jmnp

Poupar ou comprar casa?

20 publicações neste tópico

Boas,

Mais uma dúvida que aqui exponho, queria apenas ter a opinião dos mais entendidos. É o seguinte: juntamente com a minha companheira, com quem alugo o apartamento em que estamos a viver, surgiu-nos de repente (hoje) uma oportunidade para comprar um apartamento bastante bom cujo preço ronda os 80-85 mil euros (negociando, pensamos conseguir mais barato). Sabemos que houve uma altura em que foi comprado por 140 mil, vejam a desvalorização... Ora bem, temos cerca de 70 mil euros disponíveis para comprar quase a pronto, o apartamento precisa de uma remodelação ligeira (cozinha e chão) que avaliámos em cerca de 5 mil euros. Isto significa um crédito de 15 a 20 mil euros. Somos os dois muito avessos ao crédito, nunca usamos cartões de crédito, nunca adiamos pagamentos, e o nosso lema é "dívida nunca" - com alguma flexibilidade quando surge uma oportunidade, é certo.

Esta oportunidade surge exactamente no momento em que eu estou a analisar as minhas poupanças e a abrir contas para DPs com boms juros (PrivatBank e Invest) e para fundos de tesouraria e obrigações (Best). Mas há que escolher.

Numa perspectiva estritamente financeira, qual é a vossa opinião, qual seria a opção mais estratégica para o longo prazo? A decisão final não pode prejudicar o nosso nível de vida actual, nem a nossa segurança financeira. Faríamos bem em colocar praticamente tudo o que temos (menos cerca de 10 mil euros que está num DP e no qual não queremos nem iremos mexer.) num apartamento que nos próximos anos pode vir a valorizar? Ou optar pelo seguro, continuando a viver em casa arrendada e mantendo as ideias de poupanças, mas afastando assim a compra de uma casa que daqui a 10 anos ficará provavelmente mais cara?

É uma pergunta complicada, que envolve mais do que uma perspectiva apenas financeira, mas é nesta que queria ouvir opiniões, alertas para alguns aspectos sobre os quais não nos debruçámos.

Obrigado

jmnp

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não gaste esse dinheiro, invista em algo e peça um empréstimo bancário para pagar a casa e pague as prestações com o dinheiro investido. Para que gastar o dinheiro se ele é barato no banco. Pede um empréstimo de 80 ou 90 para a casa e paga 3 ou 4% e pega nos 70k que tem e invista em algo seguro que lhe dê 6 ou 7%, assim paga uma casa com o dinheiro que ganha nos investimentos. Agora tem um contra tem que ter uma disciplina rigorosa e não mexer no seu dinheiro investido. O objectivo é para impostos, emprestimos e tudo da casa com o investimento.

Qualquer que seja a sua decisão, boa sorte na coisa.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não sendo um especialista no assunto vou dar a minha opinião, tu próprio falas que desvalorizou bastante, nada garante que não continue a desvalorizar, neste momento acho que arrendar é a opção certa sabendo Tb que é difícil resistir as estes saldos ;) , mas agora imagina que compras e por azar ficam desempregados mesmo com a casa praticamente paga ficas um pouco com falta de mobilidade uma vez que se tiveres que ir trabalhar para longe tens que acabar por alugar uma e continuar a pagar essa, já para não falar que ficas com menos liquides para o dia a dia depois de desempregado.

Essas promoções vão continuar por bastante tempo, por isso penso que deves diversificar um pouco os teus investimentos talvez juntares uns fundos de investimento e ires aumentando o capital.

Espero que tomes a melhor decisão seja ela qual for

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

É difícil dar opinião sem saber mais pormenores. Localização da casa, tipologia, o vosso trabalho é seguro? Têm expectativas de futuro em termos profissionais?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

..... Pede um empréstimo de 80 ou 90 para a casa e paga 3 ou 4% e pega nos 70k que tem e invista em algo seguro que lhe dê 6 ou 7%, assim paga uma casa com o dinheiro que ganha nos investimentos. Agora tem um contra tem que ter uma disciplina rigorosa e não mexer no seu dinheiro investido. O objectivo é para impostos, emprestimos e tudo da casa com o investimento.

Ola. Seria possivel explicar melhor este ponto de vista?? Isto é exequivél?

Não estou muito a par das taxas de juro nos empréstimos, mas para conseguitmos em depositos a prazo taxas de juro superiores a 4%, não seria fácil, teria de ser em produtos de maior risco....

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Se o vosso objectivo passa por ficar na casa + de 5 anos então sou apologista da compra.

Eu compreendo tb a sensação de perda total de liquidez, talvez para colmatar essa perda pagaria 60 a 70% da casa e pediria um emprestimo. Ficaria 1 ano nessa situação e depois traçava um plano para pagar o resto de uma ofrma mais celere.

Quanto ao lado financeiro de 140k para 70k é uma desvalorização elevadissima é bom negocio no entanto existe sempre um risco em que a zona em questão poderá estar a desvalorizar tb, sendo esse o caso proponho que se mudem para a zona alugando, assim ficariam com uma melhor sensação da envolvencia do vosso futuro imovel.

Uma coisa que eu aprendi na venda/compra de imoveis, é que não tenham pressa ponderem bem porque vão sempre aparecer bons negocios. 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigado a todos pelas vossas respostas,

Respondendo a alguns pedidos de esclarecimentos:

- sou bolseiro de investigação (não é igual a "estudante", não: trabalho como investigador - isto porque muita gente me diz "ai és estudante??"), com contratos que são renovados anualmente mas não me sinto muito confortável com a ideia de um crédito, porque qualquer dia tudo pode parar ; a minha companheira trabalha no turismo em freelance e há trabalho, bastante;

- mesmo assim, calculámos que se conseguíssemos baixar o preço de compra, rapidamente poderíamos voltar a ter alguma liquidez, por exemplo num ano e meio eu volto a ter cerca de 5-6 mil euros, a minha companheira também, o certo é que me faz confusão voltar de repente a um nível que tinha há muitos anos.

- a casa é um T2 ao pé do metro Olivais, em Lisboa. A verdade é que moramos no mesmo prédio que o apartamento à venda (dois pisos acima do nosso), por isso é que soubemos da oportunidade, conhecemos a casa, igualzinha à nossa, mas a precisar de algumas obras, não muitas, com varanda e uma vista para o rio Tejo da qual nunca me canso. Gostamos muito de viver aqui, há zonas nos Olivais não muito boas mas esta aqui é. A desvalorização até me admira;

- também não percebi muito bem a exequibilidade da sugestão de Bushy, de facto. Parece-me arriscado, ainda sou um leigo em matéria de investimentos.

Obrigado a todos e fico atento a quaisquer opiniões

Cumps

jmnp

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu também sou bolseiro de investigação, logo sei bem como a situação em que nós estamos a nível de perspectivas futuras não é nada boa. Com os cortes todos na despesa pública, é difícil saber durante quanto tempo vamos continuar a conseguir arranjar bolsas em Portugal, e se não seremos obrigados a "mudar de ares" para outros países.

Por esse motivo, não concordo que comprar casa seja uma grande opção. Considero que a hipótese de ter vir a mudar de residência é suficientemente elevada para constituir um risco de perda de dinheiro ao comprar uma casa. O mercado imobiliário não leva jeitos de arrebitar e grande parte das perspectivas são mesmo que vai continuar a piorar nos próximos anos.

A liquidez do mercado também anda muito baixa, sendo muito difícil vender casas (excepto as de luxo :P) depois de as comprar.

Mas se quiser mesmo comprar, não concordo com a teoria do Bushy. Para além de ser de difícil execução, constitui um risco acrescido. Contrair créditos numa altura de crise é muito má ideia, os islandeses que o digam. Se isso criaria problemas de liquidez, então mais vale uma estratégia tipo a do Azimuter. Mas como digo, penso que alugar é a palvra de ordem.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A estratégia que defini é segura mas tem regras IMPORTANTES, não tocar no dinheiro inicial, se amanha vires a coisa negra pegas no dinheiro e amortizas a casa, logo não vejo o risco que alguns falam. Claro que não é com depositos a prazo que vais buscar o preço do dinheiro que investiste, terias que meter o dinheiro numa obrigação duma empresa segura e que te pague a casa e se der algum extra melhor para ti, estilo PT, EDP,.... Para que gastar o teu dinheiro quando podes faze-lo com dinheiro da banca, mas mais uma vez para fazer isto existe uma regra de ouro, NÃO MEXER NO DINHEIRO. E porque fazer isto, 1º tens uma casa paga sem preocupações; 2º podes ganhar algum, por vezes; 3º diminuis o risco de incumprimento,4º até podes amortizar o emprestimo com o extra que sobra, 5º possivel ganho na ob. pelo preço...  Exemplo: ot de portugal 2037 - juro ao preço de compra de 6.26% o que dá 4,50% liquidos, imagina que tens um emprestimo com 3 ou 4% de juro porque até tens 70k no banco e podes negociar o emprestimo com outras armas, pagas o empréstimo e ainda te sobra algum para pagar o IMI. O problema do mundo  foi que as pessoas veem o dinheiro para gastar e não para investir, claro que neste esquema se gastares os teus 70k, tudo isto vai pelo cano abaixo, existem regras e cabe te a ti saber se és rigoroso ctg ou é melhor jogares pelo seguro, comprar a casa com o teu dinheiro. Faças o que fizeres pensa 1000 vezes antes de fazeres a coisa, cria cenários de perda de rendimentos e no fim tens a resposta.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas,

Por acaso estou numa situação idêntica:

tenho capital em aplicações que ficam livres no final deste ano e, estou em vias de comprar uma casa, que num horizonte de 7-10 anos seria a minha habitação.

A mesma tem 2 fracções, uma delas arrendada e a outra com obras de 4/5 mil euros estaria em condições de ser arrendada.

Andei a sondar créditos, mas bate tudo na ordem do 5,45% de juros mais algumas coisas de seguros, etc.

Pago a pronto no final do ano ou peço um empréstimo? A verdade é que nos primeiros anos, a renda pagaria o empréstimo e ainda teria os juros do meu capital. No entanto, os custos do empréstimo parecem-me bem superiores ao que consigo receber por investir o capital...

Cumps,

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigado a todos pelas vossas respostas,

Respondendo a alguns pedidos de esclarecimentos:

- sou bolseiro de investigação (não é igual a "estudante", não: trabalho como investigador - isto porque muita gente me diz "ai és estudante??"), com contratos que são renovados anualmente mas não me sinto muito confortável com a ideia de um crédito, porque qualquer dia tudo pode parar ; a minha companheira trabalha no turismo em freelance e há trabalho, bastante;

- mesmo assim, calculámos que se conseguíssemos baixar o preço de compra, rapidamente poderíamos voltar a ter alguma liquidez, por exemplo num ano e meio eu volto a ter cerca de 5-6 mil euros, a minha companheira também, o certo é que me faz confusão voltar de repente a um nível que tinha há muitos anos.

- a casa é um T2 ao pé do metro Olivais, em Lisboa. A verdade é que moramos no mesmo prédio que o apartamento à venda (dois pisos acima do nosso), por isso é que soubemos da oportunidade, conhecemos a casa, igualzinha à nossa, mas a precisar de algumas obras, não muitas, com varanda e uma vista para o rio Tejo da qual nunca me canso. Gostamos muito de viver aqui, há zonas nos Olivais não muito boas mas esta aqui é. A desvalorização até me admira;

- também não percebi muito bem a exequibilidade da sugestão de Bushy, de facto. Parece-me arriscado, ainda sou um leigo em matéria de investimentos.

Obrigado a todos e fico atento a quaisquer opiniões

Cumps

jmnp

Boas jmnp,

Também sei o que é ser bolseiro de investigação (fizeste bem referir que não é igual a estudante, porque é o que muita gente pensa  :P )

Apesar dos cortes (conforme referiu o Ruicarlov) irão sempre existir projectos nacionais e como tal irá ser necessário bolseiros.

Não sei a vossa idade, mas existe sempre a possibilidade de se candidatarem a bolsas da FCT para BD´s e BPD´s que salvo erro tem a duração de 5 anos. Já devem saber do link de qualquer forma (http://www.fct.pt/apoios/bolsas/;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

@Bushy: a tua ideia faz sentido, mas temos os 70k divididos por várias contas, não dá para obter juros tão baixos, penso eu. E realmente a exequibilidade não me parece suficiente na nossa situação e tendo em conta a nossa literacia financeira.

@Cardoso24: obrigado  ;) , de facto, a minha bolsa é precisamente uma bolsa de pós-doc, vou no 2º ano e no máximo vai até 6, só não sei até que ponto na viragem 3º-4º anos a renovação é automática.

Obrigado pelas opiniões e sugestões, ainda não está decidido a 100% mas o mais provável é que fiquemos assim como estamos, sem comprar, estávamos a ser bastante precipitados, sem grandes conhecimentos quanto a custos adicionais, taxas e por aí fora.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá jmnp!

Só para te baralhar um pouco mais  ;D :

-no caso de comprares, no contexto actual, vais ter um spread elevado...apesar da taxa euribor estar em mínimos...

-vais ter de pagar IMI ao fim de um certo periodo...

-vais ter de pagar condomínio...

_vais ter de "entrar" para as pinturas/obras de melhoramento no prédio; fora as da tua fracção...

-já para não falar da tua situação profissional, e/ou de filhos que entretanto "apareçam" e que vão requerer uma fatia do teu orçamento...

Eu, tenho habitação própria, que estou a pagar ao banco, desde o "tempo" em que eles facilitavam e toda a minha gente comprava casa própria. Agora se me perguntares; se fosse hoje, voltavas a comprar casa? Eu responderia-te: seguramente não...

Desvalorizam a cada ano que passa, pagamos mais IMI, temos o condomínio e as obras para pagar...na conjuntura actual eu diria: não obrigado!

Agora compete-te a ti analisar os prós e os contras  ;) , e, já aqui tens alguns...

Um abraço!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá jmnp!

Só para te baralhar um pouco mais  ;D :

-no caso de comprares, no contexto actual, vais ter um spread elevado...apesar da taxa euribor estar em mínimos...

-vais ter de pagar IMI ao fim de um certo periodo...

-vais ter de pagar condomínio...

_vais ter de "entrar" para as pinturas/obras de melhoramento no prédio; fora as da tua fracção...

-já para não falar da tua situação profissional, e/ou de filhos que entretanto "apareçam" e que vão requerer uma fatia do teu orçamento...

Eu, tenho habitação própria, que estou a pagar ao banco, desde o "tempo" em que eles facilitavam e toda a minha gente comprava casa própria. Agora se me perguntares; se fosse hoje, voltavas a comprar casa? Eu responderia-te: seguramente não...

Desvalorizam a cada ano que passa, pagamos mais IMI, temos o condomínio e as obras para pagar...na conjuntura actual eu diria: não obrigado!

Agora compete-te a ti analisar os prós e os contras  ;) , e, já aqui tens alguns...

Um abraço!

Faco minhas as tuas palavras, até despacho a minha casa se alguém quiser lol, aproveitem que até fica quase perto da praia haha.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Faco minhas as tuas palavras, até despacho a minha casa se alguém quiser lol, aproveitem que até fica quase perto da praia haha.

Ahh!...se eu não tivesse dito o que disse, lol  :laugh: :laugh: :laugh: ...

É que o meu sonho sempre foi ter uma casa ao pé da praia, eh, eh; e de preferência com água quentinha  ;D . como não estás numa de compras, só se trocarmos, lol. É que podes passar da praia para o campo à velocidade de um click, lol, lol  ;D ;D ;D

Um abraço!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ahh!...se eu não tivesse dito o que disse, lol  :laugh: :laugh: :laugh: ...

É que o meu sonho sempre foi ter uma casa ao pé da praia, eh, eh; e de preferência com água quentinha  ;D . como não estás numa de compras, só se trocarmos, lol. É que podes passar da praia para o campo à velocidade de um click, lol, lol  ;D ;D ;D

Um abraço!

Lol, compras nem pensar, vendas é já lol

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Lol, compras nem pensar, vendas é já lol

Estamos em sintonia!... :laugh:  compras nem pensar!!! mas "ela por ela" é de analisar, lol, lol  ;D ;D ;D

Abraço!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá jmnp!

Só para te baralhar um pouco mais  ;D :

-no caso de comprares, no contexto actual, vais ter um spread elevado...apesar da taxa euribor estar em mínimos...

-vais ter de pagar IMI ao fim de um certo periodo...

-vais ter de pagar condomínio...

_vais ter de "entrar" para as pinturas/obras de melhoramento no prédio; fora as da tua fracção...

-já para não falar da tua situação profissional, e/ou de filhos que entretanto "apareçam" e que vão requerer uma fatia do teu orçamento...

Eu, tenho habitação própria, que estou a pagar ao banco, desde o "tempo" em que eles facilitavam e toda a minha gente comprava casa própria. Agora se me perguntares; se fosse hoje, voltavas a comprar casa? Eu responderia-te: seguramente não...

Desvalorizam a cada ano que passa, pagamos mais IMI, temos o condomínio e as obras para pagar...na conjuntura actual eu diria: não obrigado!

Agora compete-te a ti analisar os prós e os contras  ;) , e, já aqui tens alguns...

Um abraço!

Já para não falar que quando a Euribor começar a subir (o que se prevê daqui a uns anitos) vai começar a doer a prestação da casa :P

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Já para não falar que quando a Euribor começar a subir (o que se prevê daqui a uns anitos) vai começar a doer a prestação da casa :P

Exactamente!

Estamos em mínimos  ::) ...quando isto começar a subir, mais pessoal poderá ter de entregar as casas por a corda estar demasiado esticada; mais mexidas haverá nos fundos obrigacionistas, entre outras "surpresas" menos desejáveis  :( ...

Um abraço!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Comprar casa, é uma ancora que tira mobilidade a quem compra. Nos tempos que correm isso pode ser muito limitativo para quem trabalha por conta de outrem.

Imagina um novo proprietario, que após de comprar casa (para a qual pagou imenso de impostos escritura, etc..), num caso de mobilidade do posto de trabalho ter ir trabalhar para outro lado. ou vende (e o mercado não está para vender, sob o risco de se perder dinheiro), vai ter de contar com mais encargos de transporte, para além dos encargos IMI com o "senhorio" estado, cujo imposto vai estar indexado à inflação, quando o valor das casas está a diminuir

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor