banner

Ajuda

8 publicações neste tópico

Boa noite,

Já li vários tópicos mas continuo com a mesma dúvida. Isto do iva para cá iva para lá é uma confusão.

Suponhamos que:

Sendo empresário em nome individual estando no regime simplificado e com isenção de iva (venda de produtos online).

1- Não pago iva ao fornecedor logo não cobro iva ao meu cliente, afinal quem paga o iva sobre esse produto?

2- Tenho sempre que informar o fornecedor que não quero pagar iva?

3- Em termos legais como não tenho que entregar iva como se desenvolve este processo, ou seja, apenas tenho que fazer a minha declaração anual de irs e ai declarar os valores ganhos no último ano?

Obrigado pela disponibilidade

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não paga IVA porque? Que eu saiba não se opta por cobrar IVA.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa noite,

Já li vários tópicos mas continuo com a mesma dúvida. Isto do iva para cá iva para lá é uma confusão.

Suponhamos que:

Sendo empresário em nome individual estando no regime simplificado e com isenção de iva (venda de produtos online).

1- Não pago iva ao fornecedor logo não cobro iva ao meu cliente, afinal quem paga o iva sobre esse produto?

2- Tenho sempre que informar o fornecedor que não quero pagar iva?

3- Em termos legais como não tenho que entregar iva como se desenvolve este processo, ou seja, apenas tenho que fazer a minha declaração anual de irs e ai declarar os valores ganhos no último ano?

Obrigado pela disponibilidade

Na tua situação:

1 - pagas IVA ao fornecedor, se verificares na factura do fornecedor está la o IVA debitado.

2 - Ao teu cliente deverás debitar o produto já com o IVA incluido (pois se o pagas ao fornecedor tens de o passar para o cliente).

3 - Em termos legais tens de entregar a escrita a alguem que perceba de contabilidade, pois todos os documentos tem de ser contabilizados, mensalmente.

4 - Não precisas de informar o teu fornecedor que está no regime de isenção.

5 - Se as tuas vendas foram superiores a 10000,00 anuais, passas no ano seguinte para o regime normal, ou seja, debitas e deduzes IVA. (tenho um colega que passou num ano os 10000 euros e não quis saber do caso, o fisco descobrui passados alguns anos e aplicou-lhe multas no valor de 8000,00.)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa noite,

Já li vários tópicos mas continuo com a mesma dúvida. Isto do iva para cá iva para lá é uma confusão.

Suponhamos que:

Sendo empresário em nome individual estando no regime simplificado e com isenção de iva (venda de produtos online).

1- Não pago iva ao fornecedor logo não cobro iva ao meu cliente, afinal quem paga o iva sobre esse produto?

2- Tenho sempre que informar o fornecedor que não quero pagar iva?

3- Em termos legais como não tenho que entregar iva como se desenvolve este processo, ou seja, apenas tenho que fazer a minha declaração anual de irs e ai declarar os valores ganhos no último ano?

Obrigado pela disponibilidade

Antes de mais, estás isento de IVA porquê? Por causa do volume de facturação?

Se for esse o caso, então:

1-Pagas IVA ao fornecedor se ele to cobrar;

2-Do ponto de vista do fornecedor isso é-lhe indiferente, se ele estiver sujeito a IVA terá que liquidá-lo nas suas operações e, logo, cobrar-te.

3-Se estiveres no regime de isenção, apenas tens de apresenta a declaração de início de actividade e, se necessário, a declaração de alterações e de cessação de actividade.

Só para esclarecer um ponto, o regime de isenção de IVA dá-te direito a não liquidares IVA nas transmissões de bens e prestações de serviços que faças (e portanto permite-te não repercutires o imposto no teu cliente), mas não te dá isenção quanto às transmissões de bens nem às prestações de serviços que adquirires (até porque na realidade o IVA recai sobre o teu fornecedor, apesar de seres tu a suportá-lo).

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ah ok. Agora percebo. Por exemplo o caso da PIXM PRO eles vendem o produto sem iva apesar do iva estar incluido no valor do produto e eu vou fazer o mesmo ao meu cliente, depois posso é ter que entregar o iva ou não, depende do volume ser ou não inferior aos tais 10000€. Penso que é isso!

Já agora uma última pergunta, ouvi dizer que acabaram com isso do empresário em nome individual, agora tem que se criar empresa unipessoal bl bla bla... Alguém sabe alguma coisa respeitante a isto?

Obrigado a todos.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ah ok. Agora percebo. Por exemplo o caso da PIXM PRO eles vendem o produto sem iva apesar do iva estar incluido no valor do produto e eu vou fazer o mesmo ao meu cliente, depois posso é ter que entregar o iva ou não, depende do volume ser ou não inferior aos tais 10000€. Penso que é isso!

Eles vendem o produto sem IVA mas é ao abrigo do RITI, ou seja, é o adquirente que liquida o IVA.

Já agora uma última pergunta, ouvi dizer que acabaram com isso do empresário em nome individual, agora tem que se criar empresa unipessoal bl bla bla... Alguém sabe alguma coisa respeitante a isto?

Ainda existe a noção de empresário em nome individual, mas uma vez que é de responsabilidade ilimitada (se bem que existe o EIRL), tem sido frequente a adopção das unipessoais.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eles vendem o produto sem IVA mas é ao abrigo do RITI, ou seja, é o adquirente que liquida o IVA.

Ainda existe a noção de empresário em nome individual, mas uma vez que é de responsabilidade ilimitada (se bem que existe o EIRL), tem sido frequente a adopção das unipessoais.

Mas as unipessoais, exigem que tenhas um tecnico de contas a fazer-te a contabilidade, e cobra-te cerca de 150,00/mes.

Penso que as compras na PIXM Pro são consideradas compras intra-comunitarias, são obrigatoriamente declaradas no impresso do IVA.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Penso que as compras na PIXM Pro são consideradas compras intra-comunitarias, são obrigatoriamente declaradas no impresso do IVA.

Sim, são aquisições intracomunitárias. Se são ou não constantes da declaração do IVA (e não sei se estás a falar da declaração períodica ou da recapitulativa), depende de vários factores, nomeadamente se o sujeito passivo está isento de IVA e se está ao abrigo do regime de derrogação. A fiscalidade neste tema (como em muitos outros) é bastante complexa e variável.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead