Visitante David Silva

IRS reformado

9 publicações neste tópico

Olá,

De há uns anos para cá, a minha avó tem vindo a pagar um valor de IRS relativamente elevado, pelo menos para o que estava habituada. Na altura em que o meu avô era vivo recebiam sempre um x todos os anos, especialmente porque, depois de dois AVCs, ficou inválido.

Quando ele morreu, a minha avó começou a pagar cerca de 2000 euros de IRS todos os anos. A minha dúvida é se este valor é normal? Parece-me um pouco exagerado, mas não tenho a certeza de como funciona nestes casos. Ela tem poucas ou nenhumas despesas ao longo do ano (seja saúde ou outras), pelo que também não pode descontar. Mesmo assim, parece-me estranho.

Estes são os dados que tenho (anuais):

Pensão de reforma

Valor líquido: 11712,86€

Retenção: 928€

Deduções: 170,16€

Pensão de sobrevivência

Total: 6177,22€

Retenção e deduções: 0€ (penso que as pensões de sobrevivência estejam isentas)

No ano passado, com valores iguais ou semelhantes (os números têm sido bastante iguais ao longo dos anos) pediu uma retenção na fonte que ficou em cerca de 1050€, mas ainda teve de pagar 1074€. Conseguem explicar-me se estes valores são normais? Este ano espera o mesmo...

Muito obrigado,

David

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá,

De há uns anos para cá, a minha avó tem vindo a pagar um valor de IRS relativamente elevado, pelo menos para o que estava habituada. Na altura em que o meu avô era vivo recebiam sempre um x todos os anos, especialmente porque, depois de dois AVCs, ficou inválido.

Quando ele morreu, a minha avó começou a pagar cerca de 2000 euros de IRS todos os anos. A minha dúvida é se este valor é normal? Parece-me um pouco exagerado, mas não tenho a certeza de como funciona nestes casos. Ela tem poucas ou nenhumas despesas ao longo do ano (seja saúde ou outras), pelo que também não pode descontar. Mesmo assim, parece-me estranho.

Estes são os dados que tenho (anuais):

Pensão de reforma

Valor líquido: 11712,86€

Retenção: 928€

Deduções: 170,16€

Pensão de sobrevivência

Total: 6177,22€

Retenção e deduções: 0€ (penso que as pensões de sobrevivência estejam isentas)

No ano passado, com valores iguais ou semelhantes (os números têm sido bastante iguais ao longo dos anos) pediu uma retenção na fonte que ficou em cerca de 1050€, mas ainda teve de pagar 1074€. Conseguem explicar-me se estes valores são normais? Este ano espera o mesmo...

Muito obrigado,

David

A pensão de sobrevivência penso ser tributada normalmente como se fosse uma pensão de velhice por exemplo. Neste caso não o é por ser um valor baixo.

Vejamos então de uma forma muito simples os cálculos (sem ter em conta as despesas de saúde ou outros benefícios fiscais):

17890.08€ (soma das duas pensões) - 4104€ (dedução específica) = 13786.08€

13786.08 * 0.245 (taxa IRS) = 3377.59€ - 900.5€ (parcela a abater) = 2477.09€

2477.09€ - 261.25€ (dedução pessoal) = 2215.84€

2215.84€ - 928€ (retenção de IRS efectuado) = 1287.84€ (valor a pagar)

No acerto de contas terá de pagar ao Estado os 1287€, portanto é normal ter de pagar esses valores...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Certo, muito obrigado.

Pelo que li sobre as pensões, no site da segurança social (http://www4.seg-social.pt/documents/10152/15021/pensao_viuvez):

Taxas de retenção de IRS para o ano 2013

No ano de 2013 as pensões de valor mensal até € 595,00 não estão sujeitas a retenção para IRS. Se o pensionista receber mais de uma pensão toma-se em consideração a soma de todas as pensões recebidas para efeitos de incidência da taxa de IRS.

Está esclarecido.

Muito obrigado pela ajuda, ClaudioOPA!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Certo, muito obrigado.

Pelo que li sobre as pensões, no site da segurança social (http://www4.seg-social.pt/documents/10152/15021/pensao_viuvez):

Taxas de retenção de IRS para o ano 2013

No ano de 2013 as pensões de valor mensal até € 595,00 não estão sujeitas a retenção para IRS. Se o pensionista receber mais de uma pensão toma-se em consideração a soma de todas as pensões recebidas para efeitos de incidência da taxa de IRS.

Está esclarecido.

Muito obrigado pela ajuda, ClaudioOPA!

Só uma chamada de atenção, já que paga tanto no acerto de contas de IRS, eu penso ser possível (pelo menos nas empresas é possível) dirigir-se a uma repartição da Segurança Social e pedir que lhe retenham IRS também da outra pensão, apesar de não estarem sujeitas a retenção de IRS.

Assim, partindo do pressuposto da pensão de sobrevivência mensal seja ~442€ (6177.22/14) e de o IRS a pagar no acerto de ~1287€, isso dá uma necessidade de retenção mensal de ~92€. Assim sendo, teria de descontar 21% da pensão de sobrevivência para IRS.

Atenção que não sei se isto na Segurança Social com as pensões é possível, sei que nas empresas o podem fazer.

Cumprimentos

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Certo, também já tinha pensado nisso. É uma questão de decidir como se prefere fazer.

Agora por isso, ClaudioOPA, tem conhecimento sobre actos isolados? Mais especificamente se, no anexo B, declaro o valor com ou sem IVA (IVA que foi paguei às finanças na altura, por transferência). Calculo que seja na parte de "Rendimentos Profissionais, Comerciais e Industriais", onde diz "Outras Prestações de Serviços e Outros Rendimentos (inlcui Mais-Valias)".

Foi um trabalho que fiz entre empregos. Sem acto isolado, teria um reembolso de cerca de 500 euros, pelos rendimentos dependentes do ano passado. Fazendo a simulação com o acto isolado, o reembolso é apenas de 20€ (ou ainda devo 100, caso declare o valor com IVA).

Sabe se me escapa alguma coisa? Achei uma diferença um bocado grande, visto que pensava que não desse uma machadada tão grande no reembolso.

Desculpe se já tiver respondido a esta pergunta, mas li os tópicos sobre actos isolados e não encontrei especificamente esta questão.

Um abraço,

David

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Certo, também já tinha pensado nisso. É uma questão de decidir como se prefere fazer.

Agora por isso, ClaudioOPA, tem conhecimento sobre actos isolados? Mais especificamente se, no anexo B, declaro o valor com ou sem IVA (IVA que foi paguei às finanças na altura, por transferência). Calculo que seja na parte de "Rendimentos Profissionais, Comerciais e Industriais", onde diz "Outras Prestações de Serviços e Outros Rendimentos (inlcui Mais-Valias)".

Foi um trabalho que fiz entre empregos. Sem acto isolado, teria um reembolso de cerca de 500 euros, pelos rendimentos dependentes do ano passado. Fazendo a simulação com o acto isolado, o reembolso é apenas de 20€ (ou ainda devo 100, caso declare o valor com IVA).

Sabe se me escapa alguma coisa? Achei uma diferença um bocado grande, visto que pensava que não desse uma machadada tão grande no reembolso.

Desculpe se já tiver respondido a esta pergunta, mas li os tópicos sobre actos isolados e não encontrei especificamente esta questão.

Um abraço,

David

É no campo 403 que deve preencher com o valor sem IVA, preencher o quadro 7 se tiver feito retenção na fonte (caso contrário não preenche) e o quadro 11 com o valor que colocou no campo 403.

Quanto à questão do reembolso só vendo mesmo pelos valores que declarou.

Abraço

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Certo. Muito obrigado.

Sobre valores, no trabalho dependente daria um total de 11727,87€, retenção de 1216€ e contribuições de 1181,89€. Com isto, o reembolso seria de 509,86€. Com o acto isolado de 2904,22€ (já não incluindo o IVA), passa para 11,79€.

Calculo que esteja certo, só não estava à espera que fosse tanto.

Um abraço,

David

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Certo. Muito obrigado.

Sobre valores, no trabalho dependente daria um total de 11727,87€, retenção de 1216€ e contribuições de 1181,89€. Com isto, o reembolso seria de 509,86€. Com o acto isolado de 2904,22€ (já não incluindo o IVA), passa para 11,79€.

Calculo que esteja certo, só não estava à espera que fosse tanto.

Um abraço,

David

Vou fazer os calculos

11727.87€ (rendimento cat. A) - 4104€ (dedução específica) = 7623.87€

7623.87 * 0.245 (taxa IRS) = 1867.85€ - 900.5€ (parcela a abater) = 967.35€

967.35€ - 261.25€ (dedução pessoal) = 706.10€

706.10€ - 1216€ (retenção de IRS efectuado) = -509.9€ (valor a receber)

Com os da cat. B é:

11727.87€ (rendimento cat. A) - 4104€ (dedução específica) = 7623.87€

2904.22 (rendimento cat. B) * 0.7 = 2032.95

Rendimento colectável = 9656.82€

9656.82€ * 0.245 (taxa IRS) = 2365.92€ - 900.5€ = 1465.42€

1465.42€ - 261.25€ = 1204.17€ - 1216€ = -11.83€ (valor a receber)

Dá exactamente os valores que lhe deram :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bom, podia ser pior.

Muito obrigado, Cláudio!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor