Visitante aires

Data dos Recibos Verdes

39 publicações neste tópico

Queria saber quando se passa um recibo verde electronico qual a data que deve ser considerada para o ano civil?

a data do recibo ou a data da prestação do serviço?

Passei um recibo electronico com data do recibo dia 15 de Janeiro de 2012 mas coloquei a data da prestação do serviço dia 29 de Fevereiro de 2011.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

CIVA

Artigo 36.º

Prazo de emissão, formalidades das facturas e documentos equivalentes

1 - A factura ou documento equivalente referidos no artigo 29.º devem ser emitidos o mais tardar no 5.º dia útil seguinte ao do momento em que o imposto é devido nos termos do artigo 7.º Todavia, em caso de pagamentos relativos a uma transmissão de bens ou prestação de serviços ainda não efectuada, a data da emissão do documento comprovativo coincidirá sempre com a da percepção de tal montante.

Sou da opinião que deve ser considerado como rendimento do ano de 2011.

Mas em caso de dúvida, é uma questão que deve colocar ao serviço de finanças.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa noite, este assunto vai dar que falar e vamos ver como vai acabar! Em 1º lugar porque razão resolveram colocar nos novos recibos 2 datas ou seja qual é o interesse do fisco em destrinçar entre a data em que o serviço é prestado e a data em que nós passamos o recibo, que de um modo geral é a data em que recebemos o dinheiro;  realmente o CIVA refere os tais 5 dias, mas julgo que isso se aplica ao iva e a facturas e vendas a dinheiro; é que a passagem de um recibo implica o recebimento do valor; passei em janeiro deste ano um recibo de um trabalho que executei em 2009 e que só agora me foi pago e foram essas as datas que inscrevi; o contabilista da entidade a quem passei o recibo achou irregular e eu coloquei o problema por mail ás finanças: ainda estou á espera...sentado.

Será que o fisco está a pensar que vamos passar recibos sem receber o graveto?

Agradeço opiniões dos "experts".

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O problema aqui é quando o imposto (IVA) se torna exigivel e quando os rendimentos ficam sujeitos a tributação em irs.

Segundo o artigo 7º do CIVA:

1 - Sem prejuízo do disposto nos números seguintes, o imposto é devido e torna-se exigível:

a) Nas transmissões de bens, no momento em que os bens são postos à disposição do adquirente;

B)Nas prestações de serviços, no momento da sua realização;

Logo, mesmo contando com o prazo de cinco dias, o IVA era exigivel em 5 Março de 2011.

Agora para efeitos de tributação em IRS

Segundo o artigo 3º do CIRS:

6 - Os rendimentos referidos neste artigo ficam sujeitos a tributação desde o momento em que para efeitos de IVA seja obrigatória a emissão de factura ou documento equivalente ou, não sendo obrigatória a sua emissão, desde o momento do pagamento ou colocação à disposição dos respectivos titulares, sem prejuízo da aplicação do disposto no artigo 18.º do Código do IRC, sempre que o rendimento seja determinado com base na contabilidade.

Agora a questão é: A actividade que o aires exerce está sujeita a IVA?

Se sim, está sujeito a irs também na mesma data (5 de Março de 2011)

Tem toda a lógica que o recibo deva ser passado no momento que se receba, mas esse facto não impede que se cumpra os prazos para a exigibilidade do IVA, os prazos para declarar em IRS ... e então passar o recibo quando se recebe.

E se fosse um TI que passasse facturas? Haveria dois tipos de tratamento? Uns para quem emite factura e outro para quem só emite recibos verdes?

Realmente isto é muito confuso.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

No meu caso estou isento de iva mas faço retenção de 21.5%.

Disseram me que se passo o recibo verde:

DENTRO PRAZO 5 DIAS UTEIS ENTRA NA DATA EMISSÃO

FORA PRAZO 5 DIAS UTEIS ENTRA NA DATA  PRESTAÇÃO SERVIÇOS

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bem, vou meter mais lenha prá fogueira...

A minha opinião anterior baseava-se no pressuposto de estar sujeito a Iva.

Como a tua actividade está isenta de Iva, aí já sou da opinião que a data a ser considerada é a data do pagamento do recibo verde.

Artigo 3º do CIRS:

6 - Os rendimentos referidos neste artigo ficam sujeitos a tributação desde o momento em que para efeitos de IVA seja obrigatória a emissão de factura ou documento equivalente ou, não sendo obrigatória a sua emissão, desde o momento do pagamento ou colocação à disposição dos respectivos titulares, sem prejuízo da aplicação do disposto no artigo 18.º do Código do IRC, sempre que o rendimento seja determinado com base na contabilidade.

E, segundo eu entendo, estás dispensado da obrigação da emissão de factura ou documento equivalente pelo nº 3 artigo 29º do CIVA.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O facto de o pagamento não ter sido realizado, não implica, o não cumprimento das obrigações Fiscais, tanto em IVA como IRS ou Modelos 10 que tem a salva guarda,  que apenas são colocados os rendimentos efetivamente pagos. 

Esses impostos deviam ser pagos na data de emissão ou nos 5 dias posteriores a prestações dos serviços, mesmo que o recebo ainda não tenho sido emitido por não pagamento da entidade empregadora.  O não pagamento de salarios não implica o não pagamento das contribuições para a ss da entidade empregadora.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Queria saber quando se passa um recibo verde electronico qual a data que deve ser considerada para o ano civil?

a data do recibo ou a data da prestação do serviço?

Passei um recibo electronico com data do recibo dia 15 de Janeiro de 2012 mas coloquei a data da prestação do serviço dia 29 de Fevereiro de 2011.

Na minha atividade os documentos são lançados por data de emissão.

Se esse documento passa-se pelas minhas mãos iria para Janeiro de 2012... no entanto nunca entendi essa futurologia de emitir um recibo de um serviço que ainda não foi prestado.

;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Na minha atividade os documentos são lançados por data de emissão.

Se esse documento passa-se pelas minhas mãos iria para Janeiro de 2012... no entanto nunca entendi essa futurologia de emitir um recibo de um serviço que ainda não foi prestado.

;)

Ele disse: "Passei um recibo electronico com data do recibo dia 15 de Janeiro de 2012 mas coloquei a data da prestação do serviço dia 29 de Fevereiro de 2011."

Ele não está a futurar, o serviço foi prestado em 2011.

Mas agora que falaste nisso, realmente o dia 29 de fevereiro não existiu em 2011.

Será que ele trocou 2012 por 2011?

Mas tambem não tinha logica ele antecipar, só se foi um recebimento por conta de um serviço prestado que só acabará mais prá frente.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Passei um recibo electronico com data do recibo dia 15 de Janeiro de 2012 mas coloquei a data da prestação do serviço dia 29 de Fevereiro de 2011.

enganei-me na data. a prestação do serviço foi 29 Dezembro de 2011

Passei um recibo electronico com data do recibo dia 15 de Janeiro de 2012 mas coloquei a data da prestação do serviço dia 29 de Dezembro de 2011.

peço desculpa pelo erro.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Passei um recibo electronico com data do recibo dia 15 de Janeiro de 2012 mas coloquei a data da prestação do serviço dia 29 de Fevereiro de 2011.

enganei-me na data. a prestação do serviço foi 29 Dezembro de 2011

Passei um recibo electronico com data do recibo dia 15 de Janeiro de 2012 mas coloquei a data da prestação do serviço dia 29 de Dezembro de 2011.

peço desculpa pelo erro.

EU contabilizo pela data de emissão

;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Estou a ver que a abutragem que me vai chatear; como o recibo ainda é recente ( 01-2012) será que o posso anular? estive a ver no site do fisco e não consegui ver nada nesse sentido; alguem sabe como é que se anula/substitui um recibo verde?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Passei um recibo electronico com data do recibo dia 15 de Janeiro de 2012 mas coloquei a data da prestação do serviço dia 29 de Fevereiro de 2011.

enganei-me na data. a prestação do serviço foi 29 Dezembro de 2011

Passei um recibo electronico com data do recibo dia 15 de Janeiro de 2012 mas coloquei a data da prestação do serviço dia 29 de Dezembro de 2011.

peço desculpa pelo erro.

Como estás numa situação de isenção de Iva, esse rendimento é de 2012 que é a data do pagamento ( = data emissão do recibo verde 15/01/2012 ).

Estou a ver que a abutragem que me vai chatear; como o recibo ainda é recente ( 01-2012) será que o posso anular? estive a ver no site do fisco e não consegui ver nada nesse sentido; alguem sabe como é que se anula/substitui um recibo verde?

No caso de estares no regime do Iva, substituir a data de emissão do recibo não deve resolver, porque para esse efeito (Iva), assim como para IRS, a data que influência é a data do serviço prestado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

No caso de estares no regime do Iva, substituir a data de emissão do recibo não deve resolver, porque para esse efeito (Iva), assim como para IRS, a data que influência é a data do serviço prestado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Já anulei vários recibos: há uma opção no site das finanças para isso. Basta anular e voltar a passar outro. Se isso irá ter consequências? Não sei. O último que anulei foi precisamente por uma questão parecida: não queria ter uma data de prestação de serviço num ano diferente da data de emissão (acontece com alguma frequência no final do ano), até pq nem sequer consegui obter info fiável sobre em que ano devia declarar esse rendimento para efeitos de IRS.

Tenho continuado a fazer como sempre fiz, ou seja, colocar a data da emissão também como data prestação de serviços. Sinceramente, nem sei bem se é possível as finanças saberem em que data prestou o serviço, ou melhor, acredito que o seja, mas não sei se algum dia irão ter o trabalho de fazer isso, ainda por cima pagando eu os impostos que pago e deduzindo pouquíssimas despesas no IVA. Aliás, nem sequer se dão ao trabalho de controlar as muitas pessoas que prestam serviços para o estrangeiro e não declaram esse rendimento, quanto mais isto...

Eu não passo recibos serviço a serviço (até pq acontece que um serviço tenha um valor muito baixo), mas sim um recibo mensal por vários serviços prestados a uma empresa durante esse mês. Não vou alterar a minha forma de proceder apenas porque as finanças se lembraram de equiparar recibos verdes e faturas, levando a que ainda mais pessoas tenham de pagar IVA ao Estado antes de o receberem devido aos prazos de pagamento que se verificam em Portugal.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Mas já agora: se optar por anular o recibo, antes de o fazer, confirme com a empresa em que ano esta irá deduzir o custo do recibo, pois acho que convém que ela deduza o custo no mesmo ano em que o prestador declara esse recibo.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

OK, lá descobri como é que se anulam os recibos; é no "consultar", já tinha andado por ali a cheirar e nunca tinha ido por ali; já emiti um novo recibo com as duas datas iguais para não haver confusões e agora vou-me entender com a empresa e o que era bom era que eles me pagassem "na hora" para evitar estas porras.

Mas já agora repito-vos a questão:

Por que carga de água é que o fisco separou nos recibos eletronicos a data da prestação do serviço e a data de emissão do recibo?

Estarão á espera que nós passemos os recibos, paguemos os impostos e fiquemos a rezar para que um dia nos paguem?

No meu caso,faço alguns trabalhos para a" republica" e normalmente demoram largos meses a avisar que "está a pagamento".

Obrigado pela ajuda

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde. Eu faço retenção na forte e IVa e tenho um recibo com a data da prestação de serviços de Dezembro de 2011 com a data de emissão de Janeiro de 2012.

Quando fiz o IVA o meu "contabilista" considerou o recibo para o 4ºtrimestre IVA de 2011, mas agora tenho a entidade patronal a dizer que este recibo entra nas contas de 2012. Alguem me sabe dizer o que esta correcto? Obrigada.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Inês, qual a data que consta no recibo? Se é 2012 é essa que conta. Mas aguarde mais respostas.

Quanto à anulação de recibos, já o fiz no portal das finanças. Mas tem de ser anulado antes da entrega do IVA respeitante a esse recibo. Por exemplo, agora já não podia anular um recibo de 2011 pois já paguei o valor do Iva desse recibo em Fevereiro.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde. Eu faço retenção na forte e IVa e tenho um recibo com a data da prestação de serviços de Dezembro de 2011 com a data de emissão de Janeiro de 2012.

Quando fiz o IVA o meu "contabilista" considerou o recibo para o 4ºtrimestre IVA de 2011, mas agora tenho a entidade patronal a dizer que este recibo entra nas contas de 2012. Alguem me sabe dizer o que esta correcto? Obrigada.

Qual é ao certo a data de emissão? e a data de serviço prestado? (dia/mês/ano)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A data da prestação de serviço é de 30-12-2011 e a data de emissao é de 05-01-2012.

O IVa ja foi pago com no 4º trimestre de 2011, mas pelo que li dentro dos 5 dias uteis passa a ser considerado de 2012. Quais vao ser as consequencias destas trocas todas?

Obrigada.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O prazo de 5 dias uteis foi respeitado... Em IVA devia ter sido metido no 1º Trim/2012.

Em IRS há quem defenda as duas versões (2011 e 2012).

É conforme a interpretação do nº 6 do artigo 3º do cirs:

6 - Os rendimentos referidos neste artigo ficam sujeitos a tributação desde o momento em que para efeitos de IVA seja obrigatória a emissão de factura ou documento equivalente ou, não sendo obrigatória a sua emissão, desde o momento do pagamento ou colocação à disposição dos respectivos titulares, sem prejuízo da aplicação do disposto no artigo 18.º do Código do IRC, sempre que o rendimento seja determinado com base na contabilidade.

Eu, em irs, também vou pela opinião de 2012.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Isso significa que vou pagar multas. Certo? Alguem sabe qto? Tenho de ir as finanças resolver esse problema.

Obrigada

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Vá às finanças, explique o caso e veja que interpretação eles têm. (espero que não saia de lá baralhada  ;D)

Caso se confirme ter de considerar o recibo só em 2012, pergunte como terá de fazer. Depois é que toma uma atitude.

Isso deve implicar uma substituição da declaração do IVA do 4º trimestre. Valor da multa da substituição fora do prazo não sei.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa noite, este assunto vai dar que falar e vamos ver como vai acabar! Em 1º lugar porque razão resolveram colocar nos novos recibos 2 datas ou seja qual é o interesse do fisco em destrinçar entre a data em que o serviço é prestado e a data em que nós passamos o recibo, que de um modo geral é a data em que recebemos o dinheiro;  realmente o CIVA refere os tais 5 dias, mas julgo que isso se aplica ao iva e a facturas e vendas a dinheiro; é que a passagem de um recibo implica o recebimento do valor; passei em janeiro deste ano um recibo de um trabalho que executei em 2009 e que só agora me foi pago e foram essas as datas que inscrevi; o contabilista da entidade a quem passei o recibo achou irregular e eu coloquei o problema por mail ás finanças: ainda estou á espera...sentado.

Será que o fisco está a pensar que vamos passar recibos sem receber o graveto?

Agradeço opiniões dos "experts".

Não me considero uma expert, mas tenho uma sugestão...

Claro que não vamos passar recibos sem receber o dinheiro, para casos como o seu pode emitir uma fatura no prazo dos 5 dias e um recibo quando receber.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead