ZeRodrigues

Poupar na compra de carro

18 publicações neste tópico

Quero começar a participar neste fórum com uma contribuição. Antes de mais quero dizer que não sou nenhum especialista ou expert na matéria de finanças pessoais, sou apenas um apaixonado pelo assunto.

Recentemente, numa conversa com um amigo, disse-lhe que poupar não é deixar de usufruir das coisas boas da vida, é apenas ser mais selectivo nos seus gastos. Não percebeu o que quis dizer porque começou a enumerar uma série de coisas em que supostamente não poderia poupar, sendo o carro o principal argumento.

Ora, o carro é na maioria dos casos indispensável (no caso do meu amigo, realmente é). Mas como poderá ele poupar neste aspecto. Além dos tradicionais concelhos (reduzir a velocidade, encher os pneus correctamente, etc) perguntei-lhe porque não comprava um carro mais barato visto este ser bastante caro e levar uma boa parte do orçamento. Respondeu-me dizendo que iria perder dinheiro e que aquele era o carro que gostava e essa opção nem é considerada como viável.

Isto fez-me pensar um pouco sobre o assunto. Um carro com prestação mensal de 250€ em vez de uma prestação mensal de 400€ faz alguma diferença.

Exemplo prático: Vamos considerar que é para pagar o carro em 8 anos (96 meses). Atenção que os valores mencionados não são valores reais pelo que apenas servem de exemplo. Considerem um ordenado de 1000€ mensais!

[table]

[tr][td][/td][td]Carro A    [/td][td]Carro B    [/td][/tr]

[tr][td]Valor de Compra    [/td][td]25.000€[/td][td]17.000€[/td][/tr]

[tr][td]Prestação mensal  [/td][td]350€[/td][td]230€[/td][/tr]

[tr][td]Valor total pago no final do empréstimo[/td][td]350*96 = 33.600€[/td][td]230*96 = 22.080€[/td][/tr]

[tr][td]Juros pagos[/td][td]33600-25000 = 8600€[/td][td]22080-17000 = 5080€[/td][/tr]

[/table]

Portanto, só em juros, a diferença entre comprar o carro A ou o carro B é de 3540€. Mas a diferença total entre comprar o carro A ou carro B é de 11520€. Isto sem referir os custos de manutenção, seguros e demais impostos que no carro A serão certamente superiores.

Será que realmente compensa comprar um carro mais caro? Afinal sempre são mais de 10000€ ao fim de 8 anos. Poucos (ou nenhuns) investimentos retornam tanto dinheiro.

Eu preferia poupar durante os 8 anos e então se realmente aquele carro um pouco mas caro fizesse parte dos meus objectivos, dava o dinheiro poupado como entrada, pagando assim menos dinheiro mensalmente (também pagava menos juros desta forma).

Também aproveitando a deixa, na situação do meu amigo, visto ele estar um pouco “apertado”, teria vendido o carro e comprado um mais barato. Sim é verdade, provavelmente iria perder dinheiro no momento da troca mas teria mais dinheiro por mês para fazer face às despesas. Iria ter uma vida mais tranquila, isso é certo.

Dêem a vossa opinião, qual carro compravas e porquê!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Já fiz essas contas também e acho que realmente compensa comprar um carro mais barato.

Mesmo no caso de nas férias precisar de uma carro maior/mais potente, compensa alugar um carro de um segmento superior no período das férias.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Essa questão de alugar carro nas férias ainda é outro facto que me leva a optar pelo carro mais barato. Mesmo indo uma semana de férias e alugar um bom carro, a despesa não se compara a ter um bom carro o ano todo.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Caro Ze Rodrigues, esse seu amigo reflecte bem a mentalidade no nosso pais nos últimos 15 anos, gastar mais que aquilo que pode e não ligar patavina a questões relacionadas com dinheiro.

Em relação ao carro, para mim é apenas um objecto para me levar de ponto A a ponto B, quanto mais baratos/fiaveis e de facil manutenção forem melhor. Ando com um charuto a diesel com cerca de 15 anos, dá perfeitamente para o que quero.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Infelizmente muitas pessoas compram carro para impressionar as outras pessoas em vez de comprar o carro baseando-se nas suas necessidades.

Assim vai Portugal, esperemos que as mentalidades mudem!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Quero tb aproveitar o tópico para partilhar a minha opinião.

No final de 2007 quis comprar um carro usado, semi-novo no valor de 15000€, na altura tinha 5000€, após algumas opiniões de amigos e familiares, fiquei convencido em ir pedir um credito,

consultei vários balcões e todos apresentaram varias maneiras para executar a compra. Como era trabalhador independente foi-me sempre exigido um fiador, algo que confesso que me deixou desconfortado.

quando fiz as contas a todos os créditos achei sempre uma brutalidade o valor que iria pagar em juros, e o pior é que acabava sempre a pensar no que poderia fazer com o dinheiro dos juros..

acabei por ceder e não comprar o carro que queria.. Mas a partir dessa altura passei sempre que podia a por de parte o valor que iria pagar pela prestação do carro.. Teve alturas que consegui

e outras não.

O ano passado, (praticamente 3 anos depois), consegui ter o valor para comprar o carro, mas sinceramente não comprei e não vou comprar.

Nestes três anos vi e percebi o valor do dinheiro na situação actual, e sinceramente não consigo gastar o dinheiro que acabei por juntar.

Particularmente qd tenho um carro económico e a funcionar em perfeitas condições, Não é o modelo que queria de 2009 ou 2010, é de 2000, mas a verdade é que ele funciona e serve perfeitamente para

as minhas necessidades de deslocação sejam elas em lazer ou trabalho, e na verdade ainda gosto mt dele.

Penso que só uma situação de avaria mt complicada me faria investir noutro carro..

Sempre que seja possivel penso que é importante evitar o credito, ganha-se liberdade, o valor dos juros, e provavelmente a compra terá outro valor..

Abraços

JPais

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Concordo plenamente com o que disseste JPais.

Aliás, eu próprio tenho um carro com 13 anos e quando o comprei até tinha possibilidade de comprar um melhor (mais recente). Antes de comprar, pensei muito sobre o assunto e cheguei à conclusão que o dinheiro que gastava a mais na compra de um carro melhor poderia vir a fazer falta.

Apesar de não gostar muito do meu carro (pelas mais diversas razões) continuo a achar que tomei a melhor decisão possível porque o carro é muito fiável (nunca deu problemas desde que o comprei) e sempre tenho algum dinheiro para alguma eventualidade. Assim fico mais descansado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

um carro é apenas um objecto usado para nos deslocarmos e não para impressionar os outros. Um carro deve durar no mínimo entre 10 a 15 anos nas mãos de um proprietário, desde que bem mantido e sujeito a um uso responsável.

um carro pode ser de boa marca e ter manutenção barata - eu tenho um Mercedes com quase 9 anos que comprei em segunda mão e os custos de manutenção são baixos - porque o trato bem, porque as peças Mercedes são baratas (!!! admirados ? ) e porque é uma marca (há muitos táxis...) em que qualquer oficina sabe mexer nas coisas mais correntes - e já vai com 160 mil kms ! 

hoje em dia é raro usar-se um carro para grandes viagens de férias - sai muito mais barato apanhar um avião e alugar um carro no destino se for necessário - já ninguém vai para França ou para a Suiça de carro, até já os emigrantes vêm de férias de avião e alugam cá uma viatura. E para ir para o Algarve ou o Minho isso não se pode chamar uma "viagem"... e hoje em dia mesmo num carro utilitário pode-se alugar na Norauto um porta bagagens de tejadilho e aumentar dessa forma a capacidade da bagageira durante 1 ou 2 semanas por um custo de 30 ou 40 euros...!

Olhem, de resto eu cada vez ando menos de carro e agora estou a pensar é em comprar uma Vespa 50cc para as deslocações na cidade pois gasta muito pouco, estaciona-se em qualquer lado sem custos é muito ágil para o dia a dia - é muito prático e muito melhor que o carro, temos é que ter cuidado com .....os carros !

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Já me tinham dito sobre as peças para Mercedes serem baratas mas nunca me dei ao trabalho de confirmar. Deve ser para contrariar a lógica de negócio dos ditos carros de gama baixa, onde as peças e revisões são cada vez mais caras.

A ideia da vespa é muito boa... tenho visto muitas dentro da cidade e não tem problemas de estacionamento nem de transito. Claramente, é uma opção viável.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Dois pontos extra:

- A vespa não tem de ir á inspeção, não paga parquimetro, e para em qualquer lugar. Se puder ir por uma electrica aí a poupança triplica em comparação ao habitual consumo de gasolina.

- A comparação entre um carro mais antigo ou semi-novo pode ser vista em vários aspectos, mas um deles é (no meu entender) muito relevante: o passado de veículo. Comprar um carro, um bem para durar alguns anos, que ninguém sabe o que já lhe aconteceu é um risco quase tão grande como o euromilhoes.

As casas até tem uma garantia entre particulares mas os carros não tem quase nada... e o risco é tremendo.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sempre só tive carros semi novos. Compro-os com 10,15000 km. É como novo , ainda tem garantia e bem mais barato.

Tenho tb  um golf 2000 com 224000km , e não penso vende-lo nos próximos 3,4 anos.E quando comprar outro não vai ser a crédito.

Speedbird

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

As casas até tem uma garantia entre particulares ...

Desconhecia por completo, alguém me sabe dizer a lei (dec. lei) que regulamenta a garantia das casas quando a venda é entre particulares?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Desconhecia, porque não existe. :D

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Carros usados realmente é sempre um risco e foi por essa razão que levei o meu mecânico comigo no dia da compra. Tudo o que ele me disse que o carro iria precisar aconteceu. Levar o mecânico foi a melhor coisa que fiz  ;D

Em relação à venda de imóveis entre particulares, nunca ouvi falar de garantias. O que existe é uma maior confiança em comprar uma casa usada do que comprar um carro usado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Se pesquisar um pouco pela web pode ler:

A venda de imóveis, NOVOS ou USADOS, por pessoa que exerça com carácter profissional uma actividade económica que vise a obtenção de benefícios está também abrangida por uma garantia de bom estado e funcionamento por período nunca inferior a CINCO (5) anos. (cfr. Art.º 2.º, n.º 1, , conjugado com o art.º 4.º, e com o art.º 12.º, n.ºs 1 e 2, todos da Lei n.º 24/1996, de 31 de Julho (Lei de Defesa do Consumidor)).

Consulte também:

Decreto-Lei n.º 67/2003, de 8 de Abril - Regula a venda de bens de consumo e respectivas garantias.

http://www.deco.proteste.pt/garantias/qual-o-prazo-de-garantia-para-os-imoveis-s376501.htm

Claro que existem muitas alineas e extras, mas é muito mais claro que no que ao carros diz respeito.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Isso é quem faz modo de vida da venda de casas.

Se eu vender a minha casa não dou qualquer garantia, nem tenho que dar.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

E vender um carro, entre particulares, por um stand não é igual a vender um imovel por uma imobiliária?  ???

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

E vender um carro, entre particulares, por um stand não é igual a vender um imovel por uma imobiliária?  ???

Neste caso não.

O stand é obrigado a dar a factura da compra do carro, logo quer dizer que vendeu o carro a ti e ficas com a garantia de 2 anos.

Já se for pela imobiliária, ninguem passa factura. É um acordo entre dois particulares em que a imobiliária é apenas uma intermediária. Se no contracto de promessa de compra e venda aparecer o nome da imobiliária ou o nome de uma empresa então tens direito a garantia.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead