1Escudo

Depósitos a prazo subiram 10 mil milhões desde início da troika

3 publicações neste tópico

Um dos poucos indicadores positivos do ajustamento da troika é a evolução dos depósitos a prazo, que acaba por ser consistente com a tendência de reforço nos índices de poupança interna. Desde o início do programa, em maio de 2011, até maio deste ano, o saldo dos depósitos a prazo aumentou em 10,8 mil milhões de euros, embora a tendência mais recente aponte para um novo recuo, indica o Banco de Portugal.

De acordo com o boletim estatístico de julho, que faz a atualização dos dados até maio, as famílias tinham no banco, a prazo, 101,8 mil milhões de euros contra 91 mil milhões em maio de 2011, altura em que o ajustamento foi inaugurado. Antes disso, com a grande indefinição que se instalou em torno da solvência da República e do risco de bancarrota, muito terá sido o dinheiro que saiu de Portugal, o que se refletiu no nível de depósitos que chegou a rondar níveis na casa dos 84 mil milhões.

Depois, com o início da intervenção da troika e da definição de um envelope financeiro de 78 mil milhões, com 12 mil milhões dedicados a ajudar a banca, a confiança no sistema voltou, aparentemente.

A subida "agressiva" de taxas de juro oferecidas também ajudaram a captar poupanças. O maior escrutínio sobre os produtos de alto risco aumentou o que também contribuiu para o regresso dos capitais. E o regime das Finanças (RERT III, que vigorou no ano assado) que configura um género de perdão fiscal acabou por ser mais um bom contributo para o regresso de muito dinheiro que estava parqueado no exterior, sobretudo de grandes fortunas.

Assim, em 2012, os saldos dos depósitos a prazo voltaram a subir, sobretudo os de maturidades mais longas (a mais de dois anos).

No relatório de estabilidade financeira, o banco central explica que "esta evolução tem ocorrido num contexto em que os depósitos dos

particulares continuam a apresentar uma significativa resiliência desde o início da crise fi nanceira, mesmo tendo em conta que os desenvolvimentos recentes nos mercados de capitais têm sido propícios à aplicação de poupanças em instrumentos alternativos".

Mas, entretanto, a euforia dos depositantes acalmou. Explica o BdP que "é de assinalar a redução muito pronunciada das taxas de juro nas novas operações de depósito, na sequência dos níveis muito elevados atingidos na segunda metade de 2011, que motivaram iniciativas de natureza prudencial por parte do Banco de Portugal para conter práticas agressivas suscetíveis de prejudicar o conjunto do sistema".

Apesar de estar a cair ligeiramente em termos homólogos desde fevereiro (entre menos 0,1% e 0,8% por mês), este tipo de aforro está em níveis elevados. Juntando-lhes as contas à ordem, as famílias têm atualmente no banco 130,2 mil milhões de euros, mais 0,8% do que em maio de 2012.

O reforço nas contas a prazo e outros fatores leva o Banco de Portugal a dizer que "as Contas Trimestrais por setor institucional divulgadas pelo INE no final de março confirmaram um aumento da taxa de poupança em 2012, com especial incidência no final do ano. Esta evolução da taxa de poupança sugere uma alteração significativa do comportamento dos agentes no contexto do atual processo de ajustamento, marcado por condições financeiras extraordinariamente adversas e por uma deterioração muito acentuada das condições no mercado de trabalho.".

As famílias seja pelo desemprego galopando, seja por precaução e incerteza quanto ao seu futuro estão a cortar a fundo no consumo, mostram os indicadores disponíveis.

fonte: dinheirovivo

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

por substituição dos certificados de aforro

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

por substituição dos certificados de aforro

Como é que justificas que se deva apenas à redução nos certificados de aforro?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead