sofydlf

Assedio moral do senhorio

1 publicação neste tópico

Boa tarde a todos,

Espero possam ajudar-me com o meu problema.

Em janeiro de 2013 aluguei um sotão a um senhor reformado com varios problemas de saude, neste sotão vivemos eu, o meu marido, a nossa filha de 17 meses e o nosso cão (de raça pequena, não causa qualquer estrago na casa).

Apos ver o sotão preguntei ao senhorio sobre contrato e recibos e ele disse que não dava, pois era um homem reformado tinha muitas despesas para ajudar a filha dele e para lidar com os problemas de saude pessoais e da mulher, e não queria que as finanças lhe desse uma "talhada".

Acordamos 300 euros por mes, que incluiam as despesas da agua.

Gas sería por nossa conta.

Electricidade chegaría a fatura a casa dele (por baixo do sotão), e faríamos as contas de acordo com o contador interno (não é da EDP) no nosso sotão.

Agora estamos em Abril e devido a varias circunstancias laborais atrasamo-nos na renda, faltam 150 euros do mes de março e a renda do mes de abril, falamos varias vezes com o senhorio e disse-nos que não havia qualquer problema desde que fossemos pagando aos pocos e pocos, e assim foi, sempre sem recibos nem qualquer meio de prova como pagavamos.

Em nenhum momento se fizeram contas de electricidade devido a que a única conta que chegou foi a de fevreiro no valor de 180 euros de acertos de contas os quais não me competem pagar devido a que so entrei na casa em 2013 e os acertos são de 2012.

Dia 31 de Março, deixou um papelinho na minha porta a dizer que se não lhe fosse pagar dia 1 de abril ja não me permitiria a entrada em casa.

Dia 1 de Abril, como tinha ameaçado, mudo o canhão da porta e cortou-nos todos os serviços, pelo que tive que deslocar-me ao posto da GNR onde o Cabo do posto fez o favor de falar com ele, em como existiam meios legais para nos tirar de casa e não podia simplesmente mudar o canhão, inclusive porque a pesar de não haver contratos nem recibos, existe uma relacão contratual verbal, mais ainda porque ele admitiu ao cabo que nos tinha alugado o sotão mas tinhamos pagamentos em atraso (so que o senhorio alega que a dia 31 de março deviamos 790 euros, o que é mentira a dia 31 de março deviamos 150).

Conclusao, mudou o canhão novamente e ligou os serviços novamente.

Ao fim de uma semana desligou novamente a luz e desta vez a GNR recusou-se a falar com ele (imagino que por ser aldeia pequena têm medo porque toda a gente conhece os guardas da zona), estou sem eletricidade desde sexta feira passada.

Levantei queixa contra ele na GNR, e tambem levantei queixa na EDP devido a que a lei diz que tem que haver um contador com contrato em cada habitação alugada.

Que mais é que posso fazer, estou a proucura de casa mas sem trabalho é muito complicado, a comida que estava no meu frigorifico e congelador ja foi toda a vida, o senhorio agora esta a ameaçar com cortar-me tambem a agua.

O senhorio recusa-se em levar-me a tribunal para ter uma ordem de despejo porque tem medo que as finanças intervenha e venha saber os anos todos que ele tem cobrado rendas ilegais.

Sei tambem que ele não falou com nenhum advogado ainda porque diz que "os advogados querem dinheiro primeiro e falam depois e ele não esta para isso", por tanto esta a fazer tudo isto ilegalmente.

Existe alguma maneira que ele seja obrigado a devolver-me a eletricidade?

Devo apresentar queixa em mais algum sitio?

Qualquer ajuda que me possam prestar será de grande ajuda.

Obrigada

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead