Entrar para seguir isto  
Seguidores 0
nommmada

Trabalho independente---alguem percebe do assunto?

3 publicações neste tópico

comecei es mes a trabalhar como prestador de serviços, por necessidade uma vez que continuo a desempenhar a mesma função que anteriormente me enquandrava no regime de trabalhador dependente, enfim....mas a minha questão se alguem me puder ajudar é a de saber onde posso encontrar as taxas a que vou estar sujeito..é que já tentei varios sites e não percebo patavina...obg

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

comecei es mes a trabalhar como prestador de serviços, por necessidade uma vez que continuo a desempenhar a mesma função que anteriormente me enquandrava no regime de trabalhador dependente, enfim....mas a minha questão se alguem me puder ajudar é a de saber onde posso encontrar as taxas a que vou estar sujeito..é que já tentei varios sites e não percebo patavina...obg

Antes de iniciarmos alguma actividade susceptível de produzir rendimentos da categoria B, o sujeito passivo deve apresentar a respectiva declaração de início de actividade num Serviço de Finanças. As pessoas singulares que exerçam uma actividade sujeitas a IVA devem apresentar também no Serviço de Finanças competente, antes de iniciado o exercício da actividade.Essa declaração deve ser assinada pelo sujeito passivo, nos casos em que for obrigatória a sua assinatura e deve ser apresentado o cartão de contribuinte, fotocópia ou outro comprovativo do número de identificação fiscal.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá,

antes de iniciar a actividade como trabalhador independente deves : 1) abrir a actividade nas Finanças 2)Informar a Seg. Social . Existe isenção de pagamento para a Seg. Social durante o 1º ano de actividade ( se o trabalhador quiser, claro, senão pode começar a pagar logo). As taxas contribuitivas (organizadas por escalões) podem ser consultadas no site da Seg. Social em "trabalhadores independentes", está lá a tabela, e convém esclareceres (aconselho uma ida a um balcão da Seg. Social) em que taxa te queres enquadrar, pois, evidentemente o que vais pagar depende disso. Podes também escolher a "protecção base" e a "protecção alargada" : a "alargada" dá direito a subsidio de desemprego, a base não, apenas dá direito aos restantes beneficios sociais. Claro que a taxa % de desconto é ligeiramente maior. Depois terás que adquirir um livro de recibos (na Tesouraria da Fazenda Pública) e convém teres um registo (pode ser informático, uma folha de excel) dos recibos que vais passando. As taxas de IRS são as mesmas que para os restantes trabalhadores, mas convém esclareceres as deduções a que tens direito ( formação profissional, etc) convenientemente pois senão é aplicada automáticamente uma taxa de 30% de desconto ao valor facturado, ou seja só pagas IRS sobre 70% da tua facturação.  Se facturas mais de 10.000 euros/ ano és obrigado a debitar IVA e a entregá-lo às Finanças de 3 em 3 meses, mas isto só a partir do 2º ano, pois no 1º ano deves fazer uma "previsão" daquilo que pensas facturar (faz-se ao abrir a actividade, eles perguntam) . Relativamente à Seg. Social convém ter presente que a mudança de escalão tem regras muito estritas (convém informares-te bem) e sendo que isso está relacionado com os descontos e, consquentemente, com a futura Pensão (aquando da reforma) a atribuir ao beneficiário este é um ponto a que deves dar muita atenção ao escolher o escalão .

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

Entrar para seguir isto  
Seguidores 0