Entrar para seguir isto  
Seguidores 0
cj2111

Entrada no mercado de trabalho

5 publicações neste tópico

Acabei de entrar no mercado de trabalho e as primeiras duvidas começam ja a surgir relativamente às melhores formas de poupar.

- Tava a pensar comprar casa daqui a 2 anos.

- Ao mesmo tempo estou a pensar em investir em acções logo que possível e com um prazo minimo de 15 anos.

Questões:

1- O dinheiro que estou a acumular agora deverá ser usado daqui a 2 anos para amortizar o emprestimo ou começar a investir em acções?

2- A partir desse momento todas as minhas poupanças deverao ser utilizadas para amortizar o emprestimo ou investir em acções?

Gostava de ter umas opiniões!

Mário

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá Mário,

Eu entrei há relativamente pouco tempo no mercado de trabalho, portanto as minhas opiniões não terão a importância que alguém mais velho e com mais experiência te poderá dar.

1- Em relação ao dinheiro que começas agora a acumular, penso que esse dinheiro terá de servir para pagar uma parte do valor da casa e não para amortizar o empréstimo, porque dificilmente um banco empresta 100% do valor da casa a alguém. Terás de ser tu a contribuir também para o financiamento.

Quanto à questão do investimento em acções, existem vários tópicos no fórum acerca desse assunto. Teoricamente, começar um plano de investimento em acções a 15 anos é uma boa decisão. Mas atenção que 15 anos é muito tempo e muito provavelmente vais precisar desse dinheiro para alguma coisa antes do fim do prazo. Só deverias investir dinheiro que sabes que não irás precisar e tens de assumir o risco de que pode não correr bem. Depois tens de ter a certeza que, se planeias o investimento para 15 anos, não é por começares a registar algumas perdas ao fim de 15 dias que vais entrar em pânico ou que começas a pensar em vender. Cuidado com as emoções.

Como te disse, a ideia de investir agora com um prazo de 15 anos é boa, mas para quem tenha dinheiro disponível para o fazer sem colocar as suas finanças pessoais em risco. Se for esse o caso, pode ser uma boa decisão. Se estes são os primeiros dinheiros que ganhas, acho altamente desaconselhável, ainda para mais se não tiveres experiência nenhuma no mercado de capitais. Podes experimentar uma vez com pouco dinheiro, para ver como é. Mais do que isso é correr riscos muitos elevados quando provavelmente não o deverás fazer. Devias primeiro construir uma base sólida para as tuas finanças pessoais e depois, aos poucos, ir investindo. É a minha opinião, somente.

2- Depende do cenário nessa altura. Se estivermos em bull market e já tiveres conhecimentos e experiência suficiente para tirar bom partido dele, se calhar consegues boas rendibilidades no mercado accionista que depois poderás usar para amortizar o empréstimo. Se não, provavelmente será melhor ir amortizando, para teres cada vez mais liberdade em relação ao crédito. Mas atenção, não uses "todas as poupanças". Tens de gerir a situação da melhor forma. Se usas todas as poupanças no mercado de capitais, mesmo que sejas já um pro nesses investimentos, corres o risco de cair de bem alto e ser depois difícil levantar. Por outro lado, se usas todas as poupanças na amortização do empréstimo, corres o risco de não teres dinheiro para comer.  :)

Tens de gerir as tuas possibilidades mediante as circunstâncias.

Por fim, existem muitas outras opções de investimento para além do mercado accionista. Acho que para alguém como tu (presumo eu) e como eu, que ainda está a construir uma base sólida de finanças pessoais, deverá olhar com muita prudência o investimento nesse mercado, porque pressupõe um risco bem mais elevado do que outras opções.

Cumprimentos

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sim concordo ctg...so devo investir em acções com dinheiro que nao preciso no dia a dia.

Mas sera isso que vai acontecer...nao tenciono investir dinheiro que necessitarei em 1 ou 2 anos...

Para alem disso so depois de ter no banco dinheiro suficiente para fazer face a 6 meses de despesas porque despedimentos acontecem e doenças tb..

Abraço

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A regra simples é: se conseguires fazer o dinheiro render mais do que a taxa do empréstimo, mais vale pô-lo a render; caso contrário é preferível amortizar...

Agora, quando comparas com a rendibilidade da bolsa é um bocado dificil fazer previsões. Se supões que a médio / longo prazo consegues obter uma rendibilidade líquida média de 6% ao ano (supondo que a taxa do empréstimo anda por esse valor) então mais vale investir... claro que corres sempre o risco de te sair o tiro pela culatra e até saires a perder dinheiro, mas também não deixa de ser verdade que quem não arrisca não petisca ;)

Reforço o que o Nico diz - não invistas na bolsa dinheiro que te possa vir a fazer falta. A partir daí é uma questão de gerires o investimento - se chegares À conclusão que não tens estofo para investidor da bolsa podes sempre retirar o dinheiro e aproveitar para amortizar ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Em resposta às tuas questões:

(a) se vais entrar apenas agora no mercado de trabalho, tens mesmo a certeza de que queres comprar casa tão cedo? não te esqueças que a rentabilidade de dois dígitos que caracterizou as últimas décadas de construção de habitação nova acabaram e agora não apenas o mercado de habitações novas está saturado como é cada vez mais difícil vender casas usadas. dado que uma das exigências actuais a quem entra no mercado de trabalho é justamente a mobilidade profissional, não será preferível arrendar uma casa durante 5 anos até estabilizar em vez de te endividares até ao pescoço?

(B) nos tempos actuais em que os bancos estão com rácios de capital reduzidos, dificilmente um banco empresta 100% do valor da casa. terás que dar uma entrada alta (embora isso varie com o valor da casa). não será preferível guardar esse dinheiro para investimento da tua educação posterior (pós-graduação, mestrado, mba)? no caso do arrendamente apenas tens que dar um depósito de um mês e no caso da casa terás que dar uma entrada de no minimo €10.000. O investimento na educação pode ser mais rentável do que no imobiliário.

© no caso das acções não te esqueças que é um ambiente volátil e incontrolável. Não te acredites nas rentabilidades fabulosas prometidas nem nos "génios da bolsa". A bolsa, no dizer dos economistas, é uma "economia de casino": é incontrolável e depende unicamente da sorte da pessoa ou de conhecimentos internos muito especializados.Por exemplo, quando a Apple andava nas lonas e quase na falência as acções estavam ao preço da chuva; neste momento é das empresas mais valiosas do NASDAQ. Alguém teria previsto a recuperação fabulosa da Apple com o MacBook, IPod, IPhone e afins? É uma questão de sorte e de casino pura e dura!

 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

Entrar para seguir isto  
Seguidores 0