Visitante marisa de oliveira

Conta num banco ou em vários?

12 publicações neste tópico

Boa tarde a todos.

Gostaria muito de obter opiniões sobre o assunto.

Sou associada Montepio, banco no qual tenho também a minha conta ordenado, depósitos a prazos e todas as minhas poupanças (ainda não possuo nenhum tipo de emprestimo).

A primeira questão que gostaria de colocar é se aconselham a que ter conta e dinheiro disponível em mais do que um banco ou apenas num.

Em relação ao Montepio sinto que não é um banco que se adapta às minhas necessidades e tenho andado a explorar opções, entre as quais o Santander, pois penso comprar casa no prazo de um ano e eles fizeram-me uma melhor simulação que o Montepio.

A questão é, pela experiencia que têm, aconselham-me a mudar do Montepio para o Santander ou manter ambas?

Muito obrigado!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde a todos.

Gostaria muito de obter opiniões sobre o assunto.

Sou associada Montepio, banco no qual tenho também a minha conta ordenado, depósitos a prazos e todas as minhas poupanças (ainda não possuo nenhum tipo de emprestimo).

A primeira questão que gostaria de colocar é se aconselham a que ter conta e dinheiro disponível em mais do que um banco ou apenas num.

Em relação ao Montepio sinto que não é um banco que se adapta às minhas necessidades e tenho andado a explorar opções, entre as quais o Santander, pois penso comprar casa no prazo de um ano e eles fizeram-me uma melhor simulação que o Montepio.

A questão é, pela experiencia que têm, aconselham-me a mudar do Montepio para o Santander ou manter ambas?

Muito obrigado!

1º eu nem aconselho comprar casa :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tudo depende das depesas que incorre em mater conta nesses bancos.

Eu tenho contas em 7 bancos: CGD, Activo, Privat, Montepio, Invest, Big e BEST

Mantenho contas nestes bancos pois cada um tem a sua especialidade e não gasto 1 cêntimo para ter estas contas abertas. Se bem que no caso do Montepio pago a quota de ser associado, mas como isso me permite beneficiar de um seguro de saúde com uma relação qualidade/preço bastante interessante.

Logo, no seu caso, veja se manter uma conta aberta num desses bancos tem custos para si, e em caso afirmativo, se possui alguma vantagem que compense esse custo.

E em vez de se focar num único banco, veja quais os bancos que se especializam e cada sector. Regra geral, matenho um banco para o dia-a-dia e mais uns tantos para poupanças. Privat e Invest para DPs, BEST para fundos e seguros ligados a fundos, BiG e Invest para obrigações. Diversifique e aproveite o melhor em cada um.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sugiro que veja este tópico: http://www.forumfinancas.com/index.php?topic=7987.18

Como referi aí sugiro que tenha uma conta para gastos correntes e outra para investimentos. Tem a banca tradicional onde estão bancos como Santander, BCP, BES, Montepio, BPI e CGD para o dia-a-dia servem (embora deva excluir o BCP como opção e o Montepio anda tremido com mudanças na administração) mas sabem a pouco no que concerne a investimentos, por exemplo depósitos a prazo.

Se o acesso ao crédito no Santander lhe parece bom, será uma boa escolha para ter lá uma conta-corrente, nessa altura questione também quanto fazem em juros os depósitos a prazo ao balcão.

No que concerne a bancos para ter investimentos deve considerar: BIG, Privat e Best.

Caso não queira um banco tradicional e que esteja aberto fora do horário normal o Activo é uma excelente opção a considerar.

No que toca a comprar casa, apesar de ser uma opção pessoal, eu não faria tal investimento, preferia o aluguer pois dou mais importância à mobilidade do que a ter um encargo muito grande que é um crédito habitação.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

No que toca a comprar casa, apesar de ser uma opção pessoal, eu não faria tal investimento, preferia o aluguer pois dou mais importância à mobilidade do que a ter um encargo muito grande que é um crédito habitação.

Não há dúvida que este é um ponto importante. No famoso caso da Islândia, os maiores problemas das pessoas após a falência não eram tanto o preço das coisas, mas sim os créditos habitação que não conseguiam pagar.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Também prefiro aluguer, desde que tenha opção de compra. Se vier a comprar, não levarei tanto com as questões dos spreads e da Euribor para uma parte ou a totalidade do capital representante da compra; se acabar a sair dela, nunca perco dinheiro, porque é como se estivesse a arrendar.

É uma flexibilidade que muito prezo.

Respondendo à sua pergunta, tenha conta em pelo menos 2 bancos. Assim gera situações de complementaridade em que é você que ganha, por exemplo, ao nível de poder negocial e contrapropostas, créditos, DPs, oferta de produtos e serviços, distribuição de balcões, etc.

Mais que isto também não aconselho a não ser que seja para oportunidades pontuais em certos tipos de produtos, porque senão acaba a ser muita confusão e demasiada dispersão.

É a minha opinião, vale pelo que vale.  ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Respondendo à sua pergunta, tenha conta em pelo menos 2 bancos. Assim gera situações de complementaridade em que é você que ganha, por exemplo, ao nível de poder negocial e contrapropostas, créditos, DPs, oferta de produtos e serviços, distribuição de balcões, etc.

Mais que isto também não aconselho a não ser que seja para oportunidades pontuais em certos tipos de produtos, porque senão acaba a ser muita confusão e demasiada dispersão.

É a minha opinião, vale pelo que vale.  ;)

O poder negocial já não é bem o que era (excepto talvez nos créditos, não sei. Nunca contraí nenhum). Para DPs, as taxas tabeladas de certos bancos conseguem superar as negociadas. Excepto para montantes >100k, mas nesse caso o risco é maior. A nível de balcões, pode ser importante para quem ainda seja um pouco mais antiquado. O que eu observo é que com o desenvolver das comunicações se consegue fazer cada vez mais tudo à distância (net/telefone). Mas compreendo que muitas pessoas gostem do cara-à-cara.

Agora não concordo que ter conta em muitos banco dê assim muita confusão. Quer dizer, nós não consituímos depósitos e movimentamos dinheiro entre contas todos os dias. O interessante dos bancos sem despesas de manutenção é podermos deixar a conta a zeros até aparecer nova oferta interessante. Não obriga a ter o dinheiro equitativamente distribuido a toda a hora. Penso que todas as pessoas com contas em vários bancos podem concordar comigo em como não é nada confuso como pode parecer "de fora". Até a minha mãe, que é da velha guarda, já se rege pelo mesmo esquema.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O poder negocial já não é bem o que era (excepto talvez nos créditos, não sei. Nunca contraí nenhum). Para DPs, as taxas tabeladas de certos bancos conseguem superar as negociadas. Excepto para montantes >100k, mas nesse caso o risco é maior. A nível de balcões, pode ser importante para quem ainda seja um pouco mais antiquado. O que eu observo é que com o desenvolver das comunicações se consegue fazer cada vez mais tudo à distância (net/telefone). Mas compreendo que muitas pessoas gostem do cara-à-cara.

Agora não concordo que ter conta em muitos banco dê assim muita confusão. Quer dizer, nós não consituímos depósitos e movimentamos dinheiro entre contas todos os dias. O interessante dos bancos sem despesas de manutenção é podermos deixar a conta a zeros até aparecer nova oferta interessante. Não obriga a ter o dinheiro equitativamente distribuido a toda a hora. Penso que todas as pessoas com contas em vários bancos podem concordar comigo em como não é nada confuso como pode parecer "de fora". Até a minha mãe, que é da velha guarda, já se rege pelo mesmo esquema.

Partilho da tua opinião Ruicarlov ;)  Até acho bastante funcional ter uma conta com um propósito diferente. A minha Mãe, não sendo antiquada, apesar da idade (também não é velha :P) em relação a bancos tem a sua preferência devido à "segurança". Mas como vou falando noutras opções pode ser que ainda venha a aderir às mesmas.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não duvido de que tenham razão no que dizem, ruicarlov e Cardoso24... talvez até o vosso ponto seja mais válido que o meu pela experiência que possuem, naturalmente maior face à minha  :)

Apenas tenho, neste momento, a posição que referi.

Há, aliás, quem a corrobore:

A banca de retalho está vocacionada para oferecer produtos e serviços de rotina, padronizados, que podem ser vendidos em grande escala (cheques, crédito à habitação, cartões de crédito, domiciliações de pagamentos, etc...). Esta opção estratégica não permite a oferta, a um grupo de clientes mais reduzido, de produtos com maior complexidade e valor acrescentado.

Num mundo global e sofisticado, as oportunidades de investimento são cada vez mais complexas, exigindo uma maior especialização e acompanhamento que não se coadunam com uma oferta padronizada.

Neste contexto, devemos recorrer a um banco de retalho que nos assegure de um modo eficiente as operações do dia-a-dia, e a um banco especialista para a realização de operações mais sofisticadas, que não são padronizadas.

in http://www.bancoinvest.pt/Publico/AcercaNos/QuemSomos/oSeuOutroBanco.aspx

É por este prisma que vejo as coisas. O que não me impede de, pontualmente, abrir contas para tirar partido de situações especiais, limitadas no tempo e impossíveis de obter junto do meu banco habitual, como sejam taxas maiores em depósitos a prazo, por exemplo... Agora, não pretendo fazer delas algo permanente, muito menos frequente. Serão atuações especiais para casos especiais, na minha opinião. ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Se é a sua opinião tudo bem.

Mas acho um pouco divertido que cite o que diz o site do banco Invest. Devem ser muito neutros  :P

Está bem visto realmente  :P

Acho que aquele texto todo tem como ideia promover a necessidade de um banco complementar... que por acaso é mesmo o tipo de serviço deles. São espertos  8)

Mas ao mesmo tempo penso que acaba até por ser verdade, alguém que procure coisas mais especializadas precisa de ir a outros lugares...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Está bem visto realmente  :P

Acho que aquele texto todo tem como ideia promover a necessidade de um banco complementar... que por acaso é mesmo o tipo de serviço deles. São espertos  8)

Mas ao mesmo tempo penso que acaba até por ser verdade, alguém que procure coisas mais especializadas precisa de ir a outros lugares...

ehehe Curiosa essa citação, não sendo "totalmente directos", deixam bem clara a mensagem. ;D  Invest "o seu outro banco" :P

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead