socios

Dividas fiscais e penhoras

4 publicações neste tópico

Olá boa noite, já há algum tempo que ando a investigar este assunto mas cheguei à conclusão que é demasiada complexidade para tentar entender sozinha uma questão que de certa forma me transcende pois não é de todo a minha área.

Passo a explicar: há cerca de 10 anos toda a minha familia próxima emigrou para França e por lá tencionam ficar. Entretanto, perderam a casa onde viviamos por falta de pagamento e foi para leilão. Depois disso, obviamente que em nome do meu pai surgiram dividas fiscais para pagar, não foram surpresa.

Uns anos mais tarde, o meu pai decidiu abrir uma empresa pequena para melhor gerir os negócios que tinha; fez tudo direitinho, contratou um TOC, os pagamentos andavam em dia até que chegou uma altura em que não conseguiu manter tudo tão direitinho e começou a falhar pagamentos, resultando em dividas de IRC, IVA e Seg. Social, enfim... o problema prende-se com o facto de o meu pai ter já há algum tempo, de certa forma, inutilizado esta empresa e não se serve dela para nada, mas as contas continuam a crescer e rapidamente.

A minha preocupação é que tanto a residência fiscal em nome individual do meu pai como a sede da empresa estão na minha morada, pois fui a única a continuar a viver em Portugal e estou constantemente a receber cartas que me recordam da hipótese de penhora de bens (já tomei conhecimento aqui convosco que mesmo sendo dificil e levar algum tempo, é possivel mudar a residência fiscal para a morada do meu pai em França).

Ora, sem mais demoras, a minha questão é a seguinte... tenho estado em contacto com a contabilista do meu pai para me ajudar, mas gostaria de ter mais algumas opiniões. Falámos de insolvência, falência ou dissolvência/dissolução (não sei qual o termo correcto, desculpem) e apesar de nem todos estes termos se aplicarem a todas as situações gostaria que alguém me dissesse o que seria mais adequado para tentar "estagnar" o crescimento de mais e mais dividas.

Obrigado e apesar do "testamento" espero que alguém me possa dar umas luzes.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Uma vez que tem tantas dívidas, provavelmente vai ser preciso declarar falência... algo que já devia ter sido feito há anos, sobretudo assim que começaste a receber correspondência sobre o assunto. E façam-no urgentemente - a cada semana que passa são mais juros, mais prestações a pagar, etc...

Quanto a dar opiniões, não percebo muito do assunto, por isso só tenho uma sugestão a dar-te - confia na contabilista e tratem logo de despachar o assunto. Ela conhece os pormenores todos do caso, sabe os riscos que implicam cada cenário possível e também os de ficar parado sem fazer nada.

Mas uma coisa que me fez confusão - se já estava tudo em França, porque é que o teu pai veio abrir empresa cá?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Só dei conta da dimensão do problema quando a contabilista rescindiu contrato com a empresa do meu pai por falta de pagamentos de honorários (também), pois a documentação que recebia das finanças eram por e-mail e reencaminhava automaticamente para ela, só quando recebi o primeiro e-mail e sem poder reencaminhar para ela é que me inteirei do assunto. Continuamos em contacto pois são alguns anos de conhecimento e disponibilizou-se a aconselhar-me.

O porquê do meu pai ter decidido abrir empresa portuguesa nem sei bem qual é, muito sinceramente.

A primeira hipótese que a contabilista colocou foi de dissolver a empresa... o que ainda não compreendi muito bem o que é mas como de todos os conselhos que recebo a hipótese de falência é a mais sugerida fiquei um pouco na dúvida. Daí o meu pedido de aconselhamento também... talvez a procura de alguém com uma experiência semelhante ou que conheça alguém que tenha passado pelo mesmo.

Sou apenas eu a tentar resolver esta situação e não é todo fácil, mesmo porque apesar de ter o aconselhamento da contabilista já não posso usufruir dos seus serviços.

Obrigada na mesma!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

ola tudo bem, estive a ler a tua mensagem e tambem estou um pouco assi, falaram me de uns fulanos que compram empresas na falencia e assumem passivos e activos, e livras te de todos os problemas...acho tudo muito simples, mas eles não pedem quase nada em troca dos valores que contraiem coma  compra da empresa. tb estou com muito medo de arriscar, mas estou quase tentada a fazer esse negocio, so que ainda não consegui na net descobrir nada sobre isto.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead