ipaz

euribor a 6meses ou 3 meses?

13 publicações neste tópico

Estou desanimada com o meu banco!! :(dirigi-me ao balcao do meu banco ( bpi)e falei com o gerente em mudar o indexante,pois estou a 6meses e visto as taxas estarem a baixar resolvi mudar e pra meu desapontamento ja nao ha nada a fazer!tenho que continuar a 6 ate ao fim do credito >:( >:( >:( >:( >:( >:(

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

E´ simples - procura noutro banco... e, se por acaso, encontrares melhor proposta que a que tens, aproveita.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Isso é tanga do gerente do banco, ainda à 2 meses fiz um pedido de alteração na CGD de Euribor a 6 meses para Euribor a 3 meses e foi-me concedida sem qualquer problema.

Cheira-me que o gerente não quer é ter trabalho.. insiste e ameaça com mudança de crédito para outra instituição bancária :D

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Neste momento é muito complicado arranjar spreads abaixo dos 0.5%, mas é uma questão de analisares as várias propostas :D Pedir propostas não custa nada...

Eu quanto ao assunto do BPI ia mais longe, e ameaçava com queixa na DECO/Banco de Portugal, pois parece-me que isso é uma simples alteração ao contrato e para o banco deveria ser igual...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu quanto ao assunto do BPI ia mais longe, e ameaçava com queixa na DECO/Banco de Portugal, pois parece-me que isso é uma simples alteração ao contrato e para o banco deveria ser igual...

Nao vejo porque haja lugar a ameaças. O contrato foi feito entre os dois com aquelas condiçoes e so pode ser mudado se houver acordo de ambas as partes. Nao havendo acordo, nao ha mudança, nao ha nada ilegal nisso...

E, ja agora, nao e´ igual para o banco - como as taxas estao a baixar muito, a revisao do indexante faria com que o banco tivesse que actualizar as taxas mais frequentemente e perdesse dinheiro que ganharia em juros. Claro que o banco nao tem interesse nenhum nisso, e da para perceber perfeitamente a sua posiçao. Podes sempre contrapor um aumento no spread para os ajudar... Como em qualquer negociaçao, se ambas as partes fizerem cedencias, todos ficam satisfeitos.

Mas, ja agora, quando as taxas subirem outra vez (e vao subir, mais cedo ou mais tarde) estariam dispostos a ver a prestaçao subir tao depressa? Ha sempre que pensar nos dois lados da questao...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

ipaz

Também sou cliente BPI e alterei o indexante sem problema algum. E melhor não tive que pagar nada. Agora não vás mudar de Banco por causa de uma birra. Amanhã envio-te cópia do documento que entreguei no balcão.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Nao vejo porque haja lugar a ameaças. O contrato foi feito entre os dois com aquelas condiçoes e so pode ser mudado se houver acordo de ambas as partes. Nao havendo acordo, nao ha mudança, nao ha nada ilegal nisso...

E, ja agora, nao e´ igual para o banco - como as taxas estao a baixar muito, a revisao do indexante faria com que o banco tivesse que actualizar as taxas mais frequentemente e perdesse dinheiro que ganharia em juros. Claro que o banco nao tem interesse nenhum nisso, e da para perceber perfeitamente a sua posiçao. Podes sempre contrapor um aumento no spread para os ajudar... Como em qualquer negociaçao, se ambas as partes fizerem cedencias, todos ficam satisfeitos.

Mas, ja agora, quando as taxas subirem outra vez (e vao subir, mais cedo ou mais tarde) estariam dispostos a ver a prestaçao subir tao depressa? Ha sempre que pensar nos dois lados da questao...

Olá Paulo

Obviamente que o acordo tem que ser entre ambas as partes, mas todos os clientes devem ter o mesmo tipo de tratamento, não é dizerem a um cliente que não podem alterar o indexante e fazerem-no a outros... daí eu dizer que há lugar a reclamação e ameaças...

Se fosse prática e politica do banco em não fazer esse tipo de alteração contratual então tudo bem, agora fazerem a uns e não fazerem a outros não.. Neste caso parece-me mais um desconhecimento (ou falta de vontade) da gerente do que uma posição do banco..

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá Paulo

Obviamente que o acordo tem que ser entre ambas as partes, mas todos os clientes devem ter o mesmo tipo de tratamento, não é dizerem a um cliente que não podem alterar o indexante e fazerem-no a outros... daí eu dizer que há lugar a reclamação e ameaças...

Se fosse prática e politica do banco em não fazer esse tipo de alteração contratual então tudo bem, agora fazerem a uns e não fazerem a outros não.. Neste caso parece-me mais um desconhecimento (ou falta de vontade) da gerente do que uma posição do banco..

Por essa ordem de ideias todos os clientes deviam ter o spread de 0,29% que a lpaz tem. Ou se calhar ainda mais baixo, porque deve haver seguramente clientes com spreads mais baixos... Sabes porventura se os clientes a quem aceitaram alterar o indexante teriam as mesmas condições de credito?

Concordo numa coisa - nao se trata necessariamente de uma politica geral do banco, mas também nao quer dizer que se trate de inépcia do gestor de conta - tipicamente estes pedidos sao analisados caso a caso e a ordem para aceitar a alteraçao tem que vir sempre de cima...

Nao me parece que a DECO / Banco de Portugal pudessem fazer o que quer que fosse neste caso - nao há nada de ilegal em nao aceitar alterar o contrato, uma vez firmado. Avançar por essa via só ia contribuir para azedar as relações com o gerente do banco. Parece-me que seria muito mais produtivo avançar com uma cedência em algum outro ponto ou aumentar um pouco a pressão aparecendo com uma proposta melhor da concorrência. Afinal, apanham-se mais moscas com mel do que com vinagre ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá Paulo

Eu compreendo o que queres dizer, no entanto estou a avaliar a situação de acordo com o risco para o banco.

O spread é diferente, pois sendo o lucro do banco é também uma garantia ou margem de segurança que o banco tem onde o risco que o banco tem com o empréstimo está reflectido, logo neste caso terá que ser analisado caso a caso.

No caso do prazo do indexante, para o banco é igual, sejam 3 ou 6 meses não há qualquer diferença ao nível de risco ou lucro, o banco também paga o juro à entidade credora do crédito com base no valor da euribor...

Claro que estou plenamente de acordo em que o ir para DECO/BP só em ultima via, e a melhor solução apontaste-a bem, arranjar propostas de outros bancos, no entanto, posso estar enganado e ter interpretado mal, mas fiquei com a sensação que o gerente do banco nem chegou sequer a analisar o processo, limitou-se a dizer que não era possível e é este tipo de atitudes que condeno, se assim não foi peço desculpa pela minha má interpretação..

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

No caso do prazo do indexante, para o banco é igual, sejam 3 ou 6 meses não há qualquer diferença ao nível de risco ou lucro, o banco também paga o juro à entidade credora do crédito com base no valor da euribor...

Eu não sei bem como as coisas funcionam do lado do banco mas, pelo menos em alguns casos, a entidade credora cobrar-se-ia à mesma à Euribor a 6 meses (o indexante inicialmente escolhido). O banco da ipaz pode ter o mesmo problema - não conseguir mudar o indexante assim sem mais nem menos (principalmente quando os bancos andam tão desconfiados uns dos outros)... E, nesse caso, o facto de o cliente lhe estar a pagar com base na Euribor a 3 meses ou com base na Euribor a 6 meses vai trazer diferença ao lucro do banco sim... Daqui a 3 meses o cliente pagaria juros a uma taxa menor que a que o banco paga à entidade credora...

Aliás, penso que já não é a primeira pessoa aqui no fórum a dizer que o banco não a deixou mudar o prazo do indexante justamente por causa da entidade credora junto da qual o banco se tinha financiado...

Mas, como eu disse, não sei bem como as coisas funcionam desse lado da "barricada" :)

..., no entanto, posso estar enganado e ter interpretado mal, mas fiquei com a sensação que o gerente do banco nem chegou sequer a analisar o processo, limitou-se a dizer que não era possível e é este tipo de atitudes que condeno, se assim não foi peço desculpa pela minha má interpretação..

Nisso estou de acordo. Mas o facto de não ter tido que esperar por uma resposta superior, não quer dizer que não tenha analisado o processo... e até pode já ter passado por casos semelhantes recentemente, por exemplo.

ipaz, perguntaste porque é que não podiam mudar o indexante?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A minha opinião e para resumir o tópico é a seguinte:

Muitas vezes quem está à frente de uma dependência, serviço, espalhado/a pelo país e que a sede é em Lisboa, tende a governar a dua dependência/serviço como se tratasse do seu quintal, não seguindo muitas vezes as orientações superiores.

E sei do que estou a falar.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

a situação descrita é perfeitamente normal.

para quem achava que o impedimento de cobrança de comissões pelas alterações era algo bom para os consumidores aqui está a resposta..

quantos pedidos iguais a esse terá recebido o banco em questão (e também os outros)?

qual a dimensão do trabalho administrativo originado por tais pedidos?

qual a contrapartida recebida por tal trabalho/serviço? a isso podemos reponder: 0 (zero)

assim, é obvio que, se o banco não pode cobrar por um serviço (que não obrigado a prestar pelas razoes já explicadas pelo paulo), simplesmente não o presta..

hoje quer mudar para 3 meses, daqui por 2 ou 3 anos já quer outra vez 6, daí a 4  já quer 12... se essas mudanças todas são feitas a custo 0.... aqui está o resultado..

e quem fala de mudar indexante (que é das alterações mais simples que pode haver), imaginem o resto...

quanto ao caso em concreto, por muito boas condições que consigas noutro banco, nunca conseguirás nada parecido com 0.29%.. esse é para agarrar com unhas e dentes (pelo menos nos próximos anos)!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

(...)

quanto ao caso em concreto, por muito boas condições que consigas noutro banco, nunca conseguirás nada parecido com 0.29%.. esse é para agarrar com unhas e dentes (pelo menos nos próximos anos)!

Completamente de acordo.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead