelo que tenho lido, os mais pequenos sintomas de enfraquecimento económico (veja-se o caso do Reino Unido), a libra tem vindo a descer de forma assustadora, dia a dia. Logo, não estando controlada a crise financeira, a sensibilidade que todos temos e que os indicadores revelam, é que o natural, seja a continuidade da descida da taxa directora, logo, por reflexo, a da Euribor.

Como já disse, a Euribor tem uma vida "semi-própria". Estará sempre ligada às oscilações da taxa do BCE, que é a sua referência. Quanto ao teu 4º ponto, estou como tu. Vou lendo, estudando e fico também à espera que outros com mais ferramentas, farão uma leitura da situação mais objectiva e sobretudo mais fundamentada!

Há por aqui certamente, pessoal com formação académica na área e sobretudo experiência de trabalho, que certamente opinará com propriedade!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Quanto ao teu 1º ponto, não me parece. Há é um aumento de pedidos de empréstimos directamente ao BCE. Em circunstâncias normais, sim, funcionaria mais o empréstimo entre Bancos, (existiria confiança entre eles, por ex.). O B.C.E. aparece aqui como o "refúgio", e fundamentalmente porque os Bancos por todo o mundo, estão numa situação de liquidez alarmante....

Mas a falta de confiança não se devia reflectir num aumento das taxas? Quer dizer, se eu tiver a opção entre pedir dinheiro a 2% de juros ou a 1,5% de juros vou atrás do que me pede 1,5% de juros. Esse é que ficaria com o prejuízo caso eu não pagasse no prazo estipulado.

Do meu ponto de vista não corro risco nenhum entre optar por um ou outro (excepto o de pagar mais juros).

Portanto, se os bancos não se querem arriscar a emprestar, não deviam ter a sua taxa acima da que o BCE cobra?

Ao ler o teu comentário lembrei-me entretanto de outro pormenor - a Euribor é calculada com a média dos principais bancos que negoceiam na zona Euro mas inclui também alguns bancos externos. O facto de as taxas de juro lá fora estarem muito abaixo da do BCE (EUA, UK e Japão todos abaixo de 1%, acho eu) não poderá fazer com que essa média venha para baixo? Poderá ser esse o factor que eu procuro? :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Paulo, eu quando falava da "falta de confiança entre si", referia-me à relação interbancária e não à relação Banco X com o BCE. É claro que cada Banco pode ter um T.A.E. superior, mas isso é por efeito do "spread", porque a taxa de juro nominal variável tem tudo a ver com a taxa praticada pela Euribor em cada prazo! Podem portanto, arriscar uma TAE mais alta, mas aí funciona a concorrência: vamos onde nos oferecem melhor, ou seja a taxa mais baixa. Ter uma taxa acima da do BCE, todos têm e não só pelo efeito do spread (se pedires hoje uma simulação, hipoteticamente pela Euribor a 3 meses, verificarás que nenhum te dá a Tx. nominal variável ou taxa Euribor do dia + "spread".

Quanto ao segundo ponto, sendo a taxa Euribor a tal média, parece-me pacífico, que sendo as taxas directoras dos Bancos Centrais do U.K. , USA e Japão, mais baixas que a do BCE, faz com que pelo motivo da economia ser cada vez mais globalizada, quando o BCE analisa o corte de juros na taxa directora ou o mantenha, essa variável tenha de ser tida em conta.

Olha o ideal seria nós podermos pedir o empréstimo directamente ao BCE!  ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Paulo, eu quando falava da "falta de confiança entre si", referia-me à relação interbancária e não à relação Banco X com o BCE. É claro que cada Banco pode ter um T.A.E. superior, mas isso é por efeito do "spread", porque a taxa de juro nominal variável tem tudo a ver com a taxa praticada pela Euribor em cada prazo! Podem portanto, arriscar uma TAE mais alta, mas aí funciona a concorrência: vamos onde nos oferecem melhor, ou seja a taxa mais baixa. Ter uma taxa acima da do BCE, todos têm e não só pelo efeito do spread (se pedires hoje uma simulação, hipoteticamente pela Euribor a 3 meses, verificarás que nenhum te dá a Tx. nominal variável ou taxa Euribor do dia + "spread".

Eu também me referia à relação interbancária. E o que tu dizes vai ao encontro das minhas dúvidas - neste momento a Euribor (ou seja, a média das taxas que os bancos praticam) para o curto prazo (< 1 mês) é inferior à taxa do BCE. Portanto, seguindo aquilo que eu julgo e que tu próprio reforçaste com este comentário, os bancos deveriam estar a financiar-se entre si no curto prazo e não junto do BCE...

Por isso é que eu não consigo perceber quando dizes que é por falta de confiança...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Falta de confiança, naquela perspectiva: eu, Banco X peço ao Banco Y, não sei quantas centenas de milhões de euros. Como o Banco Y não está certo da minha liquidez, "inflacciona a taxa, que deveria ser basicamente a taxa directora do BCE.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A euribor não é simplesmente a média de todos os bancos, mas sim uma média aparada em que são cortadas as taxas mais altas e mais baixas (15%) e é feita uma média aritémica com as restantes.

Podem ver aqui os bancos que contribuem para a Euribor: http://www.euribor.org/html/content/panelbanks.html

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead