estrela21

Amortização de empréstimo

4 publicações neste tópico

Exmoº Sr Pedro

Desde já lhe dou os meus sinceros parabéns pelo excelente blog , pois constitui, sem dúvida, uma ferramenta muito útil para a gestão financeira, sobretudo nos tempos difíceis que atravessamos. Gostaria de lhe colocar a seguinte questão, pois no Banco onde tenho o meu empréstimo, não me souberam dar uma resposta concreta.

Possuo um crédito à habitação nos moldes que de seguida apresento:

Montante em dívida: 105.778,78 euros

Taxa de juro: 2,1520%

Prazo : 318 meses

Spread: 0.6%

A minha questão é a seguinte:

- Qual o valor  máximo de amortização que poderei fazer no empréstimo, para poder usufruir do tecto máximo de benefícios fiscais?

PS: Enquadro-me no atual 4º escalão do IRS

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Se percebi a dúvida, parece-me que é de 1200 euros!...

Por outro lado também me parece que pode amortizar o valor que quiser, mas em termos de IRS e para o 4º escalão, o tecto máximo é de 1200 euros!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Muito obrigada pelo esclarecimento. Era uma dúvida que subsistia e nem o Banco me deu resposta. Sei que posso amortizar o que entender, mas a dúvida era exatamente essa: em termos de tecto máximo para efeitos de IRS.

Grata pela atenção

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A minha analise sobre a questão da opção de amortização ou investimento é que existe uma corrente de opinião que é favorável aos bancos em detrimento dos clientes, no sentido de que se a taxa de juro de um deposito é superior á taxa do crédito habitação, então compensa mais o deposito, o que está errado, nem os beneficios fiscais conseguem inverter esta realidade.

O que tenho tentado fazer é alertar as pessoas para este engano, basta fazer algumas contas:

No cenário em que exista um credito a habitação com um spread de 0.4 (prazo de 30 anos) com divida 63 000 euros e prazo restante de 22 anos, verificamos que a amortização 40 mil euros seria preferível do que investir num depósito, podem verificar as contas no ficheiro excel em anexo.

As taxas de juro nos depósitos até podem ser de 3% (liquidos) que mesmo assim não compensa o deposito, considerando que ao pagar menos de prestação após a amortização vai colocar essa poupança de lado para uma próxima amortização.

Foi o que fiz enquanto tive empréstimo e fui juntando á poupança habitual a poupança por pagar menos de prestação, sempre que pode fiz amortização, e logicamente fui poupando cada vez mais, paguei um empréstimo de 100.000 eur a 25 anos em 11 anos.

Se o autor do blog permitir posso disponiibilizar o excel (não consegui o upload).

O meu conselho é: façam as contas, aproveitem o excel anexo e não se iludam com as taxas de juro.

384_04a5fc5db608333ddc7d233550423bb2cd304c7f.pdf

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead