Visitante Paula Cordeiro

Acto isolado

9 publicações neste tópico

Bom dia,

Prestei serviços a uma empresa com duração de 3 meses e tive de passar um acto isolado.

Paguei 399.99 de IVA.

É possível recuperar esse valor como fazem as empresas?

Agradeço desde já a disponibilidade,

Com os melhores cumprimentos,

Paula Cordeiro

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Claro que não, visto que o IVA não saiu do teu bolso, mas sim da pessoa/fornecedor a quem prestaste serviço!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Claro que pode, tens é que ter suportado IVA com despesas relacionadas com a atividade. Aliás, esse mesmo esclarecimento está prestado no Portal das Finanças

Muita gente tem ideia que as empresas não pagam IVA e o recuperam todo, mas isso nem sempre é assim.

O IVA é um imposto sobre o valor ACRESCENTADO. Ou seja, em cada fase da linha de vida do produto, só é taxada a diferença de valor. Por exemplo:

* alguém recebe um pedido para fazer uma casota para um cão.

* compra as tábuas e as tintas e os pregos e gasta 6,15€ (5€ + 1,15€ de IVA, assumindo que era todo a 23%).

* No fim vende a casota já pronta ao consumidor final por 61,5€ (50€ + 11,5€ IVA).

O preço final do produto são os 50€ e o estado tem de receber 11,5€ de IVA. De onde vêm?

* Bem, o carpinteiro só acrescentou ao produto 45€ do seu valor final, portanto o carpinteiro entrega ao Estado 11,5 - 1,15 = 10,35€. Quando entrega a declaração de IVA, entrega não apenas o comprovativo de que recebeu 50€ sobre os quais cobrou 11,5, mas também o comprovativo de que já pagou 1,15€ de IVA na aquisição dos materiais.

* A loja onde ele comprou os materiais é que é responsável pelo resto. Algum tempo depois da compra, a loja teve de entregar os 1,15€

* Eventualmente, a serralharia onde foram comprados os pregos ou a serração onde foram compradas as madeiras também já teve de pagar IVA sobre o que vendeu, portanto se calhar a loja também pode deduzir isso ao IVA que tem de entregar ao estado e acaba por entregar menos do que os 1,15€.

* O que interessa é que no fim o estado recebe os 11,5€ que correspondem aos 23% sobre o preço final do produto. E cada uma das partes do processo só foi taxada pelo valor que acrescentou ao produto.

Isto tudo para dizer que, se para desempenhar o acto isolado, for preciso ter despesas sobre as quais incide IVA, esse IVA pode ser deduzido, sim.

Agora não sei é qual a forma de o fazer. Assim de repente, imagino que quando vais às Finanças entregar o dinheiro tens de levar as faturas que comprovem o IVA que queres deduzir... Se já pagaste o IVA, imagino que já não vás a tempo...

Mas isso é melhor esperar que outras pessoas confirmem, ou então esclarecer nas Finanças.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

  Bem, mas a minha resposta era baseado no facto de presumir que a nossa colega de fórum se referia ao IVA facturado obrigatoriamente pela empresa a quem prestou o serviço no recibo do acto isolado, ou seja, esse IVA não decorre dos custos envolvidos no trabalho realizado, mas apenas como contrapartida do pagamento/despesa realizado pela empresa.

  Naturalmente que o IVA a existir das despesas efectuadas com a realização do trabalho está, eventualmente, no valor dos honorários cobrados pelo prestador de serviços e será, em relação a eles, que o assunto se pode discutir.

  Finalmente, tenho uma vaga ideia de ter lido algures que, actualmente, apenas poderiam deduzir IVA os contribuintes, que sejam obrigados a ter, ou optem por sua iniciativa, pela contabilidade organizada.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Finalmente, tenho uma vaga ideia de ter lido algures que, actualmente, apenas poderiam deduzir IVA os contribuintes, que sejam obrigados a ter, ou optem por sua iniciativa, pela contabilidade organizada.

Quem presta um ato isolado, naturalmente não tem contabilidade organizada... E no link que deixei para o portal das Finanças diz que quem passa um ato isolado pode deduzir IVA ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Agradeço desde já a resposta.

Pois mas quem pagou o Iva fui eu.

Portanto mas para deduzir teria de ser no período em que foi efectuado o serviço?

Com os melhores cumprimentos,

Paula Cordeiro

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pois o pior é que já paguei... já estive a ler o link e realmente parece que se pode...

Pensei que isto teria de ser entregue no final do ano ou qualquer coisa.

Obrigada pelas respostas.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Pois mas quem pagou o Iva fui eu.

Não, quem pagou o IVA foi a entidade a quem prestaste o serviço. Tu apenas o foste entregar às Finanças.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não, quem pagou o IVA foi a entidade a quem prestaste o serviço. Tu apenas o foste entregar às Finanças.

Espero que tenha sido mesmo assim...

é que já soube de histórias que foi a prestador do serviço a suportar do seu bolso, vendo descontados aos honorários, o valor do IVA, o que é fantástico! mas não faltam por aí burlões  >:(

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead