Gaelic

Reclamações mais que triplicam

2 publicações neste tópico

Segundo o Diário Económico de hoje, os portugueses estão a reclamar cada vez mais dos bancos. Só no ano passado, as queixas recebidas pela Deco, mais do que triplicaram, atingindo o valor mais elevado de sempre. A banca ocupa assim a terceira posição entre os sectores responsáveis pelo maior volume de reclamações. As queixas ascenderam a 28.962, ou seja, um aumento de 222%, face às 9.000 do ano anterior. O que significa uma média de 80 queixas por dia. O Santander, a CGD e o BCP voltaram a ser os bancos que suscitaram mais reclamações junto da Deco. O Santader liderou com 613 reclamações, seguido pela CGD com 569 e pelo BCP com 376 queixas apresentadas. O Citibank ficou na quarta posição com 312 reclamações. Apesar destas quatro instituições terem sido responsáveis pelo maior número de queixas, a Deco salienta que todos os bancos foram alvos de reclamações.

A associação diz que mobilizou "os consumidores para o exercício da reclamação relativa aos arredondamentos do crédito à habitação, tendo o site (simulador e cartas tipo) recebido 222.751 visitas..."

Numa outra secção subordinada ao título queixas dos clientes o D.E. refere que são vários os motivos que levam os clientes a reclamarem da banca. O Diário Económico teve acesso a algumas reclamações junto da Deco. Num dos casos, o cliente queixa-se das comissões cobradas por amortização antecipada, aquando da transferência do CH para outro banco. Noutra das queixas apresentadas o cliente explica que, depois de pedir uma reavaliação do empréstimo da casa, e de assinar um contrato para as devidas alterações, as condições na prática revelaram-se diferentes das acordadas. O cliente verificou que "as taxas não coincidiam com a proposta do gestor", as revisões não estavam a ser respeitadas, e denuncia a alegada "ocultação de informação por parte do gestor da conta".

E estas reclamações são apenas aquelas que chegaram à Deco. Creio que faltarão contabilizar as que foram apresentadas por escrito no banco ou expressas oralmente ao balcão do mesmo.

Será que o direito de cidadania chegou finalmente, ou será apenas quando "o calo dói"?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Certamente que quando doí o número de reclamações aumenta, mas a realidade é que os Portugueses são cada vez mais exigentes nos serviços que utilizam e os serviços bancários não são excepção.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead