davidmleal

Perspectivas Futuras de Investimento

49 publicações neste tópico

Vou abrir este topico para que se possa discutir possiveis cenarios de investimento. Neste momento tenho várias hipoteses mas estou um pouco indeciso na decisão que devo tomar.

1.º Cenario - Investir em Certificados do Tesouro: no final de 5 anos a rentabilidade bruta de 6.8% / anual.

2.º Cenario - Investir em Dep. Prazos com prazo maximo de 1 ano, mas garantidamente irá apresentar uma rentabilidade inferior aos Certificados do Tesouro.

3.º Cenario - Compra de Obrigações no mercado secundário, apresentem taxas interessantes e manter até ao vencimento

4.º Cenario - Investir em Dep. Prazos com prazo de muito curto prazo, aguardando que os mercados bolsistas apresentem sinais de inversão à tendência actual, para depois investir fundos de investimento (por exemplo: 27.5% Europa, 27.5% EUA e 45% Mercados Emergentes).

Antevejo que o BCE não tem condições para subir as taxas de juros, pelo contrario os sinais começam a ser de descida. Consequência imediata as taxas da euribor começam a descer, e por isso os bancos não vão ter condições de subir as taxas de juros dos dep. prazo (pelo contrario será mais favoravel a descida) porque a queda da taxas da euribor irá queimar a margem financeira dos bancos.

Em 2008 os dep. prazo as taxas de juro eram elevadas porque a euribor estava elevada. Mas agora as taxas são elevadas porque os bancos não se conseguem financiar a taxas baixas e por isso estão a recorrer às poupanças dos clientes oferecendo taxas mais elevadas do seria habitual. E como é que os bancos podem garantir essas taxas de juros nos dep. prazo? Através da Divida Portuguesa.

Opinões.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Os bancos não têm condições para subir muito mais as taxas. E alguns dos depósitos promocionais que se vêm por ai, têm como objectivo fidelizar clientes, pois findo o prazo promocional as taxas descem!

Eu iria para o cenário 2. Essencialmente pelo curto prazo e "altas" taxas de remuneração que se vão observando pela banca em geral!...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A minha sugestão é (cenário 1 + cenário 3) / 2  :D

Metade em CT (5+ anos), metade dividido por obrigações diversas (até à maturidade).

Nota: só invisto em produtos de rentabilidade conhecida à partida, portanto o cenário 4 nem sequer considerei.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Fundos Europeus Geridos por entidades portuguesas.

[table][tr][td]Fundo                             Banco   Taxa Geral Custos     Rentabilidades[/td][/tr][/table]

                                                                      2008           2009           2010

[table][tr][td]Acções Europa               CGD             2,33%         -47,88%       22,77% -2,03%[/td][/tr]

[tr][td]Raiz Europa               C.A.             1,76%              -40,64%     28,83%    1,65%[/td][/tr]

[tr][td]Eurocarteira               BCP             2,27%           -50,33%       33,16% 7,05%[/td][/tr]

[tr][td]Espirito Santo Europa BES             2,29%           -42,65%       32,33% 13,28%[/td][/tr]

[tr][td]BPI Europa               BPI             2,02%           -49,20%       27,66%   13,33%[/td][/tr][/table]

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Fundos dos Mercados Emergentes geridos por entidades portuguesas

Fundo                               Banco           Taxa Geral Custos Rentabilidades

                                                                                        2008            2009        2010

Espirito Santo Emergentes       BES           2,52%                       -57,99% 70,08% 25,20%

Mercados Emergentes          BCP                 2,30%                  -53,84% 68,73% 19,72%

Acções Emergentes             CGD                 2,32%                  -52,87% 56,92% 18,85%

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Fundos Norte Americanos geridos por entidades portuguesas

Fundo                   Banco Taxa Geral Custos                                               Rentabilidades

                                                                                                      2008 2009 2010

Espirito Santo America BES             2,28%                                         -39,56% 20,16% 15,70%

Acções America               BCP          2,29%                                         -34,72% 23,12% 20,04%

Acções EUA               CGD             2,33%                                         -34,18% 17,11% 21,62%

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O que estou a pensar fazer ao meu património é o seguinte:

60% em dep. prazo 6 meses mobilizáveis

20% em dep. prazo 1 ano mobilizáveis

10% em obrigações(portuguesas ou irlandesas) com maturidade em 2012/2013

10% num deposito noutra moeda( franco suiço ou coroa norueguesa ) ou obrigações alemãs

Neste momento evitava os certificados de tesouro e acções.

Ouvi isto em algum lado: "Em tempos de crise, não perder é ganhar"

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Actualmente, face aos mercados actuais, será como melhor opção para quem tem certificados de Tesouro desde Janeiro e aplica-los em Depósitos a prazo?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu diria uma combinação do cenário 2 com o cenário 3.

Depósitos a prazo até 1 ano conseguem-se taxas > ou =5%, e são aplicações de risco muito reduzido.

Para rentabilizar mais o dinheiro usava as obrigações de tesouro. Atenção que nestes dias as yields têm vindo a baixar muito, e hoje, a avaliar pelos comentários da troika, ainda vão descer mais, por isso despachem-se.

Actualmente, face aos mercados actuais, será como melhor opção para quem tem certificados de Tesouro desde Janeiro e aplica-los em Depósitos a prazo?

Quem os tem desde Janeiro poderia resgatá-los e aplicá-los novamente, mas às taxas de Agosto.

Eu pessoalmente prefiro (e estou a fazer) comprar obrigações do tesouro, que possuem rentabilidade maior.

Depósitos a prazo é uma alternativa para que não quer risco (quase) nenhum. Mas como disse, o parecer da Troika até parece ser positivo, logo penso que para já as coisas se aguentem.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O que estou a pensar fazer ao meu património é o seguinte:

60% em dep. prazo 6 meses mobilizáveis

20% em dep. prazo 1 ano mobilizáveis

10% em obrigações(portuguesas ou irlandesas) com maturidade em 2012/2013

10% num deposito noutra moeda( franco suiço ou coroa norueguesa ) ou obrigações alemãs

Neste momento evitava os certificados de tesouro e acções.

Ouvi isto em algum lado: "Em tempos de crise, não perder é ganhar"

Não será melhor passar esses 10% para depósitos a prazo? Com a rentabilidade das obrigações alemãs...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Para o meu patrimonio estabeleci as seguintes regras:

- Curto Prazo (aplicações até 1 ano) : No minimo 25% do patrimonio;

- Médio Prazo (aplicações entre 1 ano a 5 anos) : No maximo 35% patrimonio;

- Longo Prazo (aplicações entre 5 anos a 10 anos) : No maximo 40% patrimonio;

- Nos investimentos de médio e longos, nenhum investimento individual deverá representar 25% da carteira;

- "Tentar" dividir equitativamente o patrimonio entre as instituições bancarias. Ou seja, em igualdade de circunstâncias de remuneração favoreço sempre a instituição bancaria que tenha menor percentagem do patrimonio.

Neste mês de Agosto tenho 20% da minha carteira que será reinvestida, provavelmente num dos cenarios que eu apresentei. Agora este mês tem sido uma roda vida de mudanças:

- Os mercados bolsistas tiveram quedas brutais numa questão de dias;

- O BCE começou a comprar no mercado secundário obrigações italianas e espanholas, provocando uma queda nas yields desses paises mas também na irlanda, portugal e outros paises europeus;

- Receio de recessão nas principais economias dos paises desenvolvidos, mas depois acompanhado por boas noticias vindas do EUA sobre o emprego, das venda a retalho.

- Sinais que o BCE deverá manter ou mesmo diminuir as taxas de juro, que irá provocar uma descida nas taxas da euribor nas diversas maturidades.

Eu poderia constituir um deposito prazo para um periodo inferior a 1 ano, mas começo achar pessoalmente os bancos poderão no maximo manter as taxas de juro ou começar a diminuir. E isso abre para mim a questão se é preferivel começar a fixar os investimentos 3, 5, 10 anos?

Em 2009 o melhor investimento que fiz, foi investir uma parte do meu patrimonio num fundo de investimentos acções, que depois desmobilizei em 2010. Eu sou uma daquelas pessoas que não acredito que investir no mercado bolsista a 10 anos ou 20 anos é sempre o melhor investimento, pessoalmente penso que há alturas para investir e noutras para sair.

Até ao final deste mês vou acompanhar os mercados para tomar uma decisão. Se verificar que estamos a entrar efectivamente no bear market, então penso investir num muito curto prazo para que possa ter o capital disponivel para que possa investir num fundo de investimentos. Mas se o mercado tiver uma tendência estagnação, provavelmente investir em dep prazo, certificados tesouro ou obrigações fará mais sentido, mas isso leva para a questão : E SE AS TAXAS JUROS DOS DEP. PRAZO COMEÇAREM EM BREVE A DESCER?

Comentarios

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pessoalmente creio que as taxas de juro vão-se aguentar durante o próximo ano no nível actual, pois as mesmas não estão altas devido às Euribor, mas sim à necessidade de financiamento da banca.

Os bancos tentam captar capital e se algum começar a baixar taxas vai perder depósitos logo ou todos numa acção concertada começam a baixar juros ou as coisas mantêm-se como estão.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Em relação às taxas de juro, concordo com que o Clinger disse.

Por esse motivo, acho que se deve priveligiar os depósitos a prazo a 1-2 anos em vez dos de 3/6 meses, pois as remunerações tendem a ser ligeiramente maiores para esses prazos, e já não há tantas possibilidades de elas virem a subir num curto espaço de tempo.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Atenção especial ao final do ano, em que os bancos costumam oferecer melhores taxas pelos depósitos...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O quê?

Tipo, aparecem depósitos especais de fim de ano, subscrevíveis até 31 de Dezembro, ou coisa assim?

Mas cheira-me que isso se aplique apenas aos bancos que geralmente não têm as taxas mais elevadas.

Tipo BES(T), Santander, CGD. Aqueles que já dão taxas >5% não são tão dados a essas promoções.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O quê?

Tipo, aparecem depósitos especais de fim de ano, subscrevíveis até 31 de Dezembro, ou coisa assim?

Mas cheira-me que isso se aplique apenas aos bancos que geralmente não têm as taxas mais elevadas.

Tipo BES(T), Santander, CGD. Aqueles que já dão taxas >5% não são tão dados a essas promoções.

Tipo os bancos fazem mais uma forcinha para captar fundos e melhorar os balanços. Tem sido assim nos últimos anos.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Mas cheira-me que isso se aplique apenas aos bancos que geralmente não têm as taxas mais elevadas.

Tipo BES(T), Santander, CGD. Aqueles que já dão taxas >5% não são tão dados a essas promoções.

Há dois anos (entretanto não voltei a fazer lá novos depósitos), o PrivatBank dava +0,50% sobre as taxas anunciadas para um montante de 50.000 EUR. Esse é geralmente o "montante de acesso" às bonificações, em diversos bancos.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O Banif ofereceu-me hoje 6,5% TANB por 6 meses ;). Não sei se aceite ou se mantenha o capital no Popular, a 5,5%. Amanhã tenho de me decidir.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O Banif ofereceu-me hoje 6,5% TANB por 6 meses ;). Não sei se aceite ou se mantenha o capital no Popular, a 5,5%. Amanhã tenho de me decidir.

valores superiores a 50.000€ certamente. (?).. =)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A partir de 50000.

Mas acabaram de me ligar a propor 6% para 4 meses (até 24 de Dezembro). Acho que vou aceitar esta.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A partir de 50000.

Mas acabaram de me ligar a propor 6% para 4 meses (até 24 de Dezembro). Acho que vou aceitar esta.

Sugestão :

Propoem ao banco que a aplicação vença no dia 26 de Dezembro (Segunda-Feira). Para vencer a um fim-de-semana para depois teres 2 dias perdidos. Eu faço sempre isso com o Banif. Por exemplo na ultima proposta deles, pedi que acrescentassem mais 1 dia para que a aplicação vence-se na segunda-feira.

Tento sempre deixar vencimento dos meus depositos a prazo de segunda a quinta, para que possa ter o dinheiro disponivel no proximo dia noutro banco se pretender efectuar uma transferência bancaria. 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sugestão :

Propoem ao banco que a aplicação vença no dia 26 de Dezembro (Segunda-Feira). Para vencer a um fim-de-semana para depois teres 2 dias perdidos. Eu faço sempre isso com o Banif. Por exemplo na ultima proposta deles, pedi que acrescentassem mais 1 dia para que a aplicação vence-se na segunda-feira.

Tento sempre deixar vencimento dos meus depositos a prazo de segunda a quinta, para que possa ter o dinheiro disponivel no proximo dia noutro banco se pretender efectuar uma transferência bancaria. 

Obrigado pela sugestão, parece-me boa ideia ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Passaram 2 meses e muita coisa aconteceu.

Hoje o BCE baixou a taxa de referência para 1.25%. E começa a ser expectavel uma nova descida para os proximos meses. Consequência descida das taxas da euribor.

Para quem tem emprestimos é uma boa noticia, mas para os aforradores pode ser prejudicial, principalmente aqueles produtos que tem a sua remuneração indexada à euribor.

As medidas do Banco de Portugal para reduzir as taxas dos depositos para niveis mais sustentaveis irão prejudicar os aforradores.

Os receios da divida publica nos paises perifericos aumentou muito, levando o sector financeiro ao caos, provocando uma descida das cotações para minimos historicos.

Pessoalmente decidi trancar algum do meu patrimonio a longo prazo, com uma taxa elevada. Não quero cometer o erro de 2008 de investir a curto prazo e depois ter em 2009 taxas demasiadas baixas.

Comentarios

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Partilho da mesma opinião!

A minha ideia começa a ser investir 50% no longo prazo, 20% no médio e 30% no curto.

Os investimentos no longo prazo só com possibilidade de mobilização antecipada total.

David agradeço-lhe desde já a partilha da informação sobre os "Certificados de Depósitos" a sua principal vantagem é sem dúvida estarem garantidos pelo FGD. A principal desvantagem é a mobilização e a questão da isenção de despesas de manutenção que terei de apurar junto de um gestor.

O que pensam em relação aos PPRs? PPRs só com capital e remuneração garantidos, certo?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor