Entrar para seguir isto  
Seguidores 0
Visitante Nélia Cunha

Crédito Habitação - Como resolver

4 publicações neste tópico

Boa tarde

O meu caso é o seguinte:

Eu vivia em união de facto com uma pessoa, mas em Outubro de 2011 separámo-nos, eu sai de casa e ele ficou a morar na casa.

Pusemos a casa à venda mas até agora não a conseguimos vender.

Ele vive na casa, mas estou a pagar metade da prestação pq ele não consegue pagar a prestação sozinho.

Atualmente ele está interessado em ficar com a casa e já pedimos a renegociação do crédito, para alongamento de prazo e pedi também a minha exoneração do crédito.

A alteração do montante foi satisfatória para ele, pois já poderia pagar o valor dessa prestação, mas há um senão, que para mim considero prejudicial, o meu nome tem que continuar no crédito, ou seja, não aceitaram a minha exoneração e se ele não pagar as prestações eu é que tenho que pagar. Não percebo porque não aceitam a minha exoneração do crédito? Se ele é que está interessado em ficar com a casa o meu nome não tem que constar no crédito, certo? Será que me podem essclarecer ou ajudar?

Nélia Cunha

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Vocês estão a pedir ao banco que aceite trocar um contrato de empréstimo que tem a garantia de ter duas pessoas responsáveis por ele do por um outro contrato em que há apenas um responsável. Ou seja, em que aumenta a probabilidade de acontecendo algum imprevisto ao titular, que ele deixe de conseguir pagar as prestações.

Evidentemente o banco tem o direito de não aceitar diminuir assim tanto o seu nível de segurança. Da mesma forma que, se fosse o banco que estivesse em apuros e precisasse de dinheiro, vocês tinham o direito de recusar que vos cobrassem mais pelo empréstimo.

Foi feito um contrato que só pode ser alterado com o acordo de todas as partes (e, neste caso, o banco não está de acordo que tu saias; mas pelo que percebi até já concordou com outras coisas).

Além disso, a casa está em nome de quem? Só no dele ou no dos dois? Se a casa está no nome dos dois, o banco obviamente não aceita que te afastes - se ele deixar de pagar, só poderia penhorar metade da casa...

Uma alternativa pode passar por ele arranjar um fiador que tenha uma situação de crédito idêntica ou melhor que a tua. Aí podem propor ao banco que aceite essa pessoa como fiador em troca da tua remoção como titular do empréstimo. Já parece uma alteração mais equilibrada, que o banco pode aceitar com mais facilidade.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigado pela pronta resposta.

A casa está em nome dos dois.

Sim já falei com ele e disse-lhe para ele arranjar um fiança, mas ele diz que não é facil arranjar um fiança, que ninguém quer ser, muito menos nos dias que correm.

Que outra solução existe?

Nélia Cunha

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A casa está em nome dos dois.

Sim já falei com ele e disse-lhe para ele arranjar um fiança, mas ele diz que não é facil arranjar um fiança, que ninguém quer ser, muito menos nos dias que correm.

Que outra solução existe?

Baixem o preço que estão a pedir pela casa - ela vende-se num instante, se estiver barata. E aí saem os dois do empréstimo...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

Entrar para seguir isto  
Seguidores 0