olivmartins

Litígio de Herança

3 publicações neste tópico

A minha mãe faleceu à três dias, por questões de quezílias familiares afastei-me, ninguém me comunicou o falecimento, vim a saber através de uma vizinha e quando soube já tinha sido o funeral no dia anterior. Existe como herança uma moradia, bastante recheio, uma viatura e se calhar contas bancárias!!! Comuniquei com duas das minhas duas irmãs, mostrei o meu desagrado pela falta de comunicação. Posteriormente contactei duas vezes com ambas e soube hoje que recebi uma queixa na polícia por andar a pressionar e a querer saber como e de forma querem resolver o assunto. Está-me vedada a entrada na casa uma vez que não tenho sequer a chave. O carro, por sinal ainda em bom estado, nem vê-lo. Também não sei qual foi a funerária que tratou do funeral, se existe ou não certidão de óbito, qual o paradeiro da relação de bens, documentos de minha mãe, etc. Esta-me vedada qualquer informação. Pessoalmente sou uma pessoa com poucas capacidades monetárias e não tenho advogado. Preciso de ajuda para saber o que fazer na situação que enfrento.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá olivmartins!

Sou jornalista da SIC, do programa Boa Tarde.

Será que pode enviar-me o seu contacto telefónico (p/ boatarde8@sic.pt) para falarmos um pouco sobre esta questão que levantou acerca da herança?

Cumprimentos

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

é muito estranho o teu caso: aparentemente foste escorraçado pela família, isso é problema vosso, mas independentemente disso tens com eles um problema a resolver - o da posse da tua parte da herança deixada pela tua mãe.

Certidão de óbito : existe obrigatoriamente esse documento pois ninguém é enterrado sem que ele seja emitido. A agência funerária entregar-to-ia, mas como não sabes qual é deves dirigir-te à Conservatória do Registo Civil com os dados da tua mãe (nome, última morada, viúva de..., falecida em, ... etc) e com esses elementos eles dão-te isso ( se pagares 20 euros, claro..) . Eu tive que arranjar uma de um familiar que morreu à 46 anos (!!!) e apenas com esses dados entregaram-me a certidão em 20 minutos (na Conservatória dos Registos Centrais, Av. Fontes Pereira de Melo, Lisboa).

Queixa na polícia : marimba-te nisso (desde que não tenhas proferido ameaças ou agressões contra as tuas irmãs..) , andam entretidas e a fazer perder tempo a polícia - e a gastar mal gasto o dinheiro dos nossos impostos, que devia merecer mais respeito.

Herança : deverás falar com as tuas irmãs. Se não consegues directamente só através de intermediário - talvez até seja preferível, dadas as circunstâncias que descreves. De qualquer forma elas não podem (sem falsas declarações, o que seria crime e te permitiria impugnar qualquer acção entretanto tomada por elas) desfazer-se de nada (incluindo contas bancárias, a menos que tenham lá o nome na conta...) sem te dar a tua parte.

O resto é conversa fiada.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor