fialcaol

Montante único do subsidio de desemprego!

11 publicações neste tópico

Caríssimos,

não sei se coloco a minha dúvida no local correcto do fórum mas aqui vai:

Neste momento encontro-me a receber o subsídio de desemprego que comecei em Março deste ano.

Neste momento estou, também, prestes a assinar um "contrato de agência" com uma empresa para a qual vou prestar serviços em regime de comissões o que implica que me tenha que colectar nas finanças em nome individual e começar a passar recibos verdes.

Sendo assim estava a pensar criar um projecto para apresentar no IEFP para receber as restantes mensalidades do subsidio de desemprego para poder iniciar actividade (comprar PC, Telefone, alugar um espaço, etc etc etc).

Agora a minha dúvida surge aqui: eu posso começar já a trabalhar, registar-me nas finanças (automaticamente o subsidio é cancelado) e depois apresentar o projecto e esperar por uma decisão? Ou tenho primeiro que apresentar projecto no IEFP, esperar a decisão (demora meses) e só depois iniciar actividade?

Alguém me consegue ajudar?

Obrigado

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Se precisas do dinheiro para começar a trabalhar nessa tua nova atividade, não te compensa ir já a correr às Finanças declarar a sua abertura ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Explica lá melhor, estás a pensar criar um projecto só para ir sacar o dinheiro à segurança social?

Tudo indica que sim, por isso devias ter vergonha em apresentar uma coisa dessas em publico.

Por pessoas como tu é que este país está como está.

Tem um pouco de vergonha e começa mas é a trabalhar e deixa de receber o nosso dinheiro da segurança social.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Explica lá melhor, estás a pensar criar um projecto só para ir sacar o dinheiro à segurança social?

Tudo indica que sim, por isso devias ter vergonha em apresentar uma coisa dessas em publico.

Existe a hipótese de receber o subsídio de desemprego todo de uma vez (em oposição a um bocadinho todos os meses) desde que seja para a criação de um novo negóico ou do próprio emprego...

Imagino que seja disso que o fialcaol está a falar e, muito sinceramente, não vejo onde é que possa estar o mal disso... ???

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Existe a hipótese de receber o subsídio de desemprego todo de uma vez (em oposição a um bocadinho todos os meses) desde que seja para a criação de um novo negóico ou do próprio emprego...

Ele não precisa de receber os subsidio para criar esse emprego, ele já o tem, como ele próprio diz, até está com receio que esse novo trabalho comece e não tenha tempo para "criar" esse projecto e possa sacar o subsidio a tempo.

Só por isso podemos ver que a criação do seu trabalho não está pendente do subsidio.

Essa possibilidade é para quem quer criar o seu próprio emprego, e ele já foi contratado por uma empresa para ir trabalhar a única diferença é que vai começar a passar recibos em vez de receber o ordenado normal.

O mal é moral e de formação base das pessoas, é só xicos-espertos que eu vejo e sem qualquer vergonha.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ok, relendo melhor a mensagem inicial, realmente estou tentado a concordar contigo agora.

Só uma dúvida - este processo de entrega das prestações do subsídio de desemprego todas de uma vez não requer algum tipo de validação futura (como é que o dinheiro foi aplicado), por parte da SS?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

caríssimo evoliveira,

vergonha devias ter tu em comentares e julgares as pessoas que não conheces.

Infelizmente fui vítima de não renovação de contrato e ao contrário de muitos não me limitei a ficar em casa a "coçar os tomates" como muitos fazem e parti para a luta. Se não sabes o que é um contrato de agência e em que condições vou trabalhar mais valia estares caladinho. Eu estou a criar o meu próprio emprego porque consegui a representação para uma determinada zona na venda de produtos e serviços (sem direito a nada, apenas a uma % daquilo que conseguir facturar).

Caro amigo, se a coisa não me correr bem, aí sim fico sem trabalho, subsídio de desemprego, sem nada e como diz o pauloguia o dinheiro tem q ser aplicado e justificado (apesar de ser meu e de ter direito a ele porque ando a descontar à vários anos para isso). Era mais simples ficar em casa a fazer comentários estúpidos e absurdos em forums e o dinheirinho cair-me na conta todos os meses...

Agora numa coisa concordo contigo... "O mal é moral e de formação base das pessoas, é só xicos espertos e sem qualquer vergonha" e isso muitas vezes vê-se não só nas acções mas também nos comentários...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Estás a criar o teu próprio emprego ou já o tens? são coisas diferentes.

Sem direito a nada, ou com uma % do que facturares?

O dinheiro da SS não é teu, é de todos.

A forma como expuseste o teu "problema" é muito clara, já tens trabalho e queres mamar o subsidio de desemprego a que ainda terias direito.

Na próxima lê e rele o que escreves, pois a noção com que fiquei foi essa, noção que até o pauloguia acabou por concordar (ou pelo menos ficou tentado a isso), pois é isso que se compreende da forma como escreveste.

Se desmascarar burlões, é ser xico-esperto, digo com orgulho, eu sou um xico-esperto.

Só mais uma coisas, não estou a julgar uma pessoa, estou sim a julgar uma atitude.

Abraço e não te chateies com tanta facilidade que a vida não está para essas coisas.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bem, não me parece que o homem já tenha trabalho, mas sim uma oportunidade. Irá necessitar de abrir empresa e isso terá custos.

Estou contigo, e digo mais... o Estado não necessita de defensores de moral no acesso aos seus serviços, necessita sim de bons mecanismos de regulação que evitem uma utilização abusiva, e de preferência simplificados e claros.

Os testamentos e "pintelhos" de pormenor que definem as nossas leis são absolutamente abomináveis, fazem de nos contribuintes verdadeiros "à toa" no que toca aos nossos direitos de deveres.

Faz-nos cá falta o Fernando Peça,... “E esta, hein?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Com um estado "xico esperto" que esperam vocês do seu povo

Serão todos Xicos Espertos, mas é bom ver que existe gente a viver num mar de rosas.

Também devem estar de acordo com o fim do 13º e 14º mês? NÃO?

É que o famoso estado xico esperto rouba-me o meu 13º mês (E CHAMA-LHE DE SUBSÍDIO) para o qual trabalhei e não recebi assim como me tira o subsídio de férias de forma inconstitucional e com o parecer da UE.

incrivel não é?

OS SUBSÍDIOS SÂO DE QUEM TRABALHA E DESCONTA, E NÂO DE TODOS COMO AFIRMAS EM CIMA

POIS POR ISSO É QUE ESTAMOS A FICAR COM MAIS BENEFICIÁRIOS DO QUE TRABALHADORES.

SIM, EU TAMBÉM PRETENDO RECEBER TUDO DE UMA VEZ, QUE É MEU POR DIREITO.

E CONSIDERO-ME MELHOR GESTOR DAS MINHAS FINANÇAS DO QUE O NOSSO ESTADO XICO ESPERTO

Na minha primeira situação de desemprego fui aldrabado por falta de brio profissional de pessoas que trabalham para o estado e perdi os meus ricos 12 meses de descontos, onde estive desempregado 1 mês até obter novo emprego e não tinha conhecimento de que poderia devolver a prestação recebida (os 200 euros de merda) e recuperar os meus descontos (5000 do meu ordenado nem os vi e o estado deu-me 200)

DEVE SER CORRETO O ESTADO SER O XICO ESPERTO

LUTEM È PELOS DIREITOS DO CIDADÃO E AJUDEM A INFORMAR O POVO

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

pode de lado a questão dos moralismos e uma vez que se trata de um "emprego" que se recebe por comissões, tanto se pode receber muito, como pouco, ou mesmo nada, eu deixava estar a situação 2 ou 3 meses. Falava com o novo "patrão" e explicava a situação. Ia ver o que dava e depois ele que me pagasse tudo de uma vez. Se daqui a 2 ou 3 meses visses que era um emprego que não se recebia nada de jeito, continuavas com o subs. de desemprego e acertavas as contas com um acto isolado, caso contrario, davas baixa do subs. de desemprego e trabalhavas normalmente.

Atenção que se abrires actividade tens que começar a descontar para a seg. social.

Quando à apresentação de um projecto para criação do próprio emprego para ir buscar a totalidade do subs. de desemprego, depende do que vais apresentar. Eu preferia suspender o subsidio de desemprego, para o caso desta aventura correr mal, poder recorrer a ele novamente.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor