Entrar para seguir isto  
Seguidores 0
oxygen

TAE

8 publicações neste tópico

Penso que esta questão já foi abordada, mas não encontrei nenhuma resposta clara: quando a TAE (crédito habitação) não inclui seguros, é possível calcular a TAE para que inclua os seguros, ou é necessário pedir esse cálculo ao banco?

Não existe um simulador (folha de cálculo) mágico que o faça o cálculo da TAE, e que seja possível verificar as fórmulas de cálculo?

Obrigado desde já!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não conheço fórmula... nem sequer sei como calcular a TAE, quanto mais...  :D

Mas tenho uma sugestão - em vez de comparar a taxa tente comparar o valor que paga no final do empréstimo. Vai dar ao mesmo, e penso que teria que obter esse valor de qualquer forma para chegar a uma nova TAE.

Aqui segue uma fórmula empírica (não a deduzi, mas "parece-me" bem) :

1. Comece por saber quanto vai pagar no fim do seu empréstimo com os dados de que dispõe. Vá ao simulador da Caixa (http://www.saldopositivo.cgd.pt/calculadoras/quanto-custa-realmente-o-meu-emprestimo.php), defina o valor pedido, a taxa que conhece e o prazo. Descubra qual o valor pago no fim do empréstimo.

2. Some todas as despesas que não tenham sido consideradas para a taxa anterior. Aqui acho que a principal dificuldade é que o valor do seguro pode variar em função do capital em dívida e da idade... mas com uma folha de cálculo deve ser relativamente simples obter esses valores ao longo da vida do empréstimo e somá-los...

3. Some o valor obtido no ponto 1 com o do ponto 2. Terá o valor pago no fim de vida do empréstimo. Se descobrir a fórmula de cálculo da TAE (que eu não sei qual é) facilmente descobre a nova TAE, com os seguros incluídos. Se não descobrir, o valor pago no fim do empréstimo serve na mesma de comparação.

Alternativa mais fácil - perguntar ao banco ;D

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tenho emprestimo no BPI e estava á espera de uma redução da mensalidade maior (condições: Euribor 6 Meses + 0,5 % spread).

Do papel do BPI que recebi e comparando com a anterior revisão à 6 meses notei que a TAE vs TAN ficou mais elevada e desconfio que agora que a euribor baixou muito o Banco esteja a querer compensar aumentando a TAE é possivel ???

Exemplo:

Há 6 meses TAN=3.5%, TAE=3.8%

Agora Euribor 6 meses revista e TAN=2.5% , TAE=3.1%

Ora em valor percentual o delta da TAE face à TAN duplicou de 0.3%  passou agora para 0.6%...parece vos que isto faz algum sentido !!!..... o que aconselham a fazer ??

obrigado ???

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tenho emprestimo no BPI e estava á espera de uma redução da mensalidade maior (condições: Euribor 6 Meses + 0,5 % spread).

Do papel do BPI que recebi e comparando com a anterior revisão à 6 meses notei que a TAE vs TAN ficou mais elevada e desconfio que agora que a euribor baixou muito o Banco esteja a querer compensar aumentando a TAE é possivel ???

Exemplo:

Há 6 meses TAN=3.5%, TAE=3.8%

Agora Euribor 6 meses revista e TAN=2.5% , TAE=3.1%

Ora em valor percentual o delta da TAE face à TAN duplicou de 0.3%  passou agora para 0.6%...parece vos que isto faz algum sentido !!!..... o que aconselham a fazer ??

obrigado ???

O exemplo que dás é perfeitamente normal e o banco não estará a fazer nada de mal. Aliás, o banco não tem como manipular essas taxas directamente, sem fazer alterações no contrato que só podem ser feitas com a tua autorização. Quer a TAN quer a TAE têm fórmulas de cálculo bem definidas. A primeira é igual à soma da Euribor com o spread e caiu drasticamente nos últimos meses. A segunda inclui, para além dos juros, todas as outras despesas com o empréstimo (seguros, por exemplo) - uma vez que essas outras despesas não descem tão rapidamente a TAE cai mais devagar (e, obviamente, não se mexe nas despesas que já se foram tendo e continuam a entrar para as contas)... no limite, à medida que te aproximas do fim do empréstimo, ela tende a estabilizar e não variar muito por mais que a Euribor ande aos saltos.

A TAN é usada para calcular os juros. A TAE para que o cliente possa comparar os vários empréstimos entre si (caso queiras transferir para outra instituição). Ainda estou para perceber porque é que tanta gente se preocupa tanto com a TAE se não pretende mudar de banco ???

Em vez de assumires que te andam a tentar enganar, fala com o banco e pede que te expliquem como funciona o cálculo das taxas. Até porque, se pode perfeitamente dar o caso de eles se estarem a enganar nas contas e precisas de saber como as fazer para garantir que está tudo bem...  ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ainda estou para perceber porque é que tanta gente se preocupa tanto com a TAE se não pretende mudar de banco ???

Tenho a minha teoria, TAE - Taxa Anual Efectiva, a palavra Efectiva é uma palavra usada no dia-a-dia, que significa real, que existe.....enquanto a palavra Nominal não é tão usada, logo, menos clara  ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O exemplo que dás é perfeitamente normal e o banco não estará a fazer nada de mal. Aliás, o banco não tem como manipular essas taxas directamente, sem fazer alterações no contrato que só podem ser feitas com a tua autorização. Quer a TAN quer a TAE têm fórmulas de cálculo bem definidas. A primeira é igual à soma da Euribor com o spread e caiu drasticamente nos últimos meses. A segunda inclui, para além dos juros, todas as outras despesas com o empréstimo (seguros, por exemplo) - uma vez que essas outras despesas não descem tão rapidamente a TAE cai mais devagar (e, obviamente, não se mexe nas despesas que já se foram tendo e continuam a entrar para as contas)... no limite, à medida que te aproximas do fim do empréstimo, ela tende a estabilizar e não variar muito por mais que a Euribor ande aos saltos.

A TAN é usada para calcular os juros. A TAE para que o cliente possa comparar os vários empréstimos entre si (caso queiras transferir para outra instituição). Ainda estou para perceber porque é que tanta gente se preocupa tanto com a TAE se não pretende mudar de banco ???

Em vez de assumires que te andam a tentar enganar, fala com o banco e pede que te expliquem como funciona o cálculo das taxas. Até porque, se pode perfeitamente dar o caso de eles se estarem a enganar nas contas e precisas de saber como as fazer para garantir que está tudo bem...  ;)

Pois....

Os bancos são uns santos.

Eu tambem recentemente tive as mesmas duvidas, pois após uma das actualizaões semestrais da euribor as minhas taxas ficaram da seguinte forma, TAN=2,1% TAE=4,9%.

Como acho muito estranha tal descrepancia coloquei a questão ao gestor de conta...que não me soube responder.

Coloquei a questão, por escrito ao banco e já estou a mais de 1 mês a espera de resposta.

É verdade que os bancos não podem alterar a formula de calculo da TAE, mas alguem sabe no seus empréstimos do valor de todas as variaveis que entram no calculo? Eu não sei, nem nunca me foi dito.

.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

É verdade que os bancos não podem alterar a formula de calculo da TAE, mas alguem sabe no seus empréstimos do valor de todas as variaveis que entram no calculo? Eu não sei, nem nunca me foi dito.

http://clientebancario.bportugal.pt/pt-PT/TaxasdeJuro/Creditohabitacao/Paginas/Taxaanualefectiva.aspx . Para além da explicação em português mais ou menos corrente, tem também indicações da legislação aplicável (e cujos documentos estão disponíveis também no portal do cliente bancário ou a partir do site do Diário da República)

NOTA: há bancos que não incluem alguns custos na TAE como, por exemplo, os seguros, sobretudo quando estes são contratados a outra instituição. Mas em teoria deviam ser incluídos todos os custos directamente relacionados com o crédito

EDIT: só agora, ao reler a tua pergunta, fiquei na dúvida se já saberias esta informação e te referes apenas a saber os valores a usar na fórmula. A minha sugestão para quem quiser saber isto: perguntar ao banco (se preferirem "saltar" por cima do teu gestor e mandar logo um mail para os serviços centrais de atendimento ao cliente, provedor ou o que for aplicável, de acordo com o banco - o gestor de conta tipicamente não te vai saber responder logo - já o banco enquanto instituição não tem desculpa para não saber). Tentar ser o mais claro possível, indicando que se quer saber como foi atingido o valor em concreto que é apresentado, ou que se desconfia que está mal calculado à luz dos DL220/94, 51/2007 e 192/2009 - se o não fizerem arriscam-se a que a primeira resposta seja uma resposta tipo que apenas te remete para a legislação.

Como já fizeste isto, se não te derem resposta em breve ou insistirem em respostas tipo que não esclarecem nem respondem ao que foi perguntado, mete uma reclamação do banco alegando falta de transparência, e indicando as mensagens que já foram trocadas entre ti e o banco (até podes fazê-lo a partir do portal do cliente bancário). Caso o BdP seja chamado a intervir, certamente o banco dará a resposta em condições...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

Entrar para seguir isto  
Seguidores 0