Visitante jopbm

Arrendamento: com ou sem recibo? O meu caso em particular.

11 publicações neste tópico

Olá a todos!

Andei a pesquisar mas não encontrei tópicos recentes que me esclarecessem uma dúvida muito concreta que tenho neste momento. Peço desde já desculpa se por acaso estiver a repetir de alguma forma o tema. Então é assim: eu tenho 25 anos e iniciei o mês passado a minha actividade profissional. Nunca trabalhei e até há um mês fui economicamente dependente dos meus pais. Entretanto, como disse, comecei a trabalhar na função pública e passei a auferir um vencimento bruto que, com os duodécimos incluídos, anda à volta dos 1700€/mês (valor líquido de 1290€, pelo menos no mês de Janeiro). Estou a pensar arrendar casa na cidade em que trabalho e apercebi-me que todo o mercado de arrendamento está perfeitamente "habituado"/ adaptado ao "não passar recibo". Daí ter-me surgido a dúvida: na minha situação, solteiro, sem filhos, já sem despesas de educação ou (felizmente!) saúde e com o meu salário, compensar-me-ia em termos de IRS arrendar uma casa que, mesmo sendo mais cara mensalmente, teria recibo ou, por outro lado, optar por ir pra uma situação sem recibo e ficar mais barato mensalmente? Pelas casas que vi, a diferença costuma rondar uns 50€/mês entre situação com ou sem recibo.

Agradeço desde já a opinião dos mais entendidos na área, já que eu, como nunca lidei com nada relacionado com finanças, não faço ideia o que seria, ao fim e ao cabo, mais vantajoso pra mim!

Até breve,

João.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá,

Pode deduzir-se à coleta até 15% da renda, com o limite máximo de 502 euros. Ou seja, se a renda anual for 3350 euros ou mais, paga-se menos 502 euros de IRS.

Boa sorte para a nova fase da vida!

Luís

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigado pela resposta! Sendo assim, acho que vou mesmo optar pela opção de ter recibo, até porque realmente de outra forma não teria outras despesas para apresentar no IRS. Só uma última dúvida: para que os recibos sejam válidos basta que o senhorio esteja colectado e nos dê um documento a comprovar o pagamento mensal da renda, certo? Há alguma forma de averiguar se o senhorio está efectivamente colectado? Pergunto isto porque como só vou estar um ano o senhorio disse-me que não é obrigatório fazer contrato, embora passe na mesma o recibo. Não ter contrato não põe em causa a dedução dos recibos, certo?

Mais uma vez, Obrigado!

João.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas,

É necessário que o contrato tenha sido apresentado nas Finanças e pago o imposto de selo respectivo, e por conseguinte tenha o respectivo carimbo da Repartição.

M

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá a todos.

Antes de mais queria desejar ao autor do tópico boa sorte e muita calma nesta fase da sua vida. Eu também não tenho muito mais idade que o rapaz, mas relativamente a este assunto do ter recibo ou não ter recibo é muito fácil de explicar, é a chamada "Chico-espertiçe" portuguesa, ora bem eu se fosse alugar uma casa exigia sempre recibo, senão vejamos, qual o porquê de os senhorios não passarem recibos...- Para dps fugirem aos impostos, sim é fugir aos impostos, é também burlar o Estado e o Estado somos nós, sim nós todos, não são apenas os papagaios e políticos que lá estão a dar a cara. Logo porque é que eu vou estar a ter como senhorio uma pessoa que à partida não é séria ?

Eu sou senhorio e custa-me dar VINTE E OITO PORCENTO ao Estado da renda... O que é uma anormalidade que só se passa em Portugal, e porquê? Pq em Portugal o racio de pessoais sérias vs chicos-espertos deve andar à volta de 1 para 10, e depois vêm os inquilinos dizer que o senhorio é um bandido que não faz obras, que faz isto e aquilo que a casa nao tem condições...À dias li aqui que havia um senhorio que era dono de um prédio e entrava em todos os andares como se todos fossem a casa dele... Até já tinha apanhado a rapariga a sair do banho e andava lhe a mexer nas gavetas... Era uma labreguiçe pegada, uma pessoa com um bocado de bom senso sabe que se ta alugado a uma pessoa é como "propriedade privada" de quem aluga, e essa pessoa tem direito à sua privacidade.

Com tudo isto queria apenas deixar alguns conselhos ao autor do tópico, faz tudo dentro das leis que assim tás smp protegido caso as coisas corram mal, e muita atenção na escolha da casa e do senhorio, um bom senhorio ajuda-te por que tem interesse em preservar o seu património, há outros que tem ali apenas e só uma fonte de rendimento e se partir partiu nao querem saber é os tais sem recibos e do safa-te. Lê muito bem o contracto antes de assinares, se tiveres um/a amigo jurista ou advogado pede para dar um olhinho q é smp bom mais interpretações.

Por último podes também juntar-te com alguém da tua confiança para te ajudar a suportar uma renda, tipo alugas um T2 e alugas um quarto a essa tal pessoa nesta fase da vida são smp mais uns tostões.

Espero ter ajudado e boa sorte

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Agradeço a contribuição de todos e em particular ao JohnnyPT.

Vou seguir os conselhos e optar por pagar algo mais pra ter recibo no final de cada mês. Ainda não fiquei esclarecido é quanto à necessidade de contrato: uma vez que eu só vou ficar 10meses nessa habitação (a minha profissão "obriga" a que daqui a um ano esteja sabe-se lá onda) dá pra fazer contrato com essa duração? Ou por serem poucos meses escusa-se o contrato e passam-se apenas os recibos? Isso é que ainda não entendi!

Obrigado e até breve!

Joao

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pode fazer um contrato por 10 meses.

E o contrato tem de ser celebrado por escrito.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa noite,

Uma vez que a minha questão se enquadra relativamente no assunto deste tópico e para não abrir um novo fica aqui a minha dúvida.

Eu arrendei uma casa no passado mês de Janeiro, o senhorio não me está a passar recibos.

Acontece que desde o primeiro dia o portão automático da garagem está avariado, o sistema automático não funciona. O senhorio comprometeu-se a arranjá-lo nessa mesma semana mas não apareceu no dia combinado sem dar justificação, liguei-lhe passadas umas semanas e comprometeu-se a vir hoje, não apareceu novamente e não deu satisfações.

Acontece que o portão nem sequer tem uma chave o que faz com que a minha garagem esteja sempre aberta e acessível a quem lá quiser entrar.

A minha questão é, o que fazer nesta situação, pelos vistos o senhorio não quer manter uma boa relação nem resolver os problemas quando surgem.

O que me aconselham a fazer? Posso arranjar e descontar na renda? Fazer pressão com o facto de ele não passar recibos?

Obrigado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas

Ivo ligue lhe novamente para ele resolver o problema, diga lhe se nao resolver a questao apos ter combinado consigo 3 vez e nao ter aparecido, que voçe vai pagar o arranjo do seu bolso e dps envia lhe a factura e abate o valor da mesma na renda do mês seguinte. Afinal nao eh ele k tem as coisas desprotegidas e á mao de semear do amigo do alheio. Deve ser dos bons esse senhorio...

Boa sorte.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas

Ivo ligue lhe novamente para ele resolver o problema, diga lhe se nao resolver a questao apos ter combinado consigo 3 vez e nao ter aparecido, que voçe vai pagar o arranjo do seu bolso e dps envia lhe a factura e abate o valor da mesma na renda do mês seguinte. Afinal nao eh ele k tem as coisas desprotegidas e á mao de semear do amigo do alheio. Deve ser dos bons esse senhorio...

Boa sorte.

Obrigado pela resposta!

Bem, de facto parece que o senhorio anda a brincar comigo, mandou-me uma sms esta semana a dizer que me ligava à noite para agendar e mais uma vez fiquei à espera até agora. A minha vontade é ir já denunciar o contrato às finanças para este senhor pagar uma bela multa, como não me passa recibos imagino que também não tenha feito o registo do contrato nas finanças. Já tentei resolver as coisas a bem mas parece que o senhor não quer colaborar.

É a minha primeira experiência como arrendatário e começo da melhor forma.

JohnnyPT sabe se tenho de ter algum tipo de formalidade como por exemplo enviar carta registada a avisar que vou arranjar do meu bolso ou posso simplesmente arranjar e apresentar-lhe a factura?

Obrigado pela ajuda

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas

Penso que não precisa de carta registada, mas o melhor é alguém aqui do forúm mais esclarecido que eu nestas situações deixe ai os seus "50 centimos" de conhecimento para que o Ivo possa proceder da melhor forma. Mas penso que o melhor é falar com o senhorio, e explicar lhe q tem as coisas desprotegidas e que já que ele tem uma vida tao ocupada, voçe trata do assunto e dps abate na renda, apresentando a respectiva factura. A falar é que a gente se entende.

Boa sorte.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor