FML

Actualização da pensão de alimentos a menor

3 publicações neste tópico

Boa tarde,

Depois de muito pesquisar e não encontrar resposta para a minha questão, resolvi pedir ajuda neste forum.

Estou divorciada á 13 anos, e tenho a guarda do meu filho que já vai com 16 anos.

Aquando da regulação do poder paternal, ficou estabelecido que a actualização anual da pensão de alimentos seria de acordo com os aumentos da função publica.

Acontece que nos ultimos 2 anos os funcionários publicos não tiveram aumentos, e pelo que se fala, não vai haver até 2015...

Mas o custo de vida não para de aumentar, e a idade do meu filho exige gastos que anteriormente não tinha.

Seria de bom tom recorrer a tribunal e pedir outra formula para o aumento anual da referida pensão? pois por este andar não vou voltar a ser aumentada.

Se alguem me puder esclarecer sobre o que fazer, eu agradeço

FML.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

E porque foi essa a fórmula de cálculo e não o valor da inflação, por exemplo? Será que ele é funcionário público? (É preciso ver também se ele consegue suportar esse aumento, a vida não está fácil para ninguém).

Já agora, nos anos em que os aumentos da função pública foram acima da média, ele queixou-se? Ou quando este ano reduziram os salários em 5%, passaste a receber menos? rolleyes.gif

O problema das fórmulas indexadas a outros fatores é mesmo esse - umas vezes sai acima, outras vezes sai abaixo (ok, é verdade que a média dos últimos 13 anos deu um valor abaixo) mas se foi algo acordado entre as duas partes, depois não me parece muito certo vir a chorar porque afinal foi uma má escolha...

Claro que só sabes se vale a pena se tentares... Se tiveres bons argumentos, até podes conseguir, quem sabe? Mas antes disso, eu sugeria que falasses primeiro com o teu ex-marido, para ver o que ele acha disso... imagina que ele não consegue suportar o aumento, dificilmente o juiz vai mudar de ideias...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigado pela resposta tão pronta.

O meu marido é empresário e não funcionário publico, e aquando do acordo no tribunal, o juiz deu-nos 2 opções, ou pelo aumento da inflacção, e pelo aumento dos salários, e foi esta a que escolhemos. Mas á 13 anos atrás ninguem imaginaria que iriamos passar por esta crise.

A verdade é que eu fiquei  desempregada e começo a ter alguma dificuldade em criar um adolescente de 16 anos, que tem muitas mais despesas do que tem uma criança de 10 anos ( Ex.).

Quanto a falar com o meu marido, tá fora de questão, pois ao longo destes anos já foram muitos os imcumprimentos dele, não por não poder pagar, mas apenas porque lhe apetecia. Mas foi sempre travado pelo juiz, e da ultima vez em 2008, ameaçado de penhora de bens se não fizesse os pagamentos estipulados. A partir dessa data, ten-se portado mais ou menos bem.

A Verdade disto tudo, é que ele pode mais do que eu, e não é justo o meu filho ter privações, porque o pai não ajuda de livre vontade

Obrigado

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead