pedmarti

Advisory em Finanças Pessoais

5 publicações neste tópico

Este tema é bastante atual, espero que seja do interesse dos diversos participantes, parece-me algo estranho nos tempos que correm que este tipo de oferta não esteja massificada.

Refiro-me a um serviço de aconselhamento profissional que apoie o comum dos mortais (não me refiro ao wealth advisory que os bancos disponibilizam) a definir um plano financeiro, por exemplo numa fase pós-reforma.

Cenário hipotético: um reformado que confiou nos benefícios vitalícios de uma boa reforma não teve preocupações de poupança ao longo da vida, neste momento necessita de apoio de um especialista que possa garantir a sustentabilidade dos seus recursos garantindo os seguintes objetivos:

  • criar fundo de poupança para inibir necessidade futura de contraír empréstimos;
  • definir orçamento mensal para consumo e poupança;
  • estabilizar despesas de sáude, automóvel, etc;
  • renegociar encargos mensais.

Existindo disponibilidade para subscrever um serviço de aconselhamento personalizado, o que recomendariam?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde

Já tenho pensado nisso e tenho inclusivamente desenvolvido esforços para disponibilizar esse serviço. O problema que vejo é que as pessoas não querem pagar pelo serviço, apesar dos seus grandes benefícios. E falo nisto não só no que diz respeito ao corte de custos como também ao nível da poupança e do investimento.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tu conheces os resultados do teu inquérito e terás mais informação, o que te parecem as seguintes possíveis explicações(?):

  • mentalidade conservadora (exº não conheço ninguém que tenha tido acesso a um serviço destes, se não é bom para os outros não é bom para mim);
  • receio objetivo de segurança, por disponibilizar informação sensível a pessoas com as quais não existe um elo de confiança;
  • receio das perguntas que poderão surgir numa fase de análise (exº vão julgar-me pelas decisões que tomei, dizer-me o que eu posso ou não gastar do meu dinheiro) o que coloca o analista numa posição distanciada do cliente, pode ser visto como um administrador de insolvência...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Esse serviço é um pouco o que o empresário de futebol Jorge Mendes disponibiliza aos seus jogadores, é ele que que juntamente com outras pessoas ligadas ás finanças, saúde etc, trata de todos esses assuntos dos jogadores e até mesmo da familia de cada um.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pode ter algumas semelhanças, têm em comum serem pessoas que reconhecem falta de experiência / competência na gestão de recursos financeiros.

No exemplo do Cristiano Ronaldo que referes, este não terá problemas em assumir que contratou um tipo para cuidar os recursos que lhe sobram.

Em contraste, os comuns mortais que dependem de rendimentos e pensões sujeitos a impostos na economia nacional (sem regimes fiscais especiais...) terão em muitos casos problemas em assumir ajuda e reconhecer que os rendimentos escasseiam.

Ainda que o serviço de Advisory tenha como objetivo ajudar as pessoas a resolver problemas financeiros, a razões não costumam ter grande força quando vão contra as vontades e motivações humanas..

:-X

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor