FLAVIA

ORDENADO PENHORADO AJUDA URGENTE PRAZO TERMINA HOJE

21 publicações neste tópico

Ola boa tarde, a empresa onde trabalho recebeu uma notic«ficação de um solicitar para me efectuarem uma penhora tenho pleno conhecimento de o porque da mesma,

dizem que me vão retirar 1/3 do valor do meu ordenado que é o seguinte: 600,00€ ordenado + 100.00€(sub. almoço)=700€ sem os respectivos descontos.

O valor que me recitam é depois dos descontos?

supondo que os descontos são 60,00€ o total do ordenado sera de 640.00€. qual é o valor que me será retirado?

será a diferença do que recebo até ao ordenado minimo em vigor?

tenho muita urgência em saber agradecia ajuda. o prazo termina hoje.

Obrigado:

Flavia

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

mas eu estou tão baralhada, estive a ler pelo que percebi não me podem retirar abaixo do ordenado minimo.

logo quando é que me vão retirar... pode-me explicar como se eu fosse mto burra não me importo nada. so sei é ke estou a pagar por uma situação que nem culpa tenho mas esta la o meu nome tenho q me aguentar.

???

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
e o subsidio de alimentação conta para me descontarem?

Sim, o subsídio de alimentação pode ser penhorado. O que importa é que no fim o rendimento líquido seja igual ao rendimento líquido do salário mínimo.

Essa pergunta esta respondida no link que tinha colocado antes...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

a carta esta feita, o recibo do ordenado referente ao mes de novembro vem com o subsideo de natal e tudo tou mesmo lixada....

Mas eu ainda não recebi sequer.

Vou mandar o recibo de ordenado do mês 10... seja o que deus quiser.

Obrigado

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

e dias de faltas?? é uq o solicitador pretende que eu mande todos os meses o recibo de ordenado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Os dias de falta não são pagos... como é que vão penhorar uma coisa que não tens?

Os recibos que tens de mandar todos os meses é para o solicitador poder confirmar se os valores penhorados estão corretos e se foram cumpridos os limites. Obviamente deve ser enviado o recibo correspondente aos meses que são penhorados...

Mas isso não era algo que devia ser a tua entidade patronal a tratar?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

mas a entidade esta a pensar em baixar os ordenados da empresa ... como fica?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Mas isso não era algo que devia ser a tua entidade patronal a tratar?

Concordo. Isso é a entidade patronal que tem de fazer.

Sobre as faltas a única diferença é que : Imagine que após a penhora fica com o ordenado mínimo, caso falte a penhora será feita à mesma pelos mesmos valores e ai ficará com menos do que o ordenado mínimo , e aqui é legal.

Quanto à sua empresa baixar o ordenado as regras são as mesmas , a sua entidade patronal todos os meses tem que enviar os comprovativos do que lhe pagou e por vezes até cópias das transferência bancárias do ordenado.

Para melhor compreensão de tudo deixo-lhe aqui um pequeno exemplo:

Imagine que ganha 500 euros já com tudo incluído ( ordenado + subsídio de refeição e transporte ) .. nesta situação só o máximo que lhe podem penhorar é 15 euros porque o ordenado mínimo é de 485 euros. No entanto de faltar dois dias a entidade após o desconto da entidade patronal e o da penhora ficará com menos do que os 485 euros...

Saliente também que existe a opção caso necessite do pedido da redução ou isenção da penhora. Para tal deverá ir ao tribunal e efectuar o pedido.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigado pela ajuda.

em relação as faltas não entendi, e em relação ao ordenado baixar, tambem não, se passar par ordenado minimo, o que me poderão descontar?

eu na minha situação neste momento o ordenado sao 600,00€ + 100,00 subsideo de almoço, e menos os devidos descontos, qual seria então o valor que me irao descontar?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

acho que o simulador responde a questão...

Como é que se calcula o valor a descontar?

O cálculo é feito tendo por base o somatório dos créditos salariais, deduzido dos descontos obrigatórios (segurança social e IRS). Os restantes descontos (por exemplo seguros, sindicatos) não devem ser considerados:

1. Apura-se o salário líquido do trabalhador, ou seja, somam-se todos os créditos salariais (vencimento, trabalho suplementar, outas subvenções, comissões, subsidio de refeição, subsidio de risco, etc) e deduzem-se os descontos obrigatórios (IRS e Segurança Social).

2. Se do cálculo sobre dito resultar um valor inferior a 431,65 € (Salário mínimo nacional em 2011 – 11% de segurança social), então não há lugar a qualquer desconto.

3. Se o cálculo referido em 1 for superior a 431,65 € então será calculado o valor impenhorável (2/3) e o remanescente (1/3) é penhorado, salvo se o valor de 2/3 for superior a 3 salários mínimos (3 x 431,65 €), pois nesses casos será penhorado tudo que vier acima de 1294,95 €.

Exemplos:

a) Salário líquido de 500,00€: 500,00€ – 431,65€ = 68,35€. Impenhorável: 431,65€ e penhorável: 68,35€.

B) Salário líquido de 1000,00€: 1000,00 x 2/3 = 666,66€. Impenhorável: 666,66€ e penhorável: 333,33€.

c) Salário líquido de 3000,00€: 3000,00 x 2/3 = 2000,00€ (>1294,95€). Impenhorável: 1294,95€ e penhorável: 1705,05€

quanto as faltas, se esta pensar faltar, para não pagar penhora, pense que o patrão pode despedi-la  e depois a penhora pode passar aos bens materiais que houver.... mas para fazer as contas.. basta subtrair o valor\dia ao valor\mes e fazer as contas....

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

2. Se do cálculo sobre dito resultar um valor inferior a 431,65 € (Salário mínimo nacional em 2011 – 11% de segurança social), então não há lugar a qualquer desconto.

Então o valor liquido "assegurado" é €431,65 e não (€485,00 do SMN)...? Ao valor referencia SMN é deduzido a SS (mas não o IRS)?

LM

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Então o valor liquido "assegurado" é €431,65 e não (€485,00 do SMN)...? Ao valor referencia SMN é deduzido a SS (mas não o IRS)?

O salário mínimo líquido é mesmo esse. Quem recebe o salário mínimo só desconta para a SS - a taxa de retenção na fonte para o IRS é 0%.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O salário mínimo líquido é mesmo esse. Quem recebe o salário mínimo só desconta para a SS - a taxa de retenção na fonte para o IRS é 0%.

Confesso que julgava que nas "ordens de penhora" a referencia a receber pelos menos o SMN era €485,00 liquidos - aliás tenho visto vários recibos com penhoras e o valor liquido é sempre €485,00 e sem o agente de execução "reclamar" - interessante como um assunto tão normal nos dias de hoje cria tantas confusões a TOC's e várias interpretações.

Já agora - apesar das instruções de penhora referirem salário incluem qualquer recibo de subsidio de natal, correcto? Um TOC disse que as instruções não eram claras e que a empresa é que decidia...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sim inclui os subsidios de natal, férias e na eventualidade de um despedimento incide também sobre a indeminização.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde,

Venho por este meio solicitar a vossa ajuda, a reforma do meu pai foi penhorada, e gostaria de saber se é possível solicitar á segurança social que diminua a mensalidade.

Cordialmente,

Vera Marques

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Venho por este meio solicitar a vossa ajuda, a reforma do meu pai foi penhorada, e gostaria de saber se é possível solicitar á segurança social que diminua a mensalidade.

Se ele ainda agora recebeu a notificação, ainda vai a tempo de pedir um plano de pagamento a prestações: http://www4.seg-social.pt/penhoras . Mesmo que a penhora já decorra há algum tempo, pode ser que também o possa fazer, sobretudo se a sua situação económica se tiver alterado.

Esse plano pode permitir mais ou menos prestações dependendo do montante da dívida, se ele apresenta ou não garantias e se vive ou não em situação de carência económica.

Seja como for, detalhes mais concretos só sabendo a informação toda, pelo que o melhor é ir à SS o quanto antes saber quais são as opções em aberto...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead