Deia

Divida parental

4 publicações neste tópico

Boa tarde.

Soube na passada semana que o meu pai, tem uma divida de elevado valor com uma entidade bancaria pela compra de uma viatura.

A compra ao que parece remota a 1994 e o processo terá seguido para tribunal em 2002. Ele diz que não sabia de nada até receber uma notificação de penhora do tribunal na passada semana; disse também, que essa viatura havia sido dada como perda total após um sinistro e que o valor deveria ter sido entregue ao banco para pagamento desse crédito. Entretanto, também a saber que ele não teria concordado com os valores propostos pela companhia de seguros.

Não encontro documentos relativos a nada disto, nem do banco nem da companhia de seguros. O que posso fazer para o ajudar? A companhia diz que o processo é muito antigo e que tinha que ir ver ao arquivo; fico de dizer algo mas já passou uma semana e nada...

E dizem que o processo só pode ser visto pelo próprio e está num tribunal em Lisboa.

O que posso fazer para me precaver a mim e à minha irmã? Ele já tem alguma idade, é divorciado e a nossa mãe até já faleceu e infelizmente, o nosso pai nunca teve muita cabeça.

Não faço ideia se não vamos ter outras "surpresas" destas no futuro e não podemos passar a vida a pagar ou a responder pela divida dos outros, ainda que sejam do meu pai  :(

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde.

Soube na passada semana que o meu pai, tem uma divida de elevado valor com uma entidade bancaria pela compra de uma viatura.

A compra ao que parece remota a 1994 e o processo terá seguido para tribunal em 2002. Ele diz que não sabia de nada até receber uma notificação de penhora do tribunal na passada semana; disse também, que essa viatura havia sido dada como perda total após um sinistro e que o valor deveria ter sido entregue ao banco para pagamento desse crédito. Entretanto, também a saber que ele não teria concordado com os valores propostos pela companhia de seguros.

Não encontro documentos relativos a nada disto, nem do banco nem da companhia de seguros. O que posso fazer para o ajudar? A companhia diz que o processo é muito antigo e que tinha que ir ver ao arquivo; fico de dizer algo mas já passou uma semana e nada...

E dizem que o processo só pode ser visto pelo próprio e está num tribunal em Lisboa.

O que posso fazer para me precaver a mim e à minha irmã? Ele já tem alguma idade, é divorciado e a nossa mãe até já faleceu e infelizmente, o nosso pai nunca teve muita cabeça.

Não faço ideia se não vamos ter outras "surpresas" destas no futuro e não podemos passar a vida a pagar ou a responder pela divida dos outros, ainda que sejam do meu pai  :(

Eles não podem ir buscar nada aos filhos.

So podem ir buscar qualquer coisa as contas bancárias em que ele esteja como titular (caso contas solidárias com os filhos) aí considera-se 50% o valor de cada titular.

Sei pouco acerca desse tipo de coisas mas tenho a certeza que o que disse está correcto.

Cumps

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

e todos os bens que o vosso pai tiver, também podem ser penhorados, no caso de estarem a viver com ele, ou em casa/terreno dele..

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Segundo nos disseram o nosso pai não chegou a assinar um documento do seguro porque não concordava com o valor que a companhia queria pagar; por isso, e como não encontramos nenhum documento nem sequer com o número da apólice agora não sabemos se chegou a ser entregue qualquer valor pela companhia de seguros ao banco.

O que podemos fazer?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead