Justfine

Recibos Verdes Vrs Empresa

22 publicações neste tópico

Boa noite a todos.

Eu sei que este tema já tem barbas e que varia de caso para caso......e como tal vou dar o meu caso real na esperança de conseguir finalmente ver esclarecido este tema.

Eu actualmente trabalho por conta de outrem.....mas.....no final do proximo mes irei passar a exercer a minha actividade atraves de um contrato de prestacao de serviços.......e aqui comecou a discusao.....uns dizem que compensa ter empresa outros dizem que nao justifica....mas ng justifica.....

Entao é assim a recibos verdes vou auferir 4000€ ja C/ IVA......ou seja:

Valor recibo 3252€

IVA - 747.97€

IRS - 699.19€ (valor recebido x 21.5%)

S.S. - 439.60€ (valor recebido-IRS x 70% x 24.6%)

Liquido - 2112.25€ (a este valor....se as contas estiverem correctas....ainda tenho que retirar o custo do seguro saude e seguro trabalho)

Ora, se no regime simplificado não posso colocar qualquer despesa(porque eles ja consideram que 30% do valor toral é despesa) ja com empresa posso colocar tudo (certo?)....almoços, gasoleo, portagens, carro(comercial a adquirir com iva deductivel), telemovel, internet, conta da agua, luz, seguro saude, seguro trabalho, material informatico, livros, condominio, prestacao da casa, despesas do irmao, primo.....sendo que a unica despesa extra será mesmo o custo do contabilista e de formar  a empresa(na hora são 350€)....

A Pergunta é.....Neste caso....com estes valores.....com bastantes despesas.....JUSTIFICA criar a empresa em detrimento dos recibos verdes???

qual a melhor forma de maximizar o rendimento liquido reduzindo o valor a pagar em impostos...qualquer dado adicional, ou que esteja em falta é só dizerem.....Obrigado....

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

bem a criação de uma empresa vai-te obrigar a contratar um contabilista o que se trata de mais um custo de 150€ por mês.

terás pagamentos especais por conta, cerca de 1250€ por ano, mas ficas isento os dois primeiros.

poderás auferir de um ordenado inferior, fazendo menos retenção da fonte, mas sobre o restante terás que pagar IRC e se quiseres que os lucros da empresa vão para ti, existe outro imposto a pagar.

sobre a segurança social pagas um pouco porque pagas os 11% do teu ordenado e os 20% (acho que é mais qq coisa) da parte da empresa.

no entanto vais poder deduzir as totalidades das despesas.

a questão do IVA, com empresa ou sem empresa poderás sempre deduzir o IVA de algumas despesas.

acho que valia a pena ires falar com um contabilista para te explicar todas as contas. Por alto, tb não me parece vantajoso a criação de uma empresa.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Atenção que ter contabilidade organizada não obriga a abrir uma empresa. Pode-se estar a trabalhar a recibox verdes, como trabalhador independente, e optar pelo regime de contabilidade organizada, em vez de ser pelo regime simplificado...

Não tenho a certeza mas creio que o valor da contribuição da SS é calculado sobre o valor recebido e não depois de descontada a retenção na fonte para efeitos de IRS. Pelo menos parece-me o mais correto: por um lado porque nem toda a gente faz esta retenção; por outro porque ela não significa grande coisa - o valor efetivo de imposto só é calculado no ano seguinte...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Trabalhador Independente

IRS - regime simplificado:

-Retenção na fonte 21,5%

- Materia colectável = 70 % do Valor dos serviços prestados do ano.

A este valor é somado os rendimentos de trabalho dependente, e a partir desta soma é encontrado o escalão de irs, ao qual será aplicado a taxa correspondente e deduzido as despesas (saude, educação, emprestimo habitação).. e abatido o imposto retido na fonte. Para valores ao certo só com uma simulação.

IRS - regime contabilidade organizada:

- Retenção na fonte 21,5 %

- Matéria colectável = Lucro fiscal

Em IRS, pode-se tornar bem vantajoso em comparação com o regime simplificado

Iva:

Enquadramento no regime trimestral do Iva.

Pode abater ao iva liquidado, o iva das despesas da actividade. Atenção que há despesas que o CIVA não permite a dedução do Iva.

Seg. Social:

http://www2.seg-social.pt/preview_documentos.asp?r=31599&m=PDF

1ª vez com actividade independente? Se sim, pode ficar até Outubro do próximo ano isento de contribuições.

Caso não seja a 1ª vez fica enquadrado no 1º escalão (419,22 x 29,6% = 124,09). Parece-me que em regime de contabilidade organizada o escalão minimo num reinicio é o 2º ( 628,83 x 29,6% = 186,13).

Nos anos seguintes:

- TI sem contabilidade organizada = (70%  x Valor serviços prestados ano anterior ) /12. Conforme o valor que resulte é enquadrado no respectivo escalão e aplicado 29,6%.

Exemplo: 3242 x 12 = 38904,00 x 70% = 27232,80 /12 = 2269,40 - Escalão 8º (2515,32 x 29,6% = 744,54)

- TI com contabilidade organizada = Lucro / 12. Limite minimo: 2º escalão (628,83 x 29,6% = 186,13).

Exemplo: Lucro de 10000,00 = 10000,00/12 = 833,33 - Escalão 3º (838,44 x 29,6% = 248,18).

Neste caso, em termos de contribuições, também se poderá tornar vantajoso, a opção pelo regime de contabilidade organizada.

O regime simplificado não obriga a ter TOC, mas o regime de contabilidade organizada obriga.

Mas quer num caso, quer noutro, é aconselhado sempre entregar-se a contabilidade a um profissional da área, o que tem os seus custos, mas retira muitas preocupações.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Empresa ( Sociedade por quotas ou unipessoal por quotas)

Desde logo os custos com a sua constituição.

IRC:

Pagamento Especial por Conta = Minimo de 1000 euros / ano (dispensa de os fazer nos dois primeiros anos)

Pagamento por Conta = 75% do imposto do ano anterior.

Imposto = 25% x Lucro fiscal

A este valor poderá acrescer a derrama, conforme o concelho da sede da empresa. Penso que neste momento a derrama máxima é 1,5 % do Lucro fiscal.

Ao imposto é abatido os PEC's efectuados (até à sua concorrência) e os PC's.

IVA:

De modo geral igual ao TI.

Seg Social:

O gerente ( ou sócio-gerente ) remunerado ou não, tem que descontar ( caso não tenha outro trabalho dependente ) no minimo pelo salário de 419,22 (IAS). O que dará 419,22 x 29,6 % = 124,09... 9,3% do gerente, 20,3% da empresa.

A distribuição de lucros está sujeita a imposto em sede de irs.

É obrigatório ter TOC.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde,

 

Agradeço a todos os intervenientes os esclarecimentos prestados ate ao momento.

 

Fiquei com algumas questões:

 

1)      Parece que estou a calcular mal a SS……(no meu caso passei recibos verdes em 2009 e 2010 em regime simplificado e sem iva….entretanto tenho a actividade ainda aberta mas não tenho passado qualquer recibo desde 2010, pelo que, e segundo entendi…..este ano:

– Se optar por me manter no regime simplificado -  terei de pagar a contribuição para a s.s. 1º escalão (419,22 x 29,6% = 124,09)

– Se optar por contabilidade organizada -  terei de pagar a contribuição para a s.s. (628,83 x 29,6% = 186,13).

……sendo que 5% destes valores será suportado pela empresa a quem passo recibos(visto que passo recibos sempre á mesma entidade)

 

2)      Segundo percebi o IVA que vou reter pode ser abatido em despesas da actividade……a minha pergunta é…..isto é valido tanto  no regime simplificado como na contabilidade organizada, ou apenas na contabilidade organizada? Ou no regime simplificado como já se assume que 30% é despesa então não se pode abater nada no iva? (já agora deve existir uma tabela do CIVA com esses limites e exclusões, correcto?)

 

3)      Fico com a sensação que a criação de empresa acaba por ser vantajosa nos primeiros 2 anos…..

    a.       Não tenho pagamentos especiais por conta nos 2 primeiros anos

    b.      No primeiro ano não tenho pagamentos por conta pois no ano anterior não tive rendimentos da empresa…certo?

    c.       Imposto = 25% x Lucro fiscal……se apresentar um grande numero de despesas o lucro será diminuído pelo que parece-me que o valor será inferior ao pago no regime simplificado/contabilidade organizada….(aqui tb posso estar enganado)

    d.      S.S. posso descontar pelo mínimo (coisa que pelo simplificado ou pela contabilidade organizada não posso)

    e.      Só mesmo a distribuição de lucros(retirar o dinheiro da empresa para mim) é que esta sujeita a impostos…..não sei a percentagem de imposto a pagar, mas tendo em conta o que “poupo” com retenção de IRS e SS poderá valer apena….certo?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

1) Só uma nota: se já tinhas atividade aberta anteriormente não podes alternar entre o regime simplificado e a contabilidade organizada à tua vontade. Salvo erro tens de permanecer períodos de 3 anos no regime escolhido. Confirma no portal das finanças até quando é válido o teu enquadramento atual.

3) e. Errado - a distribuição de lucros está sujeita a IRS. Mas o lucro propriamente dito está sujeito a IRC. Optando pela empresa tens de ter em conta que estás sujeita a um outro imposto também...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

1 - O pauloaguia tem razão, tens de permanecer no regime escolhido durante 3 anos, pelo que deves estar enquadrado no regime simplificado de 2009 a 2011. Se assim for e caso decidas optar pelo regime de contabilidade organizada tens até 31 de Março 2012 para optares/mudares.

Pelo que dizes também deves estar no regime de isenção do iva, pelo que se assim for, não poderás passar recibos com iva.

Sendo assim também não poderás deduzir iva.

E caso ultrapasses os 10000 euros este ano, como certamente ultrapassarás, terás de entregar declaração de alteração de regime de Iva em Janeiro 2013, passando a ficares enquadrado no regime trimestral do Iva a partir de fevereiro/2013.

Mas isto são coisas que deves confirmar primeiro, para se saber em que regimes e condições se encontra a tua actividade.

Agora que falaste que tinhas actividade aberta, não sei se não calcularão o teu escalão de seg social conforme os rendimentos da actividade de 2010.

2- Desde que enquadrado no regime de Iva (e não de isenção), podes abater o iva das despesas da tua actividade, quer estejas em regime simplificado ou em contabilidade organizada. Para saberes as exclusões do direito à dedução consulta o CIVA, mas isso é trabalho que podes entregar a um contabilista e ele certamente saberá o que pode ou não deduzir.

3-

a. Sim

b. sim

c. Neste ponto depende muito da tua situação fiscal, como agregado familiar, outros rendimentos, despesas em irs, isto tudo influencia o calculo de imposto em regime simplificado e contabilidade organizada. Só com dados concretos e simulações é que podes comparar e saber o que é mais vantajoso para ti neste ponto do imposto.

d. Em caso de TI estarás sujeito ao calculo do escalão como exemplifiquei. Como empresa, tu és trabalhador por conta de outrem e descontarás conforme o salário atribuido pelo teu cargo.

e. Como o pauloaguia disse, o lucro é tributado em IRC à taxa de 25%. A distribuição de lucros é tributado em irs à taxa liberatória de 25%, penso eu.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Mas informaram-me que poderia requerer a alteração do regime de IVA por saber que irei facturar mais do que 10000€/ano. E o IVA ate dava jeito......

Ja agora...existe algum problema em alterar o CAE, é que esta actividade nada tem a ver com a anterior...

Quanto ao regime simplificado, parece, segundo info nas finanças que seria ate 31-11-2011:

Enquadramento em IVA

Designação ISENÇÃO ARTº 53

Situação ENQUADRAMENTO EM VIGOR

Enquadramento em IR

Descrição SIMPLIFICADO

Período DE 2009-01-01 A 2011-12-31

Contabilidade

Tipo NÃO ORGANIZADA

Local de Centralização  

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O pedido de alteração do regime de Iva teria de ser feito em Janeiro. Desconheço se existe outra possibilidade  de alterar agora.

Deves actualizar o CAE.

Primeiro acho que devias aconselhar-te junto de um TOC, de forma a simular com dados mais concretos os vários cenários, e procurar o mais vantajoso. E caso o mais vantajoso seja contabilidade organizada, penso que tens até 31 de Março para alterares o regime em IR.

Para mim, com os valores que apresentaste e com as muitas despesas que dizes que terás, acho que ficar no regime simplificado será uma péssima opção.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ou então o que me foi dito é que optando por o regime de contabilidade organizada sou sempre obrigado a reter iva, será isso? E neste caso optando por esta alteração já poderia cobrar IVA no imediato, correcto?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ao colectar-se escolhe o regime. Se atingir em 2012 os 10000€ em Janeiro de 2013 tem de ir às finanças declarar o valor que facturou para passar a regime de iva e retenção na fonte.

Neste momento julgo que já não dá para alterar o regime de iva (foi o que me disseram nas finanças).

Não se esqueça que recebe iva mas terá de o entregar às finanças (a não ser o que puder deduzir).

Como já o aconselharam, será melhor falar com um TOC.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Encontrei isto na internet...

Segundo o artigo 12. - Renuncia à isenção

2 - O direito de opção é exercido mediante a entrega, em qualquer serviço de finanças ou noutro local legalmente autorizado, da declaração de início ou de alterações, consoante os casos, produzindo efeitos a partir da data da sua apresentação.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Realmente, estive a ler melhor o artigo 53º do CIVA e o regime de contabilidade organizada é incompativel com o regime de isenção ao abrigo do mesmo artigo. Para estar no regime de contabilidade organizada tem de estar enquadrado no regime do IVA.

O que complica ainda mais as coisas, pois caso a opção pelo IVA terminou em janeiro/2012 e não seja reversivel, será renovado automaticamente o enquadramento no regime simplificado.

Melhor mesmo é aconselhar-se junto de um TOC e procurar informação junto de uma repartição de finanças, expondo o seu caso.

Artigo 12.º

Renúncia à isenção

1 - Podem renunciar à isenção, optando pela aplicação do imposto às suas operações:

a) Os sujeitos passivos que efectuem as prestações de serviços referidas nos n.os 10) e 36) do artigo 9.º;

B) Os estabelecimentos hospitalares, clínicas, dispensários e similares, não pertencentes a pessoas colectivas de direito público ou a instituições privadas integradas no sistema nacional de saúde, que efectuem prestações de serviços médicos e sanitários e operações com elas estreitamente conexas;

c) Os sujeitos passivos que exerçam as actividades referidas nos n.os 33) e 34) do artigo 9.º

O teu caso não se enquadra em nenhuma destas alíneas. O teu caso trata-se de uma isenção ao abrigo do artigo 53º.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Após pedido de esclarecimento as finanças aqui fica a informação.

No meu caso....e porque os 3 anos de regime simplificado terminaram dia 31-12-2011 tenho ate dia 31 de março para apresentar o pedido de alteração de regime.....e caso mude para o regime de contabilidade organizada a retenção de IVA passa a ser obrigatória, pelo que, perco automaticamente a isenção, nao tendo que esperar ate ao final do ano....agora resta-me arranjar um toc e decidir o que me é mais vantajoso...

Fico apenas com a duvida relativamente a segurança social por ter actividade aberta mas nao passar recibos a mais de 1 ano( tendo estado sempre a trabalhar por conta de outrem)....será calculado sobre os rendimentos auferidos no ano passado enquanto trabalhador por conta de outrem ou será considerado que no ano passado nao tive qualquer rendimento por recibos verdes e como tal sou taxado por o primeiro escalão do ias?!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Era uma dúvida que também tinha. Então assim, afinal podes mudar para contibilidade organizada e consequentemente o regime de isenção Iva também muda. Temia que o regime de isenção bloqueasse tudo, mas afinal não e ainda bem... assim tens outra opção em cima da mesa.

Disseram-me que visto que nunca descontaste como independente por estares isento por seres trabalhador por conta d'outrém, terás de fazer o teu enquadramento no regime dos independentes e a seg-social calculará o teu escalão.

A base de calculo do escalão será sempre os rendimentos por conta própria. Penso que com base no irs de 2010, visto que o de 2011 ainda não está feito.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

(ja com empresa posso colocar tudo (certo?)....almoços, gasoleo, portagens, carro(comercial a adquirir com iva deductivel), telemovel, internet, conta da agua, luz, seguro saude, seguro trabalho, material informatico, livros, condominio, prestacao da casa, despesas do irmao, primo.....sendo que a unica despesa extra será mesmo o custo do contabilista e de formar  a empresa(na hora são 350€)....)

Caso opte por criar uma empresa ou por empresario em nome individual com contabilidade organizada, não pode deduzir todas estas despesas que descrimina em cima no IVA.

Pode deduzir como exemplo as seguintes despesas com a actividade relativamente ao IVA.

-carro(comercial a adquirir com iva deductivel)

-telemovel, internet,material informatico, livros

Só pode deduzir o IVA da conta da agua, luz, caso tenha uma sede, escritorio com morada diferente da sua habitação, caso contrario não pode.

seguro saude e prestacao da casa só deduzir na entrega do seu IRS.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sendo assim, e nao tendo tido qualquer rendimento por conta propria no ano de 2010, o calculo do escalão do ias devera rondar o mínimo(primeiro escalão)....apesar de eu achar mais lógico que o calculo seja feito sobre qualquer rendimento, seja ele de que espécie for....

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Começa a procurar um toc para ele te ajudar a optar pela melhor solução, pois o tempo passa.

E esses "pormenores" ele saberá responder-te, e caso não saiba ele procurará saber para te informar melhor. Boa sorte.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Só pode deduzir o IVA da conta da agua, luz, caso tenha uma sede, escritorio com morada diferente da sua habitação, caso contrario não pode.

Sou trabalhadora independente em regime simplificado e, apesar de trabalhar em casa, posso deduzir até 30% das despesas de água, luz e gás no IVA. Isso foi-me confirmado por e-mail pelas finanças. Não sei se no caso de empresas o mesmo se aplica. Nada melhor do que um TOC para lhe responder a todas estas questões.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pois amanha já tenho agendada uma conversa com o contabilista e depois deixo-vos todos os pormenores. Obrigado a todos pela vossa partilha.

Quanto a deduzir no IVA as despesas da sede julgo que ate o condomínio e o valor da prestação ao banco podem entrar nas contas visto que é um custo e que se alugar um escritório terá o mesmo género de custos....assim como internet e telefone fixo, caso a profissão assim o exija.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Assim, estabelece o nº 5 do artº 33º do Código do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares, “Quando o sujeito passivo afecte à sua actividade empresarial e profissional parte do imóvel destinado à sua habitação, os encargos dedutíveis com ela conexos referentes a amortizações ou rendas, energia, água e telefone fixo não podem ultrapassar 25% das respectivas despesas devidamente comprovadas”.

Confirmei agora no e-mail que, afinal, são 25% e não 30% como anteriormente mencionado.

Qto a rendas de habitação,  não são dedutíveis no IVA porque as rendas não são sujeitas a IVA. O mesmo se aplica, penso eu, a condomínios. Talvez entre para despesa (para efeitos de tributação só sobre o lucro) para quem estiver em contabilidade organizada ou abrir empresa?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead