isamadeira

Como calcular férias não gozadas e etc.

24 publicações neste tópico

Boa tarde,

Peço ajuda em relação a este assunto s.f.f.

O restaurante onde trabalho mudou de gerência este mês, e gostaria de saber quais os direitos que o antigo patrão tem de me pagar referente ao mês de Janeiro e Fevereiro. Julgo que tenho direito a receber o subsidio de férias, subsidio de natal e férias não gozadas, tudo relativamente a esses dois meses.

Qual a formula para fazer esse cálculo?

???

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Fizeram algum contrato novo?

Se a resposta for não: O antigo patrão não tem que pagar nada. Em principio tudo continua igual e o novo patrão é que vai ter que pagar.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não.

Mas no ACT disseram que esses dois meses tinham de ser pagos.

De qualquer forma pode me informar de como efectuo esse calculo

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Subsídio de Natal e Férias

Vencimento mensal x 12 meses / 2 meses

Férias não gozadas:

Algo do tipo:

22 dias / 12 meses = 1.83 x 2 meses = 3.66

Tem a receber 3,66 dias de férias, pelo que:

vencimento mensal / 22 dias x 3.66

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Subsídio de Natal e Férias

Vencimento mensal x 12 meses / 2 meses

É AO CONTRÁRIO  :-[

vencimento mensal / 12 meses x 2 meses

Férias não gozadas:

Algo do tipo:

22 dias / 12 meses = 1.83 x 2 meses = 3.66

Tem a receber 3,66 dias de férias, pelo que:

vencimento mensal / 22 dias x 3.66

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

como calcular a indeminizaçao de um funcionario que trabalha a 3 anos com inicio no dia 1 de Julho de 2010 fim de contrato 1 de Julho de 2012

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

As férias e férias não gozadas correctamente deviam ser claculadas pelo valor á hora...o Natal pelos dias efectivamente trabalhados.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

boa tarde

tenho uma dúvida em relação ao pagamento das férias não gozadas.

eu trabalho numa empresa desde janeiro de 2011, para o ano de 2012 já tinha as minhas férias agendadas, os 22 dias a que tinha direito, no entanto, devido à saida de uma colega, jã não me vai ser possivel gozar os 15 dias que já se encontravam marcados em Agosto.

Foi me dito que em principio irei gozar de uma semana, mas mais que isso não será possivel. Dos 22 dias já gozei 7 dias.

a minha questão é, se eu não gozar 5 ou 10 dias o que terei de receber?pois em principio dos 22 dias apenas não irei gozar 5 ou 15 dias, ainda não sei.

obrigada

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa Noite

Entrei para a empresa a 24 de julho de 2012, e o contrato termina a 23 de fevereiro. De 17 de janeiro a 16 de fevereiro encontro-me de baixa por interrupçao de gravidez. Hoje foi-me comunicado que me iriam rescindir o contrato.Como tal, não vou gozar as ferias por me encontrar de baixa.No entanto gostaria de saber como calculo o que recebo pela resciçao e pelas ferias não gozadas, uma vez que de 16 a 23 gozo as ferias por já não estar de baixa.

Obrigada

Rute Serra

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

trabalho em uma empresa desde 12/2007 e no entanto nao foi possivel gozar as ferias, tenho direitos qto as ferias nao gozadas anteriormente?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Rute Serra

Cessando o contrato, o trabalhador tem direito à retribuição do período de férias proporcional ao serviço prestado até à data da cessação, bem como ao respectivo subsidio.

Se o contrato cessar antes de gozadas as férias vencidas no início do ano, tem direito a receber a retribuição das férias, assim como o respectivo subsídio, contando o período de tempo das férias para a antiguidade.

Em caso algum,  pode um contrato inferior a 12 meses resultar num período de férias (subsídio e antiguidade) superior ao proporcional à duração do contrato.

Indemnizações para trabalhadores contratados após 1 de Novembro de 2011

Em caso de despedimento, passam a receber 20 dias por cada ano de antiguidade, com um teto máximo de 12 salários-base ou 240 salários mínimos.

Ou seja:

Que direitos tem o trabalhador quando o contrato cessa por iniciativa da entidade empregadora:O trabalhador tem direito a uma compensação igual a três ou dois dias de retribuição base e diuturnidades (se a estas houver direito) por cada mês de duração do contrato, consoante este tenha durado por um período que, respectivamente, não ultrapasse ou seja superior a seis meses. Além disso, terá que ser pago ao trabalhador o proporcional de férias e subsídio de férias correspondente ao trabalho prestado no ano da cessação do contrato e, eventualmente, as férias vencidas e não gozadas e respectivo subsídio de férias.

O trabalhador admitido por contrato inferior a seis meses tem direito a gozar, no momento imediatamente anterior ao da cessação (salvo outro acordo entre as partes), dois dias úteis de férias por cada mês completo de duração do contrato.

No ano da contratação, o trabalhador com contrato de duração superior a seis meses tem direito a gozar, após seis meses completos de execução do contrato, dois dias úteis de férias por cada mês de duração do contrato, até ao máximo de 20 dias úteis.

Ao contrato cuja duração não atinja, por qualquer causa, 12 meses, não pode resultar um período de férias superior ao proporcional à duração do vínculo.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Nilmar,

Regra geral, as férias devem ser gozadas no ano em que se vencem, mas também podem:

        - ser gozadas (integralmente) até 30 de Abril do ano seguinte, em cumulação ou não com as férias vencidas neste ano, por acordo entre Entidade Patronal e trabalhador ou se o trabalhador as pretender gozar com familiar residente no estrangeiro;

        - ser gozadas, mas apenas metade, no ano seguinte, em cumulação com as vencidas neste ano, mediante acordo entre EP e trabalhador.

maia-serrano@hotmail.com

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

eu não gozei férias em 2012 a minha entidade patronal diz que me vai pagar as férias quanto é que eu devo receber visto que o meu ordenado base é 530 euros?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Trabalho numa empresa há 28 anos. Mas em Março de 2011 tive um problema de saúde que me obrigou pela primeira vez a estar de baixa. Regressei ao trabalho ano e meio depois Outubro de 2012. Que direito tenho ás férias respeitantes a 2011 e 2012.

Desde já o meu obrigada.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Gostaria de saber o seguinte assunto:

Tenho um contrato temporário de 55 dias, mas a entidade patronal só pagou 2 dias de férias não gozadas. O subsidio de natal e de férias está correto. Gostava de saber se tenho direito a mais dias pagos de férias não gozadas, apesar de um dos meses só ter trabalhado 25 dias.

No novo contrato tem duração de 19 dias. Neste caso tenho algum direito a receber férias não gozadas?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Trabalhei numa escola desde o dia 22 de Setembro até ao dia 27 de Março com um horário de 18 horas (incompleto). Interromperam-me o contrato sem me darem a gozar os nove dias de férias a que tinha direito. Na altura, quando perguntei pelas férias, disseram-me que não tinha direito às mesmas. Informei-me e afinal tinha direito a nove dias que me deveriam pagar como férias não gozadas, já que não as gozei. Informei a secretaria da escola de que tinha direito a nove dias de férias, ao que me responderam que já tinham dado conta. Agora, estão a levantar uma série de problemas para mas pagarem, já querem prolongar o contrato mais nove dias, para não terem de me pagar as férias como férias não gozadas. Só que a escola passou-me um documento em como o meu contrato tinha terminado a 27 de Março, com o qual solicitei o subsídio de desemprego que aguardo que me paguem. Agora surgiu este problema com a escola, que me vai arranjar problemas com segurança social, dado que para todos os efeitos, estou desempregada desde 27 de Março.

Queria saber se a escola pode prolongar o meu contrato, como pretende, passados tantos dias (hoje já são 22 de Abril) não assumindo que cometeram um erro, pagando-me as férias como férias não gozadas (que de facto não gozei).

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde,

Peço ajuda em relação a este assunto s.f.f.

O restaurante onde trabalho mudou de gerência este mês, e gostaria de saber quais os direitos que o antigo patrão tem de me pagar referente ao mês de Janeiro e Fevereiro. Julgo que tenho direito a receber o subsidio de férias, subsidio de natal e férias não gozadas, tudo relativamente a esses dois meses.

Qual a formula para fazer esse cálculo?

???

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bom dia!

Trabalho numa loja desde 6 de maio 2013, só que no dia 17 deste mês (outubro 2013) a loja vai ter nova gerência. até a data só gozei 3dias de ferias.

O meu horário de trabalho é

2f - das 15h ás 19:30h e de

3f a sábado - das 10h ás 13h das 15 as 19:30h.

queria saber quais os meus direitos a receber, visto que ainda tenho dias a gozar e tenho direito aos proporcionais de ferias e natal.

obrigada

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa noite, gostaria de ser ajudado no seguinte, por motivo de aposentação não vou gozar 15 dias de ferias que ainda me faltava gozar este ano, como é feito esse cauculo para as receber em dinheiro?, já agora tenho também direito a receber algo relacionado com o direito a férias que já adquiri este ano?

Obrigado

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Entrei em Setembro/2011 numa empresa e possivelmente irão rescindir o contrato sem termo que tenho durante a próxima semana.

Acontece que segundo os meus cálculos, durante estes cerca de 2 anos, teria direito a gozar no total, 50 dias de férias (8 de 2011, 22 de 2012 e 20 de 2013).

Acontece que apenas gozei 10 desses dias ( 4 em 2012 e 6 em 2013).

Tenho direito a que me paguem os 40 dias de férias não gozadas? Existe algum tecto máximo para retribuição de férias não gozadas? Exista algo que seja impeditivo do pagamento destes 40 dias de férias não gozadas?

Agradeço desde já a brevidade na resposta pois queria estar bem ciente de todos os meus direitos quando for para negociar a minha saída.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

por favor preciso saber o que tenho a receber, trabalhei 19 anos numa empresa, despedi-me a 09 de Dezembro de 2013, dei os 60 dias de aviso prévio com baixa médica.

tinha 11 dias de férias de 2012 por gozar e 21 dias de 2013 que tb. não gozei.

a entidade patronal só me paga férias, a minha duvida é se não têm que me pagar as férias não gozadas uma vez que eu não as gozei.

obrigada

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde. O meu salario e 750 eur e trabalhei 15 dias de ferias e gostaria de saber quanto irei receber?? Obrigado

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bom dia

Estou a trabalhar numa empresa desde Julho do ano pasado, através de uma empresa de trabalho temporário, Estou a auferir mensalmente o salário + sub férias + sub natal + férias não gozadas.

Tenho direito a algum periodo de férias?

Muito Obrigada

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Estou a trabalhar numa empresa desde Julho do ano pasado, através de uma empresa de trabalho temporário, Estou a auferir mensalmente o salário + sub férias + sub natal + férias não gozadas.

Tenho direito a algum periodo de férias?

Direito a férias toda a gente tem. Como começaste a trabalhar só no segundo semestre, tens direito a gozá-las até ao fim do primeiro semestre deste ano (normalmente há acordo com o patrão para gozer pelo menos uns dias ainda no próprio ano, mas legalmente o patrão pode impor até 6 meses antes de começares a gozá-las, sim). Se não gozaste férias no ano passado tens direito a 12 dias de férias. Este ano não podes gozar mais de 30, será daí que vem o pagamento dos tais dias de férias não gozados?

De qualquer forma, o melhor é esclarecer isso com a empresa de trabalho temporário (é com ela que deves negociar os dias de férias pois é para ela que trabalhas). Antes de o fazeres dá uma vista de olhos ao Código de Trabalho: a secção de férias é a partir do artigo 237º: http://www.pgdlisboa.pt/leis/lei_mostra_articulado.php?ficha=201&artigo_id=&nid=1047&pagina=3&tabela=leis&nversao=&so_miolo=

Pode também valer a pena dar uma vista de olhos à secção sobre Trabalho Temporário (a partir do artigo 172º)

Caso não consigas chegar a um consenso com a empresa sobre as férias, o melhor será contactar a Autoridade para as Condições do Trabalho...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead