fernandosousa

Diversificação de Investimentos

8 publicações neste tópico

Bom dia!

Gostava de obter uma opinião sobre onde neste momento efectuar um investimento de 45.000€.

Sei que devo diverssificar a minha carteira de investimentos pelo que andei a pesquisar apenas em três bancos (onde tenho contas) - CGD, BES e BPI.

Pensei em efectuar algo do género de:

1 - 10.000 € em CT (eventualmente apenas por 5 anos, e quando lá chegar logo se vê)

2 - 25.000 € em aplicações de baixo risco (prazo 3 a 5 anos) - basicamente entre a CGD e o BES

3 - 10.000 € em fundos BPI (África e Brasil)

Queria obter uma opinião / crítica / alternativas a este tipo de solução...

Obrigado pela ajuda!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde,

Relativamente às opções de investimento, a repartição pelo tipo de produtos parece-me bem, obrigações, depósitos e FIMs. É importante ter os prazos de investimento bem definidos, nomeadamente no que se refere aos FIMs. São produtos com prazos médios de investimento de 3 a 5 anos, e é importante ter essa consciencia. Relativamente ao BPI Brasil é o melhor FIM em portugal em quase todos os prazos, e o BPI África melhor em Mercados Emergentes nos últimos 2 anos... Só alerto para o facto de estar a escolher 2 países emergentes! Devia promover maior diversificação, porque não um pouco de EUA ou Europa? Falo no S&P500 e EuroStoxx50

Boa tarde,

Os certificados do tesouro não são abrangidos pelo Fundo de Garantia de Depósitos, contudo, eles gozam de uma natureza estatal, sendo divida pública portuguesa. Existe risco de crédito da dívida pública em caso da Republica Portuguesa entrar em incumprimento.

Contudo, mesmo que isso acontece-se o Estado dificilmente iria penalizar a poupança dos seus cidadãos. Penso que apesar do IGCP ter trancado as taxas na última emissão, 7,10% ao final de 10 anos, é uma taxa muito interessante para quem quer(e pode) poupar a longo prazo.

Rui Costa

http://espacopoupanca.blogspot.com/

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

concordo,

eu tenho algum investimento em Fundos do BPI e procuro seguir o principio da diversificação. Eu tenho

BPI BRASIL

BPI AMÉRICA

BPI ÁFRICA

BPI ARAR - OBRIGAÇÕES ALTO RENDIMENTO ALTO RISCO

BPI RESTRUTURAÇÕES

isto para dizer que o que faria seria exactamente dividir o total pelos vários Fundos.

Eu estou a pensar também investir BPI Europa e BPI Portugal pois parece-me que terão potencial de valorização a 5 ou 6 anos.

Há dias estive com o meu gestor de conta que me disse "invista, mas pense sempre em manter no mínimo 5 anos..."

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sim. O investimento em acções deve ser visto a longo-prazo (claro que os traders tem outro conceito!) 5 anos é o prazo recomendado para a maioria dos fundos, pois o histórico demonstra que períodos de 5 anos em mercados accionistas tem rentabilidades interessantes (contudo, a última década foi desastrosa para as acções). Bons investimentos!!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

concordo,

eu tenho algum investimento em Fundos do BPI e procuro seguir o principio da diversificação. Eu tenho

BPI BRASIL

BPI AMÉRICA

BPI ÁFRICA

BPI ARAR - OBRIGAÇÕES ALTO RENDIMENTO ALTO RISCO

BPI RESTRUTURAÇÕES

isto para dizer que o que faria seria exactamente dividir o total pelos vários Fundos.

Eu estou a pensar também investir BPI Europa e BPI Portugal pois parece-me que terão potencial de valorização a 5 ou 6 anos.

Há dias estive com o meu gestor de conta que me disse "invista, mas pense sempre em manter no mínimo 5 anos..."

E do BPI Euro Taxa Fixa (obrigações soberanas) tinha investimento 3000 € em 2009 (só p ficar isento de despesas na altura...) e desde então que venho resgatando...ainda não estou a perder, mas com a descida das cotações será de resgatar?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Antes de tudo muito obrigado pela ajuda.

Apenas uma quetão:

eu tenho algum investimento em Fundos do BPI e procuro seguir o principio da diversificação. Eu tenho

BPI BRASIL

BPI AMÉRICA

BPI ÁFRICA

BPI ARAR - OBRIGAÇÕES ALTO RENDIMENTO ALTO RISCO

BPI RESTRUTURAÇÕES

isto para dizer que o que faria seria exactamente dividir o total pelos vários Fundos.

Será que com o valor "disponível" para fundos devo dividir pelos presentes ou devo tentar efectuar uma escolha diversificada não optando, como foi referido,

Só alerto para o facto de estar a escolher 2 países emergentes! Devia promover maior diversificação, porque não um pouco de EUA ou Europa? Falo no S&P500 e EuroStoxx50
apenas por fundos emergentes, e escolhendo apenas alguns?

obrigado

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Antes de tudo muito obrigado pela ajuda.

Apenas uma quetão:

Será que com o valor "disponível" para fundos devo dividir pelos presentes ou devo tentar efectuar uma escolha diversificada não optando, como foi referido,

apenas por fundos emergentes, e escolhendo apenas alguns?

obrigado

Não sei se conheces a revista da Deco, Proteste Poupança, eles aconselham diversos fundos com base numa gestão activa por diferentes países/sectores e consoante o risco que se está disposto a correr... poderá ser uma boa pista!

de qualquer maneira, claro que a banca on-line (Best, BIG, Activo) têm maior oferta para aquilo que pretendes, mas se não quiseres abrir conta noutro banco, o BPI tb não é mau para este tipo de aplicações.

tenta aplicar mais capital nos fundos mais apetecíveis na actual conjuntura (Brasil e América, talvez Europa tb...), alguma parte naqueles que apresentam um rendimento constante (Reestruturações, Universal) e menos nos de maior risco (Emergentes, acções Portugal...).

espero ter ajudado!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
E do BPI Euro Taxa Fixa (obrigações soberanas) tinha investimento 3000 € em 2009 (só p ficar isento de despesas na altura...) e desde então que venho resgatando...ainda não estou a perder, mas com a descida das cotações será de resgatar?

De uma forma muito simples, os mercados andam entre dois pratos de uma balança. Acções quando a conjuntura económica favorece, e Obrigações de Governos (bons ratings) quando os investidores procuram segurança. Na minha opinião um fundo de taxa fixa (governos) deve sempre fazer parte de uma carteira de acções, como forma de compensar os maus anos de mercado accionistas. Mesmo que seja numa percentagem reduzida do património 10%!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor