Visitante Bruno P

PEC - Pagamento Especial Conta

8 publicações neste tópico

Boa tarde,

Eu tenho uma empresa com mais um sócio (Sociedade por quotas) que está num processo de dissolução e liquidação sem activos nem passivos, este seria o primeiro ano que pelo que percebo (pouco) que teriamos de pagar o PEC, como a acta só foi elaborada em Junho teremos de pagar o PEC? Só foi facturamos durante o mes de Janeiro de resto a empresa esteve fechada ou seja tem mais prejuizo que lucro.

Já agora sabem me dizer quais os prazo legais após a assinatura da acta de dissolução é que entreguei esta situação a uma advogada e até agora não obtive resposta da parte dela, creio ser necessário registar a acta na conservatória num prazo de 60 dias, certo?

Nas finanças e segurança social informaram me que a conservatória comunica o registo da acta a ambas as entidades, no caso das finanças não é necessário lá ir, mas na segurança social dizem que é preciso levar o registo e acta, é verdade?

No caso de os prazos estarem ultrapassados como devo fazer?

Muito obrigado desde já

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A empresa não tem contabilista para resolver isso?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tem, mas como já tive varias opiniões gostava de ter ainda mais. Ja me disseram para pagar outros para não pagar, e pagar 1000 e tal € por uma empresa que já não factura, e esta a ser encerrada por não haver €, custa.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

é o risco de ter uma empresa  ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde,

Eu tenho uma empresa com mais um sócio (Sociedade por quotas) que está num processo de dissolução e liquidação sem activos nem passivos, este seria o primeiro ano que pelo que percebo (pouco) que teriamos de pagar o PEC, como a acta só foi elaborada em Junho teremos de pagar o PEC? Só foi facturamos durante o mes de Janeiro de resto a empresa esteve fechada ou seja tem mais prejuizo que lucro.

Já agora sabem me dizer quais os prazo legais após a assinatura da acta de dissolução é que entreguei esta situação a uma advogada e até agora não obtive resposta da parte dela, creio ser necessário registar a acta na conservatória num prazo de 60 dias, certo?

Nas finanças e segurança social informaram me que a conservatória comunica o registo da acta a ambas as entidades, no caso das finanças não é necessário lá ir, mas na segurança social dizem que é preciso levar o registo e acta, é verdade?

No caso de os prazos estarem ultrapassados como devo fazer?

Muito obrigado desde já

Os PEC são obrigatórios...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde,

Recupero este tópico sobre Pagamento Especial por Conta pois tenho duas dúvidas acerca deste imposto:

1 - Se uma empresa paga 1000 euros por ano (duas vezes 500 euros) e ao fazer o IRC se verifica que o montante de imposto devido é inferior aos 1000 euros, como é feito o acerto? O Estado devolve a diferença? Em caso afirmativo, como é que isso é feito e ao fim de quanto tempo?

2 - No caso de uma empresa encerrar (situação como a descrita pelo Bruno P), como é feito o acerto de contas relativamente aos Pagamentos Especiais por Conta feitos no ano em que a actividade é encerrada?

obrigado desde já pela ajuda.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Artigo 93.º

Pagamento especial por conta

1 — A dedução a que se refere a alínea c) do n.º 2 do artigo 90.º é efectuada ao montante apurado na declaração a que se refere o artigo 120.º do próprio período de tributação a que respeita ou, se insuficiente, até ao quarto período de tributação seguinte, depois de efectuadas as deduções referidas nas alíneas a) e B) do n.º 2 e com observância do n.º 7, ambos do artigo 90.º

2 — Em caso de cessação de actividade no próprio período de tributação ou até ao terceiro período de tributação posterior àquele a que o pagamento especial por conta respeita, a parte que não possa ter sido deduzida nos termos do número anterior, quando existir, é reembolsada mediante requerimento do sujeito passivo, dirigido ao chefe do serviço de finanças da área da sede, direcção efectiva ou estabelecimento estável em que estiver centralizada a contabilidade, apresentado nos 90 dias seguintes ao da cessação da actividade.

3 — Os sujeitos passivos podem ainda, sem prejuízo do disposto no n.º 1, ser reembolsados da parte que não foi deduzida ao abrigo do mesmo preceito desde que preenchidos os seguintes requisitos:(Redacção dada pela  Lei n.º 3-B/2010-28/04)

a) Não se afastem, em relação ao período de tributação a que diz respeito o pagamento especial por conta a reembolsar, em mais de 10%, para menos, da média dos rácios de rentabilidade das empresas do sector de actividade em que se inserem, a publicar em portaria do Ministro das Finanças;

B) A situação que deu origem ao reembolso seja considerada justificada por acção de inspecção feita a pedido do sujeito passivo formulado nos 90 dias seguintes ao termo do prazo de apresentação da declaração periódica relativa ao mesmo período de tributação.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead