Visitante vandasofia1

Exploração e Escravidão no Trabalho

19 publicações neste tópico

Bom dia!

É a primeira vez que venho participar e espero receber a vossa ajuda.

Sou recepcionista numa Residencial. O meu horário é o seguinte: Entro ás 7.30h da manhã e saío ás 13h para o almoço, á partida faço logo 5.30h seguidas, já ouvi dizer que é proibido que só se pode fazer 4 seguidas. Depois deveria entrar ás 16h da tarde e só saío ás 19.00h. Mesmo que entrasse ás 16h já tinha 8.30h de trabalho feitos mas entro sempre por volta das 14.30h, 15h e caso não o faça há logo barulho e discussões no trabalho com o patrão. Faço cerca de 10h de trabalho por dia e nunca recebi um tostão a mais por isso. A minha folga é aos Sábados á tarde e aos Domingos, caso a Residencial não esteja muito cheia, mas como normalmente é aos fins de semana que enche mais, tenho de vir muitas vezes, assim como aos feriados. O meu patrão diz que não paga feriados a ninguém, sempre ouvi dizer que os Domingos são pagos a dobrar, mas aqui nem a dobrar nem sequer como dia normal. Este mês não mos pagou, porque me pagou os 8 dias de férias que deveriam ser 10, pois pelo que sei para férias só contam dias úteis e ele contou-me os Sábados.

Ganho 500€, não recebo subsidio de almoço e não como á porque senão em vez de 10h, fazia 12h. As minhas colegas (empregadas de limpeza) comem cá, mas essas refeições também não constam dos recibos de ordenado. Isso pode ser assim? As minhas colegas trabalham todos os dias seguidos sem folga, há cá uma que só a vi ter uma folga no dia ne Natal e na Páscoa. De salientar que o meu contrato de trabalho diz que entro ás 9h e saio ás 18h e que não trabalho aos fins de semana.

Não faço descontos para o IRS, por que me dizem que o meu ordenado não abrange. A quem posso pedir ajuda em anominato?

Tenho cá uma colega estrangeira, que está quase cá há 5 anos, só lhe começou a fazer os descontos este ano, por que ela insistiu em querer legalizar-se e ele com receio começou a fazer-lhe os descontos, mas ela mentiu na Segurança Social disse que nestes 4 anos andou por aí a fazer trabalhinhos no campo, a lavar escadas etc, para não o incriminar com medo de perder o trabalho.  Conclusão vai ter que pagar uma multa porque lhe disseram que seja qual for o tipo de trabalho tem que se fazer os descontos. Que fazer? Ele tem 79 anos, e a Residencial dá bastante dinheiro, claro que há dias mais fraquinhos, mas dá para nos pagar.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Podes fazer queixa no IDICT – Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, este instituto tem várias delegações espalhadas pelo pais, consulta http://www.ishst.pt/IDICT_AC13.aspx?Cat=Cat_Contactos para saber onde estão.

Podes também tentar uma acção no tribunal do trabalho já que não estão a ser cumpridas as condições do contrato de trabalho e tentar assim que ele te pague o que deve.

Ele faz os descontos para a segurança social? se não faz também podes  apresentar queixa na Seg. Social.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Há pessoas que de facto não merecem ser patrões. Revolta-me, mete-me nojo, este tipo de gentalha. Denuncia-o em tudo quanto é lado. Tribunal do Trabalho, Segurança Social, ASAE, IDICT, mas claro de forma ordeira. Para isso documenta-te e se possivel arranja duas testemunhas que trabalhem contigo que também estejam fartas dessa situação.

Patrões menos escrupulos ainda enriquecem mais nestas alturas de crise.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

OLA SINCERAMENTE DIGO TE UMA COISA POR ESSE DINHEIRO QUE RECEBES ENTRE ASPAS ATÉ A LAVAR ESCADAS GANHAVAS MAIS E DE CERTEZA NÃO ERAS ~EXPLORADA COMO ÉS...

Denuncia o ao IGIT eles ate vão esfregar as mãos de contentes com um caso desses.

QUanto aos 500 euros e descontos para o IRS não estas mesmo abrangida, ou seja a tua taxa de retenção na fonte é 0. segurança social é os 11% para todos.... se ele não paga à segurança social tens uma maneira simples de o provar, vai à segurança social e pede um extracto com todos os teus descontos dos ultimos meses(anos) se não tiveres lá nada do teu patrão é porque ele não o declara e ai podes fazer uma denuncia fundamentada à segurança social e ao IGIT.

Muito importante guarda todos o teus recibos de ordenado, e caso piques ponto, pede ao igit que obrigue a entidade patronal a apresentar as tuas picagens de ponto, pois elas é que vão demonstrar o que tu realmente trabalhos e qual o horario que estas a fazer.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Infelizmente há vários casos como o teu que merecem ser denunciados.

Em pleno século XXI é de lamentar tais situações em países ditos desenvolvidos.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

VSSB1  :)

Concordo com tudo o que foi dito. É lamentável que isso te esteja a acontecer. Não tenhas pena pelo facto do teu empregador ser um idoso. Só devemos respeitar quem nos respeita, e ele não o está a fazer!

Já foi dito anteriormente que te deves queixar. Podes fazê-lo de forma anónima, por exemplo para a Inspecção Geral do Trabalho. Eles até podem lá ir, mas terás de confirmar o teu horário.

Acontece por aí, infelizmente, que quando os fiscais vão ao local de trabalho, os trabalhadores escondem-se para não haver problemas. Isto é vergonhoso para o nosso país. >:(

Não querendo ser indiscreta, o que te prende aí? O salário não é de certeza. Será que não encontras nada melhor? Às vezes a gente também se acomoda!

Não te deixes tratar dessa maneira. Age com inteligência, vai à Segurança Social ver se ele desconta e não desanimes. Virão, com certeza, dias melhores. ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Quanto aos descontos para a segurança social podes ver mesmo na net na pag da segurança social se estão a ser feitos, sempre escusas de perder um dia.

Quanto ao resto há ai ilegalidades e contra-ordenações a granel, podes fazer uma queixa à ACT (ex-IGT e ex-ISHST, que foram entretanto extintos apesar de as pag continuarem) www.act.gov.pt/, e penso que te disponibilizarão apoio jurídico em tudo o que precisares.

Se quiseres consultar o código do trabalho e o regulamento do código do trabalho podes descarregá-los em www.verbojuridico.net/download/legisl.html, no entanto já sofreram uma actualização em 2006 que se encontra em www.mtss.gov.pt/preview_documentos.asp?r=468&m=PDF

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

BOAS A TODOS , DEIXO AQUI UM RELATO DE COMO ESTA ESTE PORTUGAL EM TERMOS DE TRABALHO : uma rapariga trabalhou segunda ,terça e quarta-feira no respectivo trabalho . a mesma rapariga entrou de ferias na quinta-feira uma semana,entao ia entrar ao trabalho na proxima quinta feira,mas como era friado do 25 de abril entrou na sexta ..... ate aqui tudo bem .ao entrar na sexta feira ,trabalhou sexta e o respectivo sabado a seguir com a horas extras do mesmo .... SABEM O QUE O PATRAO DISSE ? nao vamos pagar o sabado porque nao trabalhou a semana toda ...... ACHAM QUE ISTO é DE ALGUEM QUE ESTA BEM ? eu ja nao digo nada , axo que vamos chegar ao tempo de trabalho a borla ou coisa parecida . tenho vergonha deste portugal ...........

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Oi boas infelizmente  e o pais que temos eu trabalho sextas a tarde ,vou aos sabados todo dia das 9 da manha ate deus saber que horas vou ao dming as 9 da manha ate deus querer e nem um tostao a mais durante a semana e conforme o meu chefe a corda posso sair as 3  da manhae ele so para me lixar manda me ir as 9 h da manha e semre assim nem dias de descanso certo nem ordenado porque se trabalho muito sao 515 se trabalho pouco sempre com as mesmas horas e mesmos dias 530 ridiculo tanta coisa para um hotel ter 4 estrelas para poder roubar ainda mais os funcionario

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá boa tarde necessitava de uma ajuda/informação trabalhei numa quinta no qual servem inventos como casamentos, baptizados,  aniversários entre outros, sendo que como sou estudante trabalhei só nos meses de férias do Verão. O meu horário era das 08:30 até ás 04:00 horas da manhã, e o gerente da quinta é quem realiza os pagamentos, pagando-me de sexta-sábado, sábado-domingo e domingo das 08:30 até ás 14 horas, pagando-me na totalidade dos três dias 90 euros. Sendo que não efectuo descontos para Seg. Social nem finanças é como se nunca tive-se trabalhado lá, mas como eu existem mais pessoas tanto serventes como empregados de cozinha. As nossas funções eram diversas desde laminar a fruta, montar e preparar os salões visto que nesta quinta ocorrem cerca de 4 isentos ao mesmo tempo tendo vários salões. Sendo que quando existem inventos no próximo dia temos que efectuar a montagem do salão, mudança de roupa, entre outras coisas. Posso dizer que como serventes temos um leque variado de funções que excedem o termo "servente". Noutros dias também efectuamos montagens de salões sem receber qualquer tipo de valor. Sendo que também trabalham algumas pessoas menores de 16 anos. O gerente diz que devido à crise e a mesma quantidade de inventos só com um menor numero de convidados. Acho que fui explorado, mas como não tenho provas do acontecido, mas como eu existem outras pessoas. Gostaria de perguntar se podarei realizar alguma queixa ou fazer alguma denúncia em relação ao sucedido e ao que se sucede nesta quinta para realizarei uma investigação ou uma busca na altura dos inventos que neste mês de Agosto, sendo que trabalhamos aos sábados e domingos, sendo nas alturas de maior movimentos e de inventos maiores! Esperando por uma resposta atenciosamente, obrigado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O meu horário era das 08:30 até ás 04:00 horas da manhã, e o gerente da quinta é quem realiza os pagamentos, pagando-me de sexta-sábado, sábado-domingo e domingo das 08:30 até ás 14 horas, pagando-me na totalidade dos três dias 90 euros. Sendo que não efectuo descontos para Seg. Social nem finanças é como se nunca tive-se trabalhado lá, mas como eu existem mais pessoas tanto serventes como empregados de cozinha.

...

Gostaria de perguntar se podarei realizar alguma queixa ou fazer alguma denúncia em relação ao sucedido e ao que se sucede nesta quinta para realizarei uma investigação ou uma busca na altura dos inventos que neste mês de Agosto, sendo que trabalhamos aos sábados e domingos, sendo nas alturas de maior movimentos e de inventos maiores! Esperando por uma resposta atenciosamente, obrigado.

Contacta a Autoridade para as Condições do Trabalho. É a eles que podes fazer a denúncia da situação.

P.S: Casamentos, batizados e afins são EVENTOS, não inventos ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa noite.Venho por este meio pedir ajuda para a minha situação.Estou a trabalhar numa empresa desde Fevereiro deste ano na qual descobri que a minha entidade patronal não me fazem os descontos.Fui a ACT em Agosto apresentar uma queixa por não ter contrato de trabalho e não ter os descontos na segurança social.A ACT apareceu la e comparticipou essa situação multando a empresa e nada mais.Voltei a fazer uma nova queixa pois encontro me de baixa por uma gravidez de alto risco e não estou a receber da baixa porque não tenho la os descontos.Estou de baixa desde Agosto e ela não me paga o ordenado.Preciso saber o que mais posso fazer para este caso ficar logo resolvido .Alguém me ajude..

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa noite.Venho por este meio pedir ajuda para a minha situação.Estou a trabalhar numa empresa desde Fevereiro deste ano na qual descobri que a minha entidade patronal não me fazem os descontos.Fui a ACT em Agosto apresentar uma queixa por não ter contrato de trabalho e não ter os descontos na segurança social.A ACT apareceu la e comparticipou essa situação multando a empresa e nada mais.Voltei a fazer uma nova queixa pois encontro me de baixa por uma gravidez de alto risco e não estou a receber da baixa porque não tenho la os descontos.Estou de baixa desde Agosto e ela não me paga o ordenado.Preciso saber o que mais posso fazer para este caso ficar logo resolvido .Alguém me ajude..

Mesmo que a empresa tenha tudo em dia com a SS, é preciso cumprir o prazo de garantia de ter pelo menos 6 meses de remunerações para ter direito a receber alguma coisa...

Ver em http://www4.seg-social.pt/subsidio-por-risco-clinico-durante-a-gravidez

Se efetivamente tens direito, pede apoio jurídico na SS para ver o que mais podes fazer. Para além de reforçar a queixa junto da ACT.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Um Hospital Veterinario com 1 ano de existência em Massamá consegue a maior ilegalidade de Portugal tem 7 médicos veterinarios 2 com contrato de  salario  mínimo e aos outros 5 anda a prometer há 12 meses celebrar contrato mas é sempre para o próximo mês que vem .Onde andam as inspecções de condições de trabalho ?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Um Hospital Veterinario com 1 ano de existência em Massamá consegue a maior ilegalidade de Portugal tem 7 médicos veterinarios 2 com contrato de  salario  mínimo e aos outros 5 anda a prometer há 12 meses celebrar contrato mas é sempre para o próximo mês que vem .Onde andam as inspecções de condições de trabalho ?

Para que alguma "entidade" (ACT, por exemplo) faça algo é preciso que alguém relate o que não se deveria passar (o que de mal se passa nessa ou noutra empresa do ramo)!...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas tardes.

trabalho para uma empresa de refeitorios a mais de 4 anos

a qual 2 anos estou a contrato na empresa antes era temporario.

tenho o 9 ano de um curso de hotelaria sou muito rigoroso no que faço. nao ha queixas de o meu serviço a nao ser a falta de paciencia.

estou como empregado dos serviços a 2 anos

monto coffe breaks levo cafes chas aguas com os respectivos copos e bases k nao sao nada leves, para alem disto ainda tenho de estar no bar a dar "apoio"

aqual dou o litro para nao haver problemas e o apoio k dou é estar 2 horas haviar sandes e torradas em condiçoes insuportaveis devido a falta de circulaçao de ar no bar. 

basicamente estou a cozer e a trabalhar sobre preçao e contra relogio.

 no meu contrato como empregado de refeitorio horario das 8 as 17 aqual nao acontece isso

tem k se entrar uma hora antes para conseguir realizar o trabalho.

desde k trabalho para eles dizem a boca cheia k nao pagam horas extras sabendo k estou a dar um bom lucro a empresa.

nao estou aguentar a situaçao e ja nao sei bem o k fazer. 

obrigado pela vossa existencia 

 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

nao estou aguentar a situaçao e ja nao sei bem o k fazer. 

Pela descrição que fazes da situação, diria que deves procurar outro trabalho...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bom dia

Trabalho há 10 anos numa clínica, onde só tenho hora de entrada, o volume de trabalho é imenso, somos 2, mas com férias isto piora, todos os dias é das 8h30, às 20h, nunca é hora certa, com 30 min de almoço, e as horas não se consegue gozar quase nunca, no final do ano é sempre arranjada uma forma destas serem pagas, mas não na totalidade, chegando eu a ter de trabalhar já com esgotamento, e arrastar. Ainda se põe, que fomos obrigados a assinar no livro de ponto oficial, um horário que não é o verdadeiro, depois há um outro dossier com umas folhas para apontar o horário real (dossier não oficial). E claro que o medo sobrepõe-se!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
há 3 horas, Visitante storm disse:

Trabalho há 10 anos numa clínica, onde só tenho hora de entrada, o volume de trabalho é imenso, somos 2, mas com férias isto piora, todos os dias é das 8h30, às 20h, nunca é hora certa, com 30 min de almoço, e as horas não se consegue gozar quase nunca, no final do ano é sempre arranjada uma forma destas serem pagas, mas não na totalidade, chegando eu a ter de trabalhar já com esgotamento, e arrastar. Ainda se põe, que fomos obrigados a assinar no livro de ponto oficial, um horário que não é o verdadeiro, depois há um outro dossier com umas folhas para apontar o horário real (dossier não oficial). E claro que o medo sobrepõe-se!

ACT

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead