Runo

Reforço de capital para empresa

2 publicações neste tópico

Boa tarde. Só à pouco tempo reparei neste forum e passado alguns dias a dar uma vista de olhos decidi escrever aqui o meu problema com as FINANÇAS neste caso da empresa. ???

Sou um empreendedor recente de 26 anos. Constitui empresa no ano passado(2010) e tudo corre bem(tirando a cobrança das faturas que nem sempre são pagas quando é preciso).

Comecei a empresa com um crédito de 10.000€(o que é muito pouco na minha area, mas que deu para começar) que ao fim de meio ano me foi aumentado para mais 20.000€. Foi me proposto na altura do segundo empréstimo a compra de um carro para a empresa por parte do banco o que pensei ser boa ideia pois iria poupar e poder ir buscar o IVA nas despesas e no carro. Acabei por despachar o meu ligeiro de passageiros e comprei o de mercadorias. Até aqui tudo bem.

O problema é que quanto mais tempo passa e a ter uma média de lucros em quase 60% o dinheiro parece que nunca chega, pois os atrasos nos pagamentos dos meus clientes acaba por me dificultar o pagamento a fornecedores para ter mais mercadoria já vendida.

O meu maior problema é a falta de capital, porque acontece-me muitas vezes os clientes fazerem encomendas grandes que não tenho em stock e eu não poder ir buscar aos meus fornecedores por falta de capital por esse estar ou em stock ou nos clientes.

A parte mais difícil está feita. Que é construir stock e ter um certo capital sempre fora nos clientes. 

Precisava entre 30.000€ a 50.000€ para conseguir desenvolver o meu negócio sem problemas e criar mais postos de trabalho, pois preciso deles. No entanto dos 20.000€ que pedi emprestado, basicamente tenho cerca de 15.000€ em stock e outro tanto ou mais fora nos clientes.

Já tentei um aumento de capital (desta vez notório e não apenas mais 10.000€ porque já reparei que pouco não vale apena pedir) por parte do banco mas agora dizem que os créditos estão difíceis ou que já tenho um empréstimo de 20.000€ + o empréstimo do carro para a empresa o que com a minha idade se torna segundo eles um grau de risco elevado para eles...

Os meus pais na tentativa de me ajudarem já me propuseram passar a casa para meu nome(ainda a ser paga no banco por eles) pois apenas lhes falta pagar menos de metado do que a casa está de momento avaliada e nem assim os bancos aceitam sempre a cobrar fiadores e até ai tudo bem, o problema é que a minha mãe não trabalha e o meu pai ficou recentemente desempregado(segundo eles são maus fiadores, mas se o pedido tivesse sido feito a uns 2 anos atrás só a casa já servia como garantia, mas agora não).

Sei que gerir uma empresa tem as suas dores de cabeça mas poder vender e não ter capital tira-me o sono. É impossível andar sempre assim, porque nem todos os clientes ficam a espera até que lhes envie as encomendas apenas por eu não ter os produtos pedidos em stock e ter dificuldade para os comprar.

Alguem me pode dar uma ajuda? Desculpem lá o testamento...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Estás com um problema de liquidez muito usual nas empresas portuguesas. Tens o dinheiro empatado no cliente e por isso não consegues pagar a tempo as obrigações fiscais e para-fiscais e aos fornecedores, e tens utilizado dinheiro do banco para obteres essa liquidez necessaria para o desenvolvimento da tua actividade.

Pessoalmente tens rever a tua politica com os clientes para começares a receber mais cedo. Estas são as minhas sugestões:

1.º Politica de descontos financeiros se o cliente proceder ao pagamento até 15 dias, 30 dias e 60 dias, como por exemplo 6%, 4% e 2% respectivamente. A partir dos 60 dias já não direito a desconto financeiro. Mas antes de implementar essa politica poderás fazer uma ligeira subida preço nas tuas mercadorias.

2.º Apresentas no teu texto uma média de lucro 60%, mas mesmo assim tens falta de liquidez. Ou seja, parece a mim que estás a crescer muito rapido sem que tenhas estrutura financeira para aguentar esse crescimento. Pode ser contra senso mas acho que devias limitar o crescimento da tua empresa, ou seja, crescer 30% a 40% mensalmente nas tuas vendas e depois não consegues aguentar os custos associados que podem em causa a liquidez da tua empresa, poderá causar danos maiores. Por exemplo se não tiveres liquidez para pagares aos teus fornecedores, não irás ter stock e poderás arriscar em perder os teus clientes.

3.º Se a tua empresa apresenta boas rentabilidades, tenta arranjar um aumento do capital social cativando algumas pessoas a investir no teu negocio. Fica acordado que em caso de lucros haverá uma distribuição de dividendos.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead