mendesma

Arrendamento e Spread

21 publicações neste tópico

Antes de mais peço desculpa se esta questão já foi colocada neste forum, mas pesquisei sobre o tema e não encontrei nenhuma resposta para as minhas duvidas.

Tenho um credito à habitação da casa onde vivo actualmente e vou trabalhar para o estrangeiro, pelo que pretendo alugar a casa. Este credito foi feito para habitação própria e permanente e tenho um bom spread de 0,33% que não queria perder.

Dado que vou deixar de ter a domiciliação do ordenado no banco onde tenho o empréstimo, gostaria de saber se o banco pode alterar o valor do spread?

Outra duvida que tenho relativa ao empréstimo prende-se com o facto de ir alugar a casa, e, dado que o empréstimo é destinado a habitação própria e permanente,gostaria de saber se o banco poderá fazer algum tipo de alteração contractual que afecte as condições do empréstimo, nomeadamente aumentar do spread?

Obrigada

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O banco pode alterar o spread pois muda as condições do contrato, se deixa de ser a morada oficial.

Entretanto, sobre a domiciliação do ordenado pode ter outros produtos que satisfaçam as mesmas condições sobre o spread.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Entretanto deparei-me com esta informação que desconhecia:

"A lei é clara: arrendar uma casa que tenha crédito à habitação, é ilegal. Pelo menos se o banco não for avisado e não conceda autorização para outro fim que não o da habitação".

http://www.dinheirovivo.pt/Mercados/Artigo/CIECO012204.html?page=1

Acho estranho pois não conheço ninguém que tenha pedido autorização ao banco para poder alugar casa. No entanto de forma a evitar problemas futuros suponho que seja melhor fazer as coisas em conformidade com a lei, mesmo correndo o risco de agravar as condições do empréstimo.

O que acham?

De que forma conseguirei negociar com o banco para manter as condições que tenho actualmente ou pelo menos evitar grandes aumentos de spread?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Veja a escritura. A minha por exemplo exige a autorização do banco para que se possa arrendar a casa. Faz algum sentido, imagine que aluga a casa por 5 anos e que entretanto entra em incumprimento; o banco tenta recuperar a habitação e tem que lidar com um inquilino que pode não querer saír. Quando me deram a ler a minuta da escritura semanas antes de efectivamente comprar a casa já lá tinha essa cláusula.

Se estiver omisso na escritura não terá que pedir ao banco.

Em relação ao spread, só o podem subir se tiver acordada a obrigação de domiciliar o ordenado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Na escritura não tenho nenhuma referencia à necessidade de autorização do banco para arrendar a casa, tenho sim a indicação de que se trata de um empréstimo para habitação própria e permanente.

Em todo caso pergunto se as condições contratuais se sobrepõe à lei?

Se assim for e uma vez que o contracto é omisso na questão da necessidade de autorização para arrendamento, poderei arrendar sem autorização do banco?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Na escritura não tenho nenhuma referencia à necessidade de autorização do banco para arrendar a casa, tenho sim a indicação de que se trata de um empréstimo para habitação própria e permanente.

Lá está - se o contrato diz que a casa é para um fim e tu lhe dás outro, tecnicamente estás a quebrar o contrato e a abrir a porta para o banco rever o mesmo...

Confesso que não conheço ninguém a quem isso tenha acontecido... o que não quer dizer que não haja, claro...

Em todo caso pergunto se as condições contratuais se sobrepõe à lei?

Desde que não sejam abusivas nem explicitamente proibidas por lei, pode-se acordar o que quer que seja num contrato, independentemente de estar previsto na lei ou não. Já agora, julgo que não há nenhuma lei que proiba o arrendamento de uma casa com empréstimo...

Se assim for e uma vez que o contracto é omisso na questão da necessidade de autorização para arrendamento, poderei arrendar sem autorização do banco?

Não está explícito que precisas da autorização do banco mas está explícito o uso a dar ao imóvel. Se lhe dás uma utilização diferente, tecnicamente estás na mesma a violar o contrato...
0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

E não haverá condições bancárias especiais para emigrantes ou expatriados, visto que têm de ficar a pagar duas casas: a que tem cá e a que e a que tem de alugar no país para onde vai trabalhar?

Sendo nós um país com larga historia de emigração e actualmente mais ainda, parece-me estranho não haver nada que contemple esta situação no sentido de evitar o agravamento de spreads nestas circunstâncias.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

E não haverá condições bancárias especiais para emigrantes ou expatriados, visto que têm de ficar a pagar duas casas: a que tem cá e a que e a que tem de alugar no país para onde vai trabalhar

Isso só o banco poderá responder - afinal de contas, o contrato foi assinado entre vocês os dois, portanto só vocês o podem renegociar...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A minha questão prende-se mais com o facto destas situações estarem ou não legisladas, para evitar abusos de parte a parte.

O que me preocupa são os spreads abusivos que os bancos praticam actualmente, e suspeito que ao avisar o banco de que terei de alugar a casa por motivo de ir trabalhar para o estrangeiro me veja contemplada com um desses spreads.

Em todo o caso pelas pesquisas que tenho feito parece mesmo que esta situação ainda não está contemplada, no entanto parece que a DECO já está atenta:

Deco propõe à troika que bancos não possam agravar spread

http://spread.blogs.sapo.pt/17372.html

Vejamos é se se lembram de contemplar a situação dos emigrantes e expatriados que além de ficarem a pagar duas casas, quase certamente terão o spread agravado caso queiram alugar a casa que têm em PT para poderem pagar a casa no país para onde vão trabalhar.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este assunto sempre levantou uma dúvida que não vi respondida em nenhum forum.

Imaginamos que tenho Credito Habitação própria permanente e que agora gostaria de arrendar a casa. Ao avisar o banco este triplica o spread.

Para não ver o spread triplicado apenas mudo a residencia nas financias (morada fiscal) e não informo o banco.

Qual a forma legal de o banco saber que tenho a casa arrendada?

As finanças enviam informação pessoal para os bancos?

Uma instituição financieira pode exigir as finanças dados que o cliente não queira dar?

A que nível é que os nossos dados se encontram protegidos?

Sei que o BdP informa os bancos de todos os créditos de um cliente mas mesmo assim preserva no anonimato as entidades financiadoras. Quanto as finanças não me parece que dê respostas a pedidos dos bancos.

Caso não obtenham essa informação os bancos estão completamente "agarrados", não?

´Que vos parece?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Subscrevo as questões do utilizador "Vonda". Se o banco quiser complicar, entregamos a casa ao banco e ele fica com o menino nas mãos. Parece-me que os bancos já não querem essa situação, mas gostava de saber mais, por quem já passou por esta situação.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pois... era assim até este ano...

Na declaração de IRS de 2012 os campos relativos aos juros e amortizações já apareceram pré-preenchidos...

Aluguei o meu apartamento e adquiridi um novo, sem ter comunicado à 1ª entidade bancária pelas razões já apontadas (alteração spread)...

Tudo bem até que o IRS de 2012 identificou 2 créditos à habitação própria e permanente...

Ainda apaguei a linha relativa ao 1º crédito, mas fui chamado às finanças pois a declaração submetida apresentava valores distintos dos pré-carregados...

Como tinha mudado de casa em 2011, não houve problema na explicação, mas para o ano não sei como resolver...

Quero ir ao 1º banco resolver a situação, mas estava à espera da tão falada nova legislação, no sentido de evitar uma subida desenfreada do spread...

Acredito que esta situação se deve ter multiplicado por esse país fora...

Alguem tem informações sobre essa nova legislação????

Cumprimentos

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas.

Não percebo a associação que faz das finanças com o banco?

O que pode acontecer nas finanças é perder a isenção do IMI.

Cumprimentos, Joao Rosa

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

não sei como resolver...

O que acha de resolver da forma legal? seria isso que iria esperar do banco se fosse para consigo e tudo iria fazer para oo obter.

Achar que na posção de clientes podemos - devemos - fazer uso so chico espertismo é algo que devia ser socialmente condenado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas,

Como estou num processo semelhante vou descrever a minha experiência. Em 2006 contraí um empréstimo para habitação própria e permanente com um spread de 1%. Entretanto por volta do fim de 2007 renegociei o spread com o banco e fiquei com 0,5%.

Actualmente, como tenho intenção de sair da zona e arrendar a casa fiz um pedido de alteração da finalidade do empréstimo para arrendamento. Em cerca de duas semanas tive a resposta do banco em que propunham o aumento do spread para o 1% original.

Tanto a gestora de conta, como a pessoa que avaliou a situação, estranharam o meu pedido referindo que raramente/nunca aparecem situações destas e que se eu não levantasse a questão o banco nunca iria mexer no spread caso eu arendasse a casa. Nunca fiando, prefiro fazer as coisas pela maneira segura.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde a todos,

Como me encontro na mesma situação -- casa comprada em 2007 com recurso ao crédito à habitação que gostava agora de alugar uma vez que vou para o estrangeiro -- vinha perguntar-vos se teriam conhecimento de uma eventual mudança na legislação que impeça os bancos de aumentar o spread neste contexto.

Li alguns artigos indicando que a DECO tinha feito propostas neste sentido, mas não dei conta de ter havido alguma lei aprovada.

Obrigada,

MF

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Salvo erro Artigo 28.º -A da Lei n.º 59/2012 de 9 de Novembro.

Deixa feed-back.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa noite,

Obrigada pela informação. Por coincidência, li hoje um artigo no Jornal de Negócios que indicava que indicava isso mesmo. A partir de Dezembro, os bancos não poderão aumentar os spreads dos empréstimos na sequência da renegociação de contrato para arrendamento do imóvel, desde que esse arrendamento seja motivado por desemprego ou mudança de local de trabalho para uma distância superior a 50 quilómetros.

MF

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A minha questao é, o proprietario pode alugar um imovel hipotecado sem o consentimento do banco? como posso saber se tem autorizaçao?Quais os riscos perante a lei?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Consulte o:

Artigo 28.º-A da Lei Lei n.º 59/2012 de 9 de Novembro de 2012.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Esta situação é uma daquelas em que a razão legal/jurídica assiste aos bancos, mas a prática bancária é de "fechar os olhos". Aliás, dúvido que haja algum banco que tenha instituído o procedimento de efetuar cruzamento de dados regular com as finanças. Daí os próprios bancos estranharem a abordagem de quem "abre o jogo". O que pode acontecer é a situação já descrita por um forista - o mesmo contribuinte ter valores de juros de crédito à habitação própria permanente a deduzir e reportados por duas entidades bancárias às finanças em anos consecutivos, o que se torna difícil de explicar/justificar.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead