smalta

Poupar para daqui a 13 Anos - Universidade do filho

18 publicações neste tópico

Olá,

O meu filho tem 5 anos e eu gostaria de começar a poupar 25€ por mês para financiar os seus estudos superiores quando atingir os 18 anos (pelo menos para tentar pagar as propinas).

Gostaria da vossa ajuda para escolher uma forma de poupança, onde possa transferir 25€ mensais em determinada aplicação.

O objectivo é escolher uma aplicação em que todos os meses o capital suba 25€ e que passem a ser tidos em conta no calculo de juros.

Obrigado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pode haver algumas aplicações vocacionadas para isso, mas creio que as taxas não são nada de excepcional.

Se fosse eu a fazer alguma coisa assim, optava por constituir um pé-de-meia de 1 ano no PrivatBank, que de momento paga 5,45% e permite reforços a qualquer altura com um mínimo de 20€.

A única coisa extra que precisava de fazer era fazer um novo pé-de-meia ao fim de cada ano, quando acabasse o anterior.

Mas isto era eu. Sei que ha pessoas com fobia ao Privat, logo nao falo por essas.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Qualquer coisa deste genero:

http://www.bes.pt/sitebes/cms.aspx?labelid=contapoupancadez

http://www.banif.pt/xsite/Particulares/Contas/PoupancaBanif.jsp?CH=4654

As taxas estão longe de ser tão atrativas como no Privat. No Bes dá para fazer a 10 anos com uma TANB média de 4,125%. No Banif 2 anos no máximo.

Obviamente que deve haver mais bancos com este tipo de depositos mas estes são os que conheço.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pois é, já me tinha esquecido desse do BES Poupança 10. Creio que é o melhor desse tipo de aplicações. Não estou a ver outros bancos que consigam competir com isso. Se bem que ficar com a taxa "bloqueada" por 10 anos também pode não ser muito vantajoso. Enquanto que não acredito muito que vejamos grandes subidas nas taxas de referência nos próximos anos, para o prazo de 10 anos já não meto as mãos no fogo. É bem possível que a economia esteja na fase de recuperação, caracterizada por taxas de juro mais elevadas (segundo a teoria dos ciclos económicos).

É a isto que chama o risco da taxa de juro, uma forma do risco de oportunidade. Neste caso, está a apostar em como as taxas de mantêm baixas durante 10 anos. Se isso vier a acontecer, muito bem. Caso contrário, teria valido mais a pena aplicações onde a taxa era revista anualmente (tipo Privat).

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Muito obrigado a todos pelas respostas.

Vou pensar nos próximos dias qual será a melhor opção para o meu caso.

No entanto se mais alguém quiser fazer outro tipo de sugestões, serão sempre bem vindas.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu apostaria tb no Privat.

Dps comunique por cá qual foi a opção escolhida.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pois é, já me tinha esquecido desse do BES Poupança 10. Creio que é o melhor desse tipo de aplicações. Não estou a ver outros bancos que consigam competir com isso. Se bem que ficar com a taxa "bloqueada" por 10 anos também pode não ser muito vantajoso. Enquanto que não acredito muito que vejamos grandes subidas nas taxas de referência nos próximos anos, para o prazo de 10 anos já não meto as mãos no fogo. É bem possível que a economia esteja na fase de recuperação, caracterizada por taxas de juro mais elevadas (segundo a teoria dos ciclos económicos).

É a isto que chama o risco da taxa de juro, uma forma do risco de oportunidade. Neste caso, está a apostar em como as taxas de mantêm baixas durante 10 anos. Se isso vier a acontecer, muito bem. Caso contrário, teria valido mais a pena aplicações onde a taxa era revista anualmente (tipo Privat).

Pelo que percebo, nada impede de ao fim de um ou mais anos retirarmos o dinheiro.

Segundo o site do BES:

Possibilidade de mobilização fora da data anual de pagamento com penalização dos juros não pagos.

Claro que as taxas no 1º ano, por exemplo, não são tão atractivas (apenas 3% TANB). Nos restantes anos vão subindo.

Óbvio que as taxas do Privat são imbatíveis. Aliás, continuo tentado em abrir lá conta mas teria que ser "à distancia" porque não tenho oportunidade de me deslocar a um balcão.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sim, claro que nada impede de levantar antes do final, mas este produto só se torna atractivo considerando as taxas dos anos mais próximos do final. Se é só para aproveitar as taxas dos 1ºs anos, há alternativas melhores.

É claro que uma pessoa pode sempre diversificar. Se puder poupar 30€/mês, por exemplo, pode sempre ir reforçando o mínimo em cada lado: 20€ no Privat e 10€ no Bes poupança 10. Junta-se o melhor de dois mundos.

Só um detalhe importante. No BES, há despesas de manutenção até ter um envolvimento de 3500€.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

um tópico do meu interesse! Mais conselhos?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sugiro-lhe que inicie com o Poupança 10 do BES. Quando o montante for maior, pondere investir em obrigações como forma de aumentar os ganhos (há aqui um tópico no fórum muito bom para isso).

Outra ideia é investir no fundo de investimento Espírito Santo Liquidez, que penso que esteja disponível no BES, e que lhe dará desde logo rentabilidades maiores que na Poupança 10.

O risco destes investimentos é baixo (exceto o de obrigações que é um pouco mais alto). Pondere, e lembre-se: para ganhar mais temos de arriscar mais. ;)

Qualquer coisa estou ao seu dispôr.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Recomendo uma consulta ao Montepio Geral. Eu fiz duas contas para o meu filho (Capitais para Estudos) quando ele tinha 11 anos, numa apliquei 3000 euros e noutra investia 75 euros/mês até ele completar os 18 anos. Ao fim desse tempo, ele ficou com um plano de recebimentos de 200 euros mês até aos 23 anos de idade, sendo uma óptima ajuda para os gastos dele na Faculdade.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Naturalmente que ao fim de bastantes anos a depositar 75/mês dá uma quantia interessante. Mas não creio que tenha sido por causa de uma taxa bastante boa. Seira mais pelo facto de fazer tantos reforços.

Já que se está a fazer uma poupança, ao menos que se aproveitem as melhores taxas. Receber x por mês pode parecer interessante, mas ao fim ao cabo é separar o capital acumulado em várias mensalidades, o que é algo que também podemos fazer manualmente, desde que tenhamos disciplina.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não esquecer que na poupança BES os juros ficam capitalizados.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Só um detalhe importante. No BES, há despesas de manutenção até ter um envolvimento de 3500€.

Se a conta for em nome do menor, não há despesas de manutenção

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O Plano Capitais para Estudos no Montepio, subscrito em 2004, rendeu 4% (TANB) durante sete anos, mais a atribuição de melhorias de resultados, pois os lucros são distribuídos pelos associados. O IRS sobre os juros é muito baixo, já que a distribuição de rendimentos é feita sob a forma de pensão mensal.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não se pode dizer que tenha sido uma taxa por aí além durante esse anos, já que tivemos um período de taxas bastante altas entre 2006 e 2009. Mas pronto, também não foi mau.

Agora isso do IRS sobre os juros é que me faz confusão. Pensava que a forma de pensão mensal era até desvantajosa do ponto de vista dos impostos, já que há uma rentenção sobre o capital, e não sobre apenas os juros. Mas admito que possa funcionar de outro modo, já que o único exemplo que me lembrei fora as das pensões vitalícias que alguns produtos mutualistas do montepio dão.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Acho uma atitude muito positiva e recomendável, porque o futuro da próxima geração não vai ser fácil isso é garantido e sem um bom curso é melhor pensar noutra alternativa

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sei o que sente porque encontro-me na mesma situação.

Penso que as sugestões aqui dadas são bastante boas. Gostava de lhe indicar mais uma solução baseada em certificados do tesouro.

Eu no meu caso sou um adepto das obrigações (divida soberana), vou juntando dinheiro num DP e quando tenho cerca de 3000 euros adquiro obrigações Portugal (maturidade >= 10 anos).

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor