vaniacsc

Garantia automovel usado

93 publicações neste tópico

Precisava de uma ajudita :-\.

Tou a pensar adquirir um carro usado, e como sempre o termo garantia para alguns vendedores é um bicho papão. Eu estou a par dos tempos de garantias para usados. A minha questão é: se o sr. ñ me passar garantia, a factura serve para alguma coisa no caso de algo correr mal? e já agora alguem tem uma minuta de uma garantia "bem passada"?

Muito obrigada pela vossa atenção :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A melhor garantia que podes ter é o recibo do valor pago pela viatura. Não havendo clausulas em contrário ficas de imediato com uma garantia de 2 anos.

"Confrontada com a prática comum de apresentar ao comprador garantias de um ano, em 117 standes, a PRO TESTE sublinha que "os bens usados têm uma garantia de dois anos, caso não seja definido qualquer prazo, ou de um ano, se houver acordo entre vendedor e comprador". Contudo, na prática, o mercado antecipa-se a essa negociação e impõe, sem ouvir o cliente, uma garantia de um ano.

Quatro standes apresentaram até uma garantia de seis meses, um prazo ilegal. Noutros casos mais flagrantes, divulgados por aquela revista, os vendedores propuseram abdicar da garantia do carro, mediante um desconto que podia ir de 300 a 500 euros. Além disso, a maioria das garantias propostas excluía peças como embraiagem, correia de transmissão e outros elementos mecânicos, ou estava condicionada pela quilometragem ou por um valor máximo de reparação, atropelando os direitos dos consumidores."

Fonte: Deco

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Seja como for, cláusulas inválidas são sempre consideradas nulas.

O único problema é se o cliente assina um papel onde vem expresso que a garantia é de 1 ano. Aí será difícil comprovar que não houve acordo entre o cliente e o stand...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Na "mouche" pauloaguia!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigada pela ajuda! tb andei a dar umas olhadelas no site do Centro de Arbitragem Automóvel, que diz que basta o comprovativo de pagamento para accionar a garantia :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Qualquer recibo serve como garantia ou terá mesmo de ser passado um certificado de garantia para que esta seja válida?

Pela minha interpretação, o recibo deve ser suficiente.....

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Qualquer recibo serve como garantia ou terá mesmo de ser passado um certificado de garantia para que esta seja válida?

Pela minha interpretação, o recibo deve ser suficiente.....

O recibo apenas serve perfeitamente. Atenção aos campos que o recibo deve conter obrigatoriamente (nif do vendedor, data, teu nif, etc...)

A juntar a isso podes ainda guardar um comprovativo de venda assinado pelo vendedor pela compra do veículo (normalmente usado para apresentares ás autoridades antes de teres os documentos em teu nome e por causa da falta destes), folha essa que todos passam ao comprador com a data da compra e identificação do comprador.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas, gostava de saber se existe alguma legislação sobre a garantia de automoveis usados, o que engloba. Por exemplo gostaria de saber se o ar condicionado tem direito a garantia ou nao...

obrigado

feijao

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas gostaria de saber se existe alguma legislação e onde a poderei procurar acerca da garantia de automoveis usados.

Por exemplo o ar condicionado estará incluido por lei na garantia de um carro usado??

obrigado

feijao

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A legislação é genérica e engloba um todo, bens móveis e imóveis, sendo os móveis tudo em geral (2 anos de garantia) e os imóveis as moradias e apartamentos (5 anos de garantia).

No caso dos automóveis usados pode ser diminuído para metade esse prazo de garantia mediante acordo de ambas as partes, mas nunca inferior a 1 ano e sim, engloba todo o veículo.

Garantias:

Decreto lei 67/2003

Decreto lei 84/2008

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

QUAL É O PRAZO DE GARANTIA NA VENDA DE VEÍCULOS USADOS?

À compra e venda de veículos usados entre uma empresa e um consumidor aplica-se o DL nº 67/2003, que estabelece um prazo de garantia de dois anos na venda de bens móveis não consumíveis. No entanto, este prazo pode ser reduzido para um ano, mediante acordo entre comprador e vendedor. Portanto, se é consumidor (adquiriu um veículo usado para seu uso privado, a uma empresa) e não fez nenhum acordo em contrário, o seu veículo tem dois anos de garantia. Se fez algum acordo de fixação de outro prazo, saiba que essa redução só é válida até ao prazo mínimo de um ano.

ADQUIRI UM CARRO USADO, MAS O VENDEDOR NÃO ME PASSOU NENHUM DOCUMENTO DE GARANTIA, O QUE ACONTECE SE O CARRO TIVER PROBLEMAS?

A garantia na venda de veículos decorre directamente da lei, ou seja, não necessita ter um documento escrito que demonstre a sua existência. Basta que tenha um documento que comprove a aquisição do veículo (e.g. contrato de compra e venda, recibo, comprovativo de pagamento, etc). Caso tenha algum problema com o funcionamento do veículo, deve sempre começar por dar conhecimento da situação à entidade vendedora, no prazo máximo de dois meses após tomar conhecimento da sua existência, para poder exercer os direitos que a lei lhe confere.

DEI UM SINAL PARA COMPRA DE UM VEÍCULO, MAS DECIDI NÃO A COMPRAR, POSSO DESISTIR?

O sinal é uma garantia de cumprimento dada por uma à outra parte, num contrato. O sinal é, habitualmente, entregue no momento de celebração do contrato-promessa de compra e venda, ou em momento posterior, mas sempre antes da conclusão do negócio. Neste sentido, até à data de celebração da compra e venda é possível desistir do negócio, com a consequência de perder o sinal que entregou. Já se for o vendedor a desistir do negócio, terá de devolver ao comprador o dobro do sinal que este lhe entregou.

VOU COMPRAR UM CARRO USADO, DEVO TER ALGUM CUIDADO ESPECIAL?

Deve começar por examinar o veículo, para se certificar que corresponde às necessidades que pretende satisfazer. Esta verificação deve ser não só visual, a fim de detectar alguns defeitos visíveis (como os de chapa e pintura), mas também deve incluir experimentação do veículo, teste de condução e verificação de funcionamento de portas e vidros eléctricos.

Por outro lado, deve ter algum cuidado com questões legais associadas à propriedade e circulação do veículo. Referimo-nos a verificar a existência de reservas de propriedades decorrentes de anteriores negócios celebrados sobre o veículo, ausência de algum dos documentos de circulação do veículo, como o livrete ou o título de registo de propriedade, e a conformidade dos documentos face ao veículo, especialmente o número de motor. Deverá, ainda, verificar se o veículo tem documento de aprovação na Inspecção Periódica Obrigatória, se os quilómetros assinalados no conta-quilómetros estão coincidentes com os livros de revisões e assistência técnica prestada ao veículo e com o registo constante da IPO.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bom dia.

Peço desculpa por levantar este tópico novamente. Vim cá ter por pesquisa no google sobre garantia automóvel de usados.

Agradeço e compreendo a informação aqui registada mas fiquei com algumas dúvidas.

1. Por exemplo, se fica registado na factura que a garantia é de apenas 1 ano (o que pressupõe renúncia do 2º ano), em caso de problemas e imagine-se, em tribunal, uma vez que ficou registado na factura que a garantia é de apenas 1 ano pressupõe-se logo que houve um acordo pré-venda. Do prazo não haverá dúvida pois está documentado na factura. Haverá depois é dificuldade em provar que tipo de acordo foi feito. Do que li o melhor até é não haver registo escrito de acordo e assim vigora a lei actual, sem restrições. Havendo o registo de que a garantia é de um ano devo solicitar que acrescentem "sem restrições"? O meu receio é que, no limite, fique claro que houve acordo (pq ficou registado o período na factura) mas depois seja difícil provar os termos do acordo (pois não há detalhe por escrito dos termos da garantia) e com isto a empresa vendedora se esquive de pagar reparações mais dispendiosas alegando não estarem incluidas no acordo-garantia realizado! Faz sentido pensar assim? Devo pedir que acrescentem "sem restrições" depois da referência ao período? Ou nem devo preocupar-me com estes pormenores?

2. A factura vai ser emitida em nome de uma empresa, ou seja, a venda é de empresa para empresa... no texto que aqui disponibilizaram referem "À compra e venda de veículos usados entre uma empresa e um consumidor aplica-se o DL nº 67/2003". Normalmente quando os negócios são feitos entre empresas não vigoram as leis gerais de garantias e defesa dos consumidores, penso eu? Tendo em conta este pormenor, devo ter alguma preocupação em especial?

Obrigado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas,

Já agora, tenho um problema que me está a suscitar algumas dúvidas, ora, eu comprei um automóvel usado, com garantia de um ano (nem sabia que 2 era o obrigatorio mas pronto) e agora tive um problema na direcção que segundo o senhor do stand está coberto pela garantia. Acordamos que o mecanico que solucionaria o problema me mudaria também o oleo, hoje liga-me a dizer que o carro esta pronto mas que tenho de pagar 300 e tal euros porque também teve de mudar algumas peças que não estavam ao abrigo da garantia! Peças esssas que nada tinham que ver com a direccção!

Isto pode ser feito? Pode assim mudar peças sem sequer me informar da sua avaria e no final apenas dizer tome aqui tem a conta? Estou revoltada!

Um beijo*

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Isto pode ser feito? Pode assim mudar peças sem sequer me informar da sua avaria e no final apenas dizer tome aqui tem a conta? Estou revoltada!

Livro de reclamações.

O cliente tem de ter oportunidade de decidir se quer efectuar a reparação ou não. Até podia arranjar mais barato na concorrência, por exemplo.

Seja como for, se o serviço está feito o melhor é pagá-lo... mas não deixe de reclamar da atitude.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde, tenho uma dúvida que não consigo ver esclarecida.

Tenho um carro usado que tem a garantia de 1 ano. Acontece que detectei problemas mecânicos. Precisaria de saber se poderia enviar a uma outra oficina ou à marca para me resolverem os problemas, ou se sou obrigado a ir à oficina do Stand, como me foi transmitido por eles.

Cumprimentos e obrigado pela ajuda.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Se os problemas forem resolvidos ao abrigo da garantia é sempre preferível ir à oficina que vai resolver o problema de borla.

Se for para pagar, então escolhes a oficina que quiseres...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Mas a minha dúvida é se posso ir a outra e essa enviar a factura para o Stand.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Só se o stand deixar. Se o carro está na garantia a responsabilidade da reparação é deles.

Eu, pelo menos, se fosse responsável por arranjar alguma coisa, arranjava-a eu (ou escolhia alguém da minha confiança para o fazer). Não deixava a coisa sair assim do meu controle para depois me arriscar a que viesse com problemas ainda maiores e eu ter que os corrigir também...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Hum ok. Grato pela ajuda :)

É que estou mesmo a ver que isto vai para o STAND e não vem como quero.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas, como Agente Comercial da Motorranty (empresa de garantias), posso informar que:

O prazo da garantia é de 2 anos nos artigos moveis NOVOS, tratando-se de artigo movel USADO o prazo pode ser reduzido para um ano se houver acordo do vendedor com o comprador.

A lei indica que o veiculo, ao abrigo da garantia, deve ser reparado ao sem bom estado de funcionamento tal como se encontrava na data da compra.

Qualquer ordem de reparação dada pelo proprietario serve como justificaçao para a garantia nao assumir a reparaçao, ficando assim o custo á responsabilidade do proprietario. o melhor é mesmo falar com o stand e ver se eles assumem a reparaçao, e ai negociar a oficina.

Um conselho a quem for comprar carro... as garantias dadas pelo stand sao em 90% dos casos apenas motor e caixa (turbo por exemplo faz parte de sobre-alimentação), requisitem SEMPRE uma garantia adquirida a uma empresa externa.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

E caso nao exista essa garantia emitida pelo STAND, mas exista uma factura de compra... a lei geral não se sobrepoem?

Adquiri um carro há 4 meses  e avariou-me um  elevador electrico da asa traseira, tenho ou não garantia do stand que me vendeu a viatura?

obrigado

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sim, se só existir a declaração de venda o carro tem 2 anos de garantia com tudo incluido.

É uma questão de falar com o stand sobre esse problema, colocar o homem a par da lei e ver a reposta.

Cumps

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

ola preciso de uma ajuda ja andei a pesquisar mas ainda nao consegui a resposta claramente.

comprei carro á 3 meses a um particular nao falamos em garantia o carro é um opel corsa 2001. tive um problema agr com o carro mto grande houve um tubo que rebentou e deixou o motor completamente destruido, agr so um motor novo e alem disso a mao de obra pa limpar e trocar peças pq fica tudo com residuos...

posso exigir o pagamento do arranjo visto que ele me enganou e agr quem fikou com o prejuizo fui eu

nao sei que fazer tou mto triste com o que aconteceu o carro ainda foi carro  :(

o sr que me vendeu disse que nao tinha culpa do que aconteceu

espero que me ajudem ou pelo menos me dem algumas dicas pa sair desta situacao bj e obg pela atençao

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

ola preciso de uma ajuda ja andei a pesquisar mas ainda nao consegui a resposta claramente.

comprei carro á 3 meses a um particular nao falamos em garantia o carro é um opel corsa 2001. tive um problema agr com o carro mto grande houve um tubo que rebentou e deixou o motor completamente destruido, agr so um motor novo e alem disso a mao de obra pa limpar e trocar peças pq fica tudo com residuos...

posso exigir o pagamento do arranjo visto que ele me enganou e agr quem fikou com o prejuizo fui eu

nao sei que fazer tou mto triste com o que aconteceu o carro ainda foi carro  :(

o sr que me vendeu disse que nao tinha culpa do que aconteceu

espero que me ajudem ou pelo menos me dem algumas dicas pa sair desta situacao bj e obg pela atençao

Se por acaso conseguir falar com o mecanico e ele provar que o condutor antigo ja sabia o que se passava com ele então tudo bem.

De outra forma não estou a ver o que possa fazer, realmente ele não teve a culpa (com o que se disse aqui).

Se fosse a um stand podia lutar pelos seus direitos porque realmente os tinha, agora a um particular já e mais complicado.

Cumps

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead