MMaria

Divida herdada!!

7 publicações neste tópico

O meu Pai morreu, e era sócio gerente de 1 sociedade por quotas com 3 sócios gerentes, os outros 2 ainda são vivos. A sociedade tem dívidas à banca, os sócios que estão vivos não tem como pagar.Poderei eu ser  responsabilizada pelas dívidas da sociedade em causa? Não sou avalista em nada da sociedade, não tinha conhecimento das dívidas. O meu Pai, 8 anos antes de falecer havia feito doação em vida aos filhos  de alguns bens que possuia. Quando ele morreu já havia o processo de dividas a decorre, mas a sociedade já não se encontrava em actividade à  4 anos.

Já fui notificada pelo tribunal a dizer que o pocesso irá decorrer contra os herdeiros!

Posso mesmo responde pelas dividas da sociedade?

Alguém me pode esclarecer sobre este assunto.

Obrigada

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Se herdares a tua quota na sociedade sim.

Se renunciares à herança não.

É uma questão de veres qual o montante da dívida e se compensa aceitar a herança ou não...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigada

Mas segundo a informação que possuo é que a didida é sempre transmissível para os herdeiros, quando os sócios falecerem.São dividas comunicáveis!!

Eu não herdei a quota mas sou herdeira do meu Pai.

Há morte do meu Pai não houve relação de bens porque não havia qualquer bem para passar para os filhos, uma vez que o meu Pai havia feito doação em vida, ha já vários anos, dos mesmos.

Julgo que não tenho como renunciar à herança (neste caso a herança são dividas). Mas se alguém souber como posso fazer, que me ajude por favor, a resolver este grave problema que estou a enfrentar.

Será que podem penhorar parte do meu vencimento, uma vez que os sócios vivos não tem como pagar? Venderam todo o património terceiros.

A divida ronda os 100 mil euros.

Agradeço o esclarecimento aprofundado da questão.

Obrigada

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Mas segundo a informação que possuo é que a didida é sempre transmissível para os herdeiros, quando os sócios falecerem.São dividas comunicáveis!!

Se renunciares à herança não és herdeira, certo? Pelo menos julgo que não...

Contacta um advogado. Vais precisar de um para tratar da questão em tribunal, de qualquer forma. Se não tens dinheiro para pagar a um pergunta na Segurança Social se te podes candidatar a apoio judicial.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não posso renunciar à herança, uma vez que aceitei as doações que já referi que o meu Pai fez em vida!

Já tenho 1 advogado a tratar do assunto, mas ele só me apavora com a situação, cada vez que falo com ele fico ainda + pessimista com o assunto.

Ele diz-me que me podem penhorar o venvimento mm, os outros sócios sendo vivos.Isto é que me intriga muito, pq eu desconhecia as dividas no seu todo, e ha sócios vivos e reformados, com reformas inferiores ao ordenado minimo.

Já tentei falar com os outros sócios e não se interessam pelo assunto pq não tem nada para penhorar, eu é que continuo nesta situação.Não é justo!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Perante as dívidas de uma sociedade por quotas, regra geral, apenas responde o património da sociedade. Se forem dívidas do fisco ou segurança social tb responde o património pessoal dos sócios.

Dizes que são dívidas à banca pelo que creio que se estará perante empréstimos à sociedade, mas em que os sócios deram o aval ou foram fiadores a título pessoal e por isso responde o património pessoal dos sócios.

Sem muitas mais informações não se pode dizer grande coisa.

Mas, se tens advogado só tens que confiar nele e esperar que ele te ajude.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigada

De facto isto é um problema muito grave, e é sempre bom ouvir várias opiniões.

Sim são dívidas à Banca em que os sócios deram o aval e os respectivos conjuges também são avalistas.

No que respeita ao património, a sociedade já não tem qualquer património,

está inactiva à cerca de 5 anos.

Isto tudo me surpreendeu porque já estou ausente da casa dos meus pais desde 1991, e agora vem uma situação destas bater-me à porta!!

O que realmente custa a aceitar, é que havendo sócios vivos, virem executar os descendentes do sócio falecido, e os que fizeram as dividas ficarem livres de responsabilidades, como se nada fosse.Só porque não tem património nem reformas suscéptiveis de penhora. Será que não ha nenhuma forma de os fazer responsabilizar enquanto são vivos?!

Se alguém souber que me responda por favor.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead