Visitante Salvador_

ETFs (Exchange-Traded Funds)


2.038 publicações neste tópico

Nós devemos escolher ETF's com elevado volume de negociação, segundo percebi, pelo que andei a ler.

Eu hoje invisto num ETF, se esse ETF,, ao longos dos anos perder volume de negociação, devo vender a minha posição e investir num outro ETF semelhante, mas com volume de negociação superior?

Ou Seja, quando faço rebalanceamentos convêm avaliar também os volumes de negociação dos ETF que subscrevi?

Salvador, obrigado pela tabela que esclareceu por completo a minha dúvida.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Gostei bastante da explicação dada neste tópico, bem como do negócio em si. Estava a pensar começar a investir com 1000 euros. Contudo, fiquei com algumas dúvidas, que me surgiram depois ter lido a explicação e outras que me surgiram mais tarde.

É o seguinte, estou a pensar abrir conta no BEST para beneficiar do facto de não ter de pagar a guarda de títulos. Contudo, fui ver os fundos da vanguard que estão a ser comercializados pelo BEST e um deles, o small cap, não era comercializado. Se eu pedir será que eles arranjam maneira de conseguir comprar?

Depois na explicação sugerem um reforço mensal da posição nos fundos, ou seja, utilizar cerca de 100 euros por mês das minhas poupaças mensais, por exemplo, e distribuí-los pelos fundos. Isso não ficará um pouco caro no final do ano, uma vez que estamos sempre a ser cobrados pela comissão de compra cada vez que compramos? Não compensará mais guardar essa poupança mensal num DP por 1 ano e depois utilizar o capital e os juros não só no reforço de posição como também para efectuar o posterior rebalanceamento?

Fiquei também como uma outra dúvida na divisão do capital investido pelos fundos. No exemplo do Salvador, há uma divisão de 15%, 7,5%, 12,5%....etc.... Esta divisão foi feita dividindo o capital que se pretende investir, distribuindo-o de acordo com essa percentagem por cada fundo, ou foi efectuado tendo em conta o valor da unidade de participação de cada fundo?

Houve também outra coisa que não percebi muito bem, que foi o rebalancemeno. Basicamente o que se tem de fazer no final de cada ano é verificar qual o montante que nós tínhamos investido inicialmente no fundo e aquele que temos ao fim de um ano e transferir o excedente para os outros fundos que eventualmente perderam, de forma a mantermos a percentagem que tínhamos inicialmente, correcto? Ou seja, isso quererá dizer, por exemplo, que os 12,91% de lucro geral, serão distribuídos pelos vários fundos no final do ano, por forma a manter novamente a percentagem de distribuição, inicialmente estabelecida, certo?

Também seria importante saber qual o montante mínimo que se pode comprar numa participação num fundo através do BEST, por exempo. Se comprar participações em 8 fundos, perfazendo um total de de 1000 euros, eles são capazes de não autorizar um montante tão pequeno por cada fundo, como 100 euros, ou menos. O que acham?

Por último, e sendo estes 8 fundos recomendados, na maioria fundos americanos, há o risco de eu investir nos fundos em dólares e depois estar sujeito a uma eventual flutuação do par euro-dollar para depois resgatar o montante investido?

Por agora, são as minhas maiores dúvidas em relação a esta ideia de investimento, que me parece muito bem pensada e que não me importava de experimentar 1 ano para ver como corre com um montante de 1000€

Cumps.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Abres uma conta numa correctora, investes a quantidade que queres e diversificas, o resto a propria Matematica faz tudo.

Podemos começar com a 1a parte. Qual é a melhor correctora em Portugal para abrir conta e negociar ETFs? Considerando que em principio o montante a investir será baixo e que existirão poucas ordens de compra/venda por ano.

Estou a aberto a sugestões, o objectivo é pagar o menos possível pelas operações e guarda de títulos.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pelos vistos sera o Banco Best.

Nao se paga comissoes de guarda, e esta a oferecer uma promocao de 300 euros para novos clientes com a abertura duma conta Trader.

Com os melhores cumprimentos

Daniel Ferreira

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

De notar que essa promoção corresponde a 10% do primeiro depósito feito na conta (ex: transferir de uma vez 3000€ para receber os 300€) e que são necessárias 7 transacções em 180 dias.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pelos vistos sera o Banco Best.

Nao se paga comissoes de guarda, e esta a oferecer uma promocao de 300 euros para novos clientes com a abertura duma conta Trader.

Com os melhores cumprimentos

Daniel Ferreira

Lendo o regulamento rapidamente, tens de ter conta no BEST, depois abrir conta no Best Trade Pro até dia 30 de Nov. Recebes de bónus 10% do teu 1o depósito lá, até a um máximo de 300 euros. Tens de realizar nos 180 dias seguintes 7 transações senão cobram-te os 300 euros. Nestes 180 dias não podes levantar o deposito inicial ou o bónus - assumo que podes usar o valor para compra de ações.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

De notar que essa promoção corresponde a 10% do primeiro depósito feito na conta (ex: transferir de uma vez 3000€ para receber os 300€) e que são necessárias 7 transacções em 180 dias.

+ rápido que eu por ~20 segundos  :P

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Nós devemos escolher ETF's com elevado volume de negociação, segundo percebi, pelo que andei a ler.

Eu hoje invisto num ETF, se esse ETF,, ao longos dos anos perder volume de negociação, devo vender a minha posição e investir num outro ETF semelhante, mas com volume de negociação superior?

Ou Seja, quando faço rebalanceamentos convêm avaliar também os volumes de negociação dos ETF que subscrevi?

Salvador, obrigado pela tabela que esclareceu por completo a minha dúvida.

Sim mas a nivel de liquidez estes ETFs que enunciei são os mais liquidos... e os da Vanguard também.

Liquidez atrai liiquidez pelo que é dificil que a liquidez de um certo ETF se desvaneça neste tipo de fundos de índice das maiores casas...

No entanto se ja tivermos uma posição num dado ETF, não é necessario vender. Imaginando que a liquidez se ia .. continuavamos com ap osição porque o que interessa é o NAV. Mas no entanto o spread entre o bid/ask seria elevado pelo que novas posições seriam aconselhadas num outro ETF mais liquido que entretanto surgisse... mas a probabilidade disto é muito remota.

Existe aqui um efeito de networking effect.

master-chief nao vejo onde está a complicaçaõ ... tas a complciar o que é simples.

No fundo isto é apenas compra periódica de vários activos ao longo dos anos... o que demonstrei é que mesmo em mercados maus o longo prazo - aliás onde mostrei um gráfico com os periodos rolantes de 10 anos - os retornos andaram sempre na casa dos 10%-12%

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Gostei bastante da explicação dada neste tópico, bem como do negócio em si. Estava a pensar começar a investir com 1000 euros. Contudo, fiquei com algumas dúvidas, que me surgiram depois ter lido a explicação e outras que me surgiram mais tarde.

É o seguinte, estou a pensar abrir conta no BEST para beneficiar do facto de não ter de pagar a guarda de títulos. Contudo, fui ver os fundos da vanguard que estão a ser comercializados pelo BEST e um deles, o small cap, não era comercializado. Se eu pedir será que eles arranjam maneira de conseguir comprar?

Depois na explicação sugerem um reforço mensal da posição nos fundos, ou seja, utilizar cerca de 100 euros por mês das minhas poupaças mensais, por exemplo, e distribuí-los pelos fundos. Isso não ficará um pouco caro no final do ano, uma vez que estamos sempre a ser cobrados pela comissão de compra cada vez que compramos? Não compensará mais guardar essa poupança mensal num DP por 1 ano e depois utilizar o capital e os juros não só no reforço de posição como também para efectuar o posterior rebalanceamento?

Fiquei também como uma outra dúvida na divisão do capital investido pelos fundos. No exemplo do Salvador, há uma divisão de 15%, 7,5%, 12,5%....etc.... Esta divisão foi feita dividindo o capital que se pretende investir, distribuindo-o de acordo com essa percentagem por cada fundo, ou foi efectuado tendo em conta o valor da unidade de participação de cada fundo?

Houve também outra coisa que não percebi muito bem, que foi o rebalancemeno. Basicamente o que se tem de fazer no final de cada ano é verificar qual o montante que nós tínhamos investido inicialmente no fundo e aquele que temos ao fim de um ano e transferir o excedente para os outros fundos que eventualmente perderam, de forma a mantermos a percentagem que tínhamos inicialmente, correcto? Ou seja, isso quererá dizer, por exemplo, que os 12,91% de lucro geral, serão distribuídos pelos vários fundos no final do ano, por forma a manter novamente a percentagem de distribuição, inicialmente estabelecida, certo?

Também seria importante saber qual o montante mínimo que se pode comprar numa participação num fundo através do BEST, por exempo. Se comprar participações em 8 fundos, perfazendo um total de de 1000 euros, eles são capazes de não autorizar um montante tão pequeno por cada fundo, como 100 euros, ou menos. O que acham?

Por último, e sendo estes 8 fundos recomendados, na maioria fundos americanos, há o risco de eu investir nos fundos em dólares e depois estar sujeito a uma eventual flutuação do par euro-dollar para depois resgatar o montante investido?

Por agora, são as minhas maiores dúvidas em relação a esta ideia de investimento, que me parece muito bem pensada e que não me importava de experimentar 1 ano para ver como corre com um montante de 1000€

Cumps.

Sim faz sentido. Aliás eu mencionei isso... para quem tem pouco capital, ou para quem poupa 100€ mensais ou menos nao faz sentido ir comprar os fundos todos até pq fica caro em comissões. Faz mais sentido como dizes, alias eu referi isso.

Alias da mesma forma que quando chegares ao final imagina que tens 1000 € não faz sentido distribuir esses 1000 € por todos os 8-9 fundos, mas sim pelos fundos que estão abaixo das alocações originais. Assim matas dois coelho duma só vez. Reforças e rebalanceias ... ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A Vanguard vai lançar novos fundos de índice... são certamente bem vindos.

Obrigações de mercados emergentes por exemplo!

Também seria interessante começar a haver CTA's a invadir o mundo dos ETFs ... isso sim seria de valor.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Com a introdução desses novos ETF's tu vais actualizar a tua recomendação que está na pagina inicial não vais?  ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Na sequência das explicações dadas pelo Salvador neste tópico, estou a ponderar aproveitar a promoção do banco best para abrir uma conta com €3000 (obtendo assim €300 de bónus), e dividir esse capital em 4 dos títulos recomendados. Provavelmente a despesa em comissões com 4 títulos é um bocado desproporcional face ao capital relativamente baixo que vou investir, mas como o banco oferece €300 à cabeça...

De todo o modo, a questão que vos coloco é: será melhor, no momento actual, abrir a conta em USD, e não em Euros? Tendo em conta o cenário económico na Europa, não será de prever uma desvalorização do euro face ao dólar?

E já agora, para quem trabalha com o best, será viável conseguir tratar de toda a papelada da abertura de conta e activação da conta de trading até 30 de Novembro? O procedimento costuma ser rápido?

Obrigado pela atenção.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Numa conta normal sim. A partir do momento em que se lá vai entregar a documentação, fica a conta aberta. Pode-se logo começar a depositar dinheiro. Para negociar ETS, tenho a impressão que é necessário abrir uma conta Best Trading Pro, que se faz a seguir a ter uma conta aberta. Não sei quanto tempo demora esse passo, mas não deve demorar muito tempo. Acho que daqui até 30 de Novembro tem tempo.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Com a introdução desses novos ETF's tu vais actualizar a tua recomendação que está na pagina inicial não vais?  ;)

por supesto  :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Estava a ler uma noticia num jornal e reparei na referência ao índice MSCI AC World Index.

Se posso investir num ETF (por exemplo: ACWI||iShares MSCI ACWI Index Fund) que replica um índice supostamente global como o índice que mencionei, porquê investir em 3 ETF que replicam índices "regionais" como os índices europeus, índices emergentes e índices de países do pacifico?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Derivado da correlação entres eles... e porque uma maior granularidade se possível é melhor do que investir num índice "global". A correlação trabalha melhor a nosso favor.

No entanto, se não houver capital suficiente para repartir entre regionais, é preferivel obvio ter 1 "global" do que nada de todo.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Salvador: e qual seria o capital mínimo ou aconselhado para investirmos, por exemplo, no portfolio que sugeriste?!? caso não tenhamos esse valor achas preferível que se opte por um portfolio mais simplista numa primeira fase?!?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Salvador: e qual seria o capital mínimo ou aconselhado para investirmos, por exemplo, no portfolio que sugeriste?!? caso não tenhamos esse valor achas preferível que se opte por um portfolio mais simplista numa primeira fase?!?

Certamente.

Um portfolio mais simplista sem duvida se nao houver capital pa diversificar :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ola

Estive a ler o post e achei interessante , posteriormente pesquisei sobre o assunto

e encontrei uma serie de blogs,livros etc com a explicaçao aqui dada.

Por curiosidade , Salvador és trader profissional (desc a pergunta mas embora seja possivel mentir

penso que é interessante saber se és um aficionado ) ou alguem que trabalha profissionalmente no ramo)

Ainda nao tenho opiniao definida sobre o assunto e continuo a estudar com interesse.

Desde ja agradeço por este post muito interessante

Caso o Salvador ou alguem queira comentar

Espero que nao seja proibido colocar um texto em inglês

(estes dois sao em relaçao ao permanent portfolio Harry.)

The Permanent Portfolio is not likely to fare well in a rising interest rate environment.

Ultimately, my conclusion is quite similar to that reached by William Bernstein, when he looked at this deceptively simple asset allocation.  The statistics suggest that the Permanent Portfolio does indeed capture elements that will do well in a wide variety of market conditions.  The danger for investors is piling into this strategy after a period that has been almost optimal for this approach vs. more conventional asset allocations.  For many of the latecomers to the Permanent Portfolio, there is a substantial risk that they are chasing performance and are thus setting themselves up for much lower future returns.

---------

There are a number of very attractive features of the Permanent Portfolio.  First, we have very impressive and theoretically sustainable long-term performance.  A range of asset-allocation studies (including my own) have found that a well diversified portfolio will have expected returns equal to expected volatility and the PP has shown average annual return equal to volatility over long periods.

Second, the rationale behind the PP allocation is well understood.  It uses three major asset classes with low correlation to one another and comparable levels of volatility.  The research in risk-parity supports the idea that this asset allocation has the potential for long-term outperformance.

There are, however, some potential problems with the PP.  First, we have just seen a period when both long-term bonds and gold have substantially outperformed.  Browne envisioned a world in which long-term bonds outperform in a deflationary period and gold outperforms in an inflationary period.  What are we to make of the fact that gold has substantially outperformed in recent years in a deflationary environment?  The trailing five-year annualized return of GLD is almost 20% per year.  The long rallies in both government bonds and gold are a reflection of investors’ fear of equity risk.  We should not expect gold and bonds to move counter to one another in coming years.  In other words, the PP has enjoyed an extended period that has been perfectly aligned for its outperformance, but that there is no reason to believe that we should expect this performance to continue.

The combination of an outperforming track record and solid theory provides a compelling narrative for the PP as a strategic asset allocation.  The contrary point is that we are in a tactical environment that does not favor its continued outperformance, at least not at the level seen in recent years.

For investors whose primary goal is income in retirement, the primary concern is that the PP will not provide a long-term income stream that must keep up with inflation, especially given its negative correlation to interest rates.

Given today’s environment, characterized by historically low interest rates, the PP, with its interest rate exposure, will not be an attractive portfolio in the coming years, and it is ill suited for retirement-oriented investors who require the ability to keep pace with inflation. Advisors should recognize PP’s benefits, but they should also approach any such portfolio with caution in the current environment.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sim, trader e trabalho profissionalmente no ramo.

Quanto ao PP do Harry Browne perfeitamente de acordo. Apenas usei como vários exemplos dos portfólios existentes. Eu acho que o meu é dos mais diversificados que há visto que tem tudo, desde matérias primas, a ouro, a imobiliário, acções de paises desenvolvidos e emergentes, está lá tudo.

Quanto ainda ao PP é uma incógnita como se virá a portar no futuro, no entanto sou da opinião contrária do artigo. Nos anos 70 também vivemos num período de taxas de juro a subir e o portfólio portou-se mt bem, o que obviamente não é indicativo de nada.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ola Salvador

Isto vai ja de rajada )

Que empresas similares á Vanguard existem na Europa?

Com planos similares?

A JP Morgan é dona ???

Sou leigo na materia mas eles têm tambem um plano interessante de poupança em que utilizam compound interest , apenas para americanos ? 

Francamente instituiçoes americanas nao me agradam

Obgdo

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigado Salvador por partilhares connosco! Também sou trader(forex) e infelizmente são raros os traders Portugueses que gostam de partilhar este tipo de coisas umas vezes por ganancia mas na maioria por ignorância de que quantos mais(traders Portugueses) melhor para todos!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tendo em conta a situação do Euro/Europa investir em USD não me parece mal (os US fazem sempre tudo para se safarem - imprimir dinheiro -ao contrario da UE que parece querer-se suicidar). Dito isto, alguém pode sugerir uma corretora americana que aceite estrangeiros, e com custos mt reduzidos para a compra/vendas, mas especialmente manutenção de ETFs? Não tenciono investir para ja' mt dinheiro, por isso comissões de guarda e de dividendos pesam muito e gostaria de as evitar.

Sugestoes?

Thanks.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
os US fazem sempre tudo para se safarem - imprimir dinheiro -ao contrario da UE que parece querer-se suicidar

Imprimir dinheiro leva à desvalorização da moeda... Ou seja, leva a que tu percas dinheiro.

Esse não seria o argumento que eu usaria para investir numa determinada moeda ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Foi criada uma pré-visualização automática a partir da ligação que colocou.   Mostrar apenas como ligação

×   Your previous content has been restored.   Clear editor