Visitante Francisco Jose

Empréstimo particular

4 publicações neste tópico

Boa tarde, vou colocar um assunto que ainda não vi aqui discutido no blog, se me puder esclarecer agradeço:

Tenho alguns créditos ( Habitação, pessoal, auto) que pretendo amortizar na totalidade ou em parte, encontro-me numa fase da minha vida com alguma dificuldade financeira tenho a possibilidade através de um amigo de longa data que criou a alguns anos uma empresa de sucesso no estrangeiro e que tem a possibilidade de me conceder um empréstimo através da sua empresa. Resumindo, como posso justificar um capital vindo do estrangeiro para este fim ( empréstimo particular )  sem ser questionado ou penalizado com impostos.

Uma vez que no meu banco não me souberam responder, agradeço desde já a vossa atenção para este assunto. 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde, vou colocar um assunto que ainda não vi aqui discutido no blog, se me puder esclarecer agradeço:

Tenho alguns créditos ( Habitação, pessoal, auto) que pretendo amortizar na totalidade ou em parte,

encontro-me numa fase da minha vida com alguma dificuldade financeira

tenho a possibilidade através de um amigo de longa data que criou a alguns anos uma empresa de sucesso no estrangeiro e que tem a possibilidade de me conceder um empréstimo através da sua empresa.

Resumindo, como posso justificar um capital vindo do estrangeiro para este fim ( empréstimo particular )  sem ser questionado ou penalizado com impostos.

Uma vez que no meu banco não me souberam responder, agradeço desde já a vossa atenção para este assunto.

O seu amigo empresta-lhe (a longo prazo, suponho) o capital que necessita de uma só vez ou parcialmente?

Creio que a solução pode estar na entrada parcial do capital!...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde, desde já agradeço a sua disponibilidade.

O capital será para um empréstimo a longo prazo e a entrada seria na totalidade.

Existe algum documento dentro de um contexto legal (contrato de empréstimo) que se possa fazer sem haver lugar a tributações ?

"Creio que a solução pode estar na entrada parcial do capital!..." como assim ?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Acho que estás sempre sujeito a ser questionado, sobretudo se o montante for avultado (creio que é isso que o ABCD se refere quando diz que uma hipótese seria a entrada parcial do capital).

Agora se se trata de um empréstimo, ou seja, dinheiro que vais devolver, não vejo porque devesses ser tributado - não é uma doação. Na dúvida, escrevam um documento entre vocês em que dizes que ele te empresta o dinheiro e tu lho devolves pagando uma determinada quantia de x em x tempo. Se as Finanças te perguntarem donde vem o dinheiro (e só o poderiam fazer se o banco enviasse essa informação ao fisco o que, regra geral, não pode fazer), apresentas o documento para justificar. E como provavelmente já terás pago algumas prestações de volta, isso servirá também para provar o que dizes.

Agora, se te referes aos impostos devidos pelas comissões de transferência internacionais, desses não tens como escapar.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead