Manú

CH: pedido de esclarecimento

24 publicações neste tópico

Olá Bom Dia.

Em Outubro de 2011 separei-me da minha companheira, da qual já era há oito anos divorciado.

Há quatro anos atrás, ambos tínhamos comprado um Apartamento através de um empréstimo Bancário. Empréstimo, esse que foi concedido na totalidade; 67.700 €

Após uma pressão psicológica da parte dela em que a dada altura disse mesmo que se eu não saísse metia outros Homens dentro de casa, acordamos verbalmente a divisão de móveis e a pensão de alimento ao filho que tem 17 anos.

Aconteceu que debaixo de essa pressão psicológica fui com ela ao notário para lhe vender a minha parte do imóvel. (vender uma divida, porque nada recebi) Vendi então a minha parte por 31.200 €, metade do valor que na data estava em divida.

Não recebi um único cêntimo, mas na escritura da venda efetuada no notário diz que eu vendo à segunda outorgante o seguinte bem, pelo preço de 31.200 €, que já recebeu o seguinte bem.

Comprometeu-se a minha ex. companheira verbalmente a desvincular-me da conta do crédito.

Não obstante ter a Mãe como fiadora, não o fez, porque o contrato foi alterado e foi-lhe aplicado o novo Spred que ela diz ser elevado e não suportar, e, então disse ao banco que me vai manter vinculado à conta.

Acontece que agora ao meter o IRS de 2011, dizem-me que só o posso fazer no mês de maio,

Porque ocorreu uma venda de um imóvel.

Já pedi apoio judiciário para tratar este caso com um Advogado, no entanto, porque anseio

Uma resposta que me sossegue peço a alguém que entenda de direitos me possa responder às seguintes questões:

1ª= Não sendo eu mais o dono do imóvel, será a minha ex. companheira obrigada em tribunal a desvincular-me da conta?

2ª = Como a venda por mim feita a ela foi uma venda de uma divida, porque não recebi um único cêntimo, mesmo tendo de declarar às finanças, terei de pagar às Finanças por isso?

Quanto?

3ª = Terá um Advogado capacidade de me resolver este caso?

Obs. Devo dizer que prescindi de cerca de 2.500€, respeitante a 50 % por ambos pagos nos quatro anos.

Obrigado desde já a quem me possa elucidar.

CUMRIMENTOS

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

1. Deviam ter tratado do crédito ao mesmo tempo que o registo da venda - o banco não aceita trocar as condições do empréstimo sem introduzir umas alterações em troca e tu agora perdeste a posição de força que te permitiria alterar fosse o que fosse pois já não tens nada em teu nome...

Na melhor das hipóteses podes alegar é que ela não te pagou uma vez que ainda tens a dívida em teu nome... mas tu registaste que o pagamento foi feito :-/

2. Tens de declarar a venda da casa. Se tiveres tido mais-valias (vendeste por mais do que pagaste por ela) terás de pagar IRS sobre esse lucro. Da situação que descreves, dá ideia que não houve mais-valias logo não tens de te preocupar por aí...

3. Eu acho que a tua única hipótese é mesmo desfazer o negócio e votlar a por a casa em teu nome... agora se o advogado o consegue ou não, isso já depende dos argumentos que apresentar (mas, em princípio, para ir a tribunal precisas de um advogado, sim).

Tenta impor-te, fazer com ela o mesmo tipo de guerra psicológica que fez contigo, dizendo que vais avançar para tribunal, para ver se avança com a mudança do crédito. Sai-te mais barato a ti se conseguires que ela o faça por vontade própria do que se arrastarem o caso em tribunal...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pois aqui o problema é mesmo o facto de ter assinado o documento no notário! O facto de estar vinculado à conta não o faz responsável pelo crédito! Só se também assinou o documento do novo contrato! Assinou?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa Noite...

CFinaceiro...Assinei a venda da minha parte do imóvel no notário... Ela, a minha ex, ficou de me desvincular da conta, o que ainda não o fez por o spred ser alterado e dizer não suportar... O meu receio é que um dia ela deixe de pagar, pois no Banco disseram-me que perante o banco eu sou tão responsável quanto ela. Será? Por mim, não foi asinado nenhum contrato novo no banco.

CUMPRIMENTOS

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Se ainda não foi desvinculado do crédito é responsável pelo mesmo!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Se ainda não foi desvinculado do crédito é responsável pelo mesmo!

C. Financeiro...Boa Tarde... E então agora o que faço? Ou o que pode um Advogado fazer para me desvincular da conta???

CUMPRIMENTOS

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde,

peço desculpa ao autor do post por me estar a intrometer, mas estou numa situação parecida só que não sou casada. Não percebi como é que o banco permitiu a venda de 50%deste imóvel se sob o mesmo está uma hipoteca bancária. Podem-me explicar, por favor como funciona.

Muito obrigada!

Céu

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
C. Financeiro...Boa Tarde... E então agora o que faço? Ou o que pode um Advogado fazer para me desvincular da conta???

CUMPRIMENTOS

Há um contrato assinado(escritura) e não me parece que o banco vá facilitar sem que a pessoa que vai ficar com o crédito apresente outras garantias suficientes ao cumprimento do crédito!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde,

peço desculpa ao autor do post por me estar a intrometer, mas estou numa situação parecida só que não sou casada. Não percebi como é que o banco permitiu a venda de 50%deste imóvel se sob o mesmo está uma hipoteca bancária. Podem-me explicar, por favor como funciona.

Muito obrigada!

Céu

O banco neste caso não tinha nada a perder. Os proponentes continuam a garantir o pagamento do crédito e o imóvel continua a ser de um dos proponentes.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Estou a construir casa com o meu namorado. O terreno para a construção foi comprado só por mim mas quando fomos pedir o crédito e para que o crédito ficasse no nome dos dois, o banco exigiu que eu lhe doasse ou vendesse porque não aceitou que o crédito no nome dos dois se o terreno estava só no meu nome. Então, acabei por lhe vender 50% do meu terreno e fizemos os crédito no nome dos dois. Perante isto, pergunto, posso comprar neste momento os 50% do terreno que vendi ao meu namorado fazendo uma escritura de compra e mantermos o crédito no nome dos dois??? Em caso afirmativo, tenho que pedir alguma autorização ao banco para comprar os 50%??

Muito obrigada!

Céu

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pois isso acontece com frequência tenho até alguns clientes que dizem que sou padrinho de casamento porque uma das outras alternativas doação é o casamento! ;-)

Nesse caso a coisa complica pq se estão a construir a "expectativa" do banco é ter um imóvel como hipoteca e não um terreno! Mas de qualquer forma o melhor é informa se com o seu banco ao qual terá sempre de dar uma "Satisfação"!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Muito obrigada C.Financeiro.

Sim, de facto obanco também nos propôs o casamento mas não aceitamos então optamos pela venda. Acontece que as coisas entre nós não estão famosas e eu sinto-me num barco à deriva... Neste momento, ou termino eu a casa mas quero comprar a metade que lhe dei ou então ele devolve-me o valor que paguei pelo terreno e termina ele. Ou seja, ou fica tudo no nome dele ou ponho eu tudo no meu nome. tenho consciência que se neste momento o contrato com o banco for alterado o spread sob para os valores actuais. Tenho spread de 1,5%. Diga-me, por favor, o que pode acontecer caso não consigamos terminar a construção nesse periodo.

Muito obrigada!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Muito obrigada C.Financeiro.

Sim, de facto o banco também nos propôs o casamento mas não aceitamos então optamos pela venda. Acontece que as coisas entre nós não estão famosas e eu sinto-me num barco à deriva... Neste momento, ou termino eu a casa mas quero comprar a metade que lhe dei ou então ele devolve-me o valor que paguei pelo terreno e termina ele. Ou seja, ou fica tudo no nome dele ou ponho eu tudo no meu nome. tenho consciência que se neste momento o contrato com o banco for alterado o spread sob para os valores actuais. Tenho spread de 1,5%. Diga-me, por favor, o que pode acontecer caso não consigamos terminar a construção nesse periodo.

Muito obrigada!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Senão a terminarem não poderão levantar a licença a habitabilidade e terão um problema com o banco! Na minha opinião deviam pelo menos terminar a construção para na "pior" das hipóteses terem também a opção de venda do mesmo!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigada C. Financeiro. Explique-me, Pf, a que problema no banco se refere, podemos ter que entregar a construção ao banco, é isso? tal como está a acontecer com muitas pessoas que pelo facto de não pagarem  o crédito têm que entregar a casa ao banco, é isso? O banco deu-nos 2 anos de prazo para construção e vamos imaginar que não a terminamos nesse período, o que acontece??

Muito obrigada!

Céu

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não vos libertam o capital que falta libertar! E depois é "uma pescadinha de rabo na boca"! Mas enquanto vocês forem pagando o crédito libertado eles não vos ficam com a casa mas vocês também não podem ir para lá viver nem a vender de uma forma "normal" porque não tem licença!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigada C: Finenceiro.

Estou a pensar pagar ao banco o dinheiro que já me emprestaram e depois de não dever nada vender a casa na situação de construção em que se encontra. Aconcelha-me fazer isto? pois estou numa situação horrível.

Obrigada!

Céu

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sim é uma forma de resolver a situação rapidamente sem ficar com o nome "manchado" no Banco de Portugal!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Muito obrigada C. financeiro. Ajudou-me muito. obrigada!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa Tarde ,

Gostaria de solicita a v/ ajuda, pois tenho sido constantemente contactado para liquidar o valor de uma divida junto da sofinloc que no momento é de 1050 euros. Tenho explicado que nós enquanto casal temos ambos uma penhora de vencimento de 1/3 e que no momento estamos só a pagar o nosso credito á habitação e a mensalidade da viatura. Exigem-me um valor de 600 euros que não detenho prontamente, mas comprometo-me  pagar mais do que o valor da mensalidade que é de 250euros. Constantemente estão com ameaças sendo a ultima que vêm buscar a viatura . Já pedimos para extender o prazo do contrato  ou que nos permitam sempre pagar mais eur 50 mensalmente para alem do valor estipulado .. infelizmente esta entidade não é de todo flexivel,  compreensivél ..  Gostaria de saber até que ponto é que somos obrigados a receber estas pessoas em nossa casa, e ate que ponto t~em legitimidade de poder vir buscar a viatura sem ordem judicial , sem quaisquer tentativas de resolver estas questões sem imposições desta natureza. Pedi o valor para rescindir e tentar vender a viatura e afirmam que se não pagar dentro de 5 dias a vêm buscar ao domicilio...pergunto.. isto é legal  ?

Muito Obrigada pela v/ ajuda

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde, gostaria de saber o seguinte.

Tenho um apartamento em que estou a pagar ao banco, mas no entanto surgiu uma oportunidade de permuta por uma moradia do mesmo valor, neste caso não haveria pagamentos de ambas as partes e sim apenas a troca de imóveis.

O que acontece com o credito? será utilizado o mesmo crédito e apenas será trocado como hipoteca o apartamento pela casa como garantia do empréstimo? ou terei de fazer um novo crédito?

Cumps

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tem que falar com o banco e eles é que dizem se aceitam ou não e quais as condições do novo acordo.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Terá de fazer um novo crédito até porque com certeza deverá ter boas condições no actual crédito e o banco irá aproveitar para actualizar ás condições actuais de mercado!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Carminho

Neste momento esse tipo de situações(Ameaças) são cada mais frequentes mas muitas vezes não passa disso até porque como diz sem ordem judicial não o podem fazer e felizmente ou infelizmente isso em Portugal anda lentinho! Isso parece mais uma forma de a pressionar a fazer o que eles querem! E pelo que descreveu você não se está a recusar a pagar.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor