Sleazydream

Histórico de Evolução das Taxas TANB de DP nos últimos 30/40 anos

17 publicações neste tópico

Alguem possui esta informação ou sabe onde poderá ser obtida?

Obrigado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Alguem possui esta informação ou sabe onde poderá ser obtida?

Obrigado.

Seria interessante.

Vou ver se consigo encontrar algo ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Deve ser um trabalho valente. Tendo em conta que no mesmo instante, existem bancos a oferecer taxas tão diferentes.

Mas talvez seja possível haver algum indicador como taxas médias.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Deve ser um trabalho valente. Tendo em conta que no mesmo instante, existem bancos a oferecer taxas tão diferentes.

Mas talvez seja possível haver algum indicador como taxas médias.

Sem dúvida mas na minha opinião era uma informação muito interessante, se já existisse!!!!!

Será que com esta crise economica mundial e mudança de paradigma no medio/longo prazo poderemos a vir a ter taxas de 20 /30% como chegou a existir no passado??!!!!!!!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O Banco de Portugal regularmente publica umas estatísticas com montantes depositados e taxas médias, creio eu. Ainda nestes últimos dias me lembro de ter visto isso em algum lado.

Não sei é se já o faz há 30/40 anos :-/

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Alguem possui esta informação ou sabe onde poderá ser obtida?

Obrigado.

Bem, de 5 anos para cá encontra algo, em formato excel, na primeira página deste tópico: http://www.forumfinancas.com/index.php?topic=162.0

Antes disso, é capaz de ser uma tarefa "herculeana"!...

Não me parece que voltemos a taxas de 20/30% porque agora estamos no "euro". Já se algum pais sair do euro é capaz de haver uma destabilização monetária, mas isto é uma mera conjetura ...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bem, de 5 anos para cá encontra algo, em formato excel, na primeira página deste tópico: http://www.forumfinancas.com/index.php?topic=162.0

Antes disso, é capaz de ser uma tarefa "herculeana"!...

Não me parece que voltemos a taxas de 20/30% porque agora estamos no "euro". Já se algum pais sair do euro é capaz de haver uma destabilização monetária, mas isto é uma mera conjetura ...

Não nos podemos esquecer que nessa altura (taxas de 20/30%) a inflação também era outra. Basta verificarmos as taxas para as poupanças num país como Brasil ou a Venezuela para nos apercebermos que a inflação é extremamente importante. ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Amigos

Á 30 anos pedi um emprestimo no Banco Nacional Ultramarino para comprar uma Toyota Dina

Paguei o Juro a 36%.

hoje é muito mais barato certamente.

mas á 30 anos ganhava-se e pagava-se tudo...  e não havia Fisco !

isto foi a evolução.

Cumprimentos

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pois, eu com o pouco capital que possuo ha 30 anos devia ser milionario!!!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Na sequencia deste tópico, e de mais um ou dois, aqui fica uma pequena comparação da evolução das taxas de juros de um produto do Montepio (Capita Certo) ao longo do tempo (ultimos 2 anos)

este produto tem novas emissões mensais, e tem uma duração de 5 anos, com juros anuais (compostos)

a ideia não é "analisar" o produto em si, mas observar a evolução das TANB.

Tenho lido, em alguns tópicos (na sequencia da seleção de depósitos a prazo), o argumento de procurar o DP com o melhor juro - muitas vezes em deterimento do prazo (prazos mais curtos) ou mesmo de "saltitar" de banco para banco.

A questão que levanto é, e assumindo o total desconhecimento das taxas de juro no futuro, se por vezes, não será uma melhor opção um "produto" com uma longevidade maior (mesmo que uma taxa anual inferior), mas que garanta um retorno "aceitável" ao longo do tempo

ou seja: no caso de as taxas

- continuarem a queda, garante-se uma taxa aceitavel por mais tempo e não estar sujeito ao  "mercado" nessa altura

- começarem a subir, fazer o resgate (a frequencia dos juros (anuais, semestrais..) também é importante de Considerar)

novamente, pegando no exemplo da imagem, e assumindo (ok, um GRANDE "SE") para uma questão de ilustração, que as taxas apresentadas no primeiro ano de cada série, é a taxa média oferecida pelo mercado para DP nessa altura, pode-se observar que, qualquer série de 2012, terá melhor retorno que as 2013 (mesmo no ultimno ano - 2018)

post-16296-14412396645636_thumb.png

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Alguem possui esta informação ou sabe onde poderá ser obtida?

Obrigado.

Isto será algum trabalho de alguma disciplina de licenciatura?

Na sequencia deste tópico, e de mais um ou dois, aqui fica uma pequena comparação da evolução das taxas de juros de um produto do Montepio (Capita Certo) ao longo do tempo (ultimos 2 anos)

este produto tem novas emissões mensais, e tem uma duração de 5 anos, com juros anuais (compostos)

a ideia não é "analisar" o produto em si, mas observar a evolução das TANB.

Tenho lido, em alguns tópicos (na sequencia da seleção de depósitos a prazo), o argumento de procurar o DP com o melhor juro - muitas vezes em deterimento do prazo (prazos mais curtos) ou mesmo de "saltitar" de banco para banco.

A questão que levanto é, e assumindo o total desconhecimento das taxas de juro no futuro, se por vezes, não será uma melhor opção um "produto" com uma longevidade maior (mesmo que uma taxa anual inferior), mas que garanta um retorno "aceitável" ao longo do tempo

ou seja: no caso de as taxas

- continuarem a queda, garante-se uma taxa aceitavel por mais tempo e não estar sujeito ao  "mercado" nessa altura

- começarem a subir, fazer o resgate (a frequencia dos juros (anuais, semestrais..) também é importante de Considerar)

novamente, pegando no exemplo da imagem, e assumindo (ok, um GRANDE "SE") para uma questão de ilustração, que as taxas apresentadas no primeiro ano de cada série, é a taxa média oferecida pelo mercado para DP nessa altura, pode-se observar que, qualquer série de 2012, terá melhor retorno que as 2013 (mesmo no ultimno ano - 2018)

O problema é que nesses produtos normalmente não é permitido o resgate... Mas, desde já os parabéns pela análise efetuada (ilustração) ao produto em si.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Isto será algum trabalho de alguma disciplina de licenciatura?

O problema é que nesses produtos normalmente não é permitido o resgate... Mas, desde já os parabéns pela análise efetuada (ilustração) ao produto em si.

E já agora consegue fazer o mesmo para o produto "Despesas Períódicas", agora denominado "Proteção 5 em 5"?

NOTA - O nome muda, mas a base de funcionamento é a mesma!...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O problema é que nesses produtos normalmente não é permitido o resgate... Mas, desde já os parabéns pela análise efetuada (ilustração) ao produto em si.

Como referido em cima, a ideia não era "analisar" o produto (ou tipo de produto) em si, mas apenas a evolução das taxas.

E é fácil observar, para um mesmo produto, como elas tem caído....  o argumento era se não será melhor garantir uma taxa razoável por mais tempo, do que a melhor durante um menor espaço de tempo, e depois, no final do prazo iir "para mercado" procurar novamente...

quanto ao produto em si, ate permite resgate - tem é penalização nos juros - mas isso pode ficar para outro tópico, especifico do produto ;)

PS: obrigado ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

E já agora consegue fazer o mesmo para o produto "Despesas Períódicas", agora denominado "Proteção 5 em 5"?

NOTA - O nome muda, mas a base de funcionamento é a mesma!...

o que pretende exactamente? tudo é possível.... :)  (tb pode ser por MP)

a questão é que esse produto (julgo), como outros do montepio, tem a ver com a taxa que a própria associação mutualista define para cada ano ("distribuição de resultados", etc..) julgo que este ano esta nos 3.25% (brutos)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Como referido em cima, a ideia não era "analisar" o produto (ou tipo de produto) em si, mas apenas a evolução das taxas.

E é fácil observar, para um mesmo produto, como elas tem caído....  o argumento era se não será melhor garantir uma taxa razoável por mais tempo, do que a melhor durante um menor espaço de tempo, e depois, no final do prazo iir "para mercado" procurar novamente...

quanto ao produto em si, ate permite resgate - tem é penalização nos juros - mas isso pode ficar para outro tópico, especifico do produto ;)

PS: obrigado ;)

A minha observação era no sentido que ao efetuar esse tipo de produto a longo prazo o investidor tem de estar consciente que no caso de resgatar antes do final do prazo, arrisca-se a perder capital ou, como referiu, perder juros...

Indo à tabela/gráfico constata-se que a TANB tem vindo a descer... Falta talvez a comparação com outros produtos para saber se seria, ou não, benéfico para o investidor aplicar o seu capital neste produto ou noutros de menor duração e com maior rentabilidade (o que lhe permitiria receber na pratica o mesmo, ou mais, valor líquido em menor tempo...).

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A minha observação era no sentido que ao efetuar esse tipo de produto a longo prazo o investidor tem de estar consciente que no caso de resgatar antes do final do prazo, arrisca-se a perder capital ou, como referiu, perder juros...

Indo à tabela/gráfico constata-se que a TANB tem vindo a descer... Falta talvez a comparação com outros produtos para saber se seria, ou não, benéfico para o investidor aplicar o seu capital neste produto ou noutros de menor duração e com maior rentabilidade (o que lhe permitiria receber na pratica o mesmo, ou mais, valor líquido em menor tempo...).

Novamente, a intenção não era/é avaliar se este produto é bom ou não - para isso podemos fazê-lo num tópico próprio, bem como fazer a tal comparação com outros produtos....

o argumento era e é "apenas" ver como as taxas tem descido generalizadamente, e como uma solução de DEPOSITO A PRAZO mais longa (ex: 3 ou 4 anos com juros semestrais ou mesmo anuais) poderá obter-se uma rentabilidade media anual superior, em alternativa a um deposito a prazo curto (com a melhor taxa do mercado na época), mas que rapidamente termina e obriga a que se aceite o que o mercado ofereça na altura, para novo periodo.

esta frase retirada de um outro tópico, é um exemplo.....

".... do privat, acabou-me agora em final de agosto o 5,5% que tinha no pe de meia do privat, agora so dao 3,5% creio nao me compensa muito ... "

  5,5% e posteriormente 3,5 %.... não seria mais vantajoso (e a comodidade de também não ter que "saltitar" com o capital de banco para banco - também se perdem "dias de capitalização" durante as transferencias, etc,..) obter para a totalidade do período uma taxa de 4 ou 4,5 ? (não fiz as contas para comparar, apenas é um exemplo....!!!)

se o ABCD quiser utilizar novamente a analise do produto Montepio Capital Certo, e em comparação com a frase retirada do outro tópico - assumindo que é um investimento a longo prazo e sem necessidade de resgate durante o periodo -  fico com a ideia que qualquer série de 2012 será mais vantajosa do que a solução 5,5 e depois 3,5...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Novamente, a intenção não era/é avaliar se este produto é bom ou não - para isso podemos fazê-lo num tópico próprio, bem como fazer a tal comparação com outros produtos....

o argumento era e é "apenas" ver como as taxas tem descido generalizadamente, e como uma solução de DEPOSITO A PRAZO mais longa (ex: 3 ou 4 anos com juros semestrais ou mesmo anuais) poderá obter-se uma rentabilidade media anual superior, em alternativa a um deposito a prazo curto (com a melhor taxa do mercado na época), mas que rapidamente termina e obriga a que se aceite o que o mercado ofereça na altura, para novo periodo.

esta frase retirada de um outro tópico, é um exemplo.....

".... do privat, acabou-me agora em final de agosto o 5,5% que tinha no pe de meia do privat, agora so dao 3,5% creio nao me compensa muito ... "

  5,5% e posteriormente 3,5 %.... não seria mais vantajoso (e a comodidade de também não ter que "saltitar" com o capital de banco para banco - também se perdem "dias de capitalização" durante as transferencias, etc,..) obter para a totalidade do período uma taxa de 4 ou 4,5 ? (não fiz as contas para comparar, apenas é um exemplo....!!!)

se o ABCD quiser utilizar novamente a analise do produto Montepio Capital Certo, e em comparação com a frase retirada do outro tópico - assumindo que é um investimento a longo prazo e sem necessidade de resgate durante o periodo -  fico com a ideia que qualquer série de 2012 será mais vantajosa do que a solução 5,5 e depois 3,5...

A frase surgiu mesmo "in time" e adequa-se ao seu argumento!...  :laugh:

Se bem que qualquer argumento seja válido, desde que os "investidores" saibam o que estão a fazer!...  ;)

Usando a dita frase, aconselhava o investidor da solução 5,5 e depois 3,5... a esquecer os 3,5 e ir para a solução 4% da concorrência, por exemplo. Isto se ele se quiser manter no mesmo tipo de produto. Caso contrário, há outros também com boas taxas e que não "amarram" (fidelizam, será a palavra mais correta?) o potencial "investidor" no tempo!...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead