fjsr74

Banco de Portugal penaliza depósitos que paguem mais de 3 p.p. acima da euribor.

18 publicações neste tópico

Alguém tem a bondade de me explicar o porquê de tal medida? a concorrência melhorou a oferta e os clientes ganham com isso eventualmente cortando um pouco com as enormes margens de lucro dos bancos, ou não - mas pelo menos o depositente começa a ter algum rendimento efectivo com o seu dinheiro e ainda serve de incentivo à poupança. uma TANB de 4,5 mal cobre a devalorização da inflacção prevista... não percebo nada disto :-\

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O BdP está a tentar evitar que os bancos, na sua corrida desenfreada atrás dos depósitos, comecem a prometer aquilo que depois vão ter dificuldades em cumprir... Se entre eles emprestam dinheiro à taxa média da Euribor e sobre os créditos cobram taxas de juros indexadas à Euribor, donde lhes vem depois o dinheiro para pagar estes juros mais altos? Ah, pois, sobe-se os juros dos empréstimos... mas como os bancos também emprestam cada vez menos, não é daí que lhes vem grandes rendimentos.

Some-se a isso as mudanças constantes de conjuntura e surpresas dos últimos tempos e o BdP decidiu induzir os bancos a pensar em ter uma almofada financeira.

Como alguém aqui também já sugeriu, acaba por ser uma forma de diminuir a concorrência que os bancos fazem à emissão de dívida do Estado - os certificados de aforro e do tesouro cada vez são menos procurados - e apesar de terem pouco peso, sempre são uma alternativa mais barata de o Estado se financiar...

Já agora, salvo erro a inflação prevista pelo BdP para este ano é de 3,5% e para o próximo de 2,4% (previsões). Um depósito a prazo feito agora deveria cobrir sobretudo um valor relacionado com a inflação do próximo ano, não com a deste (obviamente se cobrir também a deste tanto melhor :D)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Posição oficial do BdP:

O BdP está a tentar evitar que os bancos, na sua corrida desenfreada atrás dos depósitos, comecem a prometer aquilo que depois vão ter dificuldades em cumprir... Se entre eles emprestam dinheiro à taxa média da Euribor e sobre os créditos cobram taxas de juros indexadas à Euribor, donde lhes vem depois o dinheiro para pagar estes juros mais altos? Ah, pois, sobe-se os juros dos empréstimos... mas como os bancos também emprestam cada vez menos, não é daí que lhes vem grandes rendimentos.

Some-se a isso as mudanças constantes de conjuntura e surpresas dos últimos tempos e o BdP decidiu induzir os bancos a pensar em ter uma almofada financeira.

Gostava é que o banco de portugal explicasse como é que os bancos comerciais vão cumprir as restantes exigencias do próprio banco de portugal :

i) aumentar os racios de capital para 9%;

ii) diminuir a exposição ao BCE;

iii) financiar a economia real.

se:

i) o mercado inter-bancario recusa-se a emprestar ao bancos tugas à mais de 1 ano;

ii) vão ser obrigados a encaixar as perdas da divida grega, os tais 60%, que se traduzem em qq coisa como os 12 000 milhoes que se fala nos jornais;

iii) veem a sua capacidade de captação de capital via depositos reduzida

Portanto esta medida vem complicar mt a vida dos bancos (sobretudo dos mais pequenos). Espero uma onda de fusoes e aquisições na banca nacional se esta medida se confirmar. E claro, um aumento da fuga de capitais para o estrangeiro.

Como se isto nao fosse pouco, trata-se de (mais uma) intervenção estatal nos mecanismos de formação de preços, que teve tão bons resultados em várias áreas:

i) subsidiação da eolica e solar com agravamento directo de 30-40% na factura de electricidade de cada cliente (com tendência de subida nos próximos anos);

ii) destruição do mercado de arrendamento de habitação;

iii) acumulação de níveis insustentáveis de divida nas empresas de transportes do estado (carris, stcp, tap, cp, ep, etc)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Só uns reparos. O perdão da dívida grega é de 50% e isso tem custos de 7.8 mil milhões de euros para os bancos, e alguns vão recorrer aos 12 mil milhões do fundo de capitalização do FMI destinado a isso.

Os bancos mais pequenos têm menos exposição à dívida grega, logo não devem ser tão afectados como a CGD e BPI.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tenho um depósito com taxas crescentes feito há alguns anos que vai renovar a uma taxa superior à Euribor+3p.p. em Dezembro. O banco contactou-me para me convencer a liquidar esse depósito e constituir um outro à mesma taxa por 180 dias até 31 de Outubro (último dia!) dizendo que não poderão garantir que em Dezembro me dêem a taxa "prometida". Isto é possível? Isto é, é possível o banco alterar a taxa sem que na FIN esteja explicito que durante a vigência do contrato podem sofrer alterações?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tenho um depósito com taxas crescentes feito há alguns anos que vai renovar a uma taxa superior à Euribor+3p.p. em Dezembro. O banco contactou-me para me convencer a liquidar esse depósito e constituir um outro à mesma taxa por 180 dias até 31 de Outubro (último dia!) dizendo que não poderão garantir que em Dezembro me dêem a taxa "prometida". Isto é possível? Isto é, é possível o banco alterar a taxa sem que na FIN esteja explicito que durante a vigência do contrato podem sofrer alterações?

Qual o banco?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Meu caro,

Se a taxa estiver prevista na FIN, e se não houver nenhuma clausula na renovação do depósito que mencione a alteração de taxa por parte do Banco, estás tranquilo. Se eles alterarem as condições fazes reclamação ao BdP.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Banco: BCP

Não há nenhuma clausula na FIN que permita alterações.

Muito obrigada!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tenho um depósito com taxas crescentes feito há alguns anos que vai renovar a uma taxa superior à Euribor+3p.p. em Dezembro. O banco contactou-me para me convencer a liquidar esse depósito e constituir um outro à mesma taxa por 180 dias até 31 de Outubro (último dia!) dizendo que não poderão garantir que em Dezembro me dêem a taxa "prometida". Isto é possível? Isto é, é possível o banco alterar a taxa sem que na FIN esteja explicito que durante a vigência do contrato podem sofrer alterações?

Para o gestor de conta ter proposto isso é porque o cliente poderia fazer uma desmobilização antecipada, mas a iniciativa tem de vir do cliente. Se o cliente fizer um deposito a prazo até ao dia 31/10 o banco não tem de fazer entregas extras para o Fundo de Garantia de Depositos se o deposito a prazo apresentar taxas de juros acima da euribor com mais 3%. A outra parte deste contacto do gestor de conta deve-se a uma expectativa de descida de taxas de juro nos proximos meses.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Acho que deviam permitir um maior intervalo de manobra. Por exemplo, mas eis o seguinte exemplo, o dp special one + do bcp tem uma taxa média de 5%, mas em certas alturas do depósito atingem 6,5% segundo a publicidade, entre estas taxas qual é que entra para esse calculo de penalização? A taxa final de 5%?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Acho que deviam permitir um maior intervalo de manobra. Por exemplo, mas eis o seguinte exemplo, o dp special one + do bcp tem uma taxa média de 5%, mas em certas alturas do depósito atingem 6,5% segundo a publicidade, entre estas taxas qual é que entra para esse calculo de penalização? A taxa final de 5%?

Entra a taxa média.
0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Entra a taxa média.

E a euribor vai ser de que data a utilizada? 1/3/6/12m?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A euribor utilizada há de ser a mais próxima do prazo definido. Euribor 6m para DPs de 6 meses, 12m para 12 meses, etc.

Não sei como se faz as contas para prazos maiores.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

http://economico.sapo.pt/noticias/bancos-pequenos-sao-os-mais-afectados-pelas-novas-regras-dos-depositos_130047.html

No caso dos bancos a operar em Portugal, segundo a instrução do Banco de Portugal, as instituições financeiras que praticarem juros acima da "taxa de mercado monetário interbancário da moeda adicionado de um ‘spread' de 300 pontos base" verão os seus rácio de capital penalizados (ver texto ao lado). Segundo foi possível apurar junto do Banco de Portugal, o limite de taxas imposto diz respeito à taxa de juro anual bruta (TANB), sendo que no caso dos depósitos de taxa crescente a referência será a TANB média. No caso dos depósitos até um ano o indexante de referência será a euribor do prazo correspondente. Para prazos superiores a referência será a taxa swap da Euribor.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

http://economico.sapo.pt/noticias/bancos-pequenos-sao-os-mais-afectados-pelas-novas-regras-dos-depositos_130047.html

No caso dos bancos a operar em Portugal, segundo a instrução do Banco de Portugal, as instituições financeiras que praticarem juros acima da "taxa de mercado monetário interbancário da moeda adicionado de um ‘spread' de 300 pontos base"

Que taxa é esta?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

E a euribor vai ser de que data a utilizada? 1/3/6/12m?

O ruicarlov e o davidmleal entretanto esclareceram. Deverá ser a taxa da data mais próxima do prazo médio. Se > 1 ano => taxa swap da euribor (desconheço como funciona).

Infelizmente, o BdP não esclarece completamente, na minha opinião. Deviam ter exemplos para todos os prazos relevantes.

Já agora: li em temos que em Espanha os bancos ultrapassaram as orientações do Banco de Espanha, lançando depósitos com prazos fora do normal, tipo 165 dias, 78 dias, etc... mas não me recordo qual foi a deliberação concreta do Banco de Espanha.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead