JNunes

subsídio desemprego versus recibo verde

4 publicações neste tópico

já pesquisei alguns tópicos sobre este assunto aqui no forum, mas continuo com algumas dúvidas. Era excelente se alguém me esclarecesse porque tenho que tratar deste assunto com urgência. Dei uma formação em junho quando ainda estava a contrato numa escola pública, mas só agora me vão pagar. O problema é que estou a receber sub. desemprego e não sei qual a modalidade + rentável de passar este recibo e que consequências isso traz para o subsídio. Se eu passar ato isolado já sei que pago iva, mas o que acontece ao subsídio? Tenho que suspender ou não e se não tiver que suspender o que acontece? Seria mais rentável abrir atividade do que pagar o iva do ato isolado, mas não me parece que seja tão fácil suspender o subsídio, abrir atividade, passar recibo, cessar atividade e reativar o subsídio novamente... Parece fácil demais. Se isto for possível alguém poderia fazer isto várias vezes ao ano e usufruir de 2 rendimentos: subsídio e o dos recibos. Alguém sabe se isto é mesmo possível ser feito? Tenho que tratar disto na 2ª feira e até tenho receio que não me saibam esclarecer na SS... Já me disseram que se eu abrir atividade perco o subsídio de desemprego, que só não perco se fizer ato isolado. Será assim? A informação nos sites não é totalmente esclarecedora...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

obrigada pela resposta! De facto é esse mesmo manual que eu não acho esclarecedor quanto à minha questão das consequências de abrir atividade apenas para passar o recibo e fechar atividade logo a seguir... Pelo que eu percebo diz que apenas que se perde o direito ao reinício do subsídio quando se trabalha a recibos verdes ou a contrato por + de 3 anos! Mais abaixo diz que para reiniciar o pagamento de subsídio basta fazer prova de cessação de atividade. Então mas isto significa que se pode abrir e fechar atividade um número indeterminado de vezes durante o recebimento de subsídio??? É este pormenor que acho estar a parecer fácil de mais... Alguém interpreta este ponto de outra maneira no manual?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sim.

Não vejo qualquer limitação no número de possiveis de situações de suspensão.

O que o beneficiario do subsidio deve fazer é avisar a SS e o centro de emprego dessas suspensões.

Para voltar a receber o subsidio (cessar a suspensão) deve fazer prova da cessação da actividade independente (declaração de cessação) ou prova/declaração de desemprego involuntário (no caso de contrato por conta de outrem).

Se a actividade independente ou algum contrato por conta de outrem suspenderem o subsidio por mais de 3 anos seguidos, então o subsidio cessa.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead