D@vid

Fundos de Investimento (FEI)

20 publicações neste tópico

http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=550845

"A categoria onde os portugueses aplicaram mais capital foi a dos fundos especiais de investimento (FEI), que no total recebera 311,5 milhões de euros de subscrições líquidas no primeiro trimestre".

Seria um bom mote para começar a discussão: "Qual o melhor investimento? Depósitos a Prazo ou Fundos de Investimento?

Tenho visto muito por aqui a discussão das taxas em DP de este e outro banco, taxas essas, salvas excepções e apenas para novos clientes, superam os 5%tanb, ou seja, dão pouco mais que 3,75% liquidos.

Poderão dizer que um DP é uma aplicação de poupança, e um Fundo uma aplicação de Investimento, concordo, mas não queremos ganhar dinheiro em ambas? o máximo possivel? então para quê colocar 50K num depósito a prazo, que depois de se deixar de ter a promoção de novo cliente, não vão alêm de 2,25% ou 3% liquidos? quando existe no mercado Fundos de Investimento de classe de risco 1 e 2 a darem no minimo 4% liquido?

A preferência por activos de muito curto prazo, como o caso do Papel Comercial, faz com que estes tipos de Fundos apresentem actualmente um rácio de Risco/Retorno bastante atractivo, não esquecendo que a mobilidade Subscrição /Resgate torna este tipo de produto mais interessante que um DP, resgata hoje ao fim de no máximo de 4 dias úteis tem o dinheiro na conta, e não esquecendo que um DP se for levantado antes do prazo ha a perda de juros que na maioria dos casos chega a ser de 100%.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu penso que a razão porque muita gente prefere os DPs é porque são de rendimento garantido. Os fundos de investimento podem ter dado 4% líquidos, mas não há nenhuma garantia que o voltem a fazer.

Eu, por exemplo, comprei uma posição num fundo que historicamente tinha boas rentabilidades, mas assim que comprei afundou e só voltou ao valor anterior há pouco tempo atrás, tendo lateralizado desde então.

Com um DP uma pessoa sabe sempre com o que conta. Tendo em conta que a diferença de rentabilidades não é assim tão elevada, às vezes não sei se compensa muito apostar nessa incerteza.

Não me interpretem mal, tenho algum dinheiro em fundos, mas mais como proteção contra a saída de Portugal do euro. Prefiro apostar nos DPs para mais segurança (e usar as excepções das taxas acima dos 5% - PrivatBank) e nas obrigações para maiores rentabilidades (uma vez que também sei sempre com o que contar no final do prazo).

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

[pre]Até posso concordar contigo em certos aspectos, mas como sabes ha fundos de

várias categorias, cada um com a sua classe de risco e volatibilidade, estes em

especifico que falo a volatibilidade é bastante pouca, classe de risco 1 e 2,

até te posso dar exemplo de dois em concreto, não dizendo nomes, um que existe

desde Novembro de 2008 está com uma performace desde essa altura e até á data de

8% liquidos, e outro com 4,61€ liquidos, em ambos tens a possibilidade de

reforcos com valores minimos desde 25€, até como poupança acabam por ser mais

interessantes que um PPR  ;D [/pre]

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu penso que a razão porque muita gente prefere os DPs é porque são de rendimento garantido. Os fundos de investimento podem ter dado 4% líquidos, mas não há nenhuma garantia que o voltem a fazer.

Eu, por exemplo, comprei uma posição num fundo que historicamente tinha boas rentabilidades, mas assim que comprei afundou e só voltou ao valor anterior há pouco tempo atrás, tendo lateralizado desde então.

Com um DP uma pessoa sabe sempre com o que conta. Tendo em conta que a diferença de rentabilidades não é assim tão elevada, às vezes não sei se compensa muito apostar nessa incerteza.

Não me interpretem mal, tenho algum dinheiro em fundos, mas mais como proteção contra a saída de Portugal do euro. Prefiro apostar nos DPs para mais segurança (e usar as excepções das taxas acima dos 5% - PrivatBank) e nas obrigações para maiores rentabilidades (uma vez que também sei sempre com o que contar no final do prazo).

Ruicarlov

Em que te baseias para achares que o investimento em fundos é uma garantia de proteção de capital?

Não há certezas de nada, o Estado/Governo pode tomar medidas discricionárias no sentido de evitar perda de fundos e até com o argumento de que todos os portugueses devem ser chamados a contribuir para a causa comum.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

[pre]Até posso concordar contigo em certos aspectos, mas como sabes ha fundos de

várias categorias, cada um com a sua classe de risco e volatibilidade, estes em

especifico que falo a volatibilidade é bastante pouca, classe de risco 1 e 2,

até te posso dar exemplo de dois em concreto, não dizendo nomes, um que existe

desde Novembro de 2008 está com uma performace desde essa altura e até á data de

8% liquidos, e outro com 4,61€ liquidos, em ambos tens a possibilidade de

reforcos com valores minimos desde 25€, até como poupança acabam por ser mais

interessantes que um PPR  ;D [/pre]

Concordo com a opinião dos dois. Existe aquela frase que sempre marca os mercados financeiros "as rentabilidades passadas não são garantia de rentabilidades futuras". Mesmo que estejas a falar de classe de risco 1 e 2. Antigamente CT´S/OT´s não tinham risco hoje em dia já não se pode dizer o mesmo (Grécia por exemplo).

Mas tenho que concordar com o David. Seriam produtos bem mais interessantes que DP´s e admitem reforços, ou seja, ainda mais interessantes que os PPR´s.

PS- Era engraçado saber esses fundos. Tenho andado pela CGD a ver alguns e não vejo lá disso para essas classes de risco :P

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ainda me podem acusar de interesse comercial Cardoso24  :D

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Cardoso24

O Best possui o maior hipermercado de fundos (cerca de 2000). O Big também tem bastantes. É só pesquisar e escolher.

.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Mas saber escolher... ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Cardoso24

O Best possui o maior hipermercado de fundos (cerca de 2000). O Big também tem bastantes. É só pesquisar e escolher.

.

Tenho de dar uma vista de olhos. Obrigado pela dica ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ruicarlov

Em que te baseias para achares que o investimento em fundos é uma garantia de proteção de capital?

Não há certezas de nada, o Estado/Governo pode tomar medidas discricionárias no sentido de evitar perda de fundos e até com o argumento de que todos os portugueses devem ser chamados a contribuir para a causa comum.

Por muito que chamem os portugueses para contribuir para salvar o país, sendo os fundos estrangeiros, cotados em euros e geridos por uma entidade estrangeira, não estou a ver muito bem como pode o estado intervir nisso.

É claro que não há nada neste mundo 100% garantido excepto morte e impostos, mas um investimento em fundos estrangeiros é das soluções mais seguras para evitar perdas pela saída do Euro. Melhor mesmo só indo abrir conta ao estrangeiro.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Por muito que chamem os portugueses para contribuir para salvar o país, sendo os fundos estrangeiros, cotados em euros e geridos por uma entidade estrangeira, não estou a ver muito bem como pode o estado intervir nisso.

É claro que não há nada neste mundo 100% garantido excepto morte e impostos, mas um investimento em fundos estrangeiros é das soluções mais seguras para evitar perdas pela saída do Euro. Melhor mesmo só indo abrir conta ao estrangeiro.

Pois...possivelmente só indo abrir conta ao estrangeiro poderá dar alguma segurança. Em relação a possuir em carteira títulos estrangeiros, seja diretamente ou através de fundos, desde que seja em bancos sediados em Portugal, subscrevo inteiramente este comentário de um participante noutro fórum que também frequentas:

"...mesmo com acções de títulos a cotar no estrangeiro, em que obviamente o valor da empresa não desaparece, o que pode acontecer é o Estado português decretar um imposto especial sobre o rendimento. Numa transição de moedas, o céu é o limite para a imaginação em investar formar de apanhar os espertos.

Só se safa quem cometer ilegalidades (esconder dinheiro para depois trocar ilegalmente nas casas de câmbios) ou tiver massa em paraísos fiscais e não a quiser voltar a introduzir no País. Porque para a colocar cá novamente de forma legal, teria que passar na fronteira e pagar os impostos.

Po exemplo, ao venderes títulos de acções estrangeiras, pagarias em vez dos atuais 25% sobre o lucro, poderias pagar 50% ou 75% ou 100% do lucro. Claro que mesmo assim existia a protecção do capital, mas o imposto até pode ser 150%, porque não? Se a moeda desvaloriza por exemplo 50%, porque não acrescentar 50% de imposto sobre o total da venda a investimentos obtidos no estrangeiro, e depois outros 25% de imposto sobre a mais-valia?

Só pagavas se vendesses, mas também só poderias usufruir da massa se vendesses, não seria? E mais tarde ou mais cedo...terias que vender"

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pronto, pode haver essa possibilidade.

Ainda assim, eram precisas bastantes manigâncias para conseguir penalizar dessa forma quem tinha fundos em moeda estrangeira. Não sei que se há precedentes disso, mas lançar impostos de mais de 100% não se fazem facilmente.

O ponto essencial que quero passar e que é MAIS seguro, não que é à prova de bala. Tudo aquilo que chamamos de "garantia" vale o que vale. E enquanto que tendo depósitos em euros é quase garantido que se fica a perder, fundos em moeda estrangeira há muitos "ses". 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

[table] [tr][td][/td][td][/td][td][/td][td]19-06-2012[/td][/tr][tr][td][/td][td]Rentabilidade[/td][td]                                    +/- Categoria[/td][td]                                    +/- Índice[/td][/tr][tr][td]1 dia[/td][td]0.01[/td][td]                                0.01[/td][td]0.01[/td][/tr][tr][td]1 semana[/td][td]0.08[/td][td]                                          0.08[/td][td]0.07[/td][/tr][tr][td]1 mês[/td][td]0.38[/td][td]                                    0.35[/td][td]0.33  [/td][/tr] [/table]

Rentabilidade mensal de 0.38% liquido não está anda mal o que acham?  ;D

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Caro D@vid,

Na tua opinião, é preferível investir nestes fundos sem tx garantida ou em CLN's EDP 8% e porquê?

Cumprimentos,

CL

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bem, na minha opinião podem-se complementar numa carteira de investimento, o CLN proporciona uma rentabilidade fixa elevada e mensal, este fundos a rentabilidade será mais baixa, mas tem a vantagem de ser um investimento mais versátil, um exemplo que até é real:

40.000€ para investir:

20.000€ CLN pagamento de 100€/mês

20.000€ neste fundo, espectativa a rondar os 60€/mês, neste caso o cliente tem a espectativa de resgatar a mais valia todos os meses desse valor, estamos a falar na globalidade em 160€/mês

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Caro D@vid,

Na tua opinião, é preferível investir nestes fundos sem tx garantida ou em CLN's EDP 8% e porquê?

Cumprimentos,

CL

Agora há o CLN PT 7%...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

7% é das vossas emissões mais fraquinhas do últimos meses D@vid. Tenho as vossas CLN PT 7,75% e EDP 8%, mas 7%, para CLN's, não me atrai (também não tenho liquidez, neste momento)...

Já agora, parabéns pelos resultados financeiros do banco! Espero continuar a dormir descansado :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

7% é das vossas emissões mais fraquinhas do últimos meses D@vid. Tenho as vossas CLN PT 7,75% e EDP 8%, mas 7%, para CLN's, não me atrai (também não tenho liquidez, neste momento)...

Já agora, parabéns pelos resultados financeiros do banco! Espero continuar a dormir descansado :)

Fraquinhas...5,25% liquidos..mas claro que neste tipo de produto as opiniões podem sempre divergir, quando a taxa é alta dizem que é algum produto manhoso por dar taxa tão alta ahah, quando é mais baixa falam que ha DPs etc... :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Fraquinhas...5,25% liquidos..mas claro que neste tipo de produto as opiniões podem sempre divergir, quando a taxa é alta dizem que é algum produto manhoso por dar taxa tão alta ahah, quando é mais baixa falam que ha DPs etc... :)

É uma excelente taxa D@vid. Não nego. No entanto, não tenho liquidez neste momento e as CLN's vossas que já detenho têm taxas mais atractivas. E como o banco lança este produto todos os meses, sei que em breve virá uma taxa mais atractiva. Ex: se soubesse que iam lançar CLN EDP 8%, não tinha comprado CLN PT 7,75%. Colocava tudo nas notes da EDP (pela taxa superior - ambas as empresas deixam-me descansado nos próximos anos).

Portanto, é uma boa taxa sim sr, mas em breve terão melhor e, espero, quando voltar a ter liquidez  ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bem isso de se ter melhor ou não é e sera sempre uma incógnita, só quando saem cá para fora é que sabe  ;D

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead