Visitante Help

Ajuda em Matemática! HELP

9 publicações neste tópico

Pessoal preciso de uma ajuda, vou fazer um exame e já não me recordo destas matérias! Penso que ao ver realizado o exercicio acabe por me recordar. Desde já o meu muito obrigado

A representação analitica da procura de viagens para um determinado destino turistico é representada pela função y=50 - 0,9X em que X representa a quantidade procurada de viagens e Y representa o preço unitário das viagens, em euros.

a) Proceda à representação gráfica da função supra referida

B) Determine a quantidade procurada de viagens se os preços forem de 20€ e 36,50€ respectivamente.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

a) Utiliza o link do tiagos (tens dois gráficos iguais mas com escalas diferentes)

B) Quantidade de viagens para 20€:

y = 50 - 0,9 . x

20 = 50 - 0,9 . x

20 - 50 = -0,9.x

-30/-0,9 = x

x = 33,33

Ou seja, se o preço unitário dos bilhetes for 20€, então espera-se que exista uma procura de 34 viagens.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Muito obrigado aos dois, já entendi perfeitamente  :D

No entanto, em outro exercicio apareceu-me o seguinte:

Proceda à representação gráfica da função supra referida utilizando apenas o quadrante do referencial cartesiano ortogonal

y = 40 + 0,6 X

Agradeço mais uma vez! muito obrigado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Se conseguiste perceber a alínea a) do exercício anterior consegues a deste também da mesma forma... isso de pedir para nos fazerem a papinha toda dos trabalho de casa sem tentar perceber não te vai ajudar no exame de certeza :P

Mas, já agora: uma vez que é um polinómio de grau 1 (do tipo y = a + mx), quer dizer que o gráfico é uma reta. só tens que calcular a posição de dois pontos da reta (sugiro calcular o valor de y para x=0 e o valor de x para y=0) e traçar a reta que passa por esses dois pontos... não é nada do outro mundo.

Por uma questão de segurança, confirma a posição de um terceiro ponto verificando que coincide com o gráfico que traçaste, não se vá às vezes teres pensado que estavas perante um polinómio de grau 1 quando não estavas ;)

Não te mostro a solução. Mas se perceberes agora como lá chegar, não vais voltar a precisar de ir ver as soluções a nenhum site nem de pedir ajuda em fóruns...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigado pauloaguia.

A alínea a) consegui entender perfeitamente. No entanto, este segundo..baralha-me um pouco.

A ver se entendi :

(1)= 0,6 + 40 = 40,6

(2) = 1,2 + 40 = 41,2

É isto? agora é só traçar?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Como consegues perceber um sem perceber o outro? Os polinómios são idênticos, só mudam os valores ;)

Puxando um pouco pela cabeça parece-me que é isso sim. Agora a tua forma de indicar as coisas precisa de melhorar muito - em sentido estrito o que escreveste está errado: (1) = 1, tu é que lhe estás a dar um sentido diferente... devias escrever y(1) - matemática é uma ciência exata, as coisas querem dizer o que querem dizer e não o que nos vai na cabeça ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Generaliza o problema e consegues resolver o segundo também:

y = a + mx , em que 'a' é a ordenada na origem, isto é, é o ponto no eixo dos yy quando x=0. É nesse ponto que a recta vai cruzar o eixo dos yy;

'm' é o declive da recta, isto é, a inclinação. O declive podes calculá-lo da seguinte forma: m=y/x (para a=0, ou seja, quando a ordenada na origem é no ponto de origem do referencial).

Neste caso tens, m=0,6=6/10, quer isto dizer, que quando andas 6 unidades no eixo dos yy, tens de andar 10 unidades no eixo dos xx. Se marcares esse ponto no gráfico (x=10,y=6) e unires com a origem do referencial tens a tua recta com a inclinação correcta. Como a ordenada de origem é diferente de zero (a=40), tens de deslocar esta recta 40 unidades no eixo dos yy, ou então, a partir da ordenada da origem (x=0,y=40) marcas o ponto (10,a+6), ou seja (10,46). se unires este ultimo ponto à ordenada na origem (x=0,y=40) tens a tua recta com a inclinação correcta.

Podes também calcular o valor de y usando dois valores de x, por exemplo, calculas o valor de y, para x=1 e x=3. Depois da recta traçada, podes seguir a sugestão do pauloguia em calcular um terceiro ponto, por exemplo, para x=2 e verificas se o ponto com coordenadas (x=2,y) está contido na recta que traçaste.

Espero ter ajudado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Muito obrigado a todos!  ;)

Ajudaram imenso.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead