josefcalado

depositos a prazo ...vamos ser "CONFISCADOS" em Portugal?

29 publicações neste tópico

Cada dia se ouvem que podem subir as taxas de confisco aos depositantes Cipriotas...irá a moda pegar até ao nosso sistema bancário? Quais os bancos mais "capazes" do nosso pais?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bem tecnicamente bcp,banif,bpi,caix.g. dep. estão falidos, se não fosse a injeção que levaram do dinheiro da troika hai....................  eu tenho o big e best claro valores inferiores a 100 mi sempre conveniente........................................

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O que eu acho que isto trouxe foi uma ideia do que pode acontecer quando se excede o limite do FGD.

Isto deu ainda mais razão para dividir os ovos por cestos diferentes. Não só se mantêm abaixo dos 100k€, como ainda está dividido por vários bancos. Mesmo no Chipre, só alguns bancos é que levaram com esses cortes.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Uma solução será dispersar os DPs por varios bancos em Portugal e no estrangeiro.

E não perder muito tempo com esta celeuma porque se os nosso politicos decidirem incurtar a nossas financas, eles têm uma imaginação muito fertil e logo encontrarão um maneira de o fazer.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Neste momento os bancos estão com dinheiro fresco, visto que, a troika emprestou 12 mil milões (12 biliões) de euros. Os bancos, desses 12, pediram cerca de 6 mil milões e ainda têm cerca de mais 6 mil milões de almofada. Por isso, se precisarem de mais é só pedir ao estado. E aqui é que entra o problema!!! queres mais dinheiro? então os depositantes tb devem colaborar (diz o governo e a troika...)

Ddo meu ponto de vista e depois de ler informações de que apenas 1,88% da população tem depositos superiores a 100 mil euros (aqui o estado tentará alargar a base de uma futura cobrança , roubo, e reduzir o valor).

Por isso os depósitos devem ser colocados em vários bancos e sempre inferior a 100 mil euros, ou inferior a 50 mil euros e até mesmo inferior a 25 mil euros.

por exemplo:

200 000 euros, devem estar:

40 000 x 5 bancos

20 000 x 10 bancos

Apenas uma opinião de que percebe pouco.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Neste momento os bancos estão com dinheiro fresco, visto que, a troika emprestou 12 mil milões (12 biliões) de euros. Os bancos, desses 12, pediram cerca de 6 mil milões e ainda têm cerca de mais 6 mil milões de almofada. Por isso, se precisarem de mais é só pedir ao estado. E aqui é que entra o problema!!! queres mais dinheiro? então os depositantes tb devem colaborar (diz o governo e a troika...)

Ddo meu ponto de vista e depois de ler informações de que apenas 1,88% da população tem depositos superiores a 100 mil euros (aqui o estado tentará alargar a base de uma futura cobrança , roubo, e reduzir o valor).

Por isso os depósitos devem ser colocados em vários bancos e sempre inferior a 100 mil euros, ou inferior a 50 mil euros e até mesmo inferior a 25 mil euros.

por exemplo:

200 000 euros, devem estar:

40 000 x 5 bancos

20 000 x 10 bancos

Apenas uma opinião de que percebe pouco.

E depois há bancos tipo BCP que tem de entregar 4M em 5 anos e só dá prejuizo há dois anos seguidos, e um Banif em que o estado teve de entrar com quase 100% no capital...isto é preocupante para os depositantes.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Mas o FGD não abrange 100.000€ por banco e titulares da conta?

Imagine-se um individuo tem uma conta a prazo/ordem num banco X com 2 titulares com 150.000€.

Se no Chipre a base foi os 100.000€ com base no FGD(imagino que assim foi), porque não estará protegido o capital deste individuo?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

galonegro e como vai ser no Chipre? vão fazer na totalidade do patrimonio? ou só numa conta ou duas dos bancos que falam? podes ter 10 bancos mas se juntas os 25k de cada dá 200k sempre...

investidorPT há uma coisa que ás vezes o pessoal se esquece, imagina, tens uma conta com 100 000€, deposito a prazo, se houver algum problema com o banco estás abrangido pelo FGD? sim estás, mas só até aos 100 000€, os juros que tenahs ganho até ai vão á vida, porque já não tens 100 000€, mas sim 101 000€, 102 000€....

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Correcto.

Mas o capital inicial investido(sem os juros) está assegurado, pois corresponde ao limite máximo protegido pelo FGD.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Correcto.

Mas o capital inicial investido(sem os juros) está assegurado, pois corresponde ao limite máximo protegido pelo FGD.

Sim...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

galonegro e como vai ser no Chipre? vão fazer na totalidade do patrimonio? ou só numa conta ou duas dos bancos que falam? podes ter 10 bancos mas se juntas os 25k de cada dá 200k sempre...

investidorPT há uma coisa que ás vezes o pessoal se esquece, imagina, tens uma conta com 100 000€, deposito a prazo, se houver algum problema com o banco estás abrangido pelo FGD? sim estás, mas só até aos 100 000€, os juros que tenahs ganho até ai vão á vida, porque já não tens 100 000€, mas sim 101 000€, 102 000€....

No Chipre há bancos serão mais "prejudicados" do que outros, apenas os bancos insulventes é que os depósitos serão convertidos em ações, mas a taxa será para todos. 

Em relação aos 100 mil mais juros, é que os depositantes devem colocar menos de 100 mil.

90 000 +  juros (1800) = 91800

40 000 + juros (800) = 40 800

O fundo de garantia só funciona em caso de falência do banco. Aí é que é o problema, antes de um banco entrar em insulvência, o estado entra em ação, saca o dinheiro aos depositantes com taxas enormes e o banco não entra em insulvência. E o fundo não funciona, porque os Estados de toda a Europa não têm dinheiro para cobrir os depósitos.Foi o que aconteceu no Chipre.

Depois do que vimos no Chipre tudo é possivel.....

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Se houver um segundo resgate a Portugal e/ou eleições antecipadas, os depósitos a prazo vão sofrer pelas ruas da amargura. :-X

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Os bancos terão de passar a rever a taxas de juros para depósitos superiores aos 100K. Se há risco neste tipo de DP.... os bancos terão de se chegar à frente

Para uma Tx de inflação de 3%, para não se perder dinheiro, teriamos de encontrar tx de juro superiores a 4.16% (que não se encontram para DP), e agora o risco do confisco?  :-\

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Os bancos terão de passar a rever a taxas de juros para depósitos superiores aos 100K. Se há risco neste tipo de DP.... os bancos terão de se chegar à frente

Para uma Tx de inflação de 3%, para não se perder dinheiro, teriamos de encontrar tx de juro superiores a 4.16% (que não se encontram para DP), e agora o risco do confisco?  :-\

Acho que essa medida vai entrar em conflito com esta: http://www.dn.pt/inicio/economia/interior.aspx?content_id=2084573

Bancos que ultrapassem taxa de referência serão penalizados no rácio de capital. Decisão do Banco de Portugal visa travar a "guerra dos depósitos".

O Banco de Portugal (BdP) quer travar a "guerra dos depósitos" no sector financeiro. O regulador bancário anunciou ontem que aprovou uma medida que prevê que os bancos que ofereçam uma taxa de juro superior em 300 pontos-base à taxa de mercado serão penalizados no seu rácio de capital de base. O Banco de Portugal explica que "passou a estar prevista uma dedução aos fundos próprios que relevam para o cômputo do rácio core tier 1, em relação com os depósitos contratados com taxa de remuneração acima de um dado limiar".

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Neste momento os bancos estão com dinheiro fresco, visto que, a troika emprestou 12 mil milões (12 biliões) de euros. Os bancos, desses 12, pediram cerca de 6 mil milões e ainda têm cerca de mais 6 mil milões de almofada. Por isso, se precisarem de mais é só pedir ao estado. E aqui é que entra o problema!!! queres mais dinheiro? então os depositantes tb devem colaborar (diz o governo e a troika...)

Ddo meu ponto de vista e depois de ler informações de que apenas 1,88% da população tem depositos superiores a 100 mil euros (aqui o estado tentará alargar a base de uma futura cobrança , roubo, e reduzir o valor).

Por isso os depósitos devem ser colocados em vários bancos e sempre inferior a 100 mil euros, ou inferior a 50 mil euros e até mesmo inferior a 25 mil euros.

por exemplo:

200 000 euros, devem estar:

40 000 x 5 bancos

20 000 x 10 bancos

Apenas uma opinião de que percebe pouco.

Acho que estás a misturar várias coisas...

O FGD garante até 100.000€ por titular (ou depositante, não é o mesmo, eu sei). Portanto só tens de não colocar mais que esse montante por banco.

1,88% da população tem depósitos acima de 100.000€ e desde quando isso é significativo do "património" individual? As pessoas podem diversificar, aliás há quem não goste nada de DP´s. O estado não pode acordar um dia e lembrar-se que quer colocar uma taxa para DP´s abaixo de 100.000€. Pela lei os DP até 100.000€ estão garantidos.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

E depois há bancos tipo BCP que tem de entregar 4M em 5 anos e só dá prejuizo há dois anos seguidos, e um Banif em que o estado teve de entrar com quase 100% no capital...isto é preocupante para os depositantes.

D@vid não te esqueças que o BCP está carregado de dívida Portuguesa. É normal que o banco dê prejuízos há dois anos seguidos, o que resulta em grande parte dos resultados (muito) negativos na grécia. Aliás a Polónia está a segurar o banco ;)  Em breve o BCP sairá da Grécia, com custos, claro. O que fará com que possa canalizar recursos para outras operações.

Não estou com isto a dizer que a tarefa irá ser fácil. Mas se não vier nenhuma "catástrofe" financeira até poderá ser possível ao BCP livrar-se da nacionalização. O Nuno Amado já mostrou que é capaz de realizar um bom trabalho, porém as condições externas/internas em que vivemos actualmente irão condicionar em muito o destino do BCP.

Contrariamente aos outros bancos (BPI,BES) optaram por não fazer trading com a dívida Portuguesa, conforme referiu o Amado. Se a decisão de levar levar até à maturidade, será uma boa decisão? Veremos. O caminho não será fácil, mas pelo menos existe uma tentativa de fazer algo, que inverta a situação em que o banco está.

Quanto ao BANIF não tenho opinião formada.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pela lei os DP até 100.000€ estão garantidos.

Com uma maioria no parlamento todas as leis podem ser mudadas (desde que não se revelem inconstitucionais).

Não percebendo muito da porcaria da nossa Constituição (que devia ser queimada num qualquer reactor nuclear norte-coreano), não tenho ideia que existe nada na CRP que possa evitar uma situação semelhante ao que se verificou no Chipre...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

boa noite,

Cheira-me que muitos depositantes que puseram as sua poupanças nos bancos , vão se como se diz na gíria apanhados com as calças na mão, e perder algumas poupanças. Infelizmente Portugal não tem alternativa de pagar o que deve, só se perdoarem parte da dívida ou renegociarem um prazo bem longo para ver se temos

hipoteses de pagar o que devemos.Se calhar é altura de calmamente, trazermos para casa aos poucos as nossas poupanças, pois está a ficar negro.Não rende nada em casa o dinheiro,é verdade.Mas se calhar tambem não nos roubam nada.Estes nossos governantes não são de confiar, pois dizem que esta tudo bem,

mas no dia seguinte já esta tudo mal.Não deixemos tudo para os dias confusos que poderão vir e a hipotese não é pequena

Desculpem mas é o que eu sinto neste momento

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Governo prepara segundo resgateO Governo está neste momento a preparar um segundo plano de resgate, pedindo mais dinheiro à 'troika', segundo adianta fonte governamental. Esta é uma notícia avançada em primeira mão pela CMTV.

Confesso que odeio o correio da manhã, mas vai de encontro ao que os economistas Portugueses disseram desde o inicio.

Claro que isto é um off-topic, visto que este segundo resgate nada tem a ver com os bancos.

Fonte: http://www.cmjornal.xl.pt/noticia.aspx?contentid=773F5117-58A9-4AAC-8BB9-D677D6F94F9C&channelid=00000090-0000-0000-0000-000000000090

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde

para os DPrazo pode ou não funcionar o FGD, em caso de maior crise.

Para as contas em correctoras há uma outra garantia de menor valor, mas há o problema de fraudes porque os activos não estão em nome do titular mas sim da correctora. Como vêem este ponto e onde se sentem mais seguros?

Cumprimentos

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não serão os Fundos de Investimento e ETF as aplicações mais seguras no momento? Não podem abrir falência nem Governo nenhum lhes pode tocar.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não serão os Fundos de Investimento e ETF as aplicações mais seguras no momento? Não podem abrir falência nem Governo nenhum lhes pode tocar.

Sabes lá...em termos fiscais e num estado socialista como o português, o céu é o limite! Podem colocar uma taxa para aplicações nos mercados capitais. Quem tiver dinheiro aplicado tem de pagar uma taxa consoante a quantia aplicada.

É só eles se lembrarem..

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas

Caso esta situação suceda em Portugal, sabem se o dinheiro estiver aplicado num deposito a prazo em dólares ou libras estará mais salvaguardado, ou é igual se estivesse em euros?

Cumps

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas

Caso esta situação suceda em Portugal, sabem se o dinheiro estiver aplicado num deposito a prazo em dólares ou libras estará mais salvaguardado, ou é igual se estivesse em euros?

Cumps

É igual, contrariamente aquilo que os bancos tentam passar para o mercado...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sabes lá...em termos fiscais e num estado socialista como o português, o céu é o limite! Podem colocar uma taxa para aplicações nos mercados capitais. Quem tiver dinheiro aplicado tem de pagar uma taxa consoante a quantia aplicada.

É só eles se lembrarem..

viva

mas meter numa broker estrangeira também pode ser confiscado pelo estado estrangeiro em situaçao de desespero, cobra os estrangeiros.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead