Entrar para seguir isto  
Seguidores 0
meskita

duvida sobre o credito consulidado

14 publicações neste tópico

Tenho andado a ler algumas coisas sobre fazer o credito consolidado, para assim poder juntar todas as pretações numa só e tentar deminuir o valor conjunto das mesmas todos os meses e assim poder ter mais algums euros e equilibrar melhor o orçamento mensal.

Tenho visto exemplos e feito simulações em ke a prestação deminui 30 a 40% , ora isto por exemplo em 1000 euros é uma deminuição de +/- 300 euros.

O que eu queria saber é a opinião e exemplos de users aqui do forum que tenham optado por este tipo de crédito e se realmente é melhor e se ficaram satisfeitos por terem aderido ao crédito consolidado.

com os melhores cumprimentos

obrigado

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não aderi, nem penso aderir ao crédito consolidado, mas nunca se pode dizer que dessa água não beberei, até porque hoje estou supostamente bem, mas amanhã não sei como estarei.

Agora do que vou lendo tenho a noção que no final vais acabar por pagar mais ao consolidares os créditos, porque vai haver necessariamente um alargamento dos prazos. Por isso vale a pena tentar aguentar da forma que se está, talvez cortando um bocadinho daqui, outro dali... mas claro, se depois de todas as reduções possiveis no orçamento não se aguentar é uma solução a ponderar, recorrer ao crédito consolidado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu nunca optei pelo crédito normal quanto mais pelo consolidado.

Mas posso chamar-te a atenção para um pormenor: no crédito consolidado ficas a pagar as coisas todas durante bastante tempo. Imagina o que é daqui a 20 anos ainda andares a pagar o carro quando já trocaste de carro 2 ou 3 vezes... já para não falar no facto de pagares muito mais de juros do que pagarias se o crédito do carro ficasses resolvido em 3 ou 4 anos. E, se alguma coisa corresse mal, em vez de irem buscar o carro eventualmente iam buscar a casa porque é ela que tipicamente está dada como garantia.

A descida na prestação é tanto maior quanto mais créditos tiveres para juntar num só - ou seja, quanto mais coisas tiveres na situação que descrevi atrás. Ou crédito da casa, por si só, não descerá muito mais (a menos que haja um alargamento substancial do prazo - mas isso podias negociar com o banco isoladamente de qq forma).

Dito isto, para quem realmente está com a corda ao pescoço e já não sabe por onde mais descer as prestações ou arranjar dinheiro para as pagar é uma boa solução de recurso.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

paulo isso depende. Eu trabalhando em consultoria financeira passam-me bastantes créditos consolidados pelas mãos. A verdade é que se pode descer a prestação mensal para cerca de metade e se reparares bem, tens a outra metade para gastar, investir, poupar etc etc

Normalmente quem recorre ao crédito consolidado é quem não está a conseguir dar conta do recado em termos de mensalidades. Daí juntares os cartões, habitação, automóvel, consumo e reduzires substancialmente o valor. É verdade que podes pagar em mais anos mas tbm é tão verdade quanto poderes pagar sem alterar o prazo do crédito habitação.

Atenção que o consolidado tbm se faz sem crédito habitação e com incidencias no banco de portugal (isto é só para quem tiver dúvidas)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

João Barral

Atenção que o consolidado tbm se faz sem crédito habitação e com incidencias no banco de portugal (isto é só para quem tiver dúvidas).

Será que podias explicar melhor esta parte, pois tb pode ser uma solução

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Existem bancos próprios para o crédito consolidado com moras. A imposição deles, visto terem um risco maior no crédito é dares um imovel como garantia.

Quanto ao consolidado sem crédito habitação apenas se procede da mesma maneira que um consolidado normal mas não tendo crédito habitação tbm é possivel fazer-se.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Para além dos inconvenientes já apontados, há que considerar ainda o seguinte:

- Com crédito hipotecário - Se se tem crédito hipotecário, pode associar-lhe os restantes créditos. Em princípio a hipoteca da casa serve de garantia para o empréstimo global, isto no mesmo Banco.

- Sem crédito hipotecário - Se não tiver crédito hipotecário, pode optar pelo crédito pessoal ou com garantia financeira.

Em ambas as situações, implica muitas despesas.

Em minha opinião, só deve consolidar créditos se for indispensável, ou seja, se não conseguir pagar as prestações. Esta, é aliás, a opinião da DECO (vidé Dinheiros & direitos).

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

sim, está correcto mas nao partilho da opinião da DECO senão vejamos...

Tenho de despesas mensais:

Crédito Habitação 450€

Crédito Automovel 250€

Crédito Pessoal 300€

Cartão de Crédito 15€€

Recebo 2000€ ou seja, sobram-me 900€. Agora porque é que não transfiro eu o CH e peço mais um X para juntar tudo e ficar a pagar praí 700€ por mes? Sim, é uma transferência mas estou a consolidar os créditos todos. Outra solução é pedir um crédito pessoal para abaters os creditos todos menos o CH e reduzir os encargos mensais caso nao queira estender o prazo do CH nem pagar carro e credito pessoal durante uma eternidade.

Ha muitas maneiras de ver o crédito consolidado

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A questão no meu ponto de vista é a seguinte: a partir do momento em que consolida créditos, a curto prazo, ganha em liquidez, ficando de facto com uma prestação mais barata. Contudo a longo prazo, acumula mais juros, já que a associação é feita ao CH, de prazo mais longo e simultaneamente com taxa de juros mais baixa. Portanto, convém não esquecer o prazo do CH (30 anos por exemplo), pois é nesse prazo que irá pagar outros pequenos empréstimos (carro, crédito pessoal, etc.).

Para além do mais, há hoje no mercado, relativamente poucos Bancos, a trabalhar este produto (segundo a DECO, somente o Millennium bcp, Banco Primus e Banco Português de Negócios), justamente porque é um negócio pouco atractivo para nós, clientes!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Depende, num crédito pessoal consegues taxas de juro abaixo dos 10% e no entanto podes liquidar alguns cartoes ou créditos da cofidis e afins que praticam taxas de 28%. Podes no entanto consolidar nao aumentando o prazo e é dinheiro que nao se perde.

Mas na pratica consolida-se sobre o CH e chama-se ao resto um crédito para pagar outros créditos mas na minha opiniao nao deixa de ser consolidar.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Meus caros,

Estou a pensar recorrer a um crédito pessoal para fazer face às minhas despesas extra. Li aqui que há créditos com juros na ordem dos 10%: onde? Já fiz uma pesquisa e tudo o que consigo negociar é acima disso...

Também queria perguntar se acham boa ideia...gostaria de ouvir (oops...ler) as vossas sábias opiniões...

Fico à espera.

Até já.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Meus caros,

Estou a pensar recorrer a um crédito pessoal para fazer face às minhas despesas extra. Li aqui que há créditos com juros na ordem dos 10%: onde? Já fiz uma pesquisa e tudo o que consigo negociar é acima disso...

Também queria perguntar se acham boa ideia...gostaria de ouvir (oops...ler) as vossas sábias opiniões...

Fico à espera.

Até já.

Para mim, a sua prioridade devia centrar-se na redução das suas despesas extra, para que não tenha de recorrer a crédito pessoal para as pagar. É a opção mais difícil, mas também será a mais segura.  ;)

Quanto aos créditos pessoais não sei ajudar, não conheço a oferta nem condições do mercado.  :-\

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Estou a pensar recorrer a um crédito pessoal para fazer face às minhas despesas extra. Li aqui que há créditos com juros na ordem dos 10%: onde? Já fiz uma pesquisa e tudo o que consigo negociar é acima disso...

As taxas de juro têm subido nos últimos meses... pode ser por isso cada vez mais difícil encontrar crédito barato. Mas os bancos, para certo tipo de produtos, continuam a apresentar soluções bem em conta - recorrer a um crédito automóvel provavelmente fica mais barato do que recorrer a um crédito pessoal genérico e depois usar o dinheiro para comprar o carro. E, no limite, podes sempre negociar com o banco - se lhe ofereceres garantias (como uma hipoteca ou, às vezes, o simples facto de domiciliares o vencimento no banco) podes conseguir alguma redução no preço.

Procura primeiro um ou dois bancos com os quais não tens qualquer relação e depois dirige-te aos que já te conhecem. Assim podes apresentar as propostas da concorrência, caso sejam melhores, e ganhas algum poder negocial também.

Também queria perguntar se acham boa ideia...gostaria de ouvir (oops...ler) as vossas sábias opiniões...

Isso já depende daquilo para que queres o dinheiro. Como diz o Nico, se calhar era preferível cortar nessas despesas, já que são "extra". Até porque o banco dificilmente te empresta dinheiro barato para pagar coisas que podes resolver de outra forma...

Se por despesas extra te referes a demasiados encargos relativamente ao teu rendimento, então aí dificilmente encontrarás dinheiro barato seja onde for...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

Entrar para seguir isto  
Seguidores 0