larekiku

Subscrever ou não subescerver um PPR? Qual? De que tipo?

17 publicações neste tópico

Viva

Sobretudo nesta fase, é uma das questões que se colocam...

Subscrever ou não um PPR!, mas sobretudo que tipo de PPR? Qual o melhor?

confesso que já tenho um PPR, mas estou descontente, pois fui atrás das supostas rentabilidades e agora encontro-me com menos €€€ do que aquele que lá coloquei há 1 ano atrás....  >:( >:( >:(

a propósito e a título particular, há ainda a acrescentar uma outra dúvida:

Posso mudar de PPR (tipo)? e de banco/entidade? Há custos?

(Para já pretendia alterar o que tenho para não perder mais dinheiro)

com esta "inundação" de produtos destes uma pessoa fica baralhada.....e por isso lanço este tema aberto ás opiniões do forum...

aguardo as v/s opiniões

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ha tanta oferta...eu tenho um e só posso falar por este, apesar de ser um PPR em forma de fundo, e no qual o activo principal são acções, consegue mesmo assim ter rentabilidade positiva a 1ano, portanto estou convicto que quando as coisas "melhorarem" este PPR pode vir a dar rentabilidades muito significativas, aliás como deu no 1º ano, á volta de 14%, falo no BPI PPR Acçoes.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A transferência para outros produtos mesmo de outros bancos é possível sem perder o benefício fiscal. Há bancos que cobram pesadas comissões nestes casos, convém informar-se primeiro.

Acho que quem está perto da reforma (a partir dos 40 - 50) tem vantagens porque o benefício fiscal acaba por se transformar numa rentabilidade jeitosa. Os mais novos também ganham com isso mas como o benefício fiscal só se aplica no ano da entrega vai-se diluindo ao longo de tantos anos.

Acho que o pedro já tinha posto um simulador sobre isto no blog...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A transferência para outros produtos mesmo de outros bancos é possível sem perder o benefício fiscal. Há bancos que cobram pesadas comissões nestes casos, convém informar-se primeiro.

Acho que quem está perto da reforma (a partir dos 40 - 50) tem vantagens porque o benefício fiscal acaba por se transformar numa rentabilidade jeitosa. Os mais novos também ganham com isso mas como o benefício fiscal só se aplica no ano da entrega vai-se diluindo ao longo de tantos anos.

Acho que o pedro já tinha posto um simulador sobre isto no blog...

Paulo, consegues dizer-me desse simulador? Onde?

obg

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu mudei do BPI Reforma Segura para o BPI Acções e estou satisfeita. A rentabilidade é completamente diferente!

Em alternativa, ee for associada da DECO, pode ainda ler o artigo:

http://www.deco.proteste.pt/poupanca-e-investimento/protocolo-ppr-deco-sgf-perguntas-mais-frequentes-s539941.htm

onde a Deco estabeleceu um protocolo com a SGF e cujas vantagens podem ser lidas em:

http://www.protestepoupanca.pt/map/show/2431/src/1688621.htm

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu mudei do BPI Reforma Segura para o BPI Acções e estou satisfeita. A rentabilidade é completamente diferente!

Em alternativa, ee for associada da DECO, pode ainda ler o artigo:

http://www.deco.proteste.pt/poupanca-e-investimento/protocolo-ppr-deco-sgf-perguntas-mais-frequentes-s539941.htm

onde a Deco estabeleceu um protocolo com a SGF e cujas vantagens podem ser lidas em:

http://www.protestepoupanca.pt/map/show/2431/src/1688621.htm

Pois mas o um PPR do tipo Reforma Acções é capaz de ser muito arriscado para pessoas com mais de 55/60 anos, que se vão reformar em breve certo?

Pode não haver tempo suficiente para maturar o produto e rentabilizar possíveis perdas, ainda para mais com esta crise. Para pessoas mais novas, com horizontes mais longos, de facto podem aplicar com maior risco. É este o meu ponto de vista.

Claro que também depende do risco que se está disposto a correr.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu também tenho dúvida acerca das taxas de rentabilidade...

Por exemplo aqui:

PPR Reforma Garantida

http://www.santandertotta.pt/pagina/content/0,1564,701_30040_1_1_675_4_0,00.html

informam uma:

A minha pergunta é quanto é em liquido?

Estive a ver esse e pareceu-me interessante.

- Será um investimento mais ou menos seguro?

- Dará mesmo 4% ao ano até 2013?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sendo assim, de facto parece um bom produto. Cada um é como cada qual, e eu sou muito avesso ao risco. E não sou assim tão velho...  ;D

O BPI, de facto, é dos melhorzitos que anda aí, senão mesmo o melhor. Mas não podermos dar muitos elogios porque no fundo, no fundo, eles funcionam todos na mesma base. Também tenho belas histórias para contar no BPI, como terei para contar em muitos lados. A banca comercial está de tanga, como se pode ver. É uma loja tão comercial como uma loja, só que ali podes lixar a tua vida. E as pessoas que lá estão fazem-no com um sorriso e um aperto de mão.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Estive a ver esse e pareceu-me interessante.

- Será um investimento mais ou menos seguro?

- Dará mesmo 4% ao ano até 2013?

Alguém já fez este PPR? Aconselham?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não parece mau de todo, 4% tanb durante 5 anos e caso se faço o resgate durante esse período tem uma tributação de 16%. Na ordem dos 3,36 liquidos, fora as comissoes de gestão. Para ter tributacao de 8 % como eles anunciam, e necessario esperar 8 anos para resgatar e aí não faço ideia de quanto será a rentabilidade esperada para depois de 2013 (depois de 5 anos), nem sequer se existe rentabilidade mínima garantida para depois desse período.

Outro ponto importante é que também não explicita se tem comissões de subscrição nas entregas.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Apesar de noutro tópico já estar esta informação, passo a citar a Deco (Revista Dinheiro&direitos, Jan/Fev):

"PPR só depois dos 40 - As campanhas publicitárias dos PPR são agressivas. Mas este produto não se destina a todos. Invista só a partir dos 40 anos e até ao valor que, em cada ano, permite dedução fiscal máxima. Se tem menos de 50 anos, opte por fundos PPR com acções e potencial de valorização superior. Com mais de 50, aposte num seguro PPR que garanta o capital".

Como é óbvio PPR!s com esta agressividade (PPR com acções), só devem ser aplicações para quem tem um pecúlio já bastante razoável. Para patrimónios até 5000 Euros, deve-se não correr demasiados riscos e ser mais defensivo.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Puxando este tópico...

Qual é nesta fase, o melhor local (Banco) para se fazer um PPR, de preferencia de capital garantido, como aquele do Totta, que agora está a rentabilizar em comparação com os indexados à euribor.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

  Pessoalmente, aconselho-te o Leve da C.G.D. (que tem 3 modalidades diferentes, consoante o risco, sendo que a intermédia garante apenas o capital, como pretendes) se já és cliente da instituição, parece-me uma boa aposta.

  Caso tenhas conta noutros bancos, procura um produto semelhante num deles, deve haver com toda a certeza algo que te satisfaça, pois não creio existirem diferenças muito relevantes entre as diferentes "marcas" destes produtos a nível de rentabilidade.

  E também acho q este ano é capaz de ser favorável à rentabilidade de PPR sob a forma de fundo, que não se tenham afundado muito com a descida dos mercados, pois a tendência será para a recuperação em alta das cotações, logo uma boa altura para não se recear esse segmento...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O que acham do PPR da Açoreana:

Açoreana Melhor Futuro

  • taxa de juro mínima garantida nas três primeiras anuidades do contrato de 3, 75%
  • garantia do capital investido em toda a sua duração
  • Os encargos de subscrição são 2,5% sobre prémios pagos;
  • os encargos de gestão são 0,75%, aplicados anualmente sobre o valor do Fundo Autónomo PPR.

Não sei que será que quer dizer isto:

No período de campanha a Açoreana credita sempre 2% na conta poupança do PPR.

http://www.acornet.pt/acoreana/produtos_particulares.aspx?IdFamilia=8&IdProduto=15&IdContent=56

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá,

Também tenho um PPR que nem sei se é bom ou mau , mas que me garantirá uma reforma vitalícia a partir dos 50 anos.Como pretendo me reformar aos 55 , posso pagá-lo até aos 55 e depois aí sim disfrutar dele.

Mas na verdade , não sei o que é melhor. Se um PPR ou a disciplina. No meu caso , começei a paagar o PPR aos 30 anos , tenho 38, pago 250 euros por mes para no final (50 )ter uma reforma de 500 euros mensais. È o que eu ganharia hoje se me estivesse a reformar agora.

500 euros na verdade não resolvem a vida de ninguém.Continuo a pagar o PPR , um bocado na inércia.O que tenho feitto é amortizar a minha casa. Deve estar paga no fim de 2011.Isto sim, a meu ver é um PPR .Com o que vou deixar de pagar de juros , talvez já seja o equivalente ao PPR todo que andei a pagar.

Além do mais , como sou bastante disciplinado com dinheiro , após pagar a casa vou começar a juntar para a velhice.Ou seja a fazer eu mesmo o meu próprio PPR.( Tenho por regra não gastar mais de metade daquilo que ganho, se possível até menos)

Resumindo e baralhando..

Acho que o que recomenda o Pedro Pais é mesmo a melhor estratégia. Ter um fundo emergencial , pagar as dívidas( casa incluída) e juntar para a velhice.

Quando falam dos benefícios fiscais dos PPR para mim me parece um pouco pagar 1 euro para receber de volta 15 centimos, mais outros 15 centimos para a reforma e o resto para o banco.

Não sei se estou pensando correctamente ou estou mesmo baralhado , e por isso agradecia que os economistas do forum me esclarecessem se estiver a pensar mal.

Abraço a todos ,

Speedbird

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead