johnytalker

Obrigações REN 6.375 10/12/13 ISIN PTRELAOM0000

4 publicações neste tópico

Ex.mos

Tenho obrigações do Tesouro de Portugal que atingem a maturidade em 15/6/2012 e estou a pensar vender para comprar as obrigações da REN indicadas acima.

Têm alguma opinião sobre estas obrigações da REN? Acham-nas mais seguras que as da dívida de Portugal?

Antecipadamente Agradecido,

Johny

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tendo em conta que têm maturidade no final de 2013, eu por mim ficava com as de Portugal até à maturidade em Junho e depois logo pensava em reinvestir ou não.

Agora trocar as que vencem daqui a pouco tempo por estas não me parece ser mais seguro.

Só poderá ter vantagens se pensar que a cotação acutal da REN está baixa e que por isso é uma pechincha comprar as obrigações agora.

Mas na minha sincera opinião, com o rating a ser cortado, ou muito me engano ou as taxas implícitas ainda vão subir para portugal e empresas portuguesas.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ruicarlov:

Pareces-me alguem bastante por dentro de uma vasta variedade de aplicacoes financeiras, e esta questao e a ti dirigida:

Estou a pensar comecar a investir em obrigacoes (mercado nacional). Tenho conta no Invest e eles mandam-me um ficheiro excel com simulacao de obrigacoes e algumas parecem bastente tentadoras com retornos bastante superior aos melhores depositos a prazo. Estou a falar de obrigacoes de grandes empresas portuguesas (electricas, rodoviarias) e grandes bancos.

A questao e: bem sei que obrigacoes por definicao sao mais arriscadas que depositos, mas tendo em conta que a probabilidade de falencia por exemplo dum grande banco traria as mesmas consequencias para obrigacoes como dep. a prazo (o fundo garantia jamais teria capacidade para reembolsar todas as poupancas dum BCP por exemplo), o nivel de risco nao e entao muito aproximado?

Outra questao é: Há no passado algum caso conhecido de empresas de envergadura que nao tenham pago as obrigacoes?

No fundo estamos a falar de rentabilidades em alguns casos 3 ou 4 vezes superiores os melhores depósitos, e se o risco for quase nulo...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tem razão, é muitas vezes uma boa opção optar por obrigações de empresas. Mas não como substituição dos depósitos a prazo. DPs são DPs. Têm um risco mais baixo que obrigações portuguesas.

Agora no nível de risco imediatamente acima, as obrigações, e que já se põe a escolha entre por obrigações do tesouro ou de empresas.

As duas principais desvantagens das segundas é que se empresa vai à falência é difícil conseguir grande parte do valor de volta. Para além disso, salvo raras excepções, os valores mínimos de investimento são perto dos 50 mil euros.

As do estado, se por um lado os haircuts podem ser mais brandos do que numa falência de uma empresa, por outro lado estes podem ser decididos por decisões políticas e não apenas por uma falência.

A minha opinião é que, se econtrar uma empresa decente com uma rentabilidade não muito longe das OTs, e que esteja ao alcance do seu bolso, pense a sério nisso.

Agora não recomendo esvaziar os seus recursos todos em DPs para se atirar às obrigações. O melhor é diversificar.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor