Eurico, o presbítero

Ajuda em aplicações no BEST

20 publicações neste tópico

Amigos,

Tenho algum dinheiro aplicado no banco Best. Por sugestão do meu gerente de conta, o montante foi distribuído por diversos produtos, entre os quais destaco: a) obrigações (Tesouro 2014 e BESPL (5,625%) c/ maturidade em 2014); B) Fundos de Investimento internacionais (da Pimco, JPMorgan, Blackrock, etc.); c) Um produto "Unit Linked" que é um seguro de capitalização; d) um produto "gestão de carteiras" (perfil "conservador"); e) e por último aconselharam-me a deixar 10% da minha aplicação num fundo de liquidez do Esp. Santo, o "E.S. Liquidez". Enfim, o que me recomendaram a mim (e eu acabei por aceitar), deve ser o que recomendam a "toda a gente" que abra conta neste banco...

Ora, eu parto sempre do princípio que os "gestores de conta" são pessoas competentes e conhecedoras do seu "metier", daí confiar nas pessoas. Contudo, tenho dúvidas quanto a duas destas aplicações que fiz, há pouco mais de um ano.

Primeiro, relativamente à "gestão de carteiras", não me parece que o perfil "conservador" dê grande rendimento. Já passou mais de um ano e a valorização pouco ultrapassa os 2%. Bem sei que sendo uma aplicação "conservadora", nunca poderia esperar "lucros" significativos, mas dado que eles têm outros perfis ("moderado", "equilibrado", "retorno dinâmico" e "dinâmico"), pergunto se não será mais vantajoso para mim eu mudar de "perfil". O que acham?

Depois, a minha segunda dúvida tem a ver com a aplicação no fundo "Esp. Santo Liquidez". Quando eu abri a conta no Best, o gestor disse-me que o dinheiro ficaria nesta conta de liquidez apenas por um curto período, até ele ver onde aplicar melhor o dinheiro (que até nem é pouco...). Só que o tempo foi passando e... o dinheiro continua lá. Eu próprio tenho insistido para "se fazer alguma coisa" àquela verba, mas a verdade é que o gestor nunca me apresentou alternativas. Vem com paliativos e... nada de concreto. Enquanto o tempo passa, vejo que o produto está com valorizações fracas, sempre inferiores a 3%  (na ordem dos 2,5 a 3%) e que, porventura, se o dinheiro estivesse aplicado num fundo internacional bem poderia estar a render muito mais.

Os amigos o que acham? As minhas dúvidas fazem sentido? As aplicações que me sugeriram (e que acabei por seguir) são as mais corretas? Que mudanças acham que devo efetuar às minhas aplicações?

Desde já agradeço que me transmitam a vossa opinião.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Já que pediste a opinião:

Eu pegava no TOP que consta da 1º pagina do post dos fundos e  fazia a minha própria carteira. Com os fundos indicados não tem muito que enganar, pois são realmente muito bons.

Só tens de ter em atenção as alocações (%) a cada fundo. Ou seja, mais conservador (mais obrigações e liquidez_tesouraria/menos ações) e vice versa.

Podes até manter alguns desses fundos internacionais que tens (Pimco, JPMorgan, Blackrock). Coloca-los aqui para escrutínio e opinião mais detalhada dos entendidos.

As obrigações que tens em principio manteria até á maturidade, até porque já nao faltará assim muito tempo.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Enquanto o tempo passa, vejo que o produto está com valorizações fracas, sempre inferiores a 3%  (na ordem dos 2,5 a 3%) e que, porventura, se o dinheiro estivesse aplicado num fundo internacional bem poderia estar a render muito mais.

O E.S. Liquidez está a valorizar bem acima dos 3%. Aliás, desde há um ano para cá valorizou praticamente 4%. É verdade que este ano está mais fraco mas ainda assim está acima dos 3% o que não me parece nada mau para o risco associado a esse fundo.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu para fazer novas aplicações (nos fundos que sugere), tenho que desafetar aplicações anteriores.

Eu também acho que é mais benéfico para o subscritor, aplicar diretamente o dinheiro nesses fundos internacionais. Por essa razão, achei um pouco estranho que o meu "gestor de conta" me tivesse sugerido aplicar uma parcela do meu capital na "gestão de carteiras" e de entre elas ele ter escolhido o "perfil conservador", que é aquele que menos "rende". E o gestor nunca me falou em "sair" dessa "gestão de carteiras". Apenas me disse que "talvez" fosse melhor passar para outro "perfil" (o "moderado" ou o "equilibrado").

Eu fico sempre a pensar que há "interesses" por detrás destas "sugestões" dos funcionários dos bancos. Não quero ser injusto com eles, mas parece-me que, verdadeiramente, o que pretendem estes "gestores" é vender os produtos do próprio banco... Talvez esteja enganado, mas às vezes parece...

O mesmo se passa com o fundo liquidez do BES (banco-mãe do Best). Quando abri conta, aconselharam-me a colocar lá 10% da minha aplicação (que até nem é assim tão pequena quanto isso), só por uns dias/semanas, e... ainda hoje lá está esse dinheiro, obtendo um rendimento que em pouco ultrapassa os 2%...

No passado, este fundo de liquidez pode ter tido boas valorizações. Mas desde que eu "entrei" para o fundo (que foi quando abri conta no best) até esta data, a valorização quase não chega aos 3%. Há um ano atrás, se eu tivesse colocado este dinheiro que está no "Bes Liqudez" num DP, facilmente teria encontrado taxas de 4,5 ou 5%, pelo que acho que foi/está a ser um "mau negócio" para mim este fundo de liquidez. É o que eu acho...

Para além disso, não vejo grande interesse do funcionário do best, e apesar das minhas insistências, em retirar esse dinheiro da aplicação BES liquidez. Parece mesmo que há um certo comprometimento em ter que "usar"/vender produtos da casa...

Mas objetivando a minha questão, acham que devo manter o dinheiro na "gestão de carteiras" (mudando ou mantendo o "perfil") e no BES liquidez, ou acham que será mais rentável para mim mobilizar esse dinheiro (um valor próximo dos 100.000€), diretamente, para a compra de Fundos de Investimento internacionais?

Desde já agradeço a vossa resposta.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

As OTs de 2014 pode vendê-las, que devem estar bastante valorizadas e com uma yield pequena.

Quanto ao fundo de liquidez, não devemos estar a falar do mesmo. O fundo em questão, o E.S Liquidez, deu efectivamente 4% líquidos o ano passado. O fundo tem um crescimento constante, logo não tem a ver com timing de entrada. Além disso, o fundo só começou há um ano e pouco, logo não tem mais história do que isso. Se não é esse fundo que tem de momento, então recomendo que troque para esse.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Parece-me estranho algumas coisas que diz, pelo que me disseram o perfil conservador deu no ano passado rentabilidades acima dos 6%!! e o ES Liquidez dá bem acima dos 3% liquidos...aliás, o ano passado deu cerca de 4.50% liquidos...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Parece-me estranho algumas coisas que diz, pelo que me disseram o perfil conservador deu no ano passado rentabilidades acima dos 6%!! e o ES Liquidez dá bem acima dos 3% liquidos...aliás, o ano passado deu cerca de 4.50% liquidos...

Fui buscar a informação quanto às rendibilidades dos produtos à minha "conta-corrente" eletrónica disponibilizada pelo próprio banco. Como deve saber, os clientes têm essa informação, entrando com códigos próprios no portal do banco na net. Foi lá que eu vi que a minha aplicação no Bes Liquidez teve/está a ter uma valorização de 2,58% e de que o "perfil conservador" é o pior remunerado.

Foi com base nesses valores que eu interpelei o meu gestor de conta (da sede, no marquês) e ele não negou os factos. Disse-me apenas que ia analisar o assunto e que, para a semana, passava pela empresa para me apresentar alternativas de aplicação.

Para eu não ficar "nas mãos" destes gestores de conta - que são ainda uns garotos, acabadinhos de sair das faculdades - é que eu gostaria de conhecer a vossa opinião, competente e isenta.

A meu ver, atualmente, estes "gestores"estão mais preocupados em colocar/vender os produtos dos seus próprios bancos (provavelmente, a isso são obrigados...), do que em atender/defender os interesses dos seus clientes.

Gostaria de estar errado, mas é o que me parece...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Fui buscar a informação quanto às rendibilidades dos produtos à minha "conta-corrente" eletrónica disponibilizada pelo próprio banco. Como deve saber, os clientes têm essa informação, entrando com códigos próprios no portal do banco na net. Foi lá que eu vi que a minha aplicação no Bes Liquidez teve/está a ter uma valorização de 2,58% e de que o "perfil conservador" é o pior remunerado.

Foi com base nesses valores que eu interpelei o meu gestor de conta (da sede, no marquês) e ele não negou os factos. Disse-me apenas que ia analisar o assunto e que, para a semana, passava pela empresa para me apresentar alternativas de aplicação.

Para eu não ficar "nas mãos" destes gestores de conta, é que eu gostaria de conhecer a vossa opinião isenta. Os "gestores", na minha humilde opinião, atualmente, estão mais preocupados em colocar/vender os produtos dos seus próprios bancos, do que em atender aos interesses dos seus clientes. Digo eu...

Então interpreto que o Liquidez não fez de certeza absoluta 1 ano desde que o subscreveu...quanto a esse perfil conservador, parece-me a mim, que na generalidade terá de ser sempre o pior remunerado, por isso se chama conservador, quanto mais risco mais rentabilidade poderá ter, ou não, mas continuo a achar estranho, pelas informações que vou tendo por parte não só do meu PFA como de outras pessoas ligadas ao banco, esse deu cerca de 6%, foi um perfil que apostou muito em papel comercial e obrigações, ora o ano passado foi o ano desse tipo de activo, dai também o Liquidez dar a rentabilidade que dá por aplicar mais de 90% em papel comercial...mas o cliente é e deverá ser sempre soberano, se não estás satisfeito é procurar alternativas, por exemplo este ano parece um pouco o ano de acções, muda para um perfil mais arriscado, o teu gestor só tem de fazer o que lhe pedires.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A questão que eu coloco é se, atendendo ao atual quadro (onde prevalecem baixas taxas de juro, o que, habitualmente, é um estímulo ao mercado de ações), não será boa política de investimento, eu retirar o dinheiro que possuo no BES Liquidez (onde tem rendido, repito, um valor anualizado que roça apenas os 3%) e coloca-lo em Fundos de Ações internacionais (dirigidos, fundamentalmente, para o mercado europeu, onde se prevê maiores taxas de crescimento). Digo isto porque, ultimamente, tenho obtido apreciáveis mais-valias em Fundos dirigidos para os mercados USA e emergentes, e penso ser uma oportunidade aproveitar o potencial de crescimento que a Europa (área UE) poderá ter em 2014. Que vos parece?

Quanto à "gestão de carteira", já decidi que irei sair do perfil "conservador" e entrar no perfil "retorno dinâmico". Parece-me ser o que se ajusta mais à conjuntura que, nos próximos tempos, vamos viver. Compreendo que existe um maior "risco" associado mas, quem não arrisca... Concordam?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A questão que eu coloco é se, atendendo ao atual quadro (onde prevalecem baixas taxas de juro, o que, habitualmente, é um estímulo ao mercado de ações), não será boa política de investimento, eu retirar o dinheiro que possuo no BES Liquidez (onde tem rendido, repito, um valor anualizado que roça apenas os 3%) e coloca-lo em Fundos de Ações internacionais (dirigidos, fundamentalmente, para o mercado europeu, onde se prevê maiores taxas de crescimento). Digo isto porque, ultimamente, tenho obtido apreciáveis mais-valias em Fundos dirigidos para os mercados USA e emergentes, e penso ser uma oportunidade aproveitar o potencial de crescimento que a Europa (área UE) poderá ter em 2014. Que vos parece?

Quanto à "gestão de carteira", já decidi que irei sair do perfil "conservador" e entrar no perfil "retorno dinâmico". Parece-me ser o que se ajusta mais à conjuntura que, nos próximos tempos, vamos viver. Compreendo que existe um maior "risco" associado mas, quem não arrisca... Concordam?

Também há outra coisa importante, quando abrimos conta temos de preencher aquele questionário manhoso do perfil de investimento, e geralmente a malta não gosta de se alargar muito e então aquilo dá quase sempre perfil muito conservador ou conservador, e depois os gestores de conta atendendo a esse tipo de perfil fazem propostas de investimento dentro desse perfil, como está o seu perfil no banco? sabe? secalhar está como conservador :)

Quanto á questão que colocas, eu vejo o Liquidez nem tanto como um fundo mas quase como uma conta corrente de alto rendimento á espera de um investimento, se não estás satisfeito e queres mais rendimento (na teoria) fazes bem em mudar a estratégia e  colocar esse dinheiro em mais fundos mais agressivos.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Mais uma chamada de atenção. Ainda que o E.S Liquidez tenha tido 3% anualizados (o que eu duvido seriamente, já que nos primeiros meses deste ano tem tido 3,2%, e está com um crescimento mais lento), trata-se de 3% líquidos. Ou seja, o equivalente a 4,16% TANB. Na situação actual não é nada mau.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ainda não percebi se o perfil de investidor se encontra correcto. Porque não vão as pessoas pensarem que o perfil agressivo dá 15%, o conservador 3% e não existem riscos.

Uma carteira agressiva em 2008/2009 deve ter dados grandes prejuízos.

Para o perfil conservador, a aposta no E.S.Liquidez é melhor que um DP. Por último, também não percebo o porquê de não lhe ter contactado no sentido de encontrar uma alternativa a este fundo. Os PFA não têm apenas um cliente, portanto se as pessoas não lhes relembrarem/insistirem bem podem esperar "sentadas" :P

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eurico o que lhe digo é que se quer uma coisa bem feita faça-a você mesmo, venha aqui ler todos os dias um bocado, aprenda aqui e acolá e faça a sua própria gestão e garanto-lhe que dificilmente não consegue melhorar os seus rendimentos, o que não é difícil, só DP tem bastantes superiores a 2% e não lhe dão metade das chatices.

Os gestores dos bancos não têm o mesmo tempo que você para se preocupar com o seu dinheiro e antes dos seus interesses têm os deles próprios.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

"Os gestores dos bancos não têm o mesmo tempo que você para se preocupar com o seu dinheiro e antes dos seus interesses têm os deles próprios."

Ora, é precisamente isso o que eu penso!

Relativamente aos PFA dos bancos "on-line" (dos outros já nem falo, pois são totalmente incipientes), e como tenho contas em, praticamente, todos eles, aquele que me parece ser mais "profissional" é, devo dizê-lo, do ActivoBank. É uma senhora, sempre muito bem preparada, telefona-me todos os meses, e mostra conhecer/lembrar-se muito bem do meu histórico e perfil de cliente. Dou 5 estrelas ao acompanhamento efetuado pelo ActivoBank! Já os outros, BIG, Invest e Best, só me telefonam por interesse próprio... eu até já desconfio... se me ligam é porque têm alguma coisa para "vender", não é, seguramente, por estarem preocupados com a eficiência da minha carteira.

Enfim, é este o "profissionalismo" que temos.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu continuo na mesma, sem ser adovogado de quem quer que seja, mas ter um fundo de tesouraria que é o fundo com mais € sobre gestão em Portugal que dá acima de 3% LIQUIDOS e ter um serviço de carteira que o ano passado deu 6% achar que o gestor foi mau ou incompetente parece-me exagerado, na minha opinião um gestor só pode apresentar o que os bancos têm para oferecer, não podem inventar, no Best e no BiG ainda os oico, agora o meu gestor do BPI nem me telefona sequer porque sabe que eu nem o oico, o BPI não me tem nanda para me oferecer, só DPs que eu nem faço ha muitos anos esse tipo de "investimento", agora no Best e BiG ainda têm algo para me oferecer...mas perguntei-lhe, viu o seu perfil de investimento no Best ou não?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Fique só com activo, eu não tenho razão de queixa do best, tenho um gestor prestável que apoia e apresenta propostas, também tenho o servico gestao de carteira conservadora e confirmo que tive uma rentabilidade de cerca de 6%, este ano vou colocar 25mil no moderado mas mantenho o conservador, para não falar em cln que mais banco nenhum tem igual,faca agora da pt  a 4.35%.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu continuo na mesma, sem ser adovogado de quem quer que seja, mas ter um fundo de tesouraria que é o fundo com mais € sobre gestão em Portugal que dá acima de 3% LIQUIDOS e ter um serviço de carteira que o ano passado deu 6% achar que o gestor foi mau ou incompetente parece-me exagerado, na minha opinião um gestor só pode apresentar o que os bancos têm para oferecer, não podem inventar, no Best e no BiG ainda os oico, agora o meu gestor do BPI nem me telefona sequer porque sabe que eu nem o oico, o BPI não me tem nanda para me oferecer, só DPs que eu nem faço ha muitos anos esse tipo de "investimento", agora no Best e BiG ainda têm algo para me oferecer...mas perguntei-lhe, viu o seu perfil de investimento no Best ou não?

Boa noite,

Estive a consultar a minha conta no Best e o que lá aparece quanto ao "perfil de investimento" (suponho que seja isto que quer saber) é o seguinte:

categoria DMIF - Não Profissional 

perfil de risco DMIF - Moderado

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Fique só com activo, eu não tenho razão de queixa do best, tenho um gestor prestável que apoia e apresenta propostas, também tenho o servico gestao de carteira conservadora e confirmo que tive uma rentabilidade de cerca de 6%, este ano vou colocar 25mil no moderado mas mantenho o conservador, para não falar em cln que mais banco nenhum tem igual,faca agora da pt  a 4.35%.

Essa não é solução. Eu gosto de ter o meu dinheiro repartido por vários bancos. Só dessa forma consigo avaliar o desempenho de cada um e, também, ir obtendo informações que me ajudem a orientar as minhas aplicações. 

Quanto mais diversificadas forem as fontes, melhor eu posso fazer o "cruzamento" da informação e tomar as decisões tendencialmente mais corretas.

Não me tenho dado mal com a "diversificação" e de forma alguma quero ou pretendo "afunilar" as minhas aplicações financeiras num só banco.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eurico, eu percebo o seu dilema, esta a ver fundos com perfil mais agressivo a terem bons rendimentos e quer beneficiar da subida. Eu creio que o seu gestor de conta até o está a aconselhar de forma responsável pois é sempre preferível abdicar de ganhos do que beneficiar de perdas!

O que tem de pensar é: prefere ter 100 mil eur e ter por ano 2500 eur "certos" no Liquidez ou tem estômago para puder ver os 100 mil transformarem-se em 90 mil ou menos por um determinado período de tempo sem stressar? Se tem tempo e "nervos" para lidar com variações de capital então divida os 100 mil por uns 4 fundos e tente alocar isso a 2 Obrigações, 2Ações, ou 2 Obrigações e 1 Misto e 1 Acções escolha fundos que não estejam muito correlacionados para que lhe dê alguma segurança no caso de desvalorização de um o outro compensar. Veja no site do Jornaldenegocios no forum o post do VirtuaGod "Fundos de Baixo risco" que costuma estar sempre na 1ª pagina, logo no 1º post ele coloca um excelente portefólio que certamente não o deixara pendurado!

Eu pessoalmente vou ao site do Banco Best e coloco todos os fundos que me interessam no comparador de fundos e com a ajuda dos gráficos consigo ver a correlação dos mesmos e Desvios padrões para ver se tenho coração para aquilo.

Eu prefiro fazer a minha pp carteira que ter gestão de fundos pois tenho tempo, paciência e gosto para escolher os fundos que se encaixam no meu perfil.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Caro "Zé do pipo", não posso estar mais de acordo com o amigo. A forma como coloca as coisas está corretíssima! Só introduzia um pequeno ajuste. O fundo BES Liquidez não garante ("certo") qualquer rendimento. A sua rendibilidade oscila com o mercado e nada garante que não entre também em "perdas" (ou valorizações ínfimas). Aliás, como já disse aqui, tenho presentemente a vencer-se DP que, há um ano atrás, beneficiaram de taxas de juro, essas sim "garantidas" (se é que os DP, com as incertezas do momento presente, podem "garantir" alguma coisa...), superior ao rendimento atual (e incerto) do BES Liquidez.

Bem, mas seja como for, compreendo e apoio, plenamente, o seu comentário.

A razão que me leva a querer ter o apoio dos PFA, reside mais nas informações oportunas ("em cima do acontecimento") que, eventualmente, eles nos possam transmitir e levam a efetuar boas aplicações em tempo oportuno ou evitar que entremos em perdas. Nestas áreas, a informação (e o bom aconselhamento) é vital e é isso que eu espero de um PFA. Quando passam muito tempo calados... é porque não estão a desempenhar corretamente a função para que são pagos.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead