Ramiro Costa

Notes Deutsche Bank Gold Lock-in

31 publicações neste tópico

O meu gestor de conta do Deutsche Bank recomendou-me vivamente a subscrição de um produto complexo, com a duração de 5 anos e ligado às variações do ouro no período, denominado Notes DB Gold Lock-in.

http://pt.scribd.com/doc/115067298/fsd26108

Acham que poderá ser uma boa aplicação? Não tenciono investir mais do que 30 mil euros, mas se e só se for mesmo uma boa aplicação.

Que acham?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Reparou por acaso na questão que na maturidade podem só reembolsar 95% do capital?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Reparou por acaso na questão que na maturidade podem só reembolsar 95% do capital?

Sim, claro. Sei que não têm "capital garantido" (ou têm-no apenas a 95%), mas a probabilidade dessa ocorrência creio ser remota. Para além disso, o "lock-in" deste produto dá-lhe uma certa segurança em termos de garantir uma rendibilidade mínima ao longo dos 5 anos. Por outro lado, o ouro tem sido uma mercadoria de refúgio e, pelo que tenho lido, provavelmente, o seu preço continuará elevado enquanto persistir a instabilidade social, política e ecomómica na Europa. Mas já não digo nada...

A minha preocupação é (e tem sido) diversificar as minhas aplicações - quer por bancos quer por produtos - e pensei que este Notes db Gold Lock-in que me aconselhou hoje o "especialista" do Deutsche Bank pudesse ser uma (boa) alternativa... Mas admito que seja mais um "barrete" que estes promotores queiram impingir a um investidor incauto.

Como os amigos deste forum muito bem sabem, eu estou muito longe de ser um especialista em finanças, daí a razão de vir constantemente aborrecer-vos com pedidos de ajuda e orientação. Desculpem se vos estou a maçar com estas perguntas saloias sobre produtos, mas, como compreenderão, considero muito a vossa opinião e, por isso, não quero deixar de ouvi-la. É um "farol" que orienta as minhas decisões...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Estas "Notes Deutsche Bank Gold Lock-in" que me propuseram do DB não suscitaram aqui grandes comentários, portanto, deduzo que seja um produto para esquecer. Correto?

O funcionário que veio a minha casa parecia-me muito convicto de que se tratava de uma boa aplicação...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Cada qual tem as suas preferências.

Mas por mim, passo bem sem esse tipo de produtos.

Não faço a mínima ideia da remuneração que possa receber, já para não falar na hipótese de não receber nada e ficar apenas com 95% do capital. O ouro está alto e não há garantia nenhuma que vá estar mais alto daqui a 5 anos.

Gosto mais da ideia de investir em ouro numa carteira diversificada de vários activos (tipo Super PPR). Ouro por si só parece-me um investimento demasiado incerto.

Outra coisa que me deixa também de pé atrás é a hipótese de as notes serem reembolsadas antecipadamente, no caso das tais situações "execpcionais", na qual se pode perder todo o capital.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A minha visão sobre esse tipo de produtos "estruturados" é que não passam de veículos para o banco passar para os clientes os riscos a que está exposto. O banco quer livrar-se de uma determinada exposição e fá-lo passando-a para os subscritores do produto.

Não li o prospecto deste em particular, mas pelos comentários parece-me que a performance está ligada ao desempenho do ouro. Ora, o que provavelmente acontece aqui é que o DB assumiu uma posição longa em relação ao ouro e, através  deste produto, faz o respectivo hedging passando aos clientes essa exposição, garantindo assim um determinado spread.

Já agora, a grande maioria desses ditos 'especialistas' dos bancos que recomendam esses produtos aos clientes de especialistas não têm nada, e limitam-se a cumprir ordens. Assim, impingem produtos convenientes para o banco, não para o cliente.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

(...)

Já agora, a grande maioria desses ditos 'especialistas' dos bancos que recomendam esses produtos aos clientes de especialistas não têm nada, e limitam-se a cumprir ordens. Assim, impingem produtos convenientes para o banco, não para o cliente.

Sim, eu tenho consciência disso mesmo. Mas, sendo assim, o amigo imagine a situação em que eu me encontro... Não sendo eu - de todo - um "especialista financeiro" e tendo já uma certa idade e pouca saúde, vou estar sempre numa situação de desconfiança relativamente a tudo o que os meus "financial advisors" me disserem. Sejam eles do Deutsche, do Big, Activo, Best, BES investimento, eu sei lá... Vou desconfiar de todos e não vou acreditar em nenhum deles. Então, como hei de fazer???

Eu já não tenho condições para ler grandes manuais financeiros, assistir a cursos ou aprender estas terminologias estrangeiras dos peritos. O que devo fazer, então?

É que neste momento, estou numa situação em que até posso dispor de uns 200 mil euros para aplicar no médio prazo (5 anos) e... estou "parado", sem saber o que fazer e, fundamentalmente, sem saber em acreditar, em quem confiar, que conselhos devo seguir.

O que devo fazer?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá,

Tem conta aberta no private?

Se sim, enquanto se decide, podia colocar 100.000€ lá na conta a ordem (3.20%) e tirar de um dia para o outro, enqt essa indecisão / duvida não termina.

Vejamos a cada 10 dias que tenha lá 100.000€ ganha 65.33€...

É dinheiro :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá,

Tem conta aberta no private?

Se sim, enquanto se decide, podia colocar 100.000€ lá na conta a ordem (3.20%) e tirar de um dia para o outro, enqt essa indecisão / duvida não termina.

Vejamos a cada 10 dias que tenha lá 100.000€ ganha 65.33€...

É dinheiro :)

Agradeço a sugestão.

Quando eu digo que tenho o dinheiro "parado", quero dizer que não está devidamente aplicado. Este montante de 200 mil euros eu espero não vir a precisar dele tão cedo, pelo que deveria estar aplicado num produto de médio prazo e usufruir de uma boa rendibilidade. Neste momento, tenho esse dinheiro em 2 fundos de tesouraria/liquidez (Best e Banif) e, muito sinceramente, não me agrada nada tê-lo assim - já há cerca de 2 meses - sem saber que destino lhe dar.

Daí eu vir aqui pedir a vossa ajuda. É que já não confio nos "advisers" dos bancos...

P.S. Não, eu não tenho conta no Private. Sabe, eu já sou "velhote" (doutro tempo...) e tenho alguns anticorpos em colocar o meu dinheiro num banco de que nunca ouvi falar, que tem apenas 2 ou 3 agências físicas no país e que pode "desaparecer" de Portugal de um dia para o outro sem deixar rasto... Eu sei que isto é mesmo resposta "de velho", mas o amigo desculpe. É superior às minhas forças...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

compreendo perfeitamente as dúvidas do Ramiro pois eu tenho as mesmas : ainda há dias recusei uma "aplicação excelente" que o meu "gestor de conta" me ofereceu, de um "produto complexo"...!! que eu imaginei, depois de ler o folheto, que só me ia dar dores de cabeça e prejuízo - preferi manter 100k a um juro baixo ( devido ao roubo que as Finanças nos fazem ) do que arriscar

eu sugiro que veja quais os grandes bancos que lhe oferecem o melhor deposito a prazo pois a partir de certa idade se não somos ricos já não enriquecemos - e mais vale ter 200 k a render 3,5% do que ter 200 k a render -5% ou -10%.... e a questão é que se somos jovens e temos 30 ou 40 anos ainda recuperamos a tempo quando as acções subirem, mas se temos 60's e muitos ou 70's já não vamos a tempo de nada da forma que as coisas estão.

acho que o tomix dá uma boa ideia do que são os "complexos" e "estruturados" que alguns bancos nos querem vender - incluindo o nosso banco...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O Carlos captou perfeitamente o sentido das minhas afirmações. Eu já passei dos 70 e a saúde, recentemente, pregou-me uma grande partida... Portanto, o que eu tenho a esperar da vida é, realisticamente, muito pouco. Até aquela "viagem de uma vida", que todos adoraríamos efetuar (adorava conhecer a China e cumprir uma promessa que diz à minha esposa, há muitos muitos anos, de a levar a Agra/Índia e conhecermos o Taj Mahal), sinto que a tenho em sério risco. Deus queira que eu consiga melhorar e concretizar esse meu (último) sonho...

Mas adiante...

O meu intuito ao pretender aplicar estas poupanças num produto (ou em vários) de risco moderado e que me permita obter alguma rendibilidade, prende-se, efetivamente, com o receio de que o atual cenário económico de recessão e o feroz esbulho fiscal de que estamos sendo vítimas, delapidem as minhas poupanças que - com muitos sacrifícios e privações (a juventude de agora saberá o significado destas palavras?...) conseguimos (eu e a minha mulher) juntar.

Seria muito triste, agora no meu "fim de vida", e após ter passado por outras "crises" e outras "recessões" (mas talvez nessa altura as pessoas tivessem mais seriedade e caráter (e vergonha!) do que a pilantragem de agora...), após ter conseguido vencer, dizia, inúmeros problemas e dificuldades, veja-me agora, após todos estes anos, abraços com situações como esta, onde as nossas poupanças são o alvo dos apetites de um estado devorador.

O que eu peço - e acho que é o MÍNIMO que o vulgo cidadão deve exigir, é que as suas poupanças, o seu "pé de meia" seja protegido pelas autoridades do seu país e remuneradas a taxas que, pelo menos, o preservem da usura da inflação. Ora, pelo que eu estou vendo no nosso país, não é isso que está acontecendo. E então agora, depois do travão imposto pelo BdP e com a recente subida da taxa de capital para 28%, é um "fartar vilanagem" no roubo aos contribuintes.

Daí a minha preocupação. Daí eu vir pedir a ajuda dos amigos deste fórum.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Agradeço a sugestão.

Quando eu digo que tenho o dinheiro "parado", quero dizer que não está devidamente aplicado. Este montante de 200 mil euros eu espero não vir a precisar dele tão cedo, pelo que deveria estar aplicado num produto de médio prazo e usufruir de uma boa rendibilidade. Neste momento, tenho esse dinheiro em 2 fundos de tesouraria/liquidez (Best e Banif) e, muito sinceramente, não me agrada nada tê-lo assim - já há cerca de 2 meses - sem saber que destino lhe dar.

Daí eu vir aqui pedir a vossa ajuda. É que já não confio nos "advisers" dos bancos...

P.S. Não, eu não tenho conta no Private. Sabe, eu já sou "velhote" (doutro tempo...) e tenho alguns anticorpos em colocar o meu dinheiro num banco de que nunca ouvi falar, que tem apenas 2 ou 3 agências físicas no país e que pode "desaparecer" de Portugal de um dia para o outro sem deixar rasto... Eu sei que isto é mesmo resposta "de velho", mas o amigo desculpe. É superior às minhas forças...

Está no Best num fundo de tesouraria de baixissimo risco com rentabilidade média a rondar os 4,50% liquidos/ano ou seja 6,25% tanb, se isso é mal aplicado então não sei onde será estar bem aplicado amigo Ramiro :) qualquer aplicação fora disto, a não ser que seja num DP, será sempre de maior risco, isso é garantido, por isso essa preocupação de ter o dinheiro aplicado num tipo de produto (fundos) ainda por cima no menos arriscado (tesouraria) e de liquidez imediata acho um pouco exagerado :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Está no Best num fundo de tesouraria de baixissimo risco com rentabilidade média a rondar os 4,50% liquidos/ano ou seja 6,25% tanb, se isso é mal aplicado então não sei onde será estar bem aplicado amigo Ramiro :) qualquer aplicação fora disto, a não ser que seja num DP, será sempre de maior risco, isso é garantido, por isso essa preocupação de ter o dinheiro aplicado num tipo de produto (fundos) ainda por cima no menos arriscado (tesouraria) e de liquidez imediata acho um pouco exagerado :)

O David não me leve a mal, mas eu trabalhei toda a minha vida em empresas e SEMPRE fizemos aplicações de tesouraria em momentos conjunturais - de dias, semanas quando muito. Se agora que o mundo está de "pernas para o ar" as coisas são diferentes - e, pelo visto, diametralmente opostas - isso não sei. Agora sei que, há 40 ou 50 anos atrás, ninguém perfeito do seu juizo faria aplicações de capital em tesouraria/liquidez com uma ideia de... médio prazo.

Daí eu me sentir muito "desconfortável" com o dinheiro aplicado nessas contas de liquidez. Aliás, essas minhas poupanças ainda lá se encontram apenas porque tenho estado doente e a situação está o que está... Infelizmente, ainda não encontrei uma alternativa mais segura, rentável e durável para as aplicar. Estou em "stand by" à espera que surja uma boa oportunidade...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu penso que ninguém utilizava fundos de liquidez para investir a médio prazo porque as taxas não compensavam. O BES Liquidez é um caso especial, dado que tem uma remuneração muito atractiva. Mas claro, não sabemos por quanto tempo irá continuar. Convém ter debaixo de olho um plano de reserva para quando for altura de mudar de barco

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu penso que ninguém utilizava fundos de liquidez para investir a médio prazo porque as taxas não compensavam. O BES Liquidez é um caso especial, dado que tem uma remuneração muito atractiva. Mas claro, não sabemos por quanto tempo irá continuar. Convém ter debaixo de olho um plano de reserva para quando for altura de mudar de barco

Poiis!.. Mas é isso que me falta (...um "plano de reserva"). O que eu queria mesmo era "mudar de barco" (pessoalmente, ter cerca de 200 mil euros em fundos de liquidez não me agrada nada), mas ainda não encontrei um conjunto de produtos (2 ou 3) que me permita diversificar a aplicação daquele capital.

Até estou a pensar telefonar amanhã para a Deco/Proteste (de que sou sócio há vários anos) e pedir-lhes um aconselhamento. Sei que eles têm uma linha telefónica para isso mesmo. Talvez, a partir dessa conversa, se faça luz no meu espírito e me indiquem boas aplicações para aquela minha poupança. Veremos o que eles me aconselham...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Poiis!.. Mas é isso que me falta (...um "plano de reserva"). O que eu queria mesmo era "mudar de barco" (pessoalmente, ter cerca de 200 mil euros em fundos de liquidez não me agrada nada), mas ainda não encontrei um conjunto de produtos (2 ou 3) que me permita diversificar a aplicação daquele capital.

Até estou a pensar telefonar amanhã para a Deco/Proteste (de que sou sócio há vários anos) e pedir-lhes um aconselhamento. Sei que eles têm uma linha telefónica para isso mesmo. Talvez, a partir dessa conversa, se faça luz no meu espírito e me indiquem boas aplicações para aquela minha poupança. Veremos o que eles me aconselham...

Também fiquei com alguma vontade de saber o que eles poderão aconselhar :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu suponho que esses conselhos não andarão muito longe dos que vêm publicados, semanalmente, na revista Proteste-Investe (que assino e leio atentamente). O que eu pretendo é "explorar" mais o leque de possibilidades de "investimento" e, perante o meu "perfil de risco" (moderado... não sou totalmente avesso ao risco), ver se eles me aconselham, objetivamente, uma composição de carteira.

Depois, munido dessas indicações, eu até poderei fazer essas aplicações através de um dos bancos on-line.

Assim, ficaria com uma aplicação financeira com a chancela dos profissionais da Deco, a qual, tenho a certeza, primará pelo equilíbrio e razoabilidade das opções.

Estou com uma certa esperança...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ok, nesse caso, pf depois partilhe aqui. Tb tou curiosa para saber o que aconselham  ;)

Obrigada

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ok, nesse caso, pf depois partilhe aqui. Tb tou curiosa para saber o que aconselham  ;)

Obrigada

Tal como tinha equacionado, telefonei esta semana para a "secção financeira" da Deco/Proteste expondo a minha situação e pedindo um conselho.

Como sublinhei que a importância de que disponho (cerca de 200 mil euros) se tratava de um "pé-de-meia", de uma poupança, que pretendia segura das contingências da volatilidade dos mercados, os conselhos que me transmitiram circunscreveram-se aos Depósitos a Prazo. Disseram-me que tudo o resto envolvia uma (maior ou menor) componente de risco, da qual talvez fosse melhor eu furtar-me, dado que já tenho outras aplicações em fundos internacionais de investimento e em OT da dívida soberana. Ora, como este dinheiro é mesmo para estar "resguardado", o mais seguro, disseram-me, é colocá-lo em Dep. a Prazo.

Nessa medida, aconselharam-me dividir aqueles 200 mil euros eu duas tranches e colocá-las em DP em outros tantos bancoa, aqueles que, atualmente, praticam as melhores taxas: o Privat e o Invest. (foram estes os bancos que me indicaram)

Desta forma, tinha garantida a melhor taxa de juro que atualmente é praticada pelos bancos (que até é superior à taxa de inflação) e, para além disso, este meu capital estaria protegido, em caso de insolvência das instituições financeiras, pelo Fundo de Garantia de Depósitos (FGD). Portanto, esse meu dinheiro estaria 100% seguro e a render um pouquito acima da inflação o que, para os tempos que correm, já é algo de positivo e tranquilizador.

Foi esta a informação que me transmitiram da Deco e que agora partilho convosco.

Que acham? Trata-se de um (bom) conselho a ser seguido?

Estou a pensar, já na próxima segunda-feira, começar a tratar da abertura destas 2 novas contas (do Banco Privat já ouvi falar (creio que é o tal da Letónia ou lá perto); já quanto a este outro banco, o Invest, esse, confeso, nunca ouvi tal nome... devo andar distraído...  :) ).

Os amigos aqui do forum que acham deste conselho da Deco? É de seguir?

E quanto aos bancos indicados, são bancos de confiança?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não fugiram muito daquilo que eu calculei que iriam dizer  ;D

Já se falou muito aqui tanto num banco como outro  ;D

Penso que terá o seu "problema" resolvido  ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Já se falou muito aqui tanto num banco como outro  ;D

Desculpe, mas poderá dizer-me, por favor, qual foi a conclusão que chegaram aqui quanto à avaliação desses 2 bancos (Invest e Privat)?

São de confiança? Posso pôr lá o meu dinheiro?

Seria caricato eu estar à procura de segurança (e, já agora, alguma rendibilidade) e... acabar por colocar o meu dinheiro em bancos "cogumelo" sem a mínima credibilidade e que se arriscam a fechar de um momento para o outro (como aconteceu com o BPP Banco Privado Portuguès de má (péssima!) memória).

Quanto a estes dois (Invest e Privat) há algum rumor negativo a circular?

Digam-me, p.f., se souberem de alguma coisa. Obrigado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Desculpe, mas poderá dizer-me, por favor, qual foi a conclusão que chegaram aqui quanto à avaliação desses 2 bancos (Invest e Privat)?

São de confiança? Posso pôr lá o meu dinheiro?

Seria caricato eu estar à procura de segurança (e, já agora, alguma rendibilidade) e... acabar por colocar o meu dinheiro em bancos "cogumelo" sem a mínima credibilidade e que se arriscam a fechar de um momento para o outro (como aconteceu com o BPP Banco Privado Portuguès de má (péssima!) memória).

Quanto a estes dois (Invest e Privat) há algum rumor negativo a circular?

Digam-me, p.f., se souberem de alguma coisa. Obrigado.

Tudo o que se pode dizer é especulação seja para o bem seja para o mal :) o Invest é do Grupo familia Alves Ribeiro, o Privat já se sabe, é um banco da Letónia, eu pessoalmente já disse que não vou com a cara do Privat, mas não tenho nada em especifico que diga que é mau ou bom, não gosto e pronto, talvez por ser um banco de tão longeeee hehe, alguém colocou por aqui uma noticia sobre o rating do banco, que parece que até era menor que o rentig dos bancos Portugueses, mas também já alguem disse que a economia da Letónia está mais saudável que a Portuguesa, e portanto que arriscou em colocar lá o dinheiro, portanto acho que tanto pode ter azar com o Privat como com qualquer outro, faça como os senhores da Deco disseram, 100k para um e 100k para outro, se é para poupar, nada como DP e com boas taxas e esses dois serão actualmente os que oferecem mais, se é para ganhar dinheiro continuo a bater na mesma tecla, nos DPs não se ganha dinheiro :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Se o amigo diz que, passo a citar: "nos DPs não se ganha dinheiro", então em que outros produtos, não demasiadamente especulativos ou arriscados, posso aplicar o meu dinheiro?

Como tenho um montante de cerca de 200 mil euros "parado" em fundos de tesouraria, pode reparti-lo por várias aplicações. Duas dessas aplicações poderão ser os tais DP que a Deco aconselhou (no Invest e no Privat Bank), mas em vez de dividir o meu "pé-de-meia" por 2, posso dividi-lo por 4 ou 5 produtos (até em diferentes percentagens) e assim, aplicando-o de forma mais diversificada, obter melhores remunerações.

Poderá indicar-me, p.f., quais são, em concreto, esses produtos em que, nas suas palavras, "se ganha dinheiro"?

Até, se não for pedir muito, podia por favor fazer uma repartição, em percentagem, desses meus 200 mil euros, pelos diferentes produtos que sugere (incluindo a "ancora" dos DP)?

Muito obrigado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Se o amigo diz que, passo a citar: "nos DPs não se ganha dinheiro", então em que outros produtos, não demasiadamente especulativos ou arriscados, posso aplicar o meu dinheiro?

Como tenho um montante de cerca de 200 mil euros "parado" em fundos de tesouraria, pode reparti-lo por várias aplicações. Duas dessas aplicações poderão ser os tais DP que a Deco aconselhou (no Invest e no Privat Bank), mas em vez de dividir o meu "pé-de-meia" por 2, posso dividi-lo por 4 ou 5 produtos (até em diferentes percentagens) e assim, aplicando-o de forma mais diversificada, obter melhores remunerações.

Poderá indicar-me, p.f., quais são, em concreto, esses produtos em que, nas suas palavras, "se ganha dinheiro"?

Até, se não for pedir muito, podia por favor fazer uma repartição, em percentagem, desses meus 200 mil euros, pelos diferentes produtos que sugere (incluindo a "ancora" dos DP)?

Muito obrigado.

Mas já se falou em tanta coisa caro amigo, já lhe deram tanto por onde escolher, tanto aqui, como os gestores das suas contas, a deco...será sempre chover no molhado, como disseram na deco, repartindo por dois DP o risco diminui e terá o dinheiro aplicado á partida com boas taxas, agora se os bancos são viáveis ou não isso vale o que vale, penso que ninguém aqui lhe saberá responder a isso.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Mas já se falou em tanta coisa caro amigo, já lhe deram tanto por onde escolher, tanto aqui, como os gestores das suas contas, a deco...será sempre chover no molhado, como disseram na deco, repartindo por dois DP o risco diminui e terá o dinheiro aplicado á partida com boas taxas, agora se os bancos são viáveis ou não isso vale o que vale, penso que ninguém aqui lhe saberá responder a isso.

Vai desculpar-me, David, mas não respondeu à minha pergunta: se, como diz, "nos DPs não se ganha dinheiro", então em que outros produtos, não demasiadamente especulativos ou arriscados, posso aplicar o meu dinheiro?

Como sabe, tenho já 3 carteiras de fundos internacionais em outros tantos bancos e uma carteira de obrigações diversificada com alguma exposição às OT da dívida soberana portuguesa.

Usando a sua expressão, onde devo aplicar então estas minhas poupanças "para ganhar dinheiro"? Pode, por favor, responder-me objetivamente à pergunta?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor